Gerúndio é demitido da língua Portuguesa

Roberto Justus: Gerúndio é demitido da língua PortuguesaLeia com atenção o email enviado pelo leitor Leandro Figueiredo. Se você não ler você vai “estar ficando” desatualizado.

Pela primeira vez na vida fico com inveja de quem mora em Brasília. Já imaginaram a gente ficar livre daquelas coisas insuportáveis do tipo “Vou estar verificando e te ligando de volta”… “você pode estar parcelando…”, “vou estar preparando o relatório e mais tarde vou estar te enviando”… ninguém merece!

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

Se eu morasse em Brasília ia andar com uma cópia do decreto na bolsa e cada vez que algum infeliz soltasse uma das pérolas do gerundismo, chamaria a polícia e solicitaria prisão em flagrante por perturbação da ordem pública.

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), tomou uma decisão que chamou a atenção de quem leu a edição de hoje do “Diário Oficial” do distrito: demitiu o “gerúndio” de todos os órgãos do governo.

O decreto com a nova medida também proíbe o uso do gerúndio por desculpa de “ineficiência”. O governador está fora de Brasília e não pôde comentar a nova medida. O gerúndio é uma das formas nominais do verbo, formada pelo sufixo “ndo” que indica continuidade de uma ação. O uso do gerúndio se tornou comum e demonstra imprecisão de uma atitude como, por exemplo, “vou estar verificando” em vez de “vou verificar”.

Leia a íntegra do decreto:

Decreto nº 28.314, de 28 de setembro de 2007. Demite o gerúndio do Distrito Federal, e dá outras providências. O governador do Distrito Federal, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 100, incisos VII e XXVI, da Lei Orgânica do Distrito Federal, DECRETA:

Art. 1° – Fica demitido o Gerúndio de todos os órgãos do Governo do Distrito Federal.

Art. 2° – Fica proibido a partir desta data o uso do gerúndio para desculpa de INEFICIÊNCIA.

Art. 3° – Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 4º – Revogam-se as disposições em contrário.

Brasília, 28 de setembro de 2007. 119º da República e 48º de Brasília JOSÉ ROBERTO ARRUDA

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

13 comentários

  • 04/10/07  
    Maykon diz: 1

    e ai Alessandro.. blog melhorou bastante…
    posso me honrar em dizer que fui um dos primeiros leitores de seu blog…
    parabéns cara..
    t++

  • 04/10/07  
    Alessandro diz: 2

    É isso aí Maykon. Obrigado por apoiar o nosso trabalho desde o início.

    Forte abraçom

  • 05/10/07  
    Camilo diz: 3

    José Roberto Arruda?
    O mesmo do painel eletrônico?

    —-

    Excelente a foto do Justus pra ilustrar o post…hahaha…ficou perfeita!

  • 05/10/07  
    Paulo diz: 4

    Brincadeira, só no Brasil mesmo que cria-se um decreto para “matar” ou “demitir” o gerúndio !!! Só uma pergunta: pode-ser realmente “demitir” o gerúndio??! A língua e todos os seus aspectos escritos e orais não é “uma coisa viva”?!?! Como se pode “desligar” o gerúndio do nada e aliás qual será a punição para alguém que use o gerúndio???
    Em vez de explicar o português corretamente e dar uma escola pública de melhor qualidade “deminte-se” algo, no caso o gerúndio.
    A política está deixando a desejar cada vez mais. E aliás, é incorreto falar no gerundio?!! E eu não me incomodo (muito ne rs) de receber ligações de telemarketing cheias de gerúndio.
    Esse decreto é mais um daqueles para se dar risada!!
    []s
    OBS: nada contra quem postou a notícia viu :-)

  • 05/10/07  
    Fabio diz: 5

    Dessa forma, eu vou estar mudando o meu vocabulário nos próximos dias, então?
    Caso contrário, vou estar violando a lei.
    Vou estar te mandando um abraço! ;)

  • 05/10/07  
    EDUARDO diz: 6

    Aiai Meu Deus…

    Demitiram o pobre o gerundio, e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), foi absolvido do processo de cassação pelo plenário com 40 votos…

  • 05/10/07  
    Relindes diz: 7

    Ai!Meu Deus!
    Com tanta impunidade pra se preocupar…
    Que Deus tenha dó do nosso país e abençoa nos!
    Paz e dignidade a todos os povos!

  • 05/10/07  
    Relindes diz: 8

    Ah!Desculpe!
    Nada contra a quem postou!
    O blog é ótimo, e eu entendo que tudo que é repetitivo enjoa e é sem graça, até aí eu concordo, mas há outras preocupações para se punir e que a nossa lei ainda está arcaica e injusta!Penso que o Governador do Destrito Federal deveria se preocupar mais com outros tipos de impunidades!
    Beijos à todos do Blog!

  • 06/10/07  
    Luiz diz: 9

    O que tem que ser demitido é o Gerundismo e não uma das necessárias forma nominal do Verbo.

  • 29/02/08  
    renata diz: 10

    rê vai lei que nos livra do tal do grundismo, ufaaaaaaaaaaaaaaaaaaa estamos livres isso merece até uma comemoração, abraços do seu sobrinho arthur.fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

  • 09/08/08  
    Davi de Almeida Lopes diz: 11

    Como está escrito, o uso do gerúndio demonstra imprecisão
    nas atitudes e não passa de um maneirismo de linguagem.
    Demorou, este decreto deveria valer para Brasil inteiro.

  • 10/08/08  
    suellen diz: 12

    primeiro ele tinha de ter aprendido o que é gerundio para depois “demiti-lo”, gerundio no caso é uma das formas nominais do verbo, formada pelo sufixo “ndo” que indica continuidade de uma ação. o que ele quer demitir são frases do tipo “vou estar verificando”,”vou estar analisando”, o gerundio esta presente nesta frase mas também esta presente nas frases “estou trabalhando”, ”estou estudando”, ou seja ele que demitir o futuro acompanhado do gerundio e nao tão somente o gerundio. essa lei ridicula tem que ser revista. So no brasil mesmo pra inventarem leis absurdas como essa!!! em todos o idiomas o gerundio é usado sem problema. oh senhor governador vai ler mais livros de gramaticas pra entender primeiro a nossa lingua para depois julga-la e mal interpreta-la.

  • 28/09/08  
    Michele Mitsue diz: 13

    Tudo bem que o gerundismo às vezes machuca o ouvido de quem escuta, mas é ridículo eliminar o que faz parte da nossa gramática. Imagine se fosse retirado tudo aquilo que nós brasileiros usamos mal? Nunca mais o advérbio menos, por causa da forma incorreta “ela foi menas vezes na minha casa” ou o em nível de por causa do tao erroneamente falado “a nível de”….enfim….praticamente ficaríamos sem a nossa língua.
    O que deveria ser feito é criar alternativas de melhorar o acesso dos brasileiros aos livros, à educaçao num todo. Se todos nós tivéssemos uma boa escola, bons professores nao pecaríamos tanto com a nossa língua.
    Esse político nada mais é que uma pérola entre tantas em nosso País….ooooo tristeza!