O intérprete de Tom Cruise no Rio de Janeiro

Caros leitores! Se tem uma profissão que admiro é a de intérprete. O profissional que exerce essa atividade tem que obrigatoriamente possuir muito conhecimento em várias áreas, fora o jogo de cintura para sair de situações complicadas. Isso sem citar um domínio fora do comum do idioma que se interpreta.

Domingo passado dei um pulo da poltrona ao ver o meu amigo Walter Estella no Fantástico. A reportagem falava da coletiva de imprensa que Tom Cruise concedeu no Rio de Janeiro. É claro que eu não perdi a oportunidade e pedi para ele nos contar um pouco sobre como foi este trabalho. Segue abaixo o texto enviado pelo Walter para publicação aqui no EE.

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

Há mais de 10 anos venho trabalhando com a Fox Films e com a Warner traduzindo as coletivas de imprensa concedidas por atores e diretores que vem ao Brasil lançar seus filmes. O primeiro deles foi Bill Pullman, que esteve em São Paulo para o lançamento de “Independence Day”. Depois dele vieram também Morgan Freeman, Sandra Bullock, Viggo Mortensen, Chris O’Donnell, entre outros.

Meu trabalho mais recente foi com o ator Tom Cruise, que esteve no Rio de Janeiro para o Lançamento do filme “Operação Valquíria” (Valkyrie). Sempre muito educado, e com uma pronúncia muito clara – o que facilitou em muito o meu trabalho – o ator falou sobre o filme, suas impressões sobre o Brasil e a paixão pela profissão.

Na verdade, foram duas coletivas de imprensa. A primeira, em que traduzi do inglês para o espanhol para um grupo de jornalistas sul-americanos, já que o Brasil foi o único país da região a ser incluído na turnê de lançamento. A segunda foi com a imprensa brasileira, que compareceu em peso.

Mais tarde, no cine Odeon, centro da cidade, Tom Cruise passou uma hora e meia dando autógrafos e tirando fotos com os fãs antes de entrar no cinema para a pré-estreia de seu filme.

Walter, obrigado pela colaboração. Keep up the good work!

Abraço,

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

12 comentários

  • 10/02/09  
    Walter Estella diz: 1

    Sobre o vídeo com o Tom Cruise:

    A legenda do video foi feita pelo próprio Multishow. Há um erro de compreensão. Num dado momento Tom Cruise menciona um de seus filmes: The Last Samurai e a legenda saiu como “ou simular”. Pena

  • 10/02/09  
    Adir Ferreira diz: 2

    Realmente a profissão de intérprete tem de ser aplaudida pois envolve uma responsabilidade muito grande.

    Parabéns, Walter, pelo ótimo trabalho!

  • 10/02/09  
    Mandy diz: 3

    Eu tenho uma grande dúvida, aqui no blog já foi dito que as faculdades que oferecem o inglês (Tradutor Intérprete/Letras) e certos cursos, não oferecem fluência algum, isso é, sou apaixonada por inglês e tenho como objetivo ser intérprete, mas não sei a quem ou ao que recorrer para realizar isso e falar fluente, alguém pode me dar dicas?

  • 11/02/09  
    Camila diz: 4

    muito legal…
    tbm tenho a mesma dúvida de Mandy…

  • 11/02/09  
    Isis diz: 5

    só isso!!?? onde encontro o resto da coletiva?
    obrigada

  • 11/02/09  
    Mariana diz: 6

    Oi Mandy,

    A profissão de tradutor/intérprete não é regulamentada no Brasil, ou seja, você não precisa de nenhum diploma para exercê-la.
    Se você já estuda inglês há um bom tempo e ainda não se considera fluente, talvez seja melhor juntar o dinheiro que gastaria com uma faculdade e passar uma temporada no exterior.
    Você também pode se tornar fluente no Brasil, mas isto requer paciência e prática constante. Deixe a gramática de lado e comece a conversar sem se preocupar com erros e pronúncia e escute muito inglês.
    Realmente o curso de tradutor/intérprete não vai lhe dar fluência, pois seu objetivo é proporcionar ao aluno técnicas e conhecimentos que o ajudem a desempenhar suas funções. Ele é feito para quem já é fluente.

  • 11/02/09  
    Сarol diz: 7

    Com certeza! a Mariana já disse tudo.. A profissão não é regulamentada, por isso muita gente que não tem sequer o diploma exerce a profissão de tradutor/intérprete. Porém a faculdade lhe oferece a oportunidade de conhecer e melhorar ao longo do tempo várias técnicas de tradução e interpretação que talvez você não conseguiria apenas estudando o inglês, mesmo que passe uma temporada no exterior..(Falo isso por experiência própria.. Estou no 2º ano de Letras – Tradutor/ Intérprete e estou aprendendo muuita coisa legal!) .. Agora se você está buscando fluência realmente é melhor que você se prepare bem e estude bastante inglês antes de entrar na faculdade.. As dicas acima são bem válidas! Muito listening, listening, e listening!! E depois praticar o speaking!! :)

  • 11/02/09  
    Thais Vieira diz: 8

    Além de professora, sou intérprete aqui em Fortaleza.
    Realmente, se você não tiver como juntar dinheiro para viajar fica difícil adquirir a fluência necessária para interpretar.

    Venho aprendendo (ou melhor, me tornando familiar com) o idioma inglês já desde a infância, e em 2006 (tinha 17 anos) já comecei a interpretar professores de teatro que vieram ao Brasil fazer trabalho voluntário. Não me considero uma estudante de inglês, pois meu aprendizado foi praticamente natural… junto com o português… Isso facilitou a compreensão ao ouvir alguém falando inglês.

    De lá para cá… Encontrei uma área que sempre me interessou, que foi a tradução de médicos, os termos já me eram familiares devido a sempre assistir os programas do Discovery Health desde os 12 anos.

    Hoje eu sou da Associação de Tradutores e Intérpretes de Fortaleza, e venho fazendo mais trabalhos de interpretação voluntária pela minha cidade, e tenho que dizer, vale muito a pena começar assim, se você não tem dinheiro para estudar, e tem tempo livre para fazer isto. Sem falar no conforto que é fazer algo em prol de um menos favorecido.

    Abraços, felicidades…
    Ótimo blog, adoro ver que quando abro minha caixa de entrada há lá um email diário vindo daqui.

  • 06/03/09  
    Frederico macedo diz: 9

    moro nos estados unidos ja fazem 6 anos nesse tempo eu estudei e me certifiquei em varios cursos que envolvem a lingua inglesa.ESOL(niveis a ate academico),reducao de sotaque,TEFL,fiz o exame TOEFL(high score) e tambem por meu tempo aqui sou fluente em todas as areas;listening,writing,speaking and reading.O meu portugues e de nivel universitario(leio muito),mas nao sou diplomado em letras.Aqui as coisas nao esta nada boas,estou pensando em voltar pro Brasil.Alguem poderia me fazer o favor de informar a respeito das areas de interprete,professor e tradutor e quais sao as melhores cidades para se trabalhar com a lingua inglesa e se o meu curriculo me garante uma boa colocacao nesse mercado.obrigado.

  • 02/10/09  
    Camila diz: 10

    Olá Pessoal,

    Preciso de ajuda!rs
    Estou fazendo o curso “Tradutor Intérprete” e estou amando, mas meu conhecimento da lingua inglesa é ppuquíssimo… fiz cursos,mas como não pratiquei esqueci td…
    Agora comecei outro curso,faço aos sábados,comecei pelo básico novamente pra rever tudo e recordar…

    Mas em relação a Faculdades está complicado,pois a maioria tem uma bagagem boa e as aulas de Interpretação requer q vc tenha conhecimento para poder produzir,treinar,claro! isso é óbvio…

    O que vc acham?? melhor eu trancar e pegar firme no Inglês para voltar depois com mais segurança? ou vou fazendo td junto… facul e curso??

    Por favor!! preciso de uma luz

    thanks

  • 08/04/10  
    Gabi diz: 11

    Fiquei feliz por ter lido tantas coisas sobre quem quer seguir essa carreira.Eu tenho muitas, mas digo mesmo muuitas dúvidas sobre a carreira de intérprete.
    Talvez eu esteja no caminho inverso de algumas pessoas que postaram aqui. Estou estudando inglês, mas não tenho faculdade.
    Moro na Inglaterra e tenho dúvidas sobre o mercado de trabalho de intérpretes no Brasil. Tenho a impressão da grande exigência para essa área e se há mesmo uma possibilidade de emprego aí. Também não sei se os cursos de faculdades são bons mesmo, porque na minha opinião, as faculdades deveriam formular uma prova de conhecimentos de inglês muito bem feita para identificar se a pessoa que quer ingressar na faculdade estaria mesmo apta ou não para o curso. Afinal curso de letras não deve ser para ensinar inglês.
    Leio essa matéria sobre o Walter, mas não sei ainda como é ser um intérprete em uma situação cotidiano, sem atros internacionais ou grandes conferencias.

  • 08/04/10  
    Gabi diz: 12

    Camila, na minha opinião… se você conseguir estudar tudo junto é ótimo.
    Mas se você estiver se perdendo muito nas aulas, tranca a facul pelo menos por alguns meses, estuda inglês todos os dias, dá o seu sangue e depois quando você voltar você vai se sentir muito mais segura e com certeza aproveitar o curso muito mais. Alguns meses fora da faculdade não vai ser perda de tempo, porque você não vai estar parada. Muito pelo contrário.