É sadio aprender vários idiomas simultaneamente?

Vários idiomasComo um jovem curioso, possuidor de uma louca paixão por escrever, falar em público, ensinar e descobrir coisas novas, desde pequeno guardei a vontade de aperfeiçoar-me no que mais tarde descobri ser o estudo da lingüística.

Inicialmente me destacando no português, em seguida comecei os meus estudos na língua inglesa. Por influência de meu pai quem sempre tentou com esforço hospedar estrangeiros em nossa residência, entendi com o tempo a necessidade de dominarmos bem um outro idioma, principalmente quando ele é conhecido como o idioma que todos devem saber.

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

Com o tempo, comecei a participar de uma sociedade a qual me tornei dependente mesmo sem ter notado. Como ativista de software-livre comecei aos poucos acessando a rede de IRC Freenode a qual tem em sua maioria usuários falando a língua inglesa. No intuito de tornar-me parte dessa rede, poder manter um bom diálogo com grandes desenvolvedores e inclusive fazer amigos o hábito de estudar e falar idiomas tornou-se outra das grandes necessidades as quais tento satisfazer no meu dia-a-dia.

O contato com estrangeiros cada vez mais crescia, até que o espanhol tornou-se uma língua a qual eu também desejara aprender. Desde pequeno meus estudos desbravaram-se sobre diversas línguas como o hebraico, latim, grego e outras já esquecidas pela maioria. Entretanto dessa vez eu estava com uma nova intenção em minha mente: Não só aprender palavras ou frases feitas, mas poder entender o sentido do idioma, como as orações fluem e tornar-me então fluente.

O real objetivo desse artigo encontra-se em um momento recente de minha vida. Na própria rede Freenode conheci um canal de amigos apaixonados por lingüística (#linguistics), o que além de me fascinar com esse estudo, fulminou diversos mitos que eu tinha em minha mente. O fato de saber várias línguas prejudicar o progresso de uma, por exemplo, foi algo que logo notei ser um grande mito. Talvez em um período muito longo o qual você acostumou-se a utilizar uma, traga dificuldades na outra, mas nada que o tempo, estudo ou costume ajudem a corrigir esse problema.

O problema o qual fiquei sujeito só permitiu que eu me desse conta quando já estava inserido no contexto de tantos idiomas. Estava lendo sobre esperanto, estudando o básico do alemão, melhorando o meu espanhol e ainda o meu inglês em uma busca de deixar mais rico meu vocabulário. Será que é possível esse desenvolvimento? Será que é sadio?

O problema quando se tenta abraçar o mundo com as mãos é que você percorre grandes distâncias, avanços notáveis, mas pouco significativos por uma outra perspectiva. Meus argumentos para estudar o esperanto eram bem interessantes, afinal uma língua que utiliza vocabulário e regras anglo-saxãs, latinas e ainda fonética eslava iria ajudar-me em diversas outras línguas de meu interesse. De qualquer modo, a minha produtividade seria insignificante comparado ao estudo concentrado de uma ou duas línguas no máximo, a qual eu já tivesse ao menos em uma um nível avançado.

Logo – ao menos no estudo da lingüística – pode-se ter certeza que não é indicado o estudo de mais de uma língua simultaneamente, uma vez que a produtividade será mínima, além dos problemas que você terá em memorizar tantas palavras e regras parecidas ou díspares demais. Entretanto, se você encontra-se em um ambiente o qual poderia facilitar isso, com medidas precavidas pode ser que o estudo de várias línguas simultaneamente seja possível sem danos.

por Marcel Ribeiro Dantas
email: ribeirodantas at slackware-rn.com.br

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

25.jpg

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do English Experts. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

12 comentários

  • 19/12/07  
    Fabio diz: 1

    Olá !
    Cara atualmente eu tenho estudado inglês, por causa da profissão, tudo em informática é em inglês, consigo ler e escrever, o meu problema é a conversação, pois não tenho a necessidade de praticar diariamente.
    Eu estudo também italiano (básico ainda), mas isso só porque sou descendente e não sabia nada, e até agora consigo conciliar as 2 línguas sem problema, pretendo aprender Francês, mas infelizmente vou ter que esperar, pois além de duas línguas tenho que estudar as coisas de informática do contrário fico desatualizado :)
    um abraço!

  • 19/12/07  
    Mairo Vergara diz: 2

    Eu creio que estudar mais de uma língua pode ajudar na questão do “como aprender línguas”. Diferentes línguas precisam às vezes de diferentes abordagens, e assim sua habilidade para aprender línguas evolui. No entando estudar duas ou mais línguas ao mesmo tempo é algo complicado e que pode ser prejudicial aos seus estudos. Eu recomendaria fazer isso quando uma das línguas estudadas já é bem dominida. Eu por examplo estudo o japonês, que estou num nível intermediário e ao mesmo tempo o inglês, o qual já estou num nível mais avançado. Conluindo, estudar duas ou mais línguas é ótimo, mas creio que fazer isso ao mesmo tempo pode ser perigoso.

  • 21/12/07  
    Marcel Ribeiro Dantas diz: 3

    É verdade. Como disse, se você está em um ambiente que favorece isso, não há o menor problema. Se o seu ganha pão é com idiomas e você tem um ambiente sadio para isso, técnica e coisas do tipo por que não aprender dois idiomas simultaneamente se você conseguir acompanhar o ritmo?

  • 24/05/08  
    Camila diz: 4

    Depois de ler o seu texto, acho que vou ter que desistir de algum idioma.
    Estudo inglês, espanhol, japonês e agora estou tentando russo on-line, o que está difícil porque não sou uma boa autodidata.
    Vejo-me muito longe de falar qualquer língua com fluência, incluse o português. Não sei me expressar muito bem.

  • 28/07/08  
    Marcel Ribeiro Dantas diz: 5

    Disciplina é essencial para que você atinja seu objetivo Camila. Não desista ;)

  • 01/08/08  
    Tereza diz: 6

    Já eu sempre tive muita curiosidade e vontade de aprender várias línguas. Como não tenho tempo por causa do trabalho e da faculdade, tenho que estudar online, e no momento estou dividida entre o aperfeiçoamento do meu inglês, do meu francês e a aprendizagem de russo. Por enqunanto estou indo bem… :D
    Valeu pelas dicas!

  • 08/08/08  
    Presente de Natal: Dica de Blog - English Experts | Como Aprender Japonês diz: 7

    […] É sadio aprender vários idiomas simultaneamente?Gerenciamento do tempo x Produtividade x AprendizadoDicas para aprendizado de vocabulárioAprenda Inglês cantando [serve para japonês também]Sera que vale a pena estudar gramática? […]

  • 10/07/09  
    smith diz: 8

    Eu falo bem o francês mas mesmo assim estava aperfeiçoando-o enquanto estudava o inglês. Resolvi então deixar o fracês de lado e continuar só com o inglês por que estava me sentindo cansado de certa forma, mas não prejudicado.Acho que é como o final do texto:
    ”Vai muito de cada pessoa.”

  • 02/09/09  
    Roberto Garcia diz: 9

    Cada pessoa tem o seu ritmo. Eu por exemplo estabeleci um rotina para o aprendizado de um (ou vários) idioma. De Segunda-feira a Sexta-feira, estudo apenas a língua inglesa, duas horas ao dia, e visito algunsa sites em espanhol só pra dar aquela calibrada no portunhol. Sábado e Domingo estudo apenas alemão. Estabeleci este ritmo e tem dado bons resultados para mim. Eu só acho que deve haver calma e prudência, não querer abraçar o mundo como foi dito no artigo, e procurar ter força de vontade diante de qualquer dificuldade que o aprendizado possa ter.

  • 04/09/09  
    Roberta Uehara diz: 10

    Na faculdade, minha carga horária comportava o estudo do inglês, francês e alemão. No início é empolgante, mas com o tempo, começou a ser pesado, inclusive pelo fato de eu ter que levar outras matérias junto… Fiz 02 anos de alemão e três de francês… o inglês foi a língua que eu deixei após 01 ano, pois sempre tive trauma… Mas agora quero retomar por necessidade de passar em algum concurso público….
    Adorei o site e tem me incentivado a não desistir….Obrigada!
    Obs: Engraçado que quando entro numa língua e alguém me pergunta algo sobre a outra, na hora é difícil lembrar até algo básico….Posso garantir que lembro um pouco de cada língua, mais do francês que fiz mais tempo….o importante é nos aplicarmos na língua que for de mais valia… cada um tem a sua…

  • 16/10/09  
    josé diz: 11

    Vc tem alguma referência bibliográfica que trate deste assunto, ou seja: “aprendizagem de 3 línguas estrangeiras at the same time”?
    Se tiver por favor, let me know.
    Abç

  • 11/01/10  
    Cássio diz: 12

    Olá que interessante a sua experiência. Eu estou passando por uma situação difícil. Preciso aprender inglês de qualquer, mas o que eu tenho vontade de estudar é o francês…
    Você alguma dica para quem precisa do inglês, mas não se sente atraído por essa língua?
    Obg =]