Intercâmbio nos EUA: sobre a cidade de San Francisco

Pessoal! Já falei um pouquinho sobre minhas primeiras impressões, sobre alguns questionamentos, mas o tempo passou voando e meu intercâmbio já acabou! Snif. E, agora que eu já voltei pro Brasil, resolvi dar umas dicas sobre a cidade de San Francisco, e daqui alguns dias eu finalizo a série de artigos escrevendo sobre as aulas de inglês que eu tive lá.

Chegando na cidade

Quando a gente fecha o intercâmbio, a escola oferece serviço de transfer por $100.00, onde um representante fica te esperando na saída do seu vôo com uma plaquinha com o seu nome, e te leva até sua homestay/residência estudantil. É um serviço seguro principalmente para pais que estão mandando os filhos para o exterior pela primeira vez, mas quem tem boca vai a Roma (e também a San Francisco), daí descobri que o táxi aeroporto-cidade custa aproximadamente $40.00, e que existe também a opção de pegar uma van que faz serviço porta-a-porta e que cobra aproximadamente $15.00 por pessoa (é só seguir as plaquinhas de “shuttle” depois que você pegar a mala na esteira). Isso sem contar no metrô, que custa $8.50, mas eu não queria subir nenhuma ladeira carregando mala, então preferi não me aventurar e fui de van mesmo.

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

O vento

Chega a ser engraçado falar sobre isso, mas uma das coisas que mais interferiu na minha rotina durante o período que estive em San Francisco foi o vento! Eu li tanto antes de viajar que simplesmente não entendo como eu posso ter ignorado esse detalhezinho: é uma das cidades mais “windy” do planeta! Isso por ser uma península, e também por causa da topografia (a cidade inteira é composta de colinas beeeem íngremes). Era normal vir andando por uma rua e, quando virava a esquina, achava que ia sair voando igual a Mary Poppins. Mesmo os moradores de lá se protegem bastante em plena primavera florida e ensolarada. Se chegar lá sem agasalho adequado, vá até as lojinhas de souvenir do Fisherman’s Wharf e compre um ‘wind break’ (jaqueta que corta o vento) por aproximadamente $20.00.

Como se virar na cidade

Um lugar bastante útil é o Visitors Information Center (900, Market St.). Eles fornecem mapa da cidade, tem centenas de folhetos informativos sobre as atrações turísticas, restaurantes, museus, cupons de desconto, material promocional em diversas línguas, e vendem cartão telefônico internacional (maneira mais barata de telefonar pro Brasil). Precisei ir lá algumas vezes, principalmente pra pedir orientação sobre linhas de ônibus e como chegar em determinados lugares. O bom é que eles ficam ao lado do início da linha do bondinho (cable car), que é um das atrações da cidade.

Homeless people

Talvez pra quem é brasileiro, principalmente paulista, ver um monte de moradores de rua não é tão assustador, e isso rendeu até um papo bem interessante com minhas novas colegas suíças que disseram que quando encontram pessoas naquelas condições na Suíça, telefonam urgentemente para a polícia.

Mas a quantidade deles no centro de San Francisco realmente chama a atenção. Quem assistiu o filme À Procura da Felicidade, com Will Smith (ótimo para ver várias paisagens de San Francisco), talvez se lembre de como é a situação. Interessante que não há crianças nas ruas – bem diferente de São Paulo – e no geral eles não vendem nada, nem tentam limpar seu para-brisas contra sua vontade. Alguns cantam ou tocam algum instrumento (tem um famoso lá que toca usando uma “bateria” feita de frigideiras e baldes), e normalmente as plaquinhas pedindo dinheiro são bem criativas, ou até bastante diretas: “I just need a beer”.

De acordo com uma funcionária da escola onde estudei, a principal razão para eles estarem lá é o fato de San Francisco ser uma cidade liberal, onde os moradores toleram praticamente tudo.

A “night” de San Francisco

É bem nítida a “transformação” que acontece no final de tarde, principalmente às sextas-feiras e sábados. Dá pra perceber que não só os turistas mas os moradores locais fazem questão de sair, sempre bem vestidos, pra curtir a agitação da cidade.

Eu saí bem pouco (consegui ficar jetlegged por três semanas!), na maioria das vezes apenas pra jantar nos restaurantes do centro, e o único lugar mais agitadinho que fui foi o Cigar Bar, que tem música latina ao vivo.

E, já que eu sou mais diurna do que noturna

Eu passeei bastante, e os lugares que indico são: Golden Gate Bridge, passeio de bondinho, Fisherman’s Wharf, Pier 39 e os leõs marinhos que ficam lá em volta, Cliff House no final da tarde pra ver o pôr-do-sol, Baker beach, Alcatraz (imperdível), Twin Peaks pra ter uma “bird’s eye view” da cidade, Dolores Park, a cidade universitária de Berkeley, o Embarcadero / Port of San Francisco, Sausalito, California Academy of Sciences dentro do Golden Gate Park, Chinatown (ótimos restaurantes e lojas!) – aproveito pra agradecer ao nosso colega californiano Thomas – o que seria de mim sem meus amigos do fórum do EE? E o único passeio mais longe que fiz foi Monterey e Carmel, descendo pela costa do pacífico, vendo praias lindas de tirar o fôlego (breathtaking).

Momento puxa-saco

Aproveitando que eu tô puxando o saco da galera do fórum, numa das aulas de inglês lá nos States, o papo era sobre diferenças entre homens e mulheres e eu queria falar de machismo mas eu não sabia a palavra em inglês. Quem me salvou com a tradução? O Donay, lógico. Bastou fugir pra sala de informática e “tchanam”, lá estava – Como dizer machista em inglês. Reação da teacher gringa quando eu voltei pra sala = Oh, yes, “male chauvinist”, that’s exact the word for what we’re talking about!

Numa outra ocasião, num papo futebolístico com um professor de lá, eu precisei falar de quando um jogador é convocado pra seleção e… cadê a palavra? Só consegui explicar pra ele o que eu realmente queria dizer depois de ler esse daqui – Como dizer “Ser convocado para um time,seleção…” em inglês.

Aproveche para practicar su español

Pelo que percebi toda a Califórnia é praticamente bilíngue, principalmente nos lugares mais turísticos. Os avisos sonoros dos ônibus eram em inglês e espanhol (às vezes também em chinês), as instruções nos telefones públicos, avisos, propaganda, cardápio de restaurante… tudo nas duas línguas. E pelo tanto que eu ouvia de espanhol em tudo quanto é lugar, tenho quase certeza de que tem muito morador de San Francisco que nem sequer fala inglês.

Indicações

O site Viaje na Viagem tem uma série de artigos sobre San Francisco e redondezas, inclusive um “manual” bem detalhado e divertido sobre como comprar bilhete do sistema de metrô BART. Eu fui uma das que ficou toda atrapalhada na frente da maquininha quando precisou comprar bilhete pela primeira vez.

Muitas das pesquisas que fiz sobre San Francisco na internet também me levaram pra um blog muito completo chamado Hotel California Weblog, escrito por uma brasileira que mora em Berkeley.

And, last but not least…

Se você for a San Francisco…

  • Be sure to wear flowers in your hair (essa frase é de uma música, veja aqui);
  • Tenha uma conta no Facebook pra adicionar seus novos amigos internacionais;
  • Leve um cartão de memória gigante pra tirar muitas fotos;
  • Há quem diga que é possível deixar o coração em San Francisco, mas dá pra amenizar a depressão pós-viagem lembrando que “moro num país tropical, abençoado por Deus, e bonito por natureza…”

Take care you all!

Todos os artigos da série Intercâmbio nos EUA

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

29.jpg

Flávia Magalhães

Flávia Magalhães é estudante de inglês e colabora periodicamente com artigos para o EE. Além disso ela é moderadora do Fórum do English Experts.

43 comentários

  • 13/06/11  
    Luciana Rodrigues diz: 1

    Oi Flávia, estive em outros lugares da Califórnia. Gostei muito de O.C., mas lendo seu post me deu vontade de ir a Frisco da próxima vez.

  • 13/06/11  
    Tacila diz: 2

    nossa que legal! deve ter sido encantador
    eu mal posso esperar para contar as minhas experiências para voces.. eu vou para Miami no dia 02 de julho.. eu vou sozinha.. estudar pela KAPLAN… contarei tudo para voces também…

  • 13/06/11  
    Renan Serrano Torres diz: 3

    Oi Flávia,

    Eu fiz um intercâmbio de 1 mês em São Francisco neste último mês de abril! É realmente tudo isso que você falou. Eu adorei muito a cidade.

    Alguns pontos interessantes que gostaria de adicionar são os bares/pubs que há nas ruas Haight Street, Polk Street e no bairro Marina Hood onde você pode encontrar/conhecer muitas pessoas americanas já que no centro da cidade encontra-se muitos turistas de outros países e isso acaba sendo ruim para a vivência da cultura e o aprendizado do inglês.

    Parabéns pelo artigo.

    Um grande abraço.

  • 13/06/11  
    Vivi diz: 4

    Oie Flavinha!

    Amei mais este post sobre San Francisco e me deixou mais ansiosa para chegar logo a minha vez. Vou em Jan, então pegarei um tempo mais frio por lá, mas estarei preparada.
    Eu já fechei com um transporte para me pegar lá e morri em 100 doletas :(, mas vivendo e aprendendo. Tô ansiosa para conhecer a escola, os colegas novos, a cidade e principalmente ver como irei me virar em inglês, pois esse é meu grande objetivo…Falar e perder o medo.
    Eu sou como vc, prefiro o dia, então suas dicas servirão muito para minha viagem. Conhece o Viaje na viagem e o Hotel California, Riq e Mari são dois fofos :)
    Vou ficar aqui ansiosa pelo seu novo post.
    Bjkas

    • 13/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Eu já tô com inveja antecipada… me leva na mala?

  • 13/06/11  
    João B. L. Ghizoni diz: 5

    Hi there, Flávia. What a nice report! What a nic text. You reminded me of the trip I took to San Diego. I confess to you I had never heard of those shuttles from the airport. One of the first things I did there was take one of them–And learn their names!

    What you said about “simple” (poor?) people on the streets, I saw them in San Diego, too. I was told many of them came from different parts of the country because of the weather (I was there in January).

    Another thing that called my attention there (and you reminded me of that as well) was the number of people speaking Spanish all around! Well, I went to Coronado one day, and on the bus had the chance to talk to some people from Mexico–in Spanish!

    I was there for one month to study English. Amd I’m curious to read your next post–about the classes themselves!

    • 13/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      João, I think there’s a huge difference between ‘simple’ / ‘poor’ people and ‘homeless’ people. Yes, they do come from other parts of the country because California is warmer – but San Francisco is the less warm part of California, and most of them are there. Reason? People say it’s compassionateness. Google has lots of articles about ‘why so many homeless in SF” – we could write a tesis on that!

      I heard that San Diego has zillions of Brazilians – btw that’s the reason why I didn’t go there!

  • 13/06/11  
    Jusi diz: 6

    Oie Flávia, estou indo a SF em janeiro e ficarei lá por 04 semanas… me deu até um alivio ler seu post pois to no nível bem básico ainda do ingles e saber q o espanhol realmente é falado lá já dá uma sensação de familiaridade hehe… vc tem face?? me add no face pra gente trocar figurinhas sobre SF se nao for incomodo pra vc, claro: Jusiane Basso é meu face

    • 13/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Nããããão!!! Vc está indo estudar INGLÊS, forget about Spanish! Brincadeira, eu mesma escrevi aí em cima que é pra aproveitar e praticar também… o que não dá é ficar tentando mudar pro espanhol toda vez que tiver dificuldade com o inglês, heim! Daqui até janeiro tem bastante tempo, aproveite pra ir estudando um pouco de inglês e chegar lá mais preparada. Ahhh…. mais uma dica! Dá um “curtir” na página “San Francisco” no Facebook que aí vc fica recebendo notícias e dicas sobre a cidade ;) Obrigada pelo comentário!

  • 13/06/11  
    mandy sisa diz: 7

    Ai, nem acreditei quando voltei pra homepage e vi esse artigo ;O
    San Francisco é meu sonho, tenho muita vontade de ir, claro que eu viajo somente pelas séries de tv rsrs, a última q me deixou mais fascinada por lá foi Trauma.

    Fico até com uma inveja branca de vcs q vão viajar pra lá t_t’ (aproveitem por mim rsrs)

  • 13/06/11  
    Lucas diz: 8

    HAHA! muito legal pelo visto aproveitou bastante ..espero um dia fazer igual ;)

  • 13/06/11  
    Aline Ferrari diz: 9

    Que tudo ler esse post!!! Eu morei na Bay area (Alameda) quando fui Au Pair. A cidade é praticamente o quintal de San Francisco….conheço SF como a palma da minha mão. E após um ano e meio longe do vento de SF, ainda tenho uma depre daquelae lugar!!!! Durante minha temporada nos EUA, conheci diversas cidades, mas juro que cidade igual a SF não tem em lugar algum. Pessoas amigáveis, sempre sorrindo, de bem com a vida; mexicanos gente boa; asiáticos simpáticos e amigáveis tbm! Sem contar a bela paisagem que Deus trabalhou muito bem nela! Realmente, I left my heart and my soul in San Francisco!!! Enfim, amei o post e se alguém estiver a caminho da Califa pode me mandar email, estou sempre disposta a ajudar aqueles que chegam perdido na terrina do Obama!!!

    • 14/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Aline, faço minhas as suas palavras. Era engraçado quando às vezes eu tava lá toda distraída no bondinho e qdo olhava pro lado ficava de boca aberta com uma paisagem linda que surgir entre uma rua e outra, ou então com a vista do mar surgindo no horizonte… parece que as colinas estão lá de propósito só pra gente poder ver melhor as paisagens da cidade, não é?

  • 14/06/11  
    Felippe Mancuzo diz: 10

    Olá, Flávia!
    Venho há um tempo acompanhando este blog e muito satisfeito com os posts.. Gostaria que, se pudesse, falasse mais sobre todo o custo envolvido na viagem, para quem, como eu, idealiza realizá-la.
    Fica também a dica, que não deve ser novidade a muitos, para visitarem o site Live Mocha (www.livemocha.com.br). Lá você pode fazer um cadastro em um curso e interagir com pessoas de todo o mundo. Basicamente é uma rede social para aprendizado. Fiz um amigo de Ohio, nativo americano, que virá ao Brasil no fim deste mês em intercâmbio estudar as línguas latinas pela PUC.

    Um abraço.

    • 14/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Felippe, a questão de custo é bastante relativa. Meu curso custou cerca de $900.00 por três semanas, mas isso varia por escola e também por carga horária, que é uma coisa super importante dependendo do quanto você que estudar e/ou curtir a cidade; preço de passagem aérea também varia bastante no decorrer do ano; hospedagem: é bem mais barato ficar em casa de família, mas eu preferi ficar em residência estudantil por causa da proximidade com a escola (mas me arrependi). O que eu recomendo mesmo é que vc vá a umas três ou quatro agências, pegue as cotações e vá montando seu comparativo. Use a seção de intercâmbio do fórum para tirar suas dúvidas.

  • 14/06/11  
    Karolyne Gonçalves diz: 11

    Adorei essa série…eu vou para San Francisco dia 22 de Julho, e estou muito ansiosa, com diversas dúvidas, será a minha primeira viajem para o exterior, vou ficar por lá por 6 semanas..e estudo periodo integral por 5 semanas. As dicas foram otimas.

  • 14/06/11  
    stefani diz: 12

    Amei. Fiquei morrendo de vontade de ir. Ótimas dicas. Essa do facebook, foi legal. Haha.

    Até

  • 14/06/11  
    Márcia diz: 13

    Gostei bastante do post da Flavia, mas tenho interesse em um intercâmbio no Canadá. Se alguém já foi e tiver informações assim a respeito, eu agradeço.

    • 14/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Márcia, há diversos tópicos no fórum sobre colegas que foram ao Canadá, dê uma olhada neles usando o campo de busca do site.

  • 14/06/11  
    Robson Pereira diz: 14

    Uma das seções que mais gosto do english experts é essa parte de experiências de intercânbio , muito legal para saber um pouco mais , parabens Flávia e o brigado por compartilhar sua experiência.

    • 14/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Robson, concordo, os depoimentos que li dos colegas aqui no EE me ajudaram bastante no meu planejamento.

  • 14/06/11  
    Soraya diz: 15

    GEEEEEEEEENTE!!! Que tudooo! Amei este post.. Pretendo fazer intercâmbio logo também, já que me formo na facul no final do ano.. As dicas foram ótimas.. Pretendo estudar inglês apenas, mas o local ainda estava bem incerto, agora acho que tô quase topando SF! A Golden Gate Bridge deve ser MARAVILHOOOOSA! Me formo em Letras, pretendo lecionar inglês.. E Flávia, tens alguma sugestão de escola e curso que seria ideal para mim?? Minha tia mora em Orlando.. Será que eu poderia ficar na casa dela.. ou tem alguma escola legal por lá?? Aguardooo ansiosa seu post sobre suas aulas.. Abraços!!!!!!

  • 14/06/11  
    Eduardo diz: 16

    Hello Flávia!!

    Thank you so much for your tips. I’m going to SF on the end of this month. I’ll be there at least 2 months for business. I’m very excited because this is going to be my first time out of Brazil. Certainly, I’ll check your recommendations and sites that you’ve suggested!!!

    See you

    • 14/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Eduardo, eu acabei resumindo bastante porque senão o texto ia ficar muito detalhado e cansativo, mas se precisar de mais detalhes ou alguma outra ajuda é só falar. O post aqui fica aberto pra comentários por 30 dias após a publicação, mas temos o fórum que é permanente, qualquer coisa entre em contato por lá: http://www.englishexperts.com.br/forum/intercambio-em-sao-francisco-ca-t11356.html

  • 14/06/11  
    Andréia diz: 17

    Nossa, ameiii seu post, espero um dia ter a mesma sorte sua!!Meu nivel é o básico ainda, mas eu estou estudando…. vc tem mais alguma dica para quem está no básico ainda?
    bjos

    • 14/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Andréia, na minha opinião não vale a pena fazer intercâmbio quando o nível é muito básico. Invista um pouco mais nos seus estudos por aqui, e quando estiver um pouco mais segura, já capaz de se virar razoavelmente em inglês, aí sim vale o investimento.

  • 14/06/11  
    Roberto diz: 18

    Hi Flavia, your comments are extremely useful.
    I´d like to visit San Francisco, because it´s similar to some cities here in Brazil, I mean, ups and downs, (subidas e descidas). Bye bye

  • 14/06/11  
    Flávia Magalhães diz: 19

    Pessoal, obrigada à todos pelos comentários!

  • 15/06/11  
    Eliana Tiné diz: 20

    Adorei post por ter sido tão descontraido. Poderiam postar mais neste estilo. Excelente. Good luck.

  • 15/06/11  
    Camila diz: 21

    Flávia, eu to em dúvida entre algumas cidades pra fazer intercambio e estava pensando em SF mas tenho um pouco de medo pela quantidade de pessoas que falam espanhol por lá. Você acha que isso dificulta a imersão total na língua inglesa? Por que, afinal, saimos da nossa querida terrinha pra poder falar inglês o tempo todo (mesmo que, frequentemente, encontrando brasileiros por lá) e, encontrar uma língua tão semelhante a nossa pode dar um pouco de preguiça de falar inglês… não sei.. é só uma dúvida. O que você acha?

    • 16/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Camila, eu não falei nadinha de espanhol esquanto estava lá. Mencionei no post pois achei interessante a presença da língua; eu já estive em Nova Iorque e não me lembro de ter ouvido tanto espanhol lá. De onde vc é? Aqui em SP, é muito raro ver coisas escritas em espanhol na rua. Quando fui pra Santa Catarina há uns anos atrás, me surpreeendi pela quantidade de turistas dos países vizinhos, e de tantas coisas escritas em português+espanhol nas ruas. Foi a mesma sensação que tive em SF.

      Apesar de ouvir bastante espanhol em vários lugares, na escola só se falava inglês, e em todos os lugares que fui (restaurantes, lojas, pontos turísticos), sempre falaram comigo em inglês.

      Se quiser não ter contato nenhum com espanhol, fuja pelo menos da Califórnia, Texas e Flórida; não sei dizer sobre o restante do país.

      Bons estudos!

  • 15/06/11  
    Edson diz: 22

    Oi Flávia, este espaço que o EE nos proporciona é extremamente útil e vc está nos prestando um inestimável serviço. Estudo num conhecido curso de idiomas e estou para concluir o nível intermediário II, mas como qualquer estudante me sinto inseguro, o que vc me sugeriria a título autoteste. Desde já te agradeço.

    • 16/06/11  
      Flávia Magalhães diz:

      Edson, pela minha experiência de estudante, uma opção que vejo é fazer teste em outras escolas e ver qual seria sua classificação. Eu mesma passei por isso há um tempo atrás, qdo fiquei parada por um tempo e decidi voltar à estudar. É interessante até mesmo pra você avaliar a própria escola onde está estudando, e poder fazer uma comparação geral entre elas.

      Uma opção também é dar uma olhada nos testes de certificação (no caso de Cambridge, creio que para seu nível seria FCE) e fazer um simulado para ter idéia de nota.

      Existem também alguns testes online, veja este que o Alessandro indicou: http://www.englishexperts.com.br/2008/03/17/teste-de-nivel-de-ingles-no-british-council/

      Bons estudos!

  • 16/06/11  
    Eduardo diz: 23

    Hi Flavia!

    Thanks for your help. I’ve heard that there is an english school in SF wich is totally free. Do you know which school is this?
    My wife is going to enjoy the oportunity to take some lessons in there…

    See you

    Eduardo

  • 20/06/11  
    Dicas de Inglês - Intercâmbio nos EUA: Principais questionamentos diz: 24

    […] Intercâmbio nos EUA – sobre a cidade de San Francisco […]

  • 21/06/11  
    Flávio Dinão diz: 25

    Olá Flávia, sou Flávio, não tive ainda a oportunidade de fazer intercâmbio. Mas as dicas e os comentários postados em seu tempo de intercâmbio em São Francisco faz a gente refletir que parece valer a pena investir um tempo em intercâmbio. Estou certo?

    Oxalá um dia participe de um intercâmbio.

  • 21/06/11  
    Jusi diz: 26

    Flávia to estudando sim… até nos fds.. mas a impressão que eu tenho é que nao sei nada, por isso falei do Espanhol hehehe… mas fico muito empolgada lendo esse post… anima 200% pra ir logo pra SF… janeiro tem que chegar logo, dia 02.01.2012 já estarei com meus pézinhos em SF uhullll!!! Obrigada pelas dicas!!! bjim

  • 22/06/11  
    CATALINE diz: 27

    Parabéns, ótimas dicas você é bem pé no chão, como tem um inglês avançado tem experiência para falar sobre o assunto, o bom mesmo é ter um inglês avançado para não perder tempo e dinheiro, obrigada.

  • 23/08/11  
    Cristiane diz: 28

    Boa tarde Flávia,

    No próximo ano farei o intercambio em San Francisco, mas ouvi dizer que é uma cidade muito cara, é verdade isso? Sabe me dizer em média quanto se gasta por semana? Em que escola você estudou? Porque achei na internet a escola “Advance English Academy” e gostaria de saber se vc estudou nela ou conhece alguém que já estudou…
    Obrigada pela ajuda.
    Cristiane

  • 27/08/11  
    marinelliah diz: 29

    Primeiro , quero parabenizar vc Flávia pois seus comentários estão bem objetivos . Tentarei ser tbém. Se não for, peço desculpas. Bem, estarei em SF dia 10/9/11 , just around the corner. Estou ansiosa pque vc me disse q. seu inglês é bm avançado. Eu me considero intermediária pois não sou tão disciplinada. Pois bem, estou indo c/ a mesma pretensão sua de viagem/estudos. Por isso peço-lhe q. me diga como vc projetou o tempo diário para estas duas coisas. Vc falou do tempo. Eu saí recentemente de um vírus de gripe fortíssima q. só não virou pneumonia porque sou forte. Estou preocupada com esse vento q. vc falou pois sou alérgica a vento. Será que esta “wind break” protege bem ? vc sabe como é o clima lá agora ? eles costumam usar ar condicionado nesta época ?Dá para conhecer a cidade de bondinho ?Vou ficar em casa de família e estou preocupada com a distancia do curso já que a agencia informa tdo na ultima hora . Será q. é melhor mudar a opção? Eu sou bem chata para barulho por isso não quis compartilhar estes lugares q. tem muita gente e daí preferi a família. Se for longe , o que faço, vc tem ideia ?Sou mto comunicativa e não quero mto contato com Brasileiros para poder falar em inglês. Será q. é fácil encontrar pessoas na faixa etária acima de 35 ? por favor, envie resposta breve e serei eternamente grata. A ansiedade está tomando conta embora eu seja bem viajada e já passei dos 40 anos. abraços

  • 11/09/11  
    Brenda Monteiro diz: 30

    Eu realmente adorei esse texto,deixou com uma vontade de viajar para São Francisco….

  • 17/02/12  
    wagner diz: 31

    Flavia, tenho 17 anos, sou surfista apaixonado e acabei de passar pra medicina na Federal RJ (jun/2012) e gostaria de surfar e estudar ingles no USA ( Santa Barbara. San diego, …). Como conciliar as duas atividades sem conhecer detalhes e distâncias das “escolas e homestay” dos melhores picos de surf? Quem pode ajudar-me por lá?

    NOTA:
    Já tenho diplomação (FCE-Cambridge)
    abs,

    • 21/02/12  
      Flávia Magalhães diz:

      Olá Wagner,
      Parabéns pela aprovação no vestibular.
      Passei por vilas de surfistas no caminho entre San Francisco e Monterey, mas imagino que o surf seja mais praticado mais ao sul da Califórnia, que infelizmente não tive a oportunidade de conhecer. As agências de intercâmbio e as próprias escolas provavelmente poderão te passar essa informação. Boa viagem e boas ondas!