Quais são os Pontos Positivos e Negativos da sua Escola de Idiomas?

Você estuda Inglês ou leciona em alguma escola de idiomas? Você seria capaz de citar um ponto positivo e/ou negativo dessa instituição de ensino? Acredito que o seu comentário poderá auxiliar outros alunos a fazer uma boa escolha. Tente seguir o padrão abaixo:

Nome da Escola: English Experts*
Pontos positivos: Textos descomplicados e aulas via Internet.
Pontos negativos: Falta um recurso de podcast.
Observações: A equipe é nota 10.

Aprenda inglês com as técnicas de quem já passou pelo processo. Experimente Grátis por 30 dias o Curso de Inglês do English Experts 3.0.

Envie a sua opinião nos comentários deste post.

Agradeço antecipadamente pela sua participação!

*Os dados acima são apenas demostrativos. O English Experts ainda não é uma escola de idiomas.

Aprenda mais

Gostou desse artigo? Conheça o Curso de inglês English Experts e descubra como você pode turbinar o seu inglês.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

91 comentários

  • 29/11/08  
    Thúlio Prata diz: 1

    Escola: Help School – Cordeiro – RJ
    Pontos Positivos: Uma grande variedade de material, tanto no listening quanto writing and speaking…. A escola oferece mum vasto material de ingles como filmes e livros de histórias….. O ambiente é agradável…. Todos os professores são ótimos.. e todos com Diplomas da Cambridge!!!
    O livro oferece vários diálogos.. naum com 2 pessoas entre si.. mas…. com uma variedade de ” accents”.. entre os personagens!!!! Além dos diálogos oferece o writing e listening….. O curso tbm oferece varias atividades na internet. E o mais importante.. temos a conversação dentro das salas de aulas entre professores e alunos………
    Pontos negativos: Ainda não encontrei e espero não encontrar e tenhu ceretza que não encontrarei;;; Pq é um ambiente q gosto muitoo…

  • 11/12/08  
    Rinaldo Almeida diz: 2

    escola de idiomas ajuda mas não faz milagre, estive no interior dos EUA por 6 meses, aprendi mais que em 6 anos de escola, nas ruas não existem frases feitas cada situação é única com diversos sotaques e girias de cada canto do mundo, conheci pessoas de outras nacionalidades e Brasileiros que nunca fizeram uma única aula de Inglês e eram fluente no idioma. Agora tento manter contato com a lingua Inglesa assistindo filmes, livros, musicas e internet. Não sou fluente mas me viro, entendo e faço me entender com meu Inglês.

  • 22/12/08  
    Daniele Fiorot diz: 3

    Estudei 10 anos (dos 7 aos 17) no Yázigi Internexus, e tem 6 meses que faço Uptime. Se você quer aprender a gramática e está disposto a passar anos e anos estudando inglês sugiro que faça o método tradicional como no Yázigi. Agora se você quer aprender a falar e está disposto a se dedicar aos estudos cumprindo rigorosamente com os métodos da Uptime, posso garantir que é possível sim aprender inglês em um ano, vivencio casos todos os dias. Não adianta nada uma pessoa que não gosta do inglês (ou por falta de afinidade, ou por ter dificuldade em aprender a língua) julgar qualquer curso de línguas, porque por mais que você cumpra com as atividades propostas, você sempre não vai se sentir a vontade com a língua, logo não vai aprender. O que importa não é a escola, mas sim o quanto você está disposto a se dedicar aos estudos.

  • 29/12/08  
    ALEXANDRE MAGNO diz: 4

    Li todos os comentários, e realmente tem mais gente preocupada em defender bandeira e falar mal, do que comentar. Acho que alguém que não estudou em determinada escola, não está apto a julgar se o método de ensino funciona ou não, se 12, 18 ou 24 meses são ou não suficientes. Creio que a melhor forma de avaliar, de uma vez por todas, a eficácia de todas, seria fazendo provas orais e escritas com os alunos que se formaram (com muitos, p/não ter só os professores fazendo). Todas as escolas tem elogios e críticas, e como disse, só se deve falar onde se estudou e quem estudou, os demais que se limitem a ler, pois estão é confundindo mais as pessoas.

  • 01/01/09  
    Sofia diz: 5

    Nome da escola: Wizard

    Pontos positivos: Apesar das repetições de frases, o método é bom, sendo alternadas as aulas de número par, com conteúdo novo e as de número ímpar com a aplicação dele mais a fundo, e a cada seis aulas há um review. A classe interage muito com a língua em exercícios em grupo. A cada módulo o professor é mudado, para não nos acostumarmos com a mesmo jeito de apenas um falar e se expressar.

    Pontos negativos: Nem todos os professores tiveram vivência no exterior, apesar de não deixarem a desejar. Eu não sei de nenhuma atendente lá que fale inglês. Como não há provas, dificilmente alguém repete o módulo e o aluno acaba frequentando um módulo avançado, sem acompanhá-lo, e, por conta disso, muitas vezes o é forçado a traduzir frases e vocabulário.

    Observação: Estudo lá há 2 anos, pois fiz teste de nível e entrei no nível 3, de adultos, pois o teens era mais para crianças menores, tipo de 12 anos. Se você se dá bem com a língua, eu recomendo, apesar de achar que duas horas por semana seja pouco. Fica a dica pessoal, bjoos

  • 03/01/09  
    Cristian diz: 6

    CCAA
    Ponto positivo: aulas em ingles-ingles, desde o 1º dia, parece dificil, mas é muito mais facil do que se imagina, textos, imagens e utilização de audio são muito bem trabalhados.

    ponto negativo: duração do curso tn1 a tn9 4,5 anos.

    Acho que pra fazer uptime deve ser mais facil com uma base de outro curso.

  • 12/01/09  
    Jonathan diz: 7

    Alguém conhece a Briton English School? Me pareceu interessante o fato de ser focado em conversação e com possibilidade de aulas vip no local que escolher. Gostaria de saber a opinião de vocês. Abraço.

  • 18/01/09  
    Wallysson DF diz: 8

    alguém conhece a UNS idiomas para dar referencias sobre esse curso de 18 meses. eu vou estudar no Df mas pode ser de qualquer parte do Brasil…

  • 04/02/09  
    Priscilla Braga diz: 9

    Olá pessoal !!

    Estou pesquisando alguns cursos de inglês e minha busca é voltada para custo e duração. Enfim, me interessei pelos seguintes cursos:

    – Yes – duração de 2 anos e custo acessível
    – Up Time – duração de 1 ano e custo razoavelemente acessível.

    Ou seja, gostaria de informações de pessoas que já finalizaram esses cursos, saber qual a fluência e claro, saber se vale à pena o investimento.

    Obrigada pela atenção.

  • 20/02/09  
    Mônica diz: 10

    Estou fazendo pesquisas sobre curso de inglês e queria saber qual é melhor:
    – Cory
    – Wise Up
    – Influx

    Alguém me ajude!

    Sei que cada um é responsáel pelo seu progresso mas uma escola boa ajuda muito!
    E essas histórias milagrosas de fluência em pouco tempo não existe!

  • 20/02/09  
    juliana diz: 11

    Aiaiaiai fui lá hj no wise up gostei muito, mas eu tb fico c/medo desse curso com essas promessas . o que vamos fazer?

  • 22/02/09  
    cristiano diz: 12

    Fiz a matrícula no Wise up no centro do rio. É uma aposta já que não consegui encontrar ninguém que terminou o curso lá. Vamos ver o que acontece…

  • 22/02/09  
    Wallysson DF diz: 13

    são todos iguais o melhor é pegar o mais barato ( sério mesmo) e com base no que eles passarem você estuda mais. a wise up, uns idiomas e outras são todas iguais diz que em 18 meses você sai fluente é MENTIRA, mas voce pode sair com um conhecimento se aproveitar a base que eles dão e estudar por conta, não estou acabandu com os cursos apenas alertandu, estou graduando-me em inglês estou no 3 semestre da faculdade ( ou seja 18 meses e não sou fluente) e o que tem um cursinho desse que faz tanto milagre não é de se duvidar….
    Wallysson DF (texto sem revisão)

  • 26/02/09  
    juliana diz: 14

    Alguém já estudou no must idiomas ou no parks idiomas?

  • 10/03/09  
    Eduardo diz: 15

    escola :myself

    Every because can learn at hour what i wanna and
    what I wanna

    obs I´m 11 years

  • 01/04/09  
    Carine Cristeli diz: 16

    Vitor Melo>
    Estudo na Uptime de Sete Lagoas, e a principio tbm duvidada da metodologia da escola…Realmente o aluno que nao estuda, nao conclue o curso cm um ingles fluente… As aulas sao em inglês, vc tem a oportunidade de uma aula de reforço caso precise, ..aulas de conversaçao e aulas divertidas “fun class”.Os professores sao profissionais, e a escola tem sim ex alunos q la trabalham, lembrando que estes alunos sao geralmente os mais dedicados.Nao estudaria ingles em outra escola senao conhecesse a Uptime.

  • 02/04/09  
    João diz: 17

    It’s amazing how long this topic has been going on! OK, vou escrever em português para que todos, especialmente os iniciantes no estudo de inglês, possam aproveitar. Não quero que meu comentário seja “chuva no molhado”, mas o que mais importa no aprendizado de uma língua é a DISCIPLINA do aprendiz. Se ele se compromete a estudar/dedicar-se um certo número de horas por semana ao estudo de inglês ALÉM das horas em aula, terá progresso. Mas ele não pode esperar milagre da escola se ele não fizer a sua parte BEM FEITA. O método/a escola não é tão importante. Acreditem. O importante é o tamanho de sua vontade e de sua dedicação. E essa história de professores nativos serem importantes é balela. Se fosse assim, qualquer varredor de rua no Brasil poderia dar aula de português em outros países, afinal, eles falam português, não? O importante é ter formação específica para esse fim.

  • 02/04/09  
    Emerson Garcia de Almeida diz: 18

    Acredito que a melhor escola de ingles é o CCAA. o método é otimo. Os professores ensinam em ingles e explanam o siguinificado de uma palavra, nao traduzindo-a. Mas é importante lembrar que o inbteresse de aprender ingles ou qualquer outra coisa é da propria pessoa. A ESCOLA NAO FAZ MILAGRES SE O ALUNO NAO NAO INTRESSE EM APRENDER.

  • 02/04/09  
    Renato Rocha diz: 19

    Estudo no CELLEP a exatamente um ano, foram 4 módulos, e agora finalmente vou para o intermediário. Nunca havia esdudado Inglês a fundo e, por isso, desde o início do curso tive dificulades, mas estou avançando.

    Pontos positivos: A metodologia é boa, o material é bom, os professores são bons e o laboratório é excelente.

    Pontos negativos: Muito caro, e a fluência não chega com um ano de curso como dizem os anúncios.

    Mas o que todos já disseram: depende muito do aluno, eu reconheço que tenho mais dificuldades, mas considero a escola muito boa, todos que cursam pelo menos dois anos conseguem se comunicar muito bem no idioma. Agora estou participando de foruns na net, lendo, enfim, fazendo de tudo para ter contato com o idioma o máximo de tempo possível.

  • 02/04/09  
    Guilherme diz: 20

    Nome da escola : CCAA (CCLS)
    Pontos Positivos: Trabalhm muito bem o audio e a fala , desta maneira que o professor é obrigado a falar somente em inglês, eles nunca traduzem a palavra em português mas sim a explicam em inglês .Não sei se todos porfessores tiveram experiência no exterior mas a minha porfessora ja esteve nos EUA.

    Pontos Negativos : Acho que as aulas são muito lentas por serem repetitivas,os funcionarios não falam em inglês( pelo menos na minha cidade não ).

  • 03/04/09  
    Ariana diz: 21

    Curso: Fisk
    Pontos positivo: gostei muito da metodologia, inclusive a neurolinguistica aplicada nas aulas.
    Dá para aprender de uma forma bem correta, incluindo excelente pronúncia.
    Pontos negativos: não tenho do que reclamar, aprendi bastante lá.
    Outro q gosto muito é o CCAA, mas como disseram, o ruim é a duração.De resto só tenho a elogiar mesmo.

  • 08/04/09  
    Priscila diz: 22

    CURSO: CNA
    PONTOS POSITIVOS: Interatividade com a escrita, leitura e audição, atraés do uso do livro (atualizado), cd, vídeos, música, web lessons…
    E o professor, sempre enfatiza que as aulas ajudam, mas são um complemento da busca individual, do interesse de cada um em realmente se dedicar e aprender a língua. Tem o chamado SOS, que é uma oportunidade de vc expor suas dúvidas e dificuldades, é extra-aula. E tem também os encontros que são feitos, entre alunos e um instrutor que tem fluência e conhece as gírias utilizadas (já morou nos EUA), praticando o inglês num descontraído bate-papo.
    PONTOS NEGATIVOS: sinceramente, ainda não encontrei.

    Bye! See you.

  • 25/04/09  
    Renan Alves de Andrade diz: 23

    Nome da Escola: Seven Idiomas – SP

    Pontos positivos: Recursos de Audio e Video em sala de aula

    Pontos negativos: Segue muito o ‘livro’, o método da escola; isso acaba fazendo com que as dinâmicas entre os alunos e a conversação seja prejudicada.

    Observação:

  • 25/04/09  
    PAULA REGINA DE MELO diz: 24

    OLÁ …alguém tem comentários a fazer da LEXICAL?
    Estou querendo mudar de escola.
    OBRIGADA

  • 28/04/09  
    Christina diz: 25

    Nao estudo lá mas sei que a Lexical e Wise Up são a mesma escola. Cheque os comentários anteriores sobre ela.

  • 29/04/09  
    Lúcia Eli diz: 26

    Olá, pessoal!
    Estudo no Brasas do Centro do RJ e gosto muito!! O curso é muito bom mas o professor da minha turma é simplesmente maravilhoso. Se você realmente quiser aprender inglês, acho quase impossível não aprender com ele. Parafraseando o Obama – “Ele é o cara!!”
    Mas acredito seriamente que o melhor curso é a sua determinação a aprender. Se você não tiver focado não tem curso que vai dar um upgrade no seu inglês. Um abraço para todos!

  • 05/05/09  
    Carol diz: 27

    Tenho visto falar muito da influx. Estão com uma ótima propaganda e excelente reputação. Alguém já fez o curso lá?

  • 14/05/09  
    Liliana diz: 28

    Oi pessoal,

    Eu fui abordada por uma menina da Uptime e falou no primeiro momento dos meus interesses em conhecer a língua inglesa, blá, blá, blá.

    Então ela me convidou para uma entrevista com a supervisora da escola e na hora marcada, estavam na empresa q eu trabalho.

    Eu já conhecia o método e realmente acho mais fácil, por conta exercitar a memória, não iniciar com a gramática, etc.

    Fiz a matricula e antes de pagar, eu fui conhecer a instalação da empresa, afinal, não sabia a procedência das meninas.

    Gostei muito do que vi.
    E porque algumas pessoas saem falando com uma certa fluência e outras se decepcionam? Porque cada individuo tem o seu tempo de aprendizado, seu esforço, sua disciplina. Conheço pessoas q aprenderam vendo filme, lendo revistas e outras que se formaram no Brasas e ainda engasgam ao falar com um estrangeiro.
    Não estou falando com o entusiasmo de uma aluna iniciante não. Estou falando como alguém que acredita que com esforço você consegue, sem esforço, nem Milagre.
    Beijos

    No final dos 12 meses, eu conto se estou bem ou não. Se depender do meu querer, serei praticamente uma gringa. Rsrsrsrsr

  • 19/05/09  
    Carol Lacerda. diz: 29

    Gostaria de saber sobre o curso UNS idiomas.
    O curso promete fluência em 18 meses corridos, sem férias, com 3hs de aula por semana + 1h de reforço.
    O método parece ser interessante e me chamou atenção por uma suposta facilidade no intercâmbio e convênio com uma universidade em San Diego.
    Provavelmente começo o curso quinta agora, dia 21, acompanhando uma turma já que tenho uma boa base…

  • 01/06/09  
    Luciana diz: 30

    Park Idiomas – Estudei na Park e indiquei vários amigos. O método é fantástico. O que parecia as vezes cansativo e cheio de regras se torna fácil. Única das escolas que eu fiz que você fala mais que o professor!! Fiz aula em dupla e individual. É bem legal fazer com um amigo. O professor vinha no meu trabalho. Não é tão barato quanto essas por aí que fazer muito marketing como a Wise-up, Wizard etc. Pense bem: pq será que elas precisam tanto de propaganda? Depois que ver o método Park e o nível dos professores eu achei o preço justo. O melhor foi que eu perdi toda a minha inibição na Park. O Cellep, por ex, me deu gramática mas eu travava para falar com gringo. A cultura era chatíssima. CCAA e Wizard pra mim são pega-trouxa. Recomendo experimentar. Estou à disposição para mais perguntas.

  • 15/06/09  
    Diogo diz: 31

    Olá! Gostaria de saber se algém conhece o curso de inglês da Manhattan?
    Caso algém tenha alguma informação, por favor entrem em contato comigo por esse email:
    dbpjunior@gmail.com

  • 18/06/09  
    ana diz: 32

    alguem poderia falar mais do metodo wiseup
    credibilidade, etc…

  • 18/06/09  
    Ana Mayara diz: 33

    Escola: CCAA

    Quando comecei a estudar no CCAA da minha cidade,ouvi algumas pessoas dizerem que eu deveria mudar pois o método era antigo e demoraria muito. Hoje, sou professora de uma das unidades e devo dizer que realmente, estudar a palavra VCR e demorar 4 anos e meio não é uma das melhores coisas. Ainda assim eu destaco os pontos positivos:
    * as aulas são todas em inglês, nada de português mesmo. Ainda que os alunos saibam noções básicas, o professor é instruído a explicar cada expressão e colocá-la em prática. Para os que acham que as histórias grudam na memória e os alunos só conseguem falar aquela expressão daquela forma, eu devo dizer que isso depende muito. Conheço pessoas que, realmente não conseguem sair do “Good morning, magic Eyes” e ao ao mesmo tempo, conheço alunos que conseguem se comunicar em diversas situações sem maiores dificuldades, acredito que fluência depende de cada um.
    * o material didático prepara para os testes escritos e orais que serão feitos durante o semestre, esses testes, por sua vez, preparam para testes como o Toflel, etc.
    * há muitos professores que tiveram experiência no exterior e também nativos.
    * O método também prepara para escrever bem, com coesão e tudo mais.

    Para destacar os pontos negativos, devo citar:
    * a duração do curso é longa
    * o material didático é um pouco caro

    Como já disse anteriormente, acredito que o aprendizado depende de cada aluno. Não se deve encarar o ingles apenas como uma nova habilidade, acho que o idioma deve servir para obter uma nova maneira de ver o mundo, de entender as dinâmicas que fazeem parte da nossa vida.

  • 30/06/09  
    Mariana Zanatta diz: 34

    Eu estou nos EUA fazendo CCLS (CCAA).

    Estou gostando muito. Realmente, como mts disseram, é inglês-inglês, os professores fazem de tudo pra que vc entenda sem traduzir para o Português. Completei apenas o nível um e já senti uma boa diferença, em algumas situações cotidianas eu consegui me sair bem EXATAMENTE com o que havia visto em sala.

    Completando o nível 1 eu dei uma parada, para poder recomeçar no nível 2 no curso intensivo, para poder pegar o visto de estudante. O intensivo dura 1 ano e 2 meses e creio que será super válido! Estou ansiosa para recomeçar.

    Sei que alguns dirão que o fato de estar nos EUA ajuda. Com certeza, mas mesmo estando aqui, se vc não se esforçar e “correr por fora”, vc não evolui…

    É isso, espero que tenha ajudado.

    *Ah, em tempo: os professores já tinham experiência no Exterior (de estudo e trabalho) e os funcionários falam Inglês (não pense que é o óbvio estando nós aqui, pois há pessoas que moram aqui há ANOS e não falam nem entendem nada…).

  • 18/07/09  
    festudo diz: 35

    Acredito que aprender ingles depende muito mais do aluno do que da escola. Se o seu objetivo é o aprendizado você conseguirá, seja em um ano, três ou seis meses como aconteceu com um amigo. Eu estudo na uptime, estou na metade do curso e estou muito satisfeita, já cursei em outra escola antes de optar pela uptime. Quem quer aprender consegue a fluência e um ano mais isso é resultado de estudo e dedicação. Meu amigo que me indicou teve ótimo retorno depois de tornar-se fluente. É isso aí!

  • 22/07/09  
    Camila diz: 36

    Tbem curso UPTIME e tenho amigos que já fizeram o curso e falam muito bem, contudo é preciso mesmo muita dedicação do aluno, se não estudar e se dedicar não vai aprender. Estou no começo do curso e estou gostando já consigo entender e falar muitas coisas, visto que eu não sabia nada. Mas é como todos estão falando tem de se dedicar… senão não aprende mesmo.

  • 22/07/09  
    Bruna diz: 37

    Zanol Idiomas

    Pontos positivos: poucos alunos, aulas de conversação gratuitas, preço bom
    Pontos negativos: Falta de comprometimento com os alunos; certificados que não saem, alguns professores com preguiça de corrigir provas e de dar aulas falando somente em Inglês, poucos professores com curso superior ou vivência no exterior. Além disso há´pouca cobrança para que os alunos estudem. ´Não recomendo porque fazer um curso sem não ajuda no currículo também.

  • 28/07/09  
    Caio diz: 38

    Up time.

    Começo o curso em uma semana! Tenho um amigo que dá aula lá e como todos já disseram aqui nos posts ele reafirmou que sem o meu empenho não consigo falar ingles nem que eu estude 10 anos na melhor escola do mundo!
    Qto ao marketing da empresa, acho super normal e louvével, o que demosntra que eles fizeram por onde para estar em primeiro lugar no ranking de franquias de escola de idiomas esse ano.

    No mais…bons estudos para todos e DEDICAÇÃO!

  • 29/07/09  
    Alexandra diz: 39

    Olá a todos!! Alguém conhece o método da escola excellent global? Se tiverem alguma informação a respeito por favor entrem em contato pelo e-mail aledallabarba@hotmail.com. Obrigada.

  • 29/07/09  
    Leocíria diz: 40

    Olá!!
    estava a procura de informações a respeito do método da uptime, pois, acompanhei a evolução de um colega da faculdade que estuda lá, depois d alguns meses ele estava supreendendo a tds e passou a ser o tradutor oficial da turma. Fui indicada por ele e me entrevistaram hj, mas fiquei em dúvidas ainda assim da proposta do curso em um ano, é tão boa que nem parece verdade!!! então por isso estou pesquisando… após ler a praticamente tds os comentários aqui postados cheguei a msm conclusão d alguns aqui, ou seja, o que importa é a dedicação e força de vontade, o método é importante, porém sem esforço não há curso ou professor que faça milagre!! então amanhã vou procurar fazer minha matricula e volto aqui depois para comentar os resultados!!
    então Boa sorte a tds!!

  • 31/07/09  
    Alessandro diz: 41

    Caros leitores,

    Por conta do grande volume de participações, as discussões deste artigo foram transferidas para o fórum.

    Confira o link abaixo:

    Fórum sobre as Escolas de Idiomas

    Obrigado a todos pela participação!

1 2