“Esquecer” em inglês é sempre “forget”?

Dont ForgetLogo nas primeiras aulas de um curso aprendemos que o “forget” é o verbo “esquecer”. Usamos “forget” para dizer que esquecemos nomes, datas, pessoas, coisas, e por aí vai. Frases como “I’ve forgotten your name” (eu esqueci seu nome), “forget him” (esqueça ele) ou ainda “I forgot my wallet” (eu esqueci minha carteira), são comuns e corretas.

O objetivo do post de hoje é falar de um assunto que é uma dúvida muito comum entre estudantes do idioma, e que nem todas as pessoas (inclusive falantes nativos) concordam 100% a respeito. Então, vamos lá.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

A pergunta que não quer calar é a seguinte: eu posso usar “forget” para dizer que eu esqueci alguma coisa em algum lugar, por exemplo, “I forgot my book at home”?

Bem, seguindo os padrões do inglês, a resposta é “não”. Você não deve utilizar “forget” quando mencionar o local onde tenha esquecido alguma coisa. Recorrendo a bons materiais como o Oxford, por exemplo, você encontrará esta recomendação. O verbo a ser utilizado nesse caso é “leave”, que ao pé da letra significa “deixar”. É importante dizer também que “leave” pode ser usado tanto como “deixar de propósito” quanto “deixar sem querer” (esquecer). Tudo vai depender do contexto. Vamos aos exemplos de uso.

I forgot my book at home. [Forma incorreta]
Eu esqueci meu livro em casa.
I left my book at home. [Forma correta]
Eu esqueci meu livro em casa.

I forgot my cellphone on the farm. [Forma incorreta]
Eu esqueci meu celular na fazenda.
I left my cellphone on the farm. [Forma correta]
Eu esqueci meu celular na fazenda.

I always forget my notebook at the mall. [Forma incorreta]
Eu sempre esqueço meu caderno no “shopping”.
I always leave my notebook at the mall. [Forma correta]
Eu sempre esqueço meu caderno no “shopping”.

Ainda respondendo a pergunta, apesar de “forget” ser contestado e considerado incorreto nos exemplos que acabamos de mostrar, alguns falantes nativos do idioma nos EUA e no Reino Unido dizem ouvi-lo ou usá-lo desta forma. Resumindo: para eles, as duas opções (com leave ou com forget) seriam possíveis.

Bom, apesar disso, o meu conselho é que, por via das dúvidas, seria melhor evitarmos “forget” no contexto “esquecer alguma coisa em algum lugar”. Com isso, você não corre o risco de perder pontos em provas ou exames de certificação, que costumam se basear em padrões (tidos como mais corretos) de gramáticas e de dicionários, como o que mencionamos, e também evita que alguém venha a te corrigir na hora que estiverem conversando.

Bem, acho que por hoje é só. Espero que tenham gostado. Bons estudos e até a próxima!

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

12.jpg

Donay Mendonça

Donay Mendonça é professor de inglês com anos de experiência no ensino de idiomas para jovens. Além de colaborar com artigos ele ainda é moderador do Fórum do English Experts.

31 comentários

  • 13/05/13  
    shirley diz: 1

    Ola,
    E se dizermos ” eu esqueci de trazer algo” I forgot to bring ….

    Obrigada!

    • 13/05/13  
      Donay diz:

      Shirley,

      Sim, “forget to bring” é uma boa opção.

      Obrigado pela partivipação.

  • 13/05/13  
    cris diz: 2

    e quando se usa FORGET?

    • 13/05/13  
      Elisson diz:

      Pelo que compreendi, o forget pode ser usado em qualquer situação menos naquela em que o “esquecer” seja relacionada a algum objeto deixado pra trás.

      Confere? :S

    • 13/05/13  
      Diego diz:

      Cris, como foi falado no texto acima.. Usamos “forget” para dizer que esquecemos nomes, datas, pessoas, coisas, e por aí vai..

    • 13/05/13  
      Donay diz:

      Cris,

      Recomendamos uma releitura do post.

      Obrigado pela participação.

    • 13/05/13  
      Valéria diz:

      To forget é um verbo irregular. Portanto, forget é o tempo presente e forgot é o passado.

  • 13/05/13  
    Serginho diz: 3

    Chris–I forgot my book = esqueci o meu livro

  • 13/05/13  
    Dhierich diz: 4

    Boa dica, galera!
    Obrigado. Isso ajudará muita gente.

  • 13/05/13  
    Rodrigo diz: 5

    Ótima dica, Professor Donay! Confesso que já cometi o erro de usar o forget nesses casos. Sempre aprendendo né…
    Abraço!

  • 13/05/13  
    Henry diz: 6

    This is news to me…

    Apesar do Oxford, Donay, posso te garantir que a maioria de falantes não acharia nada errado com a expressão “to forget at + someplace”. Isso na minha experiência de muitos anos falando a língua, e de jamais ter encontrado essa controvérsia previamente. A razão pelo uso você mesmo deu: “leave” não discrimina da mesma maneira que “forget”, se foi de propósito ou por acidente.

    Mas se estão usando isso pra fazer pegadinha em prova, então fiquem atentos, pessoal.

    Você não acha mais adequado “at the farm” em vez de “on the farm”?

    Abs

    • 14/05/13  
      Donay diz:

      Henry,

      Antes de escrever o post fiz algumas verificações e encontrei: (a) dicionários em geral(todos) recomendando não usar “forget” + lugar; (b) falantes nativos nos EUA e UK, alguns a favor de “forget” + lugar e outros contra.

      Henry, “on” on the farm me parece um pouco mais comum, pelo menos no meu convívio. Sim, “at” é uma boa opção também.

      Abraços,

  • 13/05/13  
    Renato Frederico diz: 7

    Obrigado por mais este esclarecimento.
    De facto (Em Cabo Verde ainda não nos acostumámos com o Acordo), a explicação está muito clara. Quem quiser continuar a errar, o problema é dele e, para mim, perde pontos.
    Nota: Com o acordo, o cabo-verdiano vai perder pontos devido ao hábito de escrever na forma antiga. E com o advento da oficialização da língua marterna o processo torna-se muito mais complicado. Vamos aprendendo. “Again” obrigado EE e seus promotores.

  • 13/05/13  
    Paulo diz: 8

    Legal! Obrigado pelas dicas!

  • 13/05/13  
    Larissa diz: 9

    É muito interessante como já estamos acostumados a transpor algumas palavras em inglês sem, no entanto, saber o porquê de usá-las assim.
    Com relação à esquecer algo em algum lugar já era usual usar o ‘left’, mas eu não entendia muito bem a razão.
    Agora descobri!
    Este é um dos pontos interessantes de não traduzir para o português, mas sim apreender o significado do que é exposto.
    Adorei o post!

  • 13/05/13  
    Sérgio Andrade diz: 10

    No artigo foram citadas duas frases no passado “I’ve forgotten your name” (eu esqueci seu nome) e “I forgot my wallet” (eu esqueci minha carteira). Por que não “I forgot my wallet” em vez de I’ve forgotten my wallet ?

    • 14/05/13  
      Donay diz:

      Sérgio,

      Uma simples questão de escolha. Poderíamos ter usado “I forgot my wallet”.

      Obrigado pela participação.

    • 14/05/13  
      Sérgio Andrade diz:

      Então não existem diferenças entre o past simple e o present perfect ?

  • 13/05/13  
    Sonia diz: 11

    Olá Donay! Gostei muito do artigo. Gostaria de saber se não poderíamos usar “to miss” para esquecer objetos também, aon invés de “to leave”.
    Por exemplo: I did the exam by pencil because I missed my pen at home.
    Poderia ser?
    Abs, Sônia

    • 14/05/13  
      Donay diz:

      Sônia,

      Não. “Miss” não é uma opção adequada neste caso.

      Obrigado pela participação.

  • 13/05/13  
    Cláudio Vidal diz: 12

    Como posso aprender expressões e pronuncia-las sem ajuda de ninguém?

  • 13/05/13  
    Dativo Marques diz: 13

    Acabei de ler o comentário e me lembrei da canção: “I left my heart in San Francisco…” Eu sempre entendi como: “Eu deixei meu coração em São Francisco/Meu coração ficou em São Francisco” no sentido, mais ou menos, de que eu me apaixonei (pela cidade? por alguém?). E agora, como fico? Devo entender que “esqueci” meu coração em São Francisco? Quer dizer, sou tão distraído, tão descuidado que “perdi” meu coração? Ou, meu coração foi, afinal, “conquistado” e, por isso, não o pude trazer comigo, ele ficou lá…em São Francisco, praticamente, me obrigando a voltar para, de novo, eu ficar de bem com a vida? … fui.

    • 14/05/13  
      Donay diz:

      Dativo,

      Temos que observar a letra da música, talvez uma análise mais detalhada permita responder a pergunta. Ou seja, vai depender do contexto na letra. Se o contexto não disser nada, aí, temos que perguntar ao autor da música.

      Obrigado pela participação.

  • 14/05/13  
    Jeanne Pilli diz: 14

    Obrigada! E como seria quando queremos dizer que deixamos algo em algum lugar, sem ter esquecido? Seria a mesma construção?

    • 14/05/13  
      Donay diz:

      Jeanne,

      Sim, como foi dito no post, “leave” serve para deixar de propósito ou sem querer.

      Bons estudos!

  • 15/05/13  
    Rakell diz: 15

    Quando queremos usar esquecer no sentido de deixar de colocar(omitir), deixar de fora de algo, usamos a expressão “miss something/someone out” (BrE)

    Há algo semelhante no inglês americano?? O que usaríamos nesse contexto? To omit? To skip ,ou outra expressão?

  • 24/05/13  
    Tainara Andrade diz: 16

    No caso do “I always leave my notebook at the mall” eu poderia usar o left também ?

  • 30/05/13  
    Riordan Kennedy diz: 17

    Nos casos em que vc começa a falar algo, e depois fala pra pessoa esquecer, tem a forma never mind.

    – Hey Dan, can you do me a favor?
    – Yes.
    – I need help to find my… oh, never mind.

  • 13/06/13  
    KARINE DANTAS diz: 18

    OI.
    GOSTEI MUITO DA EXPLICAÇÃO. NÃO SÓ DESSA, MAS DAS OUTRAS PUBLICADAS TAMBÉM. EU E MEU MARIDO ESTAMOS FAZENDO AULAS DE INGLÊS EM UMA ESCOLA, E SEMPRE RECORRO AO SITE DE VOCÊS. VOCÊS ESTÃO DE PARABÉNS …

    • 14/06/13  
      Alessandro Brandão diz:

      Karine,

      Muito obrigado pelo comentário. Sucesso nos estudos!