Estudo de idiomas: Tempo x Prioridades

PrioridadesNunca encontramos tempo suficiente para fazer tudo o que gostaríamos de fazer. A cada dia temos uma quantidade enorme de trabalho, responsabilidades pessoais, projetos, estudos, livros para ler, tarefas para cumprir, pessoas para encontrar etc. De onde tirar o tempo para estudar um idioma?

Essa é uma das perguntas mais frequentes que recebo dos meus alunos, e é também uma pergunta que sempre me fascinou. “Como assim, você não tem tempo? O seu dia não tem 24 horas, que nem o dia de tudo mundo? Ah sim, mas para terminar tudo que eu queria fazer, eu precisaria de pelo menos umas 40 horas”.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Eu também tinha esse problema, por isso que comecei a estudar administração do tempo quando eu era adolescente. Eu sempre quis ter mais tempo livre e também descobri muito cedo que é melhor terminar as minhas tarefas rapidamente.

Quanto mais cedo eu termino o meu trabalho, mais tempo terei para fazer o que eu quiser! Óbvio, né…? Mas por que a gente não consegue fazer isso então?

Definição de Prioridades

“Imagine que você tem a lente de aumento mais poderosa do mundo para focar os raios do sol… ela nunca vai iniciar um fogo, enquanto você fica mexendo a lente! Mas quando a lente fica quieta por apenas um minuto, a gente pode se aproveitar de todo o poder do sol – e dentro de muito pouco tempo, a gente tem um fogo enorme!” (Zig Ziglar)

Por isso realmente só podemos ter muito poder quando realmente focamos em *uma* coisa. Quando espalhamos as nossas energias e fazemos muitas coisas de uma vez, nunca vamos obter grandes resultados. Ditado chinês: “Quem caça muitos coelhos não pega nenhum”.

Leia também o artigo Eu sou Multiprojeto, não Multitarefa

Por isso, estudar um idioma tem que realmente ser uma prioridade para você. Vou explicar melhor.

Eu tenho muitos alunos que reclamam que não têm tempo para estudar vocabulário, ou que eles não têm tempo para fazer os exercícios de gramática. “Desculpa professor, eu tinha que entregar um trabalho na faculdade, encontrar com a minha tia e tirar alguns documentos do cartório por isso eu não estudei, sinto muito.”

Mas eu nunca ouvi nenhum dos meus alunos falar que ele não tem tempo para tomar um banho! “Desculpa professor, eu tinha que entregar um trabalho na faculdade, encontrar com a minha tia e tirar alguns documentos do cartório por isso estou meio fedido hoje, sinto muito.”

Qual é a diferença? Porque a gente ri quando ouve o segundo exemplo, mas não o primeiro? Como é possível a pessoa atarefada conseguir tempo para tomar um banho todos os dias?

Porque é uma prioridade, é uma coisa que a gente considera absolutamente necessária.

Se você realmente quer ser fluente em inglês, vale a pena considerar os seus estudos uma necessidade também, uma coisa que TEM que acontecer todos os dias – sem falta.

Por outro lado, se você não considerar os seus estudos uma alta prioridade, e se você só estudar de vez em quando, você vai demorar anos… e mesmo assim, você não vai chegar à fluência!

Por isso vale a pena investir tempo agora e considerar os estudos de idiomas uma necessidade absoluta – que nem dormir, comer e respirar. Pelo menos por algum tempo, assim você atinge a sua meta e pode logo colher os frutos do seu trabalho.

No próximo artigo, vou dar mais algumas dicas para te ajudar a fazer dos estudos uma alta prioridade… Mas por enquanto, deixe um comentário e me fale qual é o seu maior obstáculo no caminho rumo à fluência.

Leia mais sobre o assunto

Vamos resolver isso juntos…

~ Frank Florida ~

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

31.jpg

Frank Florida

Frank Florida é professor de idiomas desde 1994 e fala oito línguas. Viajando o mundo por 11 anos, ele visitou umas 300 cidades em mais de 50 países. Ele se graduou da High School nos EUA, se formou em didática na Austrália e é criador do site Fórmula Fluente.

49 comentários

  • 19/09/13  
    Daniele A. Arruda diz: 1

    Realmente, é um questão de prioridades.. tento conciliar inúmeras atividades do meu dia-a-dia com o estudo de inglês… e infelizmente várias vezes tendo a falhar.. por causa do excesso de atividades, o cansaço.. ai sempre vou adiando.. Acho que o que mais pesa é ter disciplina…

    • 19/09/13  
      Priscilla diz:

      Sim, totalmente de acordo com o artigo. Estudar sozinha nem sempre se torna uma das minhas prioridades, sempre tem algo que vem a atrapalhar. E quando colocamos energia que vamos conseguir, dá certo, e muito certo!
      Meu maior obstáculo atualmente é a falta de coragem ao chegar em casa, do trabalho, pois tenho uma rotina pesada todos os dias. Porém, estou colocando foco, e mesmo que dure 30 minutos, que seja um filme, um artigo, estou me dedicando.

      E sinto que está fluindo e dando certo!

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Sim… Com certeza. Eu fiz esse erro também no passado, e muitas vezes. Mas, a boa notícia é que o inglês, a gente só precisa estudar uma vez. Quando você já fala fluentemente, não precisa estudar mais. Pode, para aperfeiçoar mais ainda, mas não é necessário. Isso pode ser um incentivo também…

      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Marina diz: 2

    Oi Frank,

    Gostei muito do seu texto. É como você disse, temos que transformar o estudo de idiomas em uma prioridade e não um desejo de falar a língua. Pra mim o maior obstáculo tem sido encontrar uma metodologia que funcione, pois estudo por conta própria e à vezes me sinto meio perdida sem saber se estou evoluindo ou não. Estou fazendo vários testes para ver se encontro uma que se adeque a mim.
    Mas como você disse, vamos resolver isso juntos!

    Até o próximo artigo.
    ;)

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Sim… Eu aprendi português sem professores, aulas ou escolas, então entendo muito bem seu interesse em estudar sozinho. Pode funcionar sim, te convido dar uma olhada no meu site onde eu explico a metodologia que eu utilizei. :)

      Abraços,
      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Raphael S. R. diz: 3

    Nesse mundo competitivo é difícil escolher uma única coisa pra fazer. Talvez seja por isso que tenhamos que buscar e construir vários projetos ao longo da vida. Principalmente na vida profissional, pois a competitividade é absurda. Eu, por exemplo, leio e faço exercícios de inglês quando estou no ônibus indo para o trabalho ou voltando pra casa. Difícil mesmo é achar tempo pra poder estudar speaking e listenin. O speaking precisará de mais tempo e as vezes não dá pra fazê-lo em qualquer lugar. O listenin é difícil também, porque no ônibus, como no meu caso, há muito barulho e isso atrapalha bastante. Enfim, o tempo disponível que achei foi dentro do ônibus.

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      É… tudo se trata do equilíbrio adequado. Na verdade, não é difícil achar tempo para estudar todos os dias. Nem para malhar todos os dias, nem para o trabalho, nem para os amigos. O desafio está em equilibrar tudo que você precisa fazer.

      Ouvir material didático no ônibus pode ser complicado, a não ser que você utiliza um peltor além dos fones… Mas tem que ter a capacidade de não ligar o que os outros passageiras pensam disso, tem um aspeto meio “dorky” rs…
      http://www.coopersafety.com/3M-Peltor-H10A-Earmuffs.jpeg?id=2654&W=600&H=600

      Às vezes, se eu realmente preciso estudar alguma palestra em áudio e só tenho tempo no ônibus mesmo, eu uso!

      Abraços,
      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Paulo Silva diz: 4

    Hi Frank,
    Good Job! Excellent!
    Realmente tornar o idioma ou qualquer outro objetivo uma prioridade é um dos caminhos para o sucesso, arrumar desculpas, como a falta de tempo, não dá.
    Eu trabalho, faço faculdade, curso de inglês e nos fins de semana vou à igreja e lá também tenho outras tarefas. Conciliar tudo realmente é muito difícil, mas aí entra o que você explicou: Foco no que estamos fazendo e administração do tempo. Muitas vezes não consigo, mas precisamos ter persistência. Acredito que as pessoas que não se esforçam ficam na média, mas as que se esforçam e superam desafios ficam acima dela.

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Obrigado Paulo! Cara, ótimo comentário, você falou tudo. Concordo plenamente.

      Cheers!
      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Fabio diz: 5

    Ótimo texto. Eu estudo todo os dias. Tenho a meta de me tornar fluente em 18 meses como propõe a minha escola. Estou fazendo minha parte, estudando e estudando. Mas encontrei um problema. Talvez envolvido por essa ansiedade em me tornar fluente no prazo da escola, sinto que eu sempre poderia estudar mais do que ja estudei naquele dia e ai acaba faltando tempo pra outras atividades. Cuidado com os exageros.

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Obrigado Fabio… Sim, tudo em equilíbrio. E até para quem está de férias e tem muito tempo, estudar mais do que 4 horas por dia o inglês não adianta muito. O subconsciente também precisa de tempo para digerir a informação.

      Best,
      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Alexandre santos diz: 6

    Hi Frank,

    Muito bom esse seu artigo , pois so to conseguindo ver evoluçao no meu aprendizado quando decidir que seria prioridade maxima o meu curso de ingles nas minhas tarefas diarias.

    to the next article

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Opa Alexandre… Obrigado amigo! E parabéns por essa evolução! Continuemos no caminho…

      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Aline diz: 7

    Olá,
    A meu maior obstáculo é o cansaço e a preguiça pra pegar um livro ou uma matéria na internet.
    Preciso tornar isso com uma tarefa do dia ser feita, caso contrário, não vai pra frente!

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Mais uma dica que eu tenho para resolver esse problema é estudar cedo. Quanto mais horas passam num determinado dia, maior a nossa resistência ao trabalho que mais precisa de concentração. Bom comentário Aline.

      Abraço,
      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Alexandre diz: 8

    Meu maior obstaculo para melhorar meu speaking é justamente a falta de quem conversar! 99,9% dos estudantes quando ouvem a palavra CHAT parece que pra eles é só escrever no chat aqui do site e em outros e nunca se dispõem a conversar pelo Skype ou coisa do tipo!

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      É, só teclar é complicado. Dê uma olhada em sites como meetup.com, couchsurfing.com, hostelworld.com e airbnb.com… Lá tem algumas maneiras de encontrar estrangeiros na sua cidade para praticar a conversa.

      Cheers!
      ~ Frank ~

  • 19/09/13  
    Luiz Swim diz: 9

    Tenho que mostrar isso aos meus alunos. 90% deles reclamam de falta de tempo…

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Haha só 90? :) Sim, é um desafio para a maioria… Mas quem realmente quer, dá um jeito…

      Abraço,
      ~ Frank ~

  • 20/09/13  
    Daniela diz: 10

    Acho que o maior obstáculo no cotidiano é o trabalho, não que não dê para fazer as coisas que desejamos e tals, mas dependendo do trabalho, o cansaço é psicológico …

    Aí, vem aquele desanimo total e vontade de relaxar e em boa parte das instituições tem aquele método de ensino de só leitura e responder nada de coisas dinâmicas e tals.

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Sim, com certeza. Nesse caso também é muito recomendado estudar de manhã, antes do trabalho. Assim, a gente ainda tem a energia e o foco necessário para realmente fazer progresso, e não só ficar com o livro na mão para aliviar a consciência rs…

      Abraço,
      ~ Frank ~

  • 20/09/13  
    Luis diz: 11

    Argumento fraco, aliás, fraquíssimo. Sim, meu dia é muito corrido e sim, tomo banho todos os dias; só que nessa tarefa eu uso 15 minutos do meu dia, em quantos anos eu conquistarei fluência estudando 15 minutos por dia?

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Olá Luis! Não se trata de 15 minutos, 1 hora ou 4 horas… É questão de *prioridade absoluta*. Tem outras tarefas que demoram mais tempo do que 15 minutos que você faz todos os dias e sem falta também… Ir no trabalho demora 8 horas, além da ida e volta, mas a gente acha tempo para fazer isso todos os dias também.

      Claro que em algum momento, tem um limite do possível. Mas 20 ou 30 minutos por dia eu acho que todo mundo acha para estudar inglês… SE ele REALMENTE quer mesmo.

      Abraço,
      ~ Frank ~

  • 20/09/13  
    Cynara diz: 12

    Meu maior obstáculo é o medo de falar. Eu fiz diversos cursinho de inglês e durante anos, mas ainda assim meu inglês é muito ruim. Eu nunca estudei gramática por ter uma certa aversão a essa parte, sei que isso me prejudica muito, mas o que acho pior mesmo é o medo. Na hora de falar eu entro em desespero e esqueço tudo que sei, é horrível.

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Cynara, eu fiz uma pesquisa e perguntei a mais de 14,000 alunos sobre esse assunto e esse medo de errar é MUITO comum. Tem muito que poderia escrever a respeito desse assunto aqui, mas a coisa mais importante é o desapego da perfeição. É melhor falar e errar para depois corrigir do que não dizer nada… Pois sem pratica nenhuma, claro que a gente não vai melhorar também. :)

      Abraço,
      ~ Frank ~

  • 20/09/13  
    Luis Rodrigo diz: 13

    Concordo com você Frank. Acredito que as pessoas tratam o estudo do idioma como algo secundário, algo que pode ser postergado e isso talvez seja um dos fatores que colocam o Brasil como um dos países que pouco tem pessoas com fluência em outras línguas.

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Sim, pode ser um dos motivos. Porém o desejo de procrastinar e adiar tarefas importantes acho que é universal, rs… Eu o sinto também! A diferença é aquela sensação que concluir essas tarefas é totalmente necessário e TEM que acontecer SEM falta… Prioridade ABSOLUTA.

      Cheers,
      ~ Frank ~

  • 20/09/13  
    Claudia diz: 14

    Gosto muito dos seus artigos. Sempre acrescentam. Obrigada.

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Obrigado Claudia, mais em breve!
      Cheers,

      ~ Frank ~

  • 20/09/13  
    Raphael Baldusco diz: 15

    Bom, eu gostaria de conseguir tempo no meu dia para além de trabalhar das 8 as 17 horas, conseguir estudar inglês pelo menos 2 horas diárias, poder estudar sobre minha carreira durante 3 horas e ainda poder fazer 1 hora de academia pelo menos todos os dias. Um dos problemas é a locomoção de um lugar para outro…

    • 20/09/13  
      Frank Florida diz:

      Olá Raphael! Haa… eu conheço esse problema, já morei em São Paulo e é fácil perder MUITO tempo no transito. Uma solução é utilizar transporte público e estudar durante a viagem. Tem outros jeitos também, mas a moral da história é… Quem REALMENTE quer, acha uma solução. Talvez não imediatamente, mas eventualmente acha sim… Eu acredito nisso.

      Boa sorte e bons estudos!
      ~ Frank ~

  • 20/09/13  
    Bruna diz: 16

    Oi, Frank.

    Adorei o artigo. Acho que eu estava precisando de uma “bronca” dessas.
    Vou restabelecer minhas metas e esse ano de fato, vou começar a aprender inglês.

    Obrigada pela ajuda! :)

  • 20/09/13  
    Solange diz: 17

    Adoroo vcs… Estou aprendendo muito e tambem amo inglês… Adoroo muito tchau
    E obrigada por dar dicas e princilpamente este site maravilhoso ….

  • 20/09/13  
    Nancy diz: 18

    Hello, Frank,
    I enjoy your explanation about time. I have been not studying English against my will, because I had to travel for twelve days and when I came back I found a problem at my apartment and I am looking for the responsible in order to solve this problem, as well as health problems, but I´ll endevour to study English hard and recovery the waste time.
    Have a nice weekend!

  • 20/09/13  
    Paulo diz: 19

    Parabéns pelo artigo. Para alcançar qualquer objetivo, foco e dedicação são fundamentais. É preciso ser persistente até conseguir colocar na rotina os estudos como parte das atividades diárias.

  • 20/09/13  
    Gildete diz: 20

    Boa noite!
    Realmente, você tem razão, procuramos desculpas quando o assunto é estudar uma segundo idioma.
    Me vi nesse contexto e estou lutando para priorizar os meus estudos!
    Minha maior dificuldade é com o listen.

  • 20/09/13  
    Eliana diz: 21

    Oi Frank, adorei e posso dizer que uso meu tempo no transito ouvindo textos em inglês. Quem quer sempre acha um jeitinho. obrigada

  • 22/09/13  
    Leandro Portea diz: 22

    Fala Frank! Eu ri muito quando li seu artigo..na verdade eu sou “um desses” que quer mais tempo para fazer tudo o que preciso!
    Já fiz vários cursos de inglês, amo a língua, mas nunca consigo terminar! Acabo dando prioridade a outras coisas.
    Vou começar a administrar melhor o meu tempo rumo a fluência em inglês! Valew pela dica!

  • 23/09/13  
    Iago diz: 23

    Oi Frank! Realmente a falta de prioridade, e não o tempo, é o meu maior obstáculo. Parabéns pelo seu artigo! Muita gente vai se identificar com seu artigo.

  • 23/09/13  
    Adilson dos Santos diz: 24

    O meu maior problema é não saber gerenciar minhas tarefas diárias e focar melhor nos estudos.

  • 23/09/13  
    Mano-NZ diz: 25

    It’s been hard, but I won’t give up till get there… the so dreamed “fluence”.

  • 25/09/13  
    Eduardo diz: 26

    Meu maior obstáculo: Preguiça :(

  • 25/09/13  
    Manoel Vianna Filho diz: 27

    Frank! Tudo que você relatou espelha a realidade das pessoas.As rotinas criadas desde cedo sempre ficam como prioritárias.O aprendizado de um novo idioma realmente requer força de vontade.Estou estudando por conta própria todos os dias a uns 8 meses e tenho melhorado bastante.As dicas que recebo aqui no “ENGLISH EXPERTS” são importantíssimas.

  • 26/09/13  
    Thiago dos anjos diz: 28

    Olá Frank… Você é mesmo demais! gostei disso. Sabe, eu estudo inglês todos os dias, e mesmo quando não consigo parar e estudar daquele jeito, procuro, no mínimo, estudar palavras no dicionário ou revisar gramática ou até mesmo assistir alguns seriados já visto.

  • 02/10/13  
    André Brito diz: 29

    Oi Frank… Suas dicas são sempre animadoras!!! As vezes bate aquela depressão, porque a gte quer ver os resultados rápidos, mas todo mundo sabe que aprender um idioma é se dedicar e ser paciente até o fim! É por isso que gosto de ler o english experts, porque aqui não são só dicas de inglês, mas incentivo e muita motivação!!!
    Realmente, definir prioridade é muito importante! As vezes a gte fala q não tem tempo, mas consegue perder 1 ou 2h olhando a vida dos outros no facebook! E como disse Pedro Bial certa vez:

    “Não existe falta de tempo, existe falta de interesse. Porque quando a gente quer mesmo, a madrugada vira dia. Quarta-feira vira sábado e um momento vira oportunidade.”

    Abraço a todos!

  • 02/10/13  
    Isabel Atence diz: 30

    Esta página tem ajudado bastante. Genial!! eu estudo sozinha, uso CD de um curso e tenho amizades com pessoas de outros lugares no mundo que utilizam a língua inglesa. Parabéns!!

  • 02/10/13  
    Cinthia Garcia diz: 31

    Frank Florida, é incrível quando coloca em sua mente que iriá mudar esses vícios que atrapalha a produtividade nos estudos, tudo acontece; a preguiça vêm, ou alguém precisa de ajuda. Mas o importante insistir. Amei o post. Estou aguardando próximo!

  • 07/10/13  
    Maria Gabriella diz: 32

    Verdade, estou adotando o estudo do inglês como se fosse um banho em minha vida. E sim, eu ri no segundo exemplo. Muito bom este artigo. Parabéns!!

  • 10/10/13  
    Raquel Prates diz: 33

    Frank seus posts são incríveis, estão mudando minha maneira de estudar, comecei a estudar inglês a 3 meses e como estou no inicio estou sentindo muita dificuldade, principalmente na hora de falar, nessa hora bate o nervosismo e acabo esquecendo o que estudei, sei que ainda vou errar muito até minha tão sonhada fluência em inglês, mas esse medinho de errar é inevitável, apesar de ter meus dias muito corrido devido ao trabalho e outros cursos vou separar pelo menos 1 hora do meu dia para o inglês, sei que só assim vou adquirir mais confiança e ir perdendo meu medo de falar.
    Parabéns pelos posts Frank!