Tradução "would be the day''

Perguntas e respostas da comunidade sobre o idioma inglês.
Avatar do usuário Igorgabriel 30 1
Eu traduzi a frase abaixo como:
Ellie heffner told me that the day she graduated would be the day she left her family and ran away forever.

Ellie Heffner me disse que o dia em que ela se formou "seria" o dia que ela deixou sua família e fugiu pra sempre.

Não faz sentido esse seria na frase, faria mais sentido: Ellie Herbert me disse que o dia em que ela se formou "foi" o dia que ela deixou[...].

Como fica a tradução desse would be, nesse caso?

Ao viajar para fora, você pode querer comprar uma roupa ou sentir alguma dor. Nessas horas, saber as partes do corpo em inglês é essencial. Baixe agora um guia grátis: Partes do Corpo em inglês.
Avatar do usuário Marcio_Farias 8630 1 16 139
Na minha opinião, acho que um "foi" fica melhor.

Avatar do usuário PPAULO 29885 4 27 526
Eu prefiro o "seria".
Vejamos o que vem depois então:

She’d been telling me that since we were fifteen years old.
Ela tem me dito isso desde quando tínhamos quinze anos.

“They’re freaks,” she said. “Hippie weirdo freaks.”
"Eles são hippies esquisitos" ela dizia, Hippies esquisitos e muito estranhos.

I couldn’t argue with her. She did live with hippie weirdo freaks.
Eu não podia deixar de concordar com ela. Ela sim vivia com Hippies esquisitos e muito estranhos.

Pelo que está na leitura subsequente, eu interpreto que tudo "acontece" no passado (embora a narrativa esteja acontecendo no presente.). Isto é, no momento em que "ela" fala (falava - ou que primeiro falou) dos pais, ainda não havia terminado (ou até iniciado a faculdade) pois os personagens da história tinham quinze anos. Então não "foi" o dia em que ela foi embora pra sempre.

Avatar do usuário Igorgabriel 30 1
Ellie heffner told me that the day she graduated would be the day she left her family and ran away forever.

Como você traduziria este trecho, então?

Avatar do usuário PPAULO 29885 4 27 526
Ellie Heffner disse me que no dia em que ela se formasse, seria o dia que ela iria deixar a família (dela) e iria embora pra sempre.

Na parte "would be the day she left" pode levar a uma certa confusão por parte do (estudante) iniciante em inglês, pois há a elisão do "que" (that) antes dessa parte (porém aparece na tradução - em português).
Não precisa nesse caso, isso é do tópico pronomes relativos em inglês, não vou me estender agora, mas é isso, é como se tivesse o "that" lá.
O "would be" é a chave, esse parte diz para nós que Ellie Heffner falou no passado de algo que iria acontecer no presente, por que o relato é feito no presente sobre algo anunciado no passado, e que (já) aconteceu.
Apesar que se a frase fosse minha, eu usaria "...would be the day she would leave", mas cada autor tem seus estilo.

Avatar do usuário Igorgabriel 30 1
PPAULO escreveu:Ellie Heffner disse me que no dia em que ela se formasse, seria o dia que ela iria deixar a família (dela) e iria embora pra sempre.

Na parte "would be the day she left" pode levar a uma certa confusão por parte do (estudante) iniciante em inglês, pois há a elisão do "que" (that) antes dessa parte (porém aparece na tradução - em português).
Não precisa nesse caso, isso é do tópico pronomes relativos em inglês, não vou me estender agora, mas é isso, é como se tivesse o "that" lá.
O "would be" é a chave, esse parte diz para nós que Ellie Heffner falou no passado de algo que iria acontecer no presente, por que o relato é feito no presente sobre algo anunciado no passado, e que (já) aconteceu.
Apesar que se a frase fosse minha, eu usaria "...would be the day she would leave", mas cada autor tem seus estilo.


Eu tb traduzi assim, mas leave e ran away não teriam que vir precedidos de Would, pra ficar deixaria e fugiria, respectivamente?

Avatar do usuário Marcio_Farias 8630 1 16 139
Tanto faz, Igor. Um "iria deixar/fugir" ou um "deixaria/fugiria" vão bem na frase.

Avatar do usuário PPAULO 29885 4 27 526
It´s implicit that the "would" that comes before "be the day" serves to the subsequent bits "she let her family" and "run away forever".
Same goes to "she left her family and ran away forever." One doesn´t need to say that "...she left her family and (she) ran away forever, let alone "(she would) ran away forever." Just one "she suffices", so just one "would" too, as they reffers to the same semantical level (same bit).

English is a very sophisticated language, one can easily underestimate it, though. Thus, it shorten and makes use of pratical usages (e.g. Omissions, metaphorical language, what you have.), in such a way that it assumes that the reader knows how to "fill the gaps", so they don´t elaborate some sentences in lenghty ways.
The very question you are making, shows that you are learning English, because we (that think in Portuguese or Spanish) are prolific writers, we try to explain everything. In a way we like the drama, they are terser in style.

Avatar do usuário Igorgabriel 30 1
PPAULO escreveu:It´s implicit that the "would" that comes before "be the day" serves to the subsequent bits "she let her family" and "run away forever".
Same goes to "she left her family and ran away forever." One doesn´t need to say that "...she left her family and (she) ran away forever, let alone "(she would) ran away forever." Just one "she suffices", so just one "would" too, as they reffers to the same semantical level (same bit).

English is a very sophisticated language, one can easily underestimate it, though. Thus, it shorten and makes use of pratical usages (e.g. Omissions, metaphorical language, what you have.), in such a way that it assumes that the reader knows how to "fill the gaps", so they don´t elaborate some sentences in lenghty ways.
The very question you are making, shows that you are learning English, because we (that think in Portuguese or Spanish) are prolific writers, we try to explain everything. In a way we like the drama, they are terser in style.


Se o would serve pra left e run away, o left por exemplo não deveria estar em sua forma básica:"to leave"

Avatar do usuário PPAULO 29885 4 27 526
Yes, your reasoning is right. To my thinking it should be "it would be the day she would leave...and (would) run away."
What we can deduce from that is, when there´s an elision of the word "would" in such case, then the verbs are put in their past forms.
In pratical terms, it´s as if we had used the "would" reffering to all verbs immediately close it.

Perhaps it has something more to it, that is, that the events happened: she did graduated, then she left and ran away! But she told that at other time, hence it´s where the perceived incongruence of verbs come from.
That´s more, the author may (or may not) have sent the writing and it wasn´t proofread in the whole, and it passed through it without being corrected. Sometimes we have to give the author some slack.
Anyway, the translation seems like being the one I thought to be.




 


cron