Como escolher uma boa escola de idiomas

Oi pessoal! Muita gente me pergunta há quanto tempo eu estudo inglês. Tempo de estudo é algo muito relativo, tenho amigos que estudam há 10 anos e falam com muita dificuldade, tem gente com certificado de escola de idiomas que também não é capaz de manter uma conversa com um Americano ou Britânico. Estudar em uma escola é muito válido, no entanto gostaria de alertar para o seguinte: o grande responsável por aprender Inglês é  VOCÊ.

Eu sempre digo que nunca estudei em escolas de idiomas, sempre gostei de estudar por conta própria (self-taught), fiz apenas 4 aulas experimentais numa escola. Todos me diziam que era o máximo, que a metodologia era a melhor, mas pelo menos para mim não funcionou.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Nem todo mundo tem o perfil ou tempo para estudar por conta própria, para alguns falta disciplina, para outros uma rede de contatos ou amigos que falam inglês. Nesse caso, escolher uma boa escola é sem dúvida a melhor alternativa. Então, da próxima vez que você for procurar um curso de inglês observe alguns itens:

  • Verifique a graduação dos professores: certificados, formação acadêmica, anos de experiência.
  • Verifique se os professores têm experiência no exterior.
  • Tente assistir uma aula da turma que está se formando no curso, se eles não estiverem bem você fatalmente fará parte da estatística.
  • Observe se o Inglês é falado naturalmente dentro da escola.

O prof. Michael Jacobs apresenta uma ideia no mínimo curiosa no livro “Como Não aprender inglês“, veja se tem fundamento. Muitas escolas para economizar contratam atendentes sem formação e se esquecem que eles são o cartão de visitas da empresa. Faça o seguinte teste, chame um amigo seu que fala Inglês fluentemente, ligue para uma escola de idiomas e peça para ser atendido em Inglês. Se a pessoa que atendeu conseguiu fazer o atendimento em Inglês já é um bom indício de que a escola realmente se preocupa em disseminar o idioma, caso contrário pense duas vezes antes de se matricular. É inaceitável que os funcionários de uma escola de idiomas não se comuniquem na língua que a escola ensina.

Todo início de ano somos bombardeados por comerciais de escolas de idiomas, mas é importante não se deixar influenciar por propaganda enganosa. Existe curso que promete fluência em muito pouco tempo (2 meses), isso é impossível mesmo para quem está morando no exterior.

Finalizo com um ditado chinês:

A journey of a thousand miles begins with a single step” (Uma longa jornada começa com um simples passo) – Lao Tzu

All the best!

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

107 comentários

  • 03/09/08  
    Luciano P. Asato diz: 1

    Pessoal,
    Gostaria de fazer um curso no exterior .
    Como faço para escolher uma boa escola?
    Sei somente o basico … será que 2 meses poderei aprender muita coisa? … Não fico por mais tempo pois não tenho condições e tempo.
    Segue meu e-mail caso alguem puder ajudar
    luciano.asato@hotmail.com

    Obrigado

  • 09/09/08  
    Vini diz: 2

    Hello!

    I agree with most of the posts here. I used to teach at CCAA and CNA and I quit because they were only interested in the students money. I didn´t matter if they had learnt anything. They knew they would pass to not study in the following stage and hold the few who were really interested in learning the language. I had intermidiate students who couldn´t understand a word of English and it beats me how the hell they reached that stage. So I decided not to waste my time making an effort to help people learn something they don´t want to. It seems that most students go to classes thinking that the fact that they are there will automatically make them learn English. NOOOO! It takes very hard work if you really want to be good at whatever it is you need to learn. Ah…by the way, I studied at CNA for 4,5 years and it took me round 4,5 years more till I could consider myself a good speaker of Engilsh. So here´s my advice….don´t you ever give up!!! Gratz on the blog.

  • 03/10/08  
    Monica Costa diz: 3

    Olá…acho que a boa escola de inglês é aquela que consegue estruturar suas aulas da seguinte maneira: fala, escrita e audição. Pq fiz um curso de inglês durante 6 anos e quando me terminei, a única coisa que fazia bem era escrever…com isso me senti incapaz e parei…voltei a estudar o inglês pq realmente gosto do idioma e hoje sinto que o meu inglês está bem melhor.

    Hoje eu prático a fala, a escrita e a audição, também procuro falar inglês fora da sala de aula.

    Este site é ótimo porque nos ajuda a praticar e a ter um contato com o inglês além da sala de aula. Isso é importante!!

    Beijokas.

  • 15/10/08  
    Natalia Moreira diz: 4

    Oii! =)

    Bom, primeiramente queria dizer que eu AMO esse blog!
    Parabéns mesmo a todos que tem se esforçado e feito desse blog um blog que (na minha opinião, e com certeza na de muitas outras pessoas) deveria ser visitado por todos que estão aprendendo a língua inglesa.

    Agora queria tirar uma dúvida…
    Eu já estudo por conta própria pela internet não faz nem um ano e eu fico maravilhada pelo quanto eu tô sabendo de inglês…acho que ainda tenho muito, MUITO mesmo o que aprender, mas já tenho amigos americanos e consigo levar uma conversa boa com eles pela net…

    Minha dificuldade está no falar…Não tenho com quem conversar em inglês. Por isso mesmo me pego várias e várias vezes conversando sozinha em inglês…rs mas não é a mesma coisa. Com os meus amigos americanos eu nem arrisco porque sei que a minha pronúnica ainda não está no ponto pra levar uma conversa, no minímo, “entendível”.

    Por isso que eu tenho pensado muito em finalmente entrar numa escola de idiomas. Gostaria de saber se você tem um conselho pra esse caso específico…e se tem algo que eu possa fazer sem precisar ir para uma escola de idiomas.

  • 17/10/08  
    Dicas de Inglês :: Promoção “2 anos de English Experts” diz: 5

    […] para pessoas com necessidades reais, sem aquela sensação de “Slow Down” que vemos nos cursos de muitas escolas por […]

  • 01/12/08  
    FABio diz: 6

    Bem fiz 2 anos de ingles no curso de idiomas yes Tipo na epóca era criança Achava um “saco” o ingles parei terminei até o basico minha habilidade oral até q é boa gramatica Sempre tive dificuldade Bem como eu achava um “saco” como eu disse parei no basico depois quando eu voltar continuarei pelo intemediario no basico tinha 3 horas de aulas no intermediario terei 5 horas ou seja 2 horas a mais A partir do intermediario é só gramatica e pra eu poder começar no intermediario terei q fazer uma prova pra ter a garantia q eu ainda possuo o ingles.

    hoje me arrependo de naum ter dado a minima pra algumas aulas To começando a correr atrás na net Apostila Tudo q possa me ajudar no meu ingles

    Filme agora pra mim só ingles legenda maioria das vezes ingles tb

    ingles é q nem matematica Praticando vc aprende

    / \
    | |
    Claro meu q meu portugues naum é assim a pressa q acaba fazendo isso

    Vlw pessoal

  • 05/12/08  
    Jefrei salvador diz: 7

    estou procurando uma escola de ingles, daí vi nun sait a escola englishtown que é a distancia, fui informado de que em um ano, fazendo 4 a 6 horas por dia, ficari fluente dependo de minha dedicação, os professores são estrageiros e vivem lá, as aulas de conversação é tipo com fone e microfone, alguem já ouvio falar dessa escola será que é boa? se alguem pudesse me uma dica seria uma boa. bom dia

  • 05/12/08  
    Patricia diz: 8

    Eu faço Englishtown há um ano e posso te dizer que é um curso legal, já esta história de fluência em apenas um ano é questionável. Quando comecei eu sabia poucas coisas de inglês e agora meu nível é avançado, mas não posso dizer que já sou fluente, sendo que o mais difícil é desenvolver a compreensão auditiva. Ler eu já leio muito bem em inglês. Atualmente estou desenvolvendo minha listening comprehension, através de podcasts. As aulas de conversação são legais, quando a conexão não está ruim. De qualquer forma, eu te recomendo que tente o curso da Englishtown que de forma geral é bom. Mas lembre-se, não confie apenas no curso. Busque outras formas para aprender inglês, se puder compre livros e principalmente busque assistir filmes em inglês e ouvir podcast, isto realmente funciona. ahh… lembrei, no Englishtown também existe a opção de você ter um private teacher, e isto eu não tentei, porque o custo aumenta muito. Pode ser que com um professor particular o desenvolvimento seja maior, isto eu não sei dizer.

  • 09/12/08  
    Paulinha - Malta diz: 9

    Bom, estou programando viajar em Jan/2009 para melhorar meu inglês. Está muito próximo e ainda não fechei nada.
    Estou muito ansiosa e preocupada em escolher uma boa agência e escola, pq quero que seja uma experiência proveitosa. Afinal, o investimento é alto e só tenho 4 semanas para isso.
    Gostaria de saber se alguém tem boas referências da escola Education Fist e da SprachCaffe, pois estou pretendendo estudar na unidade de Malta.
    Quem puder me ajudar…
    Obrigada!
    Abraços

  • 22/12/08  
    Luan diz: 10

    Thanks for the tips I doing to the English and a time to see results because my canbenet q lives in Florida instead and when I’ll call him and already understand what his mother and speaks his mother is American
    and in 2010 I aim for the aeeee

  • 23/12/08  
    Lucas Cristiano diz: 11

    Amei o Bloque, estudo ingles a 1 ano, esse blogue foi ótimo para eu aprender mais e aperfeiçoar o que eu já sabia, muito obrigado pelas dicas, foram de ótimo aproveitamento…

    Apartir de agora vou estabelicer uma meta em minha vida:
    – Me esforçar o máximo e pensar em ingles até o meio de 2009…

    abraços… e um muito obrigado………

  • 28/12/08  
    Silvia diz: 12

    Fiz durante 2,5 anos curso de inglês no Senac-Alagoas, até que era bom mas a mensalidade aumentou 100%, deveria existir um investimento maior para incentivo ao estudo de idiomas para a população Alagoana pois nosso estado possui um potencial turístico fantástico mas pouca mão-de-obra qualificada pois para quem ganha um salário mínimo fica difícil. Mas minha luta continua agora pela internet (graças a Deus que existe net) pesquisando.
    Seu site é uma fonte de consultas excelente! parabéns pela iniciativa.
    Hugs and happy new year!

  • 07/01/09  
    Cristina Silva diz: 13

    Estudo inglês na escola Cultura Inglesa em Guarulhos e, gosto muito, mas sinto que não sei muito ainda como eu desejaria já saber ….mas, como vc escreveu em um dos artigos, de fato eu não tenho me esforçado tanto qto deveria. Inicio este ano uma fase avançada na escola e me empenharei em aprender e estudar mais e não jogar a responsabilidade só na escola ….que é muito boa sim mas, falta mais esforço meu . Adorei o site !!!!

    • 07/01/09  
      Alessandro diz:

      Cristina,

      Eu tenho ótimas referências da Cultura Inglesa. Se tivesse aqui na minha cidade com certeza eu faria uma experiência.
      Sucesso nos estudos.

      Abraço,

  • 07/01/09  
    Roberta diz: 14

    Alessandro,

    Meus parabéns pelo seu blog! Também sou estudante de Administração e posso dizer com toda certeza que você é um grande EMPREENDEDOR através dessa sua iniciativa de compartilhar seus conhecimentos com os demais. Um bom líder!
    Consigo ler e entender bem textos em inglês, mas o que me falta é desenvoltura para falar e isto me deixa muito triste.
    Mas como sempre fui esforçada e sempre procuro fazer o melhor e dar o melhor de mim, voltei a estudar todos os dias o inglês, que é um idioma que sempre gostei e que sempre sonhava em falar.
    Seu blog é maravilhoso e está me ajudando a ver que posso melhorar essa timidez de me expressar em inglês.

    Muito obrigada! E continuarei lendo os artigos com muito entusiasmo!

    Desculpe perguntar, mas você mora no Brasil?

    Beijos

    Roberta

    • 07/01/09  
      Alessandro diz:

      Roberta,

      Muito obrigado pelo elogios. É por causa de pessoas como você que vale a pena manter o EE, e olha, não é pouco trabalho não.
      Continue participando. Eu moro no Brasil sim, porém pela Internet tenho amigos nos 4 cantos do mundo, por causa do inglês, o idioma que quebra fronteiras.

      Bons estudos!

      Abração,

  • 31/01/09  
    Ana diz: 15

    Sou apaixonada por seriados americanos e isso me ajuda muito no inglês, as vezes pareço uma louca repetindo falas e conversando com as paredes (rsrsrsrs). Parabéns pelo trabalho com o blog, realmente as dicas são super úteis e é de grande ajuda pra quem deseja continuar estudando inglês sozinho.

    Parabéns mais uma vez.

    Abraços

    • 31/01/09  
      Alessandro diz:

      Ana,

      Não fica triste não. O pessoal aqui em casa me acha meio doido também. Passo boa parte do dia conversando sozinho em inglês. ;-)
      Continue participando do blog com comentários.

      Abração,

  • 04/02/09  
    roland diz: 16

    very good blog with a very good content!

  • 03/03/09  
    Jonã diz: 17

    Os artigos do Alessandro são muito bons!

  • 05/03/09  
    Fernando diz: 18

    Hey! I’ve been teachin’ american english at CCAA for 10 years now…and I assure you guys, the right methodology does matter…picture it, when we had to learn the freekin’ verb to be at elementary and high scholl…I dare you to say that you’re fluent just ’cause you paid attention to the teacher in class…I mean…a class with 40 students…you can learn…but in a group of 5 to 8 students in class…and only speakin’ and thinkin’ in english…even if you take a look at the picture and don’t know what the meaning is…see ya, guys!

  • 12/03/09  
    TAYRINE diz: 19

    PARABÉNS POR ESSE BLOG!
    É SEM DÚVIDA 1 dos MELHORES BLOG QUE EU JÁ ACHEI…CONTINUE NOS AJUDANDO! hehehe…JÁ ENCONTREI VÁRIAS COISAS LEGAIS AQUI. É MUITO BOM!

  • 27/04/09  
    Getulio Fonseca diz: 20

    Well, first of all, congratulations for the willingness to try to alert all possible naive preys who have no idea what a good school should be. I just can´t happen to agree with you that one should verify if the teachers have already been abroad and lived there as well. I have been teaching for ten years and I am also a self-lerner. My accent is pretty much american standard and I know it because I’ve been talking to americans over the internet…this is what they tell me!
    Finally, my piece of advice is…check your teacher with another friend who speaks english very well, then…plunge your head being aware that you have a huge responsability in your learning process.

    Good luck everyone

    Getulio Fonseca
    Teacher of English and Hebrew

  • 06/05/09  
    Nicholas diz: 21

    I’ve started to study only six month ago. Before this i did three classes of WIZARD method which not help me at all in the english learning. so i quit that school and found a really good school focused on adults and people that need to study. This make my english improve fast and could be an oportunity to people who need to talk english on work. Off course that all the grammar isn’t easy to learn in 18 months (7 in my case) but work hard and look to extra books and exercises could be a better way. That is all foolks….

  • 12/05/09  
    Aline diz: 22

    A Link Up é uma boa escola de inglês?

  • 18/05/09  
    Max Luiz diz: 23

    Gostei muito do blog e realmente os comentarios e dicas que sao postas aqui são, além de interessantes, funcionais. Apenas discordo de alguns pontos de como escolher a escola de idiomas, por exemplo não acho q seja necessario que a secretaria do curso saiba falar o idioma ensinado (da escola que eu trabalho um sabe e outra não e nunca aconteceu delas utilizarem do inglês dela para o atendimento) Outro ponto que discordo é que o professor não precisa ter viajado para um pais falante do idioma para ser considerado de alta qualidade. Eu mesmo nunca viajem a lugar algum fora do pais, mas tive contato com muitas, muitas pessoas de outros paises aqui mesmo onde moro, João Pessoa – PB, e pela internet. Sem falar que tenho acesso a programas televisivos como CNN e seriados de TV em inglês e sou considerado por muitos alunos e professores de lá da escola como um dos melhores professores de lá.

  • 17/06/09  
    Vânia Polettini diz: 24

    Meu marido pretende iniciar um curso de inglês e está em dúvida entre 5 escolas daqui de São Paulo: – CEL-LEP, Berlitz, Alumni, Wizard ou Companhia de Idiomas.
    Alguém pode dar uma ajuda ou dica com relação à essa escolha?
    Obrigada.

  • 26/06/09  
    Taina F. diz: 25

    Queira, por gentileza, entrar no site da escola. Lá você poderá obter várias informações, porém, quanto a preços o melhor será fazer uma visita e conversar com a equipe do SKILL Limão, que poderá esclarecer quaisquer dúvidas que tiver e lhe mostrará todos os recursos utilizados.

    http://www.skill.com.br

    Grata.

  • 08/07/09  
    Miizÿ~ diz: 26

    Ai, eu estou fazendo Inglês na AM/PM e sabe, eles ensinam Inglês em 1 ano e meio.
    Sim, parece mentira. Eu mesma antes de começara estudar não acreditava, porém, com um mês de aulas vieram americanos na minha Igreja e eu consegui conversar com eles (com um pouco de dificuldade, claro) e entender o que eles falavam.
    Hoje, faz quase um ano que eu estudo e eu estou sendo treinada para também poder dar aulas. O método é revolucionário e literalmente ensina o aluno a falar Inglês, em menos de 200 horas, com certeza. :)
    Fica a dica, vale a pena!

    • 09/07/09  
      Alessandro diz:

      Miizy,

      “Método revolucionário” é outra expressão que para mim soa picaretagem e charlatanismo.
      Qualquer escola que vende “método revolucionário” é no mínimo duvidosa.

      Porém, respeito sua opinião!

  • 09/07/09  
    Otávio Cardoso diz: 27

    Mas não é nada difícil apresentar um método revolucionário num país onde ainda se ensina inglês como se fazia “na idade da pedra”.
    Repetindo:
    Sou professor de inglês em um curso que ensina o idioma em 12 meses. O curso total é de 18 meses, já que os últimos seis meses são destinados à preparação dos alunos para o First Certificate (Cambridge).
    Todos os alunos que se formam são motivados a prestarem o exame e a maioria efetivamente presta.
    Nossa nota mínima obtida em quatro anos de escola foi B+.
    Há quem diga que cursos rápidos não funcionam. No entanto, numa escola em regime de imersão como aquela na qual trabalho, os resultados são visíveis e contra resultados não há argumentos. Ou será possível dizer para alguém que não falava inglês no final de 2008 e que hoje fala que ela de fato não aprendeu?
    Minha sugestão não é que quem vai procurar um curso veja carga horária, qualificação dos professores. Minha única dica é: conheça a metodologia e cheque seus resultados com ex-alunos.
    O resto é detalhe!!!

    Abraço a todos e sucesso!

    PS: E não é nenhuma novidade ou “pulo do gato” afirmar que o aluno precisa querer, estar motivado a aprender. Ou alguém aí conhece alguma coisa (qualquer coisa) boa que se aprenda sem que haja algum tipo de motivação?

  • 10/07/09  
    Alexandre diz: 28

    Pessoal, concordo com as opiniões colocadas neste site. É FUNDAMENTAL assistir a 1 ou 2 aulas gratuitas em pelo menos 3 cursos antes de decidir. Você quer aprender realmente a falar inglês…ou quer ficar, no máximo, um conhecedor da gramática? Bom, se o seu objetivo é aprender a pensar e a falar em inglês tenho 2 boas indicações: BRASAS e BERLITZ. Não acredite em mega propagandas nem em comentários de pessoas que vc não conhece (logicamente, eu me incluo nesse grupo): vá conferir, assista a 1 ou 2 aulas – questione, pesquise, compare. Dinheiro e tempo não são bens recicláveis!!! Espero ter ajudado.

  • 21/07/09  
    Fabiano diz: 29

    Congratulations my friend .

    Blog is the best information !!

  • 29/07/09  
    Paulo Lopes diz: 30

    Ótimo!
    Foi muito bom essas explicações sobre as escolas de idiomas, mesmo!
    Eu estudo somente por esse site, pretendo agora me ingressar em uma escola de idioma (inglês) para dar uma forçazinha, e esses comentários foram ótimos pra mim.
    Um detalhezinho, logo no 2° parágrafo foi digitado “drop out” como cair fora, posso usar o termo beat it da mesmo maneira?

  • 10/08/09  
    Erasmo de Matos diz: 31

    Por favor, não encontrei no rodapé do blog as sugestões de livros comentado no artigo.

    Grato,

  • 25/08/09  
    Ricardo diz: 32

    Caro Alessandro, obrigado pelas sugestões, não só deste artigo, mas que você coloca neste blog. As opiniões até estão mudando a minha idéia de cursar uma escola de idiomas. Considero que tenho um nível intermediário de Inglês, adquirido sozinho, e estava procurando sugestões de escolas de idiomas, já que estava procurando melhorar meu inglês, aliás foi assim que chegue até aqui. Mas suas sugestões neste blog estão me motivando a realizar este estudo por conta própria. Agradeceria se me respondesse uma coisa: é possível realmente adquirir com estudo próprio uma boa ‘conversação’, digo, no sentido de pronúncia das palavras? Porque aprender por conta própria a escrita e leitura até parece bem razoável, mas desenvolver a conversação é mais complicado :/
    Parabéns pelo blog!

    • 25/08/09  
      Alessandro diz:

      Ricardo,

      Aprender por conta própria é possível. Porém um idioma é adquirido com interações sociais, estudar por conta própria não dispensa um bom treino com um nativo do idioma, um parceiro de estudos ou um professor particular.

      I hope that helps,

      Abraços,

  • 28/08/09  
    luciano diz: 33

    Nssa gostei muito das dicas citadas , pois pensava fazaer ingles numa dessas esclas ai mencionadas ; vou realmente fazer teste do fone no atendimento se fucionar? estou la dentro obrigado pelas dicas luciano

  • 20/09/09  
    Andressa Souza diz: 34

    Olá!
    Gostei muito do seu blog…Li vários artigos sobre inglês!
    Mas ainda estou em dúvida em que escola fazer….
    é um dilema , escolas que tem nomes pupolares e outras não!
    A wizaerd seria uma opção. Você conhece a wofford college? Se conhece, como avalia sua metodologia de ensino?
    Obrigada
    Aguardo resposta!

  • 16/10/09  
    Cleonice diz: 35

    Olá, gostaria de saber se alguem conhece ou já estudou na Uniao Cultural, pois gostaria de fazer o curso de ingles lá, porem não tenho referencias.

    Grata,

  • 19/10/09  
    Anna Luisa Werneck diz: 36

    Hi,my name is Anna and I found your blog when I was googling.I just love it,congrats. Definitely it is extremely important for you guys, especially in Brasil to obtain accurate imformation about those school.Unfortunataly,is not all of them that take it sirously,very important to find out what type of methology they use,english as any other language without you practice (TALK AND THINK) it is “money flased away in the toilet”.Good luck for every one that is try to learn this wonderful language.By the way i’m brazilian “mineira” live in usa for nine years..graduated from school in here!!Abracaos a todos,Deus os abencoe!

  • 23/11/09  
    Ana diz: 37

    Bom pessoal, não sei se é somente de ingles que estão comentando…
    Mas a Cultura Espanhola é a unica escola que tem todos os professores nativos e uma metodologia própria e sem enrolação!
    Não tem adolecentes na sala… Algo realmente muito focado para quem tem a necessidade de falar e escrever com rapidez e corretamente!

    Um abraço a todos!

  • 09/01/10  
    sara diz: 38

    ola pessoal…gostaria muito que vcs me ajudassem pois acabei de terminar o ensino médio….e pretendo fazer inglês….mais estou super perdida e em duvida em qual escola…..uns falam que tem que ser uma de um bom nome como wise up…mais ao msm tempo li um artigo na internet de ex-alunos que estão na justiça te hj contra a escola…pois dizem que foram totalmente enganados desde o contrato…..que é pura propaganda de marketing….entre outras escolas famosas…..tenho uma amiga que trabalha na escola de idiomas yes…gostaria de sabeer se td isso é vdd….e se a yes é realmente uma boa escola…..

  • 19/01/10  
    daniele maia diz: 39

    ola, adorei seu blog.
    eu estou com um pequeno poblema tenho 2 filhas
    1 de 13 e uma de 11 e queria muito que elas aprendessem outro idioma .
    e estou querendo matricular ela no yes e gostaria da sua opnião dese ja agradeço.

  • 08/02/10  
    Andrei Campelo diz: 40

    I found the post partially useful. I definitely agree that the student plays a major role in the process and that there’s school, famous or not, that can circumvent the student’s lack of interest. What makes absolutely no sense is the notion that the receptionist of the school should speak English! At my school the employees of all areas are encouraged to take English classes and most don’t take advantage of this benefit. And note that this is offered free of charge. Moreover, we teach 5 different languages there, so why English, then? Nah, in the end the receptionists have to be free to choose. Another aspect that bothered me is your belief that the teacher must have experience abroad. While it is certainly an advantage, it by no means should exclude those who were not blessed with the opportunity. My best teacher when I was learning English had never lived or been abroad. Another example is the coordinator at my school. She’s been a teacher for 22 years, has never lived in another country and her English is just beautiful! Other than that, congrats for the iniciative, Alessandro.

  • 22/02/10  
    Brenda diz: 41

    Oie, meu nome e Brenda tenho 16 anos de idade estudo em escola pública e apezar te eu ter estudado inglês desde a 5/ serie ( entou cursando agora o 2° ano do ensino médio) eu nã sei absolutamente NADA sobre inglês a não ser

    I LOVE YOU kkkk’

    mais assim agora eu quero fazer um curso porque eu comecei a me interessar pelo idiona etc.
    em fim
    dentre as minha condições eu posso seomente pagar um valor X; eu recebi na minha casa dois planfetos … eu até fui em um escola mais o atendente não me passou confiança ;(
    se você poder me ajudar a acha um instituição boa assim que eu postériomente terei o privilégio de falar inglês eu gostaria que você me falasse !

    haha’

    Beijoooo

    Brenda de Brasilia- DF

  • 03/03/10  
    Wagner Bastos diz: 42

    Ola Alessandro.
    Sao muito procedentes as suas consideracoes em relacao a instituicoes de ensino de idiomas. Passei por situacoes semelhantes as suas. Morar e estudar fora do país foi o que ajudou a melhorar muito meu ingles. O que repercutiu em minha vida profissional.
    Continue com as sugestões, isso pode ajudar a melhorar o nível do ensino do idioma no país.
    Em breve Ufluent sera uma das opcoes inovadoras do mercado em ensino de idiomas, aguarde.
    Wagner Bastos.

  • 14/03/10  
    FEUL diz: 43

    WELL , I THINK THAT YOU CAN LEARN OTHER LANGUAGES ONLY , OF COURSE , IF YOU REALLY WANT . TO LEARN YOU NEED TO WORK HARD , READING BOOKS AND WATCHING CC TV AND AWAYS HAVE A DICTIONARY ON HANDS . I USE A TRANSLATOR ON MY PHONE..
    SO .. GO BEHIND OF YOUR DREAMS….

  • 09/04/10  
    Carlo diz: 44

    Eu fiz 4 anos no curso de inglês da Trainer Idiomas e realmente gostei e aprendi muito nesta época. Desde então, estou mantendo o nível com este blog que vem me ajudando nos estudos.

    O interessante da Trainer Escola de Idiomas é o material de estudo. Com materiais importados das Editoras Oxford (inglês) e Edelsa (espanhol), as aulas são dinâmicas e o aluno tem à sua disposição, além das aulas regulares, atividades extra-classe, plantões de dúvidas, biblioteca e laboratório multimídia. Tudo para proporcionar sempre o melhor em sua formação.

    Enfim, eu recomendo!
    http://www.traineridiomas.com.br/curso-de-ingles.html

  • 19/05/10  
    Catarina Silva diz: 45

    Adorei o seu blog, gostei imenso!
    Agora venho sempre aqui ver o seu blog tão original!

    I love your blog!
    Is so cool, I love it!

  • 18/01/11  
    Monalysa Klauck diz: 46

    Boa noite Alessandro e a todos.
    Gostei muito do seu artigo, eu estudo espanhol por conta propria a uns 3 meses, e muitos me dizem vai fazer na escola tal (…) mas sempre fico meio insegura, agora com esse seu artigo e os comentarios de alguns me ajudaram a pensar melhor na escolha. Te digo que nesses 3 meses estou aprendendo muito, e adoro isso, porque depende de mim mesma, não basta só escreve ou compreender tem que falar então sempre que dá tento conversar com amigos ler revistas ver filmes em espanhol é de muita ajuda garanto.
    Algumas pessoas me falavam “isso não dá em nada” “voce não vai aprender nada”, mas não costumo desistir e vendo que uma pessoa consegue sei que tambem posso.
    Quanto as dicas serão muito uteis vou utilizalas um dia…
    sem mais…
    muchas gracias, para ayudar.
    Buenas noches amigo.

    • 19/01/11  
      Alessandro diz:

      Monalysa,

      Obrigado pelo comentário e elogios. Gostaria de convidá-la para conhecer o irmão mais novo do EE, o Dicas de Espanhol. Segue abaixo o link:

      http://www.dicasdeespanhol.com.br/

      Bons estudos!

  • 24/01/11  
    Gabrielle diz: 47

    Estou pesquisando escolas na minha cidade e a wizard tem um programa que da aulas de acordo com a disponibilidade do aluno. Vc liga marca a aula e o professor atende voce junto com os outros alunos que também marcaram a aula (porem cada um em um módulo) ou seja, o professor vai no seu ritmo não no ritmo da turma (ja que nas turmas cada um tem um ritmo). Vc considera um bom método ?
    Abraços

1 2