English Podcast 29: A tradução no ensino de idiomas – Parte 2

Olá, amigos do English Experts! Vamos para a segunda parte de nosso bate-papo com o professor, tradutor e intérprete Daniel Bonatti ( criador da imersão LivEnglish ) sobre a tradução e o uso da língua materna em sala de aula. Se você ainda não ouviu a primeira parte, segue o link: English Podcast 28: A tradução no ensino de idiomas – Parte 1.

English Podcast 29 banner

É muito importante entender que, em se tratando de metodologia, não há certo ou errado. Todas têm seus prós e contras. Aqui no English Experts valorizamos o debate de forma madura e acreditamos que todos só têm a ganhar com isso.

Prepare o seu headset, aperte play e divirta-se.

Ouvir o English Podcast

Links discutidos no podcast

Trechos em inglês

Tempo – 04:35

Chip in

Tempo – 08:52

Airball

Programas Anteriores

Arquivo do English Podcast

Assine e Avalie no iTunes

English Podcast no iTunes

Sugestões, críticas e elogios

Envie sugestões, críticas e elogios nos comentários. A sua participação é muito importante.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

33 comentários

  • 07/08/13  
    Feliphe diz: 1

    Amazing, I simply think that English Podcast is really helpful and great.
    Congratulations, I learn a lot from you guys.
    Thanks a million.

  • 07/08/13  
    Lucas PAYNE diz: 2

    Adorei o Podcast Alessandro, parabéns.

    • 07/08/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Brigadão Lucas.

      Parabéns por sua evolução no idioma também. Citei isso no programa ;-)

  • 07/08/13  
    Rodrigo Alcantara diz: 3

    Olá, muito bom esse tema. O que me fez lembrar algo que já faço há uns 3 anos ou mais. Eu uso esse video em aula pra introduzir o tema ecologia e outros assuntos relacionados:
    http://www.youtube.com/watch?v=j-l8GvMCir4
    Ao final dele, eu lanço um desafio aos alunos pois há duas frases em português: “Uma hora vai voltar pra você. Conserve seu planeta.”
    Assim, eu consigo analisar como eles estão pensando e abro a discussão sobre traduzir literalmente ou adaptar ao outro idioma. Após essa experiencia, confesso que os alunos começam a ver com outros olhos e trazem contribuições muito interessantes pra aula.
    É isso. Espero ter ajudado assim como vcs me ajudaram.
    Abç
    Rodrigo Alcantara

  • 07/08/13  
    Giovanni diz: 4

    Uma vez o professor pediu licença para falar em Português e explicou um ponto bem complicado; também fazia isso quando era necessário dar um aviso muito sério, onde não poderia ficar nenhuma dúvida. Mas, certa vez, ao me perguntar algo eu não soube responder em Inglês. Eu estava com tanta dúvida naquilo que simplesmente abri a boca e disse: posso falar em Português? E ele, que até era um bom professor, abriu a porta da sala e mostrou uma figura que havia na porta, um adesivo que identifica o ‘curso de inglês’, como se dissesse ‘aqui é um curso de inglês, meu filho!’. Acho que ele não tinha dormido bem naquele dia e eu nem liguei… Mas, por outro lado, os próprios alunos se sentem mal quando alguém fala português, porque têm em mente que aquele momento é uma oportunidade de treinar o ‘listening’, mesmo que isso seja feito de forma pontual.

    • 08/08/13  
      Daniel diz:

      Pois é, Giovanni.
      Precisamos de bom senso para decidir quando é hora de falar somente em inglês e quando devemos permitir o uso do português para facilitar a vida do aluno.

      Abraços!
      Daniel Bonatti

  • 07/08/13  
    Lucas Pacheco diz: 5

    Olá, muito bom o podcast, como sempre. Bom, gostaria de saber qual é o feed url do podcast pois eu queria assinar ele no meu aplicativo de podcasts aqui.
    Obrigado!

  • 08/08/13  
    Nilson Luís Soares diz: 6

    where are the history on English expert like a Senna a Big talk, Reading taken to new levels and others, they no longer exist?

  • 08/08/13  
    Atenir diz: 7

    Caro Alessandro e Daniel, fico muito feliz pelo podcast.

    Deixo aqui meu testemunho sobre o uso da lingua portuguesa no ensino do ingles em sala de aula e na internet.

    Sou aluno da Casa Thomas Jefferson aqui em Brasília do nível avançado, e posso afirmar que em todas as aulas aparece uma palavra ou expressão que eu não consigo entender, mesmo com as explicações do professor, em ingles, é claro. E olha que eu pergunto ao professor, mas aqui eles não permitem falar em portugues. Resultado, fico boiando até o final da aula sem entender aquela palavra ou expressão. Só vou saber depois quando chego em casa e vou pesquisar. Acho que se o professor fizesse pequenas traduções para o portugues iria ajudar bastante e ainda acelerar o aprendizado, em vez de atrapalhar como alguns pensam.

    Gostei muito da expressão que vcs usaram no podcast para explicar como se diz “fazer uma vaquinha”. Nem com as explicações em ingles eu entendi. Então, a tradução, nesses casos, além de útil, economiza muito tempo.

    A situação de chegar atrasado em sala de aula também é comum aqui, mas o dífícil fazer a explicação em ingles sem ter a menor noção. Resultado: fica aquela frustação de não pode fazer em ingles e nem se tem a ajuda do professor para dizer isso nem numa lingua, nem noutra. Gostei muito da opção do prof. Daniel.

    Eu uso muito o forum do englishexpert na seção “como eu digo isso em ingles” e posso afirmar: ajuda muito e facilita a compreensão da linguagem.

    Muito grato pelo podcast e parabéns a todos.

    • 08/08/13  
      Daniel diz:

      Atenir, muito legal ler seu depoimento. Eu acredito que a grande maioria se sente assim, e é bom ver pessoas validando meu ponto.
      Você tem razão: o sucesso do “como eu digo isso em inglês” valida esse ponto. As explicações ficam muito mais claras quando se explica o significado em português.
      Grande abraço e bons estudos!
      Daniel Bonatti

  • 08/08/13  
    sandrom diz: 8

    I agree with Daniel´s point. Explaining something really complex or an idiom or expression which is too typical could be a waste of time, especially if students don´t get it in English. But, as Daniel mentioned, talking (conversation) in Portuguese must be avoided, because if students don´t make any effort to speak and listen to English, they won´t improve their language skills.

    One more great podcast. Congrats.

    Sandro

    • 08/08/13  
      Daniel diz:

      Hi Sandrom,
      Thanks for your comment. You’re totally right, we should avoid “talking” in portuguese.

      The best approach is to use portuguese as a tool, at strategic points in the learning process.

      Take care,
      Daniel Bonatti

  • 08/08/13  
    Rildo diz: 9

    Eu notei que quando eu ouço um podcast do nivel avançado não é tudo que entendo, mas se acompanho o mesmo podcast lendo com a legenda em ingles, eu compreendo todo o texto, então o problema está na escuta, que faço para melhorar?

    • 09/08/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Rildo,

      Recomendo nesse caso que você procure um podcast que você consiga entender seu o uso da transcrição, isso vai ter dar mais flexibilidade nos estudos. Nas próximas semanas vamos publicar um podcast explicando tudo isso direitinho. Aguarde…

  • 09/08/13  
    Wesley Baldan diz: 10

    Parabéns pelos podcast. Estão me ajudando muito….. Eu peguei alguns de meu interesse e posso afirmar que aprendi Presente Perfect aqui….rs….. Outra coisa que me motivou muito, foi no podcast #19, aquela parte da entrevista do Jô foi fantástica. Agora eu penso, se eles aprenderam naquela época difícil, eu sou um fracassado se não aprender agora….. Estou estudando feito louco agora, rs…… E em uma semana já melhorei muito….
    Comecei a ouvir os podcasts na semana passada…….. Parabéns e continue assim……..

    • 09/08/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Wesley,

      Obrigado por ouvir o nosso podcast e sucesso aí nos estudos.

  • 09/08/13  
    Wallace R diz: 11

    Olá! Faz alguns meses que eu estudo em uma escola que usa o Direct Method e não acredito que ele seja tão ruim quanto ficou aparentado nos dois podcasts. Pelo menos na escola em que estudo, os professores são bem flexíveis para o uso do português em sala(mas as explicações, a introdução do novo conteúdo e os exercícios são todos em inglês). Claro que quem não estuda além das horas em sala ou não tem facilidade para interpretar sem conhecer todas as palavras utilizadas será prejudicado com o método, mas não há motivo para crucificar esse modo de aprendizado. O que vejo nas salas que já frequentei é que as horas são utilizadas para imergir o aluno ao máximo, então o trabalho de associar (que foi discutido no podcast) fica por conta do autodidatismo. Comigo está funcionando por que tenho usado a escola pra aprender o inglês ~falado~ enquanto que o trabalho de leitura, escrita e imersão fica por minha conta.
    Ótimo tema, espero novos podcasts logo!

  • 09/08/13  
    Jerferson diz: 12

    Iron Maidem na abertura do podcast, muito bom!!!
    Vou ouvir e comento logo logo.

    abraço!

  • 09/08/13  
    Jailton Lopes diz: 13

    Alessandro,

    Depois de baixar todos os episódios desde o começo, escutar um a um.
    O meu favorito é o 12. Mas após escutar o 28 e 29, eles acabaram de entrar na lista.
    Estou praticando muito e ainda estou travado ao falar, mas trava de uma forma que palavras básicas não saem. Já acompanhava a amiga da bela voz do inglês online.

    Gosto muito deste site.

    Parabéns pelo projeto.

  • 09/08/13  
    Jonny diz: 14

    Alessandro , quero saber se vc sabe de algum site com videos de viagens nos EUA , tipo videos que me motivem a viajar pra lá.
    Obrigado e parabéns pelo podcast.

    • 10/08/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Oi Jonny,

      Depois de assistir aos vídeos do canal do youtube da EF você só vai pensar numa coisa: viajar. Confira no link:

      http://www.youtube.com/channel/UCTDY63iWJKlu3dk1g2VN5rg

      Sucesso!

    • 11/08/13  
      Valéria diz:

      Olá, amigo!
      Se você quer imergir no inglês, não vá para Flóridai. Lá, tem muitos brasileiros. A não ser que você queira conhecer Miami e Orlando. Vá a Nova York, por exemplo. Mas vá que vale a pena. Não tenha receio.É uma experiência única viajar ao exterior. A gente “cresce” culturalmente e volta mais seguro de si. Experimente! Boa viagem!
      Abçs!

  • 10/08/13  
    Jonny diz: 15

    Gostei da dica , muito obrigado Alessandro!

  • 11/08/13  
    Valéria diz: 16

    Wish happy Father’s Day to all the dads englishexperts.
    Hugs!

  • 11/08/13  
    Jerferson diz: 17

    Como sempre ótimo podcast.
    Parabéns a vocês pelas dicas e esclarecimentos. Concordo com o Daniel o EE é perfeito não só para quem está começando é também para os mais experientes pois, abordam os temas de uma maneira entendível.

    Abraços a todos!!!

  • 07/09/13  
    Arclebio diz: 18

    Ola Alessandro,
    Qual a explicação que pode ser dada quando uma pessoa fica morando muito tempo em outro pais e perde parte seu idioma natal. Digo isso por conta da questão que foi levantada de ter sempre que traduzir mas com o tempo vc faz isso com maior velocidade.
    Parabéns pelo site.
    Obrigado,