O Drama do Dicionário Monolíngue

Olá, amigos do English Experts! Estamos lançando mais um e-book na Loja do Fórum de idiomas, o título dele é “15 Passos para Melhorar sua Fluência em Inglês”; esse e-book é direcionado para estudantes do nível básico e serve como um direcionamento para quem está perdido os com os estudos. Compartilho com vocês um dos capítulos, espero que gostem.

Capítulo: O Drama do Dicionário Monolíngue

Fique tranquilo, na verdade não há nenhum drama com os dicionários monolíngues e o título deste texto foi somente para chamar sua atenção sobre duas dicas para melhorar ainda mais o seu inglês: usar suas habilidades de ator e também usar os dicionários monolíngues (com definições em inglês).

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Comecemos pelo drama! Você já deve ter se encontrado numa situação onde escuta o áudio de um diálogo, o professor pede para você repetir e fica corrigindo sua entonação, não é? Pois bem, seu professor está 100% correto. Se você acha que pode falar inglês da mesma forma que fala português, ledo engano, meu caro. A fluência e a boa pronúncia vêm da simples imitação de quem o faz desde pequeno: os nativos. É claro que se você aprende inglês no Brasil certamente terá sotaque (pouco ou muito), mas eu sugiro: por que não melhorar isso? E é aí que entra o drama, com o sentido de atuar mesmo.

Não precisa ser na frente dos seus colegas de classe no seu curso de inglês, pode ser em casa ouvindo o CD que vem junto com seu livro (sabe aquele que você nem tirou do plástico ainda?). Comece com diálogos pequenos e seja um papagaio, imite, mesmo que você se sinta bobo ou meio desajeitado. Você verá que quanto mais imitar, mais soará como um nativo e isso causa uma ótima impressão em quem ouve.

Faça isso também com letras de música. Se a letra for dramática, encene, sinta o que a letra quer dizer e fale. Lembro novamente: não precisa ser na frente de ninguém, fique na sua, tranquilo e estude. Você só tem a ganhar!

Acabado o drama, vamos para o dicionário monolíngue. Sim, aquele que você se arrepia ao pensar em usar, pois sempre esteve acostumado a usar aqueles pequenos com a tradução para o português. Recomendo que o uso dos dicionários monolíngues seja feito por alunos do nível intermediário em diante, pois as definições serão entendidas com mais facilidade. Take it from me, depois que você começar a usar os dicionários monolíngues, você certamente vai usar os bilíngues somente em último caso.

Uma das grandes vantagens dos learner´s ou student´s dictionaries é que eles trazem vários exemplos e também informações úteis como o uso de preposições, quais palavras combinam (collocations), expressões idiomáticas e exemplos em inglês bem acessíveis.

Aqui estão duas sugestões de dicionários monolíngues muito bons (que também têm versões online):

Bons estudos!

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

6.jpg

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 22 anos. É responsável pelo blog de língua espanhola da empresa americana Transparent. Trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.

13 comentários

  • 18/12/12  
    Luiz H. diz: 1

    I enjoyed this idea!! I’ll try to practice my English, this way!

    Thank you so much.

  • 18/12/12  
    MARCOS DE SOUZA CASTRO diz: 2

    Papo furadíssimo este sobre dicionário monolinguístico e para acabar de piorar duas sugestões horrorosas de dicionarío omitindo ou sendo ignorante mesmo de vários bem melhores como o Contemporary da Longman, o da MacMILLAN, do do COLLINS. Outra coisa, este papo de escutar o CD ridículo de livro mais ridículo ainda é de matar. Alunos meus usam CENTENAS de audio books que disponibilizo em ingles, alemão, francês, espanhol e italiano.

    • 18/12/12  
      Alessandro Brandão diz:

      Marcos,

      É uma pena ver um “professor” escrever um comentário tão arrogante e agressivo. Acredito que há formas de dizer que não concorda com a opinião de outro professor. É possível sim discordar e ser educado ao mesmo tempo. Por isso redigi o seu comentário de uma forma que eu acho construtiva.

      “Não concordo com o uso de dicionário monolinguistico, também não acho que os dicionários sugeridos sejam os melhores. Recomendo o Contemporary da Longman, o da MacMILLAN, do COLLINS. Acho que há outras alternativas além de CD de livro. Os meus alunos usam centenas de áudio books que disponibilizo em inglês, alemão, francês, espanhol e italiano. Essa é a minha opinião, mas respeito a opinião e ensinamentos de meus colegas de profissão.”

      Lembre-se que essa é SUA opinião. Seja educado na internet, gentileza gera gentileza.

      Sucesso!

    • 18/12/12  
      Adir Ferreira diz:

      Oi, Marcos!

      Sugiro que você comece a frequentar cursos e convenções onde você poderá trocar várias ideias com profissionais da área para abrir seus horizontes como professor e ver, sim, os benefícios do dicionário.

      Outra coisa: considerar o livro de texto e o áudio ridículo vem totalmente de encontro com o que se preconiza no ensino de idiomas atualmente. Realmente, um aperfeiçoamento teórico e prático se faz necessário no seu caso.

    • 18/12/12  
      Silvania diz:

      Vc é um gênio.kkkkk

    • 19/12/12  
      Flávia Magalhães diz:

      Marcos,

      Li em seu blog que seus dicionários serão os melhores. Adoraria ter acesso aos mesmos, quando disponíveis.

      Grata

  • 18/12/12  
    Carlos diz: 3

    I’ve already did this. And now I’ll do more and more after this tip.

    Thanks a lot, teacher Adir.

    Sempre precisamos de teoria antes de uma prática, ou um estudo de inglês.

  • 18/12/12  
    Roberto Silva diz: 4

    Caro colega Marcos de Souza Castro, que otimo, a maneira que voce aplica com seus alunos, otimo mesmo, mas, temos alunos de todos os tipos e niveis de assimilação, tudo é valido para se aprender. voce mesmo pode dar dicas para nós professores, mas, podemos ser humildes ao avaliar os outros, pois com o mesmo peso seremos avaliados um dia. grato.

  • 18/12/12  
    Paulo diz: 5

    Eu uso o http://www.macmillandictionary.com .. me ajuda muito também. :)

  • 20/12/12  
    Carol_SP diz: 6

    A utilização de dicionários monolíngues é ótima, quando a gente menos espera, não consegue mais utilizar somente os bilíngues, que podem ter definições mais “restritas” em comparação ao outro tipo. Acho que a utilização dos dois (sendo o bilíngue apenas qndo necessário) é uma ótima ferramenta de estudo e ampliação de vocabulário.

  • 20/12/12  
    João B. L. Ghizoni diz: 7

    Hi, Adir!

    Congratulations, first of all, on writing well (I really admire well-written texts, punctuation included — and the first comma you used was perfect!!!).

    Congratulations also on the content. Of course, there are other ideas about the use of monolingual and bilingual dictionaries. There are different ideas about the topic, and people must be free to choose the ones that please them — and bring good results. One of the points you brought up was the suggestions for students from intermediate level and above to use monlingual dictionaries. Fantastic! Many teachers force basic-level students to use monolingual dictionaries. If they don’t know the word “table”, how are they expected to understand the definition of such a word; or the definition of an abstract word, such as “have”.

    Congratulations, also, on the politeness you showed when you responded to Marcos’ comment. Alessandro did the same thing, showing that we can disagree with ideas, but be polite to people at the same time.

    As to the use of the CD that accompanies textbooks, excelent reminder! This material (CD) is there for a purspose–to be used by the learner! And the more a learner repeats and imitates the native speaker who recorded it, the better his or her pronunciation will be. (I know I could’ve used “their” [which is more modern] instead of “his or her”. I prefer to make this remark here before someone comes here to say this is the only correct form…)

    Alessandro, congratulations on your blog, congratulations on the posts you’ve been adding here! And, Adir, keep up your great work!

    • 20/12/12  
      Alessandro diz:

      Thank you, João. Your comments are always welcome.

  • 25/12/12  
    Jeffeson diz: 8

    O Macmillan English Dicitonary For Advanced Learners é um dos melhores existentes, pena não ter sido citado.