English Podcast 25: Gonna, Wanna, Gotta e Ain’t – Parte 2

Olá, amigos do English Experts! No bate-papo de hoje com a Ana Luiza o foco foi no uso das contrações Gotta e Ain’t. Essa última, aliás, bastante polêmica. Para aproveitar melhor este programa é importante ter ouvido a primeira parte, se você ainda não ouviu, segue o link: Gonna, Wanna, Gotta e Ain’t – Parte 1.

English Podcast 25 banner

Muito obrigado pelos comentários enviados, vocês não tem noção do quanto esses comentários nos motivam a gravar novos programas e melhorar a cada dia. Please, continuem participando.

Prepare o seu headset, aperte play e divirta-se.

Ouvir o English Podcast

Links discutidos no podcast

Programas Anteriores

Arquivo do English Podcast

Assine e Avalie no iTunes

English Podcast no iTunes

Sugestões, críticas e elogios

Envie sugestões, críticas e elogios nos comentários. A sua participação é muito importante.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

34 comentários

  • 10/07/13  
    Diego Vilalva diz: 1

    Muito ansioso para chegar em casa e ouvir, aqui onde trabalho não é possível.

  • 10/07/13  
    Feliphe diz: 2

    As always, great podcast and congratulations o/
    Myself barely use those contractions in English, but I hear some of them so much in TV Series.
    Ain’t I heard just once before this podcast at this song of Guns N’ Roses (Ain’t It Fun): http://www.youtube.com/watch?v=HyzASu4VDxU

  • 10/07/13  
    Teilor diz: 3

    Quem assiste a série Dexter já ouviu muito o “do what you gotta do” e os nativos falando fica como se fosse “do whatcha gotta do”. Vocês poderiam também fazer um podcast ou post sobre o reconhecimento de abreviações como “i’ve, you’ve , I’d” no inglês falado, pois acredito que são umas das mais difíceis de se reconhecer num exercício de listening. Muito bom o podcast e fico no aguardo dos demais.

    • 10/07/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Teilor,

      Obrigado pela sugestão, vou colocar aqui na lista dos programas a gravar.

      Bons estudos!

  • 10/07/13  
    Victor Hugo diz: 4

    Alessandro,

    Ótimo podcast.

    E sobre o ain’t (Pra falar a verdade não gosto muito dele rs) eu quase nunca ouço (ou percebo)… vejo mais em músicas mesmo…

  • 10/07/13  
    Hugo Lins diz: 5

    Vocês conhecem a música “Informal contractions song” ? Tem todas as expressões nela: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=MeVE_yUn9ag&noredirect=1

    • 11/07/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Hugo,

      Realmente tem todas. Obrigado pela indicação.

      Bons estudos!

  • 11/07/13  
    Lucas diz: 6

    Muito bom!
    Adorei, e sobre o que o Teilor disse, eu não sabia que Watcha era contração de What do you… Tem uma música das Pussycat Dolls que se chama “Watcha think about that” e eu sempre me perguntei o que era Watcha. Por isso que não é bom mesmo ir direto aprender contrações quando se não é tão fluente na língua.
    Parabéns pros dois ;)

  • 11/07/13  
    Renata diz: 7

    Hi All,
    Gotta love EE!! This blog has helped me so many times. I really appreciate you guys.
    I was driving the other day and I saw a sticker that showed “Gotta Milk?” , now I wonder what does it mean?
    Bye

  • 12/07/13  
    Flavio Felizardo diz: 8

    Nunca tive percebido o uso de ‘gotta love’ como ‘tem como não amar’.. Hoje vi Chris Weidman no twitter: ‘Gotta love being ufc champ’

  • 12/07/13  
    PENINHA-SP diz: 9

    Alessandro e Ana,só tenho a agradecer a vocês e a todos os colaboradores do fórum por esse belo trabalho.Uma das músicas que contém essas contrações é esta http://letras.mus.br/foreigner/111143/

  • 13/07/13  
    jonata fontela diz: 10

    Otimo podcast pessoal!e muito bom e divertido ouvir ainda mais com a bela voz da Ana novamente!legal citar o podcast 12,pq foi esse que me deu um caminho pra seguir,depois q o escutei q decidi q era possivel sim aprender sozinho!mt obgado!!!quanto as contracoes,a primeira vez q reparei no ain’t foi na musica Rumour has it da Adele:she,she ain’t real she ain’t gonn’ be able to love you like I will….otima aula pessoal!thanks a lot!

  • 13/07/13  
    Márcio Sebastião Martins diz: 11

    Gostei muito do podcast. Muito obrigado Alessandro e Ana Luisa. Tenho aproveitado e muito as ótimas de dicas do English Experts.

  • 13/07/13  
    Davidson diz: 12

    Sempre que posso visito o EE. Não lembro de ter visitado o blog e não ter aprendido algo novo. Tudo aqui é muito prático e interessante. Obrigado por contribuírem para o meu aprendizado.

  • 13/07/13  
    Gilberto Lúcio diz: 13

    Excelente trabalho! Esses podcasts estão me dando mais animo para estudar inglês uma vez que sou autodidata e as coisas são mais difíceis assim. Parabéns e continuem assim. Abraço.

  • 15/07/13  
    J. Williams Felix diz: 14

    Bom dia!
    Só contribuindo, em relação ao “ain’t” lembro de 2 famosas músicas pra quem curte Rock, onde são bem utilizadas.

    1- Na música “From Here to Eternity” da banda britânica IRON MAIDEN há um trecho que diz: ‘hell AIN’T a bad place…” – é bom não levar a sério esse trecho da música, hehe.

    2- Há também uma música da banda americana Bon Jovi cujo título é “This AIN’T a Love Song”.

    Em Ambos os casos o AIN’T substitui o IS NOT ou ISN’T.

  • 15/07/13  
    Vinicius diz: 15

    This’s great.

  • 15/07/13  
    Marivan no Rio de Janeiro diz: 16

    Study on E.E is not just learning, is also enjoying the learning, the time, nice people, laugh at Adir and Alexandro, Ana… hehehe, and what’s even better … is free. Hope they do not do as other blogs we only have the first page for free, and the rest we have to use the card to continue having access to the files. Congratulations!!!

    • 15/07/13  
      Marivan no Rio de Janeiro diz:

      Escreví em inglês, não porque eu sou “bom”, na verdade eu sofro muito pra mim abituar com esta lingua kkk

    • 15/07/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Hi Marivan,

      Everything here is free and will always be free. Don’t worry!

      Take care,

  • 15/07/13  
    João Paulo diz: 17

    Falae Alessandro, Gosto muito dos podcasts aqui do EE, e por mim poderia durar 1hora de boa.
    Seria legal se vcs gravassem um pod todo em inglês, assim como aquele que vc fez com uma amiga, acompanho o pod da Ana Luiza e ia ser legal ver toda equipe dando umas dicas em inglês.
    Parabéns pelo belo trabalho e sucesso sempre!

    • 16/07/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi João,

      A nossa proposta é fazer um bate-papo acessível para todos os públicos, por isso optei por manter o podcast baseado em português. Mas, dependendo da pauta, pode ser que a gente grave um 100% em inglês.

      Obrigado pelo comentário e apoio.

      Bons estudos!

  • 15/07/13  
    atenir diz: 18

    Ana e Alessandro, em primeiro lugar parabéns por mais um belo podcast. Apesar de não comentar todos, todos eu assisto.
    Pelo que pude observar, deve-se evitar as contrações objeto de estudos, a não ser que vc esteja em ambiente de muita intimidade. Contudo, me parece que as mais acetáveis são o “gonna” e o “gotta”. É isso? ou é tudo igual?
    grato.

    • 16/07/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Atenir,

      Acredito que Wanna, Gonna e Gotta são as mais utilizadas, respectivamente. Porém para usar qualquer uma delas é bom ficar atento à situação. Como nós comentamos no podcast, o Ain’t é o mais “arriscado”, por isso é bom redobrar a atenção ao utilizá-la.

      Bons estudos!

  • 17/07/13  
    jefferson diz: 19

    olá alessandro
    em relacao ao ain´t, seria um linguajar um pouco vulgar. isso ne?

    eu li uma reportagem da economist e eles usaram no texto.. o ain´t, porque será?

    http://www.economist.com/blogs/economist-explains/2013/07/economist-explains-9

    ultima linha do texto..

    • 17/07/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Jefferson,

      Como comentamos no podcast não há nada que proíbe o uso, só que a contração não é bem vista. No caso do artigo (eu não o li todo) pode ter sido utilizada como ironia ou algo assim.

      Bons estudos!

  • 19/07/13  
    jeferson nascimento diz: 20

    Nossa muito legal esse podcast, amo ouvir a voz da Ana Luiza, que voz angelical, rsrsrs , te desejo muito sucesso na Inglaterra sei que você irá prosperar bastante nessa terra, em relação ao podcast realmente é notório que em alguns livros didáticos não há tais fenômenos linguísticos sendo levados em consideração que na minha opinião são de suma importância para a acuidade auditiva da língua alvo, pois os nativos da língua em especial os americanos usam o tempo todo, acho que por isso que muitos estudantes se frustam porque ás vezes passam o dia estudando o inglês formal e quando vão assistir um filme ou um seriado não entendem uma simples frase de inglês básico, de fato abordaram um assunto no qual tem relevante importância no inglês do cotidiano .

    • 20/07/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Jeferson,

      Concordo com você, muitas vezes a frustração vem da distância entre teoria e prática.

      Obrigado pelo comentário!

  • 24/07/13  
    Daniel diz: 21

    caaara esse site é muuuuito bom, não parem de publicar os podcast por quê eles ajudam muito. Bem que podia tirar um podcast só pra se aprofundar nessas dicas de palavras contractas e gírias. Abraços

  • 06/08/13  
    Alan Lira diz: 22

    Gosto do seu Podcast, mas penso que deveriam ser mais objetivos. Menos músicas e conversas aleatórias. hugs