Porquê a Índia cresce mais que o Brasil?

Oi pessoal, eu acesso freqüentemente o site Channel9, site produzido pelos funcionários da Microsoft. Lá são apresentadas as tecnologias que farão parte da nossa vida no futuro. Freqüentemente vejo um Indiano dando entrevistas, nunca um Brasileiro. A Índia se tornou um dos países com maiores investimentos em Desenvolvimento de Software, a Microsoft tem centros de pesquisa instalados naquele país. Sabe porque? Eles falam Inglês.

Nesta terça-feira, 7 de novembro o governo Brasileiro finalmente percebeu que estamos perdendo dinheiro em exportações de software, veja abaixo um trecho da matéria publicada no Terra.

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

O governo lançou nesta terça-feira um programa de certificação em língua inglesa para profissionais brasileiros com o objetivo de ampliar a competitividade na exportação de softwares e serviços de tecnologia da informação. A meta do governo brasileiro é exportar US$ 5 bilhões em softwares e serviços em 2010, quando se encerra o segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A meta anterior, de US$ 2 bilhões em 2007, não será atingida, admitiu o ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Machado Rezende. Segundo ele, é possível que o país alcance exportações no valor de US$ 1 bilhão no próximo ano. “Metade da meta é uma coisa boa. Este ano deve chegar a US$ 800 milhões”, disse Rezende a jornalistas.

Um dos motivos apontados para o desenvolvimento abaixo do esperado das exportações brasileira nessa área, num mercado que movimenta anualmente mais de US$ 1 trilhão em todo o mundo, é a falta de profissionais que consigam se comunicar em inglês de maneira eficiente. “Esperamos que a partir do próximo ano tenhamos um movimento mais intenso na formação de recursos humanos”, disse o ministro.

Leia aqui a matéria na íntegra: Terra. É isso aí pessoal, nós passamos o segundo grau todo fingindo estudar Inglês. Agora o Brasil paga caro por isso.

See ya!

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

11 comentários

  • 13/11/06  
    Josney diz: 1

    Alessandro

    Esse artigo do Terra esconde algumas inverdades. Não é porque os indianos falam inglês a razão de eles estarem crescendo vertigionosamente. Se fosse assim a Nigéria que também tem população com língua inglesa estaria crescendo mais que o Brasil, e sabes que não.

    Josney Ribeiro
    Especialista em Comércio Exterior

  • 13/11/06  
    Alessandro Brandão diz: 2

    Sim, eu sou formado em Administração e sei do que você está falando, mas quem sou eu para discutir isso com um Especialista ;-) Eu te conheço e sei que você tem base teórica e prática para esse questionamento. Eu só quis enfatizar a participação do idioma neste sucesso. Nisso você tem que concordar comigo. É claro que existem outros fatores, como por exemplo, disponibilidade de mão-de-obra barata a um custo baixo. O seu comentário foi interessante, eu realmente enfatizei a questão do idioma e me esqueci das outras variáveis macro-econômicas. Mas como esse é om blog sobre inglês. Você me dá um desconto. Valeu Josney!!!

  • 14/11/06  
    Josney diz: 3

    Por isso que coloquei ‘sabes que não’…. I’m open minded! The article is all right. But it is certainly an untruth to state that only because they speak English they have grown better in economy…:-)))

  • 16/10/07  
    Agnes diz: 4

    Preciso fazer aulas de inglês em Pune na índia. Teria alguma escola para me indicar? Estou indo morar lá em Dezembro e não sei me comunicar em inglês, preciso de ajuda.

  • 03/07/08  
    Deusilene Matos diz: 5

    Eu gostaria de ver algumas peculairidades do Inglês Indiano.Sou estudante de Inglês em uma universidade no Maranhão e sei que existem diferenças regionais entre falantes de Inglês…Gostaria de saber sobre isso dentro do Inglês Indiano.

    Obrigada,

  • 10/02/09  
    zelaofeliz@hotmil.com diz: 6

    eu sou = josé peixoto , comecei aprender inglês com o EE a quatro meses, sei que ainda é cedo p/ surpreender vcs, quéro agradecer as dicas de cada um de vcs. MUITO OBRIGADO.

  • 10/02/09  
    Caíque Marques diz: 7

    Acho um erro colocar dessa forma. Se você dizer que isso é um dos fatores, aí sim, mas o que a contece é que principalmente na China e Índia, que para quem não sabe são os dois países mais populosos do mundo, por serem muitos populososos, obtêm muita mão-de-obra barata, então empresas como a citada Microsoft colocam suas empresas lá, para apenas o trabalho braçal, mas todo o lucro vai para o país de origem. Existem alguns filmes que retratam isso, como Sobre a Luz da América, um desenho dos Simpson que não me lembro o nome, e se quiser veja essa novela da Globo Caminho das Índias.

  • 27/02/09  
    Lucas Carioca diz: 8

    Pois é Alessandro, além do idioma e da mão-de-obra barata, a gente não pode esquecer de citar que os caras também são competentes. Já trabalhei com um indiano e o cara era o Romário da área de TI da empresa.

    • 27/02/09  
      Alessandro diz:

      Lucas,

      Concordo com você, competência é importantíssimo. Normalmente no suporte da Microsoft os Analistas nível 2 e 3 estão na Índia. Os caras são bons.

      Obrigado pelo comentário,

      Abraço,

  • 03/03/09  
    geison diz: 9

    “É isso aí pessoal, nós passamos o segundo grau todo fingindo estudar Inglês. Agora o Brasil paga caro por isso.”

    Boa.

  • 21/07/09  
    Diego A. Schneider diz: 10

    Poisé e o ingles na verdade, fica como o fator de menor peso nesta conta.

    O principal é a Mão de obra qualificada (O Brasil forma 20 mil engenheiros por ano, ante 300 mil na China, 200 mil na Índia e 80 mil na Coréia do Sul. Fonte: http://revistapesquisa.fapesp.br/?art=3575&bd=1&pg=1&lg=)

    E como Mão de obra (qualificada) abundante = barata.

    Mas entendi a colocação, afinal “esse é um blog sobre inglês”, só resolvi comentar pois senão algum desinformado lê isso na internet e amanhã sai falando (e formando opiniões erradas) .

    Abraços e parabéns pelo blog,

    Diego A. Schneider
    Eng.Software