Entrevista com Walter Estella, intérprete de conferências

Walter - PerfilCaros leitores, fui responsável recentemente pela reformulação do site do intérprete de conferências Walter Estella. Durante o desenvolvimento e inclusão de conteúdo (fotos, vídeos e textos), fiquei impressionado com a sua experiência profissional, principalmente com a quantidade de celebridades de Hollywood que ele interpretou durante sua carreira. O Walter já me ajudou com traduções em algumas ocasiões, garanto, o “cara é fera mesmo”.

Publico hoje uma entrevista com esta pessoa que aprendi a admirar.

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

1. Walter, fale um pouco de você como pessoa!

Nasci no interior do estado de São Paulo, mas já moro na capital há muito tempo.

2. O que fez você se interessar por idiomas?

Desde pequeno era curioso para entender as letras de músicas que, de vez em quando, ouvia no rádio. Comecei a estudar inglês sozinho e quanto mais estudava, mais me interessava.

3. Você já morou em outro país? Se sim, conte-nos um pouco sobre isso.

Morei cerca de um ano em Londres e uns 6 meses em Nova Iorque. Nos dois lugares trabalhei como garçom. Foi a maneira que encontrei para aprender melhor o idioma. Foi um período sacrificado. Quando fui a Londres, vendi o que tinha e consegui comprar a passagem. Cheguei lá com a cara e a coragem.

4. Qual a sua formação?

Sou formado em Letras (inglês e francês) pela USP.

5. Como você se tornou intérprete? Você interpreta de quais para quais idiomas?

Trabalhei como professor de inglês durante vários anos. Durante uns 5 anos trabalhei como professor no SENAC. Um belo dia o coordenador de inglês (que fazia o curso de Tradutor-Intérprete da Ibero Americana teve a idéia de montar um curso de interpretação para os professores de inglês. O curso acabou não indo para frente, mas despertou o meu interesse pela profissão.

Assim que terminei o curso da USP fui fazer o curso de tradução e interpretação da Associação Alumni, onde também dei aulas de tradução simultânea durante 2 anos, depois de me formar. Além da Alumni, também dei aula de interpretação na PUC de São Paulo.

Minha combinação linguística é:
Inglês para português e vice-versa
Inglês para espanhol e vice-versa
Português para espanhol e vice-versa
Francês para inglês
Francês para português

Entrevista com Bill Pullman no lançamento do filme “Independence Day”

Entrevista com Bill Pullman no lançamento do filme “Independence Day”

6. Você já interpretou vários artistas de Hollywood, qual foi o primeiro artista famoso que você interpretou? Como foi?

O primeiro ator que tive o privilégio de interpretar foi Bill Pullman, que veio ao Brasil lançar o filme “Independence Day”. Fiquei super nervoso, porque não sabia como funcionavam as coletivas de imprensa (o trabalho foi feito em interpretação consecutiva).

Acabou dando certo. Depois desse trabalho, tanto a Fox quanto a Warner me convidaram para fazer vários outros trabalhos.

Entrevista com Will Smith no lançamento do filme: “Eu Sou a Lenda”

Entrevista com Will Smith no lançamento do filme: “Eu Sou a Lenda”

7. Como foi interpretar o Will Smith?

Foi um dos trabalhos mais divertidos que já fiz, mas isso se deve a ele, que é um cara super descontraído e simpático em todos os momentos.

Outro ator com quem foi um prazer trabalhar foi Morgan Freeman. Sou cinéfilo e admirador do trabalho dele. Poder estar ao lado dele, fazendo a tradução do que ele dizia foi uma honra.

Entrevista com Sandra Bullock e Jason Patric no lançamento do filme “Velocidade Máxima 2″

Entrevista com Sandra Bullock e Jason Patric no lançamento do filme “Velocidade Máxima 2″

8. Você já passou por alguma situação inusitada no exercício de sua profissão?

Uma das experiências mais frustrantes foi um congresso de Medicina. O último palestrante do dia foi um médico japonês, que nos entregou o texto que seria lido. Achei ótimo, porque o sotaque dele era incompreensível. De repente ele começou a improvisar, fugindo totalmente do texto. Não entendi uma palavra do que ele dizia. Sintonizei na cabine ao lado, que fazia a tradução do inglês para o espanhol para ver como elas estavam traduzindo e qual não foi a minha surpresa ao perceber que minhas colegas estavam sintonizadas na minha cabine para tentar ouvir a minha tradução, porque elas também não conseguiam entender nada. Ou seja, foi um silêncio total nas duas cabines.

9. Qual dica você dá para quem está aprendendo inglês e quer se tornar intérprete?

O conhecimento do idioma é o pré-requisito básico, mas é necessário investir na profissão, assim como faria qualquer outro profissional. É necessário fazer um curso específico de tradução simultânea.

Além do curso da Associação Alumni, fui fazer especialização na França, Espanha e Argentina.

É muito importante manter-se atualizado. Leitura diária de jornais, literatura, cadernos técnicos, ter bons dicionários, saber fazer buscas na internet: tudo isso são ferramentas do intérprete.

Walter, muito obrigado por compartilhar conosco um pouco de sua vida profissional, nossos sinceros votos de sucesso. Espero que você, leitor(a) do English Experts, tenha gostado da entrevista.

See you!

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

5 comentários

  • 03/11/08  
    Renato Lazzarini diz: 1

    WOW, Thanks.. I loved this post.. The guy is really good.. I already think to be translator, but.. I don’t know (nem) the English haha, bye..

  • 06/11/08  
    aline bittencourt bondan diz: 2

    muito engraçada a situação em que uma cabine ficava esperando a outra p a tradução do que o palestrante dizia, meu que situação, hehehee

  • 11/01/11  
    Dicas de Inglês - Walter Estella, como você aprendeu Inglês? – com áudio diz: 3

    […] Caros leitores! O convidado de hoje do EE é Walter
    Estella, ele é dos intérpretes de conferência mais respeitados do
    Brasil. Acompanho o trabalho do Walter desde 2008, quando tive a
    oportunidade de desenvolver o seu site. […]

    • 06/10/11  
      Priscila Félix diz:

      Adorei a entrevista com o Walter!! Abriu muito a minha cabeça em relação a área de tradução!!

      Valeu!!

  • 12/10/11  
    Enio Cascarelio diz: 4

    Sensacional nada como ouvir quem já ralou, e tem bastante experiência. Eu continuo aqui ligado com o meu canudinho sorvendo tudo.
    Muito legal a entrevista com o Walter e o discurso do Steve Jobs.
    um abraço Enio.