Engrish: As 30 maiores falhas de tradução

Com a globalização o inglês passou a ser utilizado em todo o mundo, com isso o número de não nativos que utilizam o idioma global ultrapassou o número de nativos. Isso tudo deixou algumas seqüelas, atualmente há milhares de documentos na Internet com erros grosseiros de inglês. Outro ponto alarmante, são as falhas cometidas nas traduções de menus, placas, slogans em camisetas e por aí vai. Só para dar uma idéia, um dos erros mais comuns é trocar o English pelo Engrish. É triste, mas é verdade.

O site lexiophiles compilou uma lista das 30 maiores falhas de tradução. Confira algumas abaixo:

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

I hope that helps!

See you!

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

TAGS

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

10 comentários

  • 07/11/08  
    Flávio José diz: 1

    COW-Workers é o pior.

    Não lembro se foi aqui que li uma vez sobre uma pessoa que disse que tinha ido em um evento com alguns estrangeiros e no café enorme que foi servido estava escrito próximo de uma jarra de suco “Sleeve Juice”. Algo que seria como “Suco de Manga ( a fruta )”, não manga de uma blusa como foi escrito.

  • 08/11/08  
    Lidiane diz: 2

    Desconcertante.Deu ateh vontade de chorar!rsrs

    Como sempre o conteúdo está excelente!

  • 05/02/09  
    Anderson diz: 3

    Alguém faria o favor de apontar os erro pra mim, eu nao peguei todos

  • 30/04/09  
    João diz: 4

    Lá vão eles, Anderson:
    welcome, tourist, speak, English, co-workers, to, thanks, um… bem, preciso confessar que não entendi o que queriam dizer na última placa… Se alguém se habilita… Obs.: Já vi a palavra “thanks” ser escrita “thanx” em outros lugares; acho que quem escreveu o fez assim só para ser coloquial (como o contexto aqui aceita – um bilhete para colegas de trabalho).

  • 19/09/09  
    Paulo diz: 5

    Se realmente deseja aprender um idioma, esqueca as girias imbecis e sem utilidade pratica,ate porque girias sao elementos volateis e se perdem no tempo. Vivo em NY por m uito tempo e nunca ouvi tais locucoes.

  • 01/10/09  
    Paul Heacher Algrein diz: 6

    Surely slang make part of any language and they are spoken daily on informal conversations. So if you don`t care about them or think they are not important, you`ll may get frustrated when you perhaps face a real conversation with a native English speaker, especially Americans whose English differ in its particularities.

  • 08/10/09  
    Gilmar Batista de Souza diz: 7

    Caros Amigos! Concordo com Paul. O que realmente importa é comunicar. Parabéns para aqueles que conseguem ser eficientes no quesito língua! Provavelmente, quem tem essa dificuldade seja eficiente em outro quesito. Vamos tornar o mundo um lugar melhor de se viver evitando as críticas e apenas elogiando o que estiver certo para que isso cresça e apareça. Obviamente, todo mundo tem a obrigação de dar o melhor de si, mas nem todos foram agraciados com os mesmos dons. Sejam felizes !

  • 29/12/09  
    Mario DePaula diz: 8

    Bom, palavras como Thanx = Thanks ; Suxx = Sucks; 4 U = For You ; PLZ = Please são meros vícios de linguagens muito comuns na internet, é a mesma linguagem q muita gente usa em chats como ‘ vc , tc ,abçs , t+ , d+ etc. Obviamente não podemos usar essa linguagem em qualquer lugar.

  • 05/04/10  
    Ricardo diz: 9

    Na última figura (a placa em caracteres asiáticos), eu apenas encontrei um erro: Lest = LET’S. Há outros? Em caso de afirmativa, por favor me ajudem. Desde já agradeço!

    Parabéns Alessandro pelo blog!
    Amei!

  • 12/04/10  
    jordano diz: 10

    alguém poderia me dizer o que ele quis dizer na última placa