Algumas diferenças entre o Inglês Americano e o Inglês Britânico

Private English PortalO professor Canadense Steve Ford nos explica esta semana sobre algumas diferenças entre o Inglês Americano e o Inglês Britânico. Steve nos conta um pouco da sua experiência de ensino de Inglês como segundo idioma no Canadá, na França e no Brasil:

“Ensinando Inglês tanto no Canadá, quanto na França e no Brasil trabalhei tanto para escolas britânicas quanto americanas. No Brasil, por exemplo, cada escola ensina somente o Inglês americano ou somente o Inglês britânico. Nunca ambos. Assim sendo, eu pude observar no Brasil um fenômeno bastante interessante: muitos alunos que buscavam um conhecimento mais amplo, escolhiam estudar durante seis meses em uma escola americana e, no semestre seguinte, esses mesmos alunos atravessavam a rua e passavam a estudar em uma escola britânica. É muito importante destacar que não existe certo ou errado em se tratando das diferenças entre o Inglês britânico e o americano. Eles apenas são diferentes, assim como o Português do Brasil é diferente do Português de Portugal. Ambos são corretos e ambos são semelhantes, mas cada um contém suas peculiaridades em termos de gramática, vocabulário e pronúncia.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Já quando morei na França, observei outro tipo de realidade: nas escolas onde ensinei em Paris, eu trabalhei eles ensinando o Inglês britânico e o americano ao mesmo tempo. Desse modo, os franceses levam grande vantagem, pois têm a oportunidade de compreender melhor as diferenças e similaridades entre ambos. Isso é muito importante, principalmente no mundo globalizado em que vivemos, no qual estamos cada vez mais em contato com pessoas de todas as partes do mundo. Saber falar e entender apenas o Inglês britânico ou apenas o americano já não é mais uma opção interessante.

Basta falar com os meus alunos no Brasil, da Rússia, de Portugal, da Alemanha, da Franca, da Itália, da Coréia, do Japão, da Polônia, da Turquia, etc. Todos eles, sem exceção, me falam sobre as dificuldades que têm de lidar com pessoas que falam tanto Inglês Britânico quanto Americano, em especial nas universidades, no universo da internet e no mundo dos negócios.

No vídeo abaixo, Steve esclarece algumas dúvidas a respeito das diferenças entre o Inglês britânico e o americano.

Take care!

Steve Ford – www.privateenglishportal.com

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

23 comentários

  • 06/03/08  
    Mairo Vergara diz: 1

    Nossaaa! Muito bom mesmo, eu nunca parei muito para procurar vídeos como esse que explicam diferenças entre inglês americano e britânico! Eu gosto muito do sotaque britânico, mas ainda acho difícil entender o que eles falam algumas vezes, principalmente algumas pessoas mais “enroladas”.

  • 07/03/08  
    Cadu de Castro Alves diz: 2

    I study at Cultura Inglesa. There I learn both American and British English.
    I prefer the British pronounce, but I think I speak like American because I just talking a little English when I started learning it.
    Thanks for the video! It’s so interesting!

  • 07/03/08  
    Steve Ford diz: 3

    Thanks for the comments gentlemen! It’s great to hear that you are able to make good use of this video. I intend to focus on the British/American theme in the future videos as well.

    Cadu, what course book are you studying with at Cultura ?
    Do you prefer to say ‘on the weekend’ or ‘ at the weekend’ ?

    Have a great day!

    Steve

  • 19/03/08  
    alice diz: 4

    que legal aprender ingles!

  • 17/04/08  
    Lucas ferreira leli diz: 5

    OH gostei do site nunca vi tanto e aprendi tando sobre a cultura e as diferenças de tudo isso

  • 23/04/08  
    gustavo diz: 6

    gostei mais entre os dois prefiro o americano

  • 12/06/08  
    felizardo chitsondzo diz: 7

    thank you very much i was trying to see the diffeences between english languages

  • 12/06/08  
    Steve diz: 8

    you are very welcome!

    Steve

  • 21/07/08  
    Celia diz: 9

    Hi Steve, i am going to live in Canada and i study every day by internet with AJ Hoge, do you know? I was thinking to immigrate to Canada this year when my process to finnished. I think the English in Vancouver BC is Britanic English or no? Congratulations your video is FANTASTIC!!
    Bye for now,
    Celia

  • 22/07/08  
    Steve diz: 10

    Hi Celia! Any kind of self study is great! You can go far with it if you have the discipline!

    That’s fabulous that you want to immigrate to Canada! All the power to you! English in Canada follows British spelling and a mix of American and British grammar.

    As of late the word on the street is that British English is gaining importance. Please note for example that the Canadian government requires that potential immigrants do the IELTS exam. This test is a British test! So I rest my case!
    Nevertheless, I still teach British and American English side by side as you can see in my videos.

    Regards,

    Steve

  • 29/12/08  
    josemary diz: 11

    I love this site,cause here I can improve my english.

  • 16/02/09  
    dani lemes diz: 12

    muito obrigada professor sua explicação me ajudou muito em uma pesquisa da escola valeu…

  • 23/03/09  
    Juh... diz: 13

    show exelente pesquisa vc ta de parabens…

  • 28/04/09  
    katienny salles diz: 14

    show de bola graças a esse texto consegui fazer o meu trabalho

  • 29/05/09  
    Guilherme Brantt diz: 15

    Adorei as dicas e o video é bastante dinâmico…

    As diferênças são muito contraditórias, mas interessantes como é o caso do Candy e Sweet…

    Muito interessante debater esse assunto…

    Mas e você sabe qual inglês fala?

  • 08/06/09  
    Marcelli Hotz diz: 16

    Matéria está 1000. Mto bom a vídeo! Amei!
    Parabéns Steve :)
    Beijos a tods.

  • 03/07/09  
    GESSÉ diz: 17

    eu quero aprender mais diferenças entre o ingles americano e britanico

    • 03/07/09  
      Alessandro diz:

      Gessé,

      Vamos publicar mais dicas sobre essas diferenças.

      Obrigado pelo comentário,

  • 10/07/09  
    Luciana diz: 18

    I was about to say What Cadú said. We might have studied English together back then. I have become an English Teacher myself and I would like to add that at the language school where I work (not sure I can say which one, for ethical reasons), we try to empasize differences in spelling, vocabulary, pronunciation and even grammar between British and American English, as we do not know which of the “Englishes” our students might face in their lives.
    The material addopted is sometimes from American publishing houses, sometimes from British ones, but we are told to talk about these differences in class whenever possible to raise students’ awareness of them.
    Nice post.

  • 17/07/09  
    joelckson diz: 19

    hi my nane is joelckson l am from brazil . l like very of english american because l am learning he in school and my teacher of english speak ehglish american l to go study in ccaa l learn english american . the english is an linguage very important in world . l want learn therre linguage english and spanish and france

  • 21/07/09  
    Gustavo diz: 20

    Hi everybody!
    Here you are some more tips regarding the differences in pronunciation between British English and American English. These differences I’ve learned in practise.
    We’ll start by the sound of the letter “R”:
    O “R” dos Britânicos é mais suave em comparação ao dos Americanos, que é mais carregado. Exemplo: Car : Cáa(BrE) Cárr(AmE).
    Year: Íâ(BrE) Íârr(AmE). And so on…
    O som do “T” ou “TT” dos Britânicos é mais forte e mais bem pronunciado do que o dos Americanos que na maioria das vezes soa como um “R” como na palavra “para”. Exemplo:
    Water: Uótâ(BrE) Uórârr(AmE). Little: Litâl(BrE) Lirâl(AmE). And so on…
    Outra característica marcante da pronúncia Britânica é o som das palavras terminadas com o som “ór” como em: More, for, door, course entre outras. O som do “O” tende ser fechado como “Ô”. Exemplo: More: Mô(BrE) Mórr(AmE). Course: Côss(BrE) Córss(AmE). And so on…
    Mais outra característica que marca a pronúncia Britânica é o som das palavras com “É” como em: Dance, Can, Band, Glass, To pass entre outras.
    Para os Britânicos o som fica mais parecido com um “A”. Exemplo: Dance: Dâns(BrE) Déns(AmE). Glass: Gláss(BrE) Gléss(AmE).
    That’s it folks!
    Existem várias diferenças no que diz respeito a estes dois sotaques, mas ficará para uma próxima vez. Duty calls me!
    All the best!

  • 02/11/09  
    Jerfeson Mercês diz: 21

    É muito interessante ter contato com os dois tipos de inglês (americano e britânico).
    Graças a Deus, eu tive a felicidade de aprender, no curso de inglês, o inglês americano, cheguie a concluir o curso e tudo, logo em seguida, passei no vestibular para Letras c/ Inglês e lá, tive uma professora britânica, de Brighton (algo do tipo), assim pude desenvolver meu listening também para o inglês britânico.
    Hoje, tenho menos dificuldade para conversar (oralmente) com alguns contatos no MSN/Skype.

  • 03/03/10  
    João Paulo diz: 22

    Hello, Mr. Ford!

    I’ve perceived that Brazilian Languages Schools have made a mistake. This mistake is only to teach English in the American Dialect or only in the British Dialect. I am no teacher of English nor owner of Language School. But I know that. Brazilian students don’t learn English thinking about only in USA, or only in Britain. There are people who want to learn thinking in Canada, your homeland, and in Australia too. In Brazil, the good strategy is to teach the basic English first, and them to consider the customer’s need about the language. After basic level, the students would choose if they learn only American/Canadian English, or only British English, or only Australian English, or if they learn American/Canadian and British dialects, or American/Canadian and Australian dialects or British and Australian Dialects, or the stundent learns thinking about New Zealand, or other country, or if the student learns everything. I think the same thing about the Spanish Language teaching and French Language teaching. If a Brazilian student wants to learn English thinking about Canada, he maybe want to learn French thinking about only Canada, not France, for example.