O discurso de Obama e a beleza da língua inglesa

Ouvindo emocionada ao discurso de Obama logo depois de se saber eleito à Presidência dos EUA, comecei a pensar na beleza e na simplicidade da língua inglesa. Não sei se o ouviram, mas podem ainda fazê-lo. Prestem atenção: ele é advogado formado em Harvard, senador por Illinois e, no entanto não fala “empolado”, “difícil”, para bancar o “doutor”. E nisso ele usa muito bem a língua inglesa, que é direta, to the point.

Lembro-me de que quando fiz o curso em Monterey e tinha de fazer traduções complicadíssimas do Francês para o Inglês, minha professora – que tinha estudado em Cambridge, dizia: Corte as frases, keep it simple! Começo, meio e fim: sujeito verbo e complementos.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Então, lembrem-se: para falar bem Inglês é preciso keep it simple! Seja simples e direto. Ninguém pensará mal de você por causa disso, muito pelo contrário. O que me leva a pensar se a estrutura da língua não condiciona o pensamento. Será que nossas línguas latinas, que se prestam a desvios e “enrolações”, não propiciam a falta de objetividade na maneira de pensar? Food for thought.

A propósito, incluí no meu blog também o discurso de McCain ao reconhecer a derrota. Tocante também e muito digno. Acho que temos algumas coisas a aprender com isso: para os americanos, o importante é a nação. Acabou-se a eleição, vamos trabalhar todos juntos para a maior glória dos EUA, em vez de ficar com picuinhas e se atacando reciprocamente. More food for thought.

Have a nice weekend,

Sobre a Autora: Tereza Sayeg, intérprete de conferências.

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

25.jpg

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do English Experts. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

10 comentários

  • 14/11/08  
    Edir diz: 1

    Eu vi e consegui entender uma boa parte pelo menos. Legal saber que no idioma Inglês a regra dos programadores, o chamado KISS (Keep It Stupid Simple) é válida para o idioma também. :-*

  • 14/11/08  
    Tereza Sayeg diz: 2

    Exatamente, Edir! É isso aí.
    Abs.,
    Tereza

  • 14/11/08  
    Jon Carvalho diz: 3

    Realmente o inglês é muito direto, agradavel de se falar e ouvir…
    estou aprendendo desde o começo do ano, avancei muito com a ajuda do blog, espero que continuem com essas dicas sensacionais..

    Cada vez que leio ganho mais um incentivo para aprender ingles e me tornar um English Expert.
    Thanks a lot guys!!
    See you!

  • 15/11/08  
    Marcelo Nolasco diz: 4

    Desculpe utilizar este espaço para fazer apenas um comentário sobre o post, quando a autora relaciona a falta de objetividade do pensamento em função dos desvios e “enrolações” propriciados pelas línguas neo-latinas. Infelizmente sei que este não é um debate sobre línguas e tão pouco o espaço adequado para tais questões, mas não posso deixar de registrar minha observação quanto ao comentário sobre a língua. Não sei se há uma língua melhor ou mais bonita que outra e sobretudo mais importante: a língua está carregada de valores, história e cultura. Se somos mais prolixos na arte de nos expressar, não significa que não somos mais objetivos ao pensar. Penso que é preciso ter cuidado com as afirmativas, pois a dominação também ocorre pela língua.

  • 15/11/08  
    Emerson F. Bezerra diz: 5

    Para quem está aprendendo a falar a língua inglesa, acredito que ser simples e objetivo ao falar seja a melhor forma de evitar erros, ser entendido e passar a mensagem que sequer passar. Porém, a complexibilidade tem que ser conhecida e entendida, até por que você ouvirá todos os graus da língua inglesa, desde o mais simples até o mais pomposo, e precisará entender todos. Você escolhe como quer falar, mas não como os outros falarão.
    E com relação a comparação entre as línguas, acredito que cada uma tem suas características e é da forma que é devido a uma história, cheia de cultura e acontecimentos, que a moldaram da forma que é, e isso não a torna mais ou menos objetiva.
    Muitas idéias você pode passar com um grande discurso, ou simplesmente com um olhar. O ato de se comunicar é muito mais complexo e profundo do que a língua usada por quem fala.

  • 15/11/08  
    rascunho » Blog Archive » links for 2008-11-15 diz: 6

    […] Dicas de Inglês :: O discurso de Obama e a beleza da língua inglesa Prestem atenção: ele é advogado formado em Harvard, senador por Illinois e, no entanto não fala “empolado”, “difícil”, para bancar o “doutor” (tags: http://www.englishexperts.com.br 2008 mes10 dia14 Obama discurso video idiomas) […]

  • 16/11/08  
    Flávio José diz: 7

    Devido o Português possuir muitos termos para expressar uma idéia talvez seja o que faz com que tenha-se a idéia de que podem ocasionar as “enrolações”. Isso depende muito daquele que discursa ou escreve. No caso do Obama, ele consegue ser direto e objetivo. Considero esta a melhor forma de passar uma idéia.

    Não gosto de enrolações como as que encontramos naqueles livros de literatura brasileira que cai nos nossos vestibulares. Já vi livros onde estava escrito “A volúpia de sua face levemente ruborizada como maças maduras recém colhidas, assimilando-se com o leve aroma de morangos selvagens.”. Era mais ou menos assim. Resumindo, o texto era chatos pacas, cansativo. Sem contar outras palavras que nem sequer usamos mais a muitos anos ( talvez séculos ).

    É ignorância minha ?

    Não !!!

    Pro uso do dia a dia ninguém tem mais paciência nem tempo para ficar ouvindo um monte de abobrinha. Temos que ser direto.

    Detalhe importante : Simplicidade é muito diferente de desleixo. Não é por que vamo falar ou escrever de forma simples que podemos escrever errado ou de forma grosseira.

    Voltando ao tema pra quem está aprendendo outro idioma temos que falar o mais simples possível e com estudo e tempo adquirir um vocabulário mais rico.

  • 24/05/09  
    Lucianna diz: 8

    Infelizmente o vídeo está dando erro. =/

  • 23/09/09  
    Betânia Alves diz: 9

    Gostei muito do vídeo. Tanto que gostaria de usar em minhas aulas. Digam-me como copio o vídeo para passar aos meus alunos?

  • 28/12/09  
    valdir barbosa diz: 10

    Olá para todos, acabo de desembarcar na cidade do Ingles.Estou nesta cidade sozinho(estudo só)Gostaria de dicas e orientações para aprender esse idioma, estou com muita disposição ecoragem

    Desde ja agradeço a todos.