Simple Present: O Guia Definitivo

Independente de qual idioma estudamos, os tempos verbais são pauta para discussão e questionamento. Você sabe, por exemplo, como e em quais situações utilizar o Presente do Indicativo no Português? E que o primo gringo dele é o Simple Present (Presente Simples)? Talvez não esperava por essa.

E é para isso que temos este guia. Para que você entenda o que é o presente simples, para que serve e em quais situações utilizá-lo. Confira.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Conceitos Básicos

Para que você aprenda o presente simples de maneira eficaz, é necessário começar seus estudos a partir de princípios básicos. Considero esses conceitos imprescindíveis para uma melhor compreensão de tudo o que discutirei aqui, uma vez que os tópicos deste guia foram escritos para quem tirou um tempo e estudou os artigos abaixo:

Lembre-se: sem a leitura dos artigos acima, você não estará preparado para compreender efetivamente o que apresentarei nos tópicos a seguir.

O que é o Presente Simples?

Vamos aprender em quais situações podemos utilizar o Simple Present:

1. Podemos usar o Simple Present para falar que alguma coisa acontece o tempo todo ou repetidamente, como hobbies, hábitos, acontecimentos diários ou algo que acontece com uma certa frequência.

  • I study from Monday to Friday. [Eu estudo de segunda à sexta.]
    (Ideia de que alguma coisa acontece repetidamente)
  • Jessie plays tennis. [Jessie joga tênis.]
    (Ideia de hobby)
  • He leaves the job at 5pm. [Ele sai do trabalho às 5 da tarde]
    (Ideia de acontecimento diário)
  • They always go to the farm. [Eles sempre vão para a fazenda.]
    (Ideia de que algo acontece com uma certa frequência)

2. Além disso, podemos utilizar o Simple Present falar sobre um fato ou algo que seja uma verdade universal. Contudo, a ideia de ser verdadeiro é para quem está falando a sentença, sem necessariamente ele estar correto. Normalmente são feitas generalizações sobre pessoas ou coisas.

  • We live in Brazil. [Nós vivemos no Brasil.]
    (Fato)
  • Cats like milk. [Gatos gostam de leite]
    (Verdade universal)
  • In Brazil, the banks open at 11am. [No Brasil os bancos abrem às 11 da manhã.]
    (Fato)
  • Water boils at 100˚C. [A água ferve com 100˚C.]
    (Verdade Universal)

3. Em um terceiro caso, podemos utilizar o Simple Present para falar de um futuro muito próximo em que há um horário fixado, geralmente para transportes públicos ou eventos que já estão agendados.

  • My parents arrive this afternoon. [Meus pais chegam hoje à tarde.]
  • The train leaves tonight at 7pm. [O trem parte hoje à noite às 7 horas.]
  • The party starts at 9pm. [A festa começa às 9 da noite.]
  • My flight departs at 10:45. [Meu vôo sai às 10:45.]

Independente de qual dos sentidos acima é desejado expressar, a formação do Simple Present ocorrerá em frases

  • Afirmativas
  • Negativas
  • Interrogativas

Em função de particularidades gramaticais, a estrutura escrita altera entre os pronomes I / you / we / you / they e os pronomes he / she / it. Contudo, não há alteração de sentido. Explicarei melhor a seguir.

Simple Present: Afirmativa

1. I / you / we / you / they

A formação de afirmativa com os pronomes I / you / we / you / they segue a estrutura básica de uma oração:

Sujeito + verbo principal + complemento

O sujeito será um substantivo ou os pronomes pessoais I / you / we / you / they.

O verbo principal é o que reproduz a ação da frase, que é praticada pelo sujeito. No caso do Simple Present, os verbos serão utilizados sempre no infinitivo sem to (a forma original, que se encontra no dicionário, por exemplo).

O complemento equivale ao predicado que pode existir ou não na oração, pois depende da informação que se deseja transmitir e se o verbo precisa dessa complementação para fazer sentido.

  • I work five days a week. [Eu trabalho cinco dias por semana.]
    Sujeito: I / Verbo: work (que está no infinitivo sem to) / Complemento: five days a week.
  • You play the guitar very well. [Você toca violão muito bem.]
    Sujeito: You / Verbo: play (que está no infinitivo sem to) / Complemento: the guitar very well.
  • Monica and I have an appointment with the same doctor. [Eu e a Mônica temos uma consulta com o mesmo médico.]
    Sujeito: Monica and I / Verbo: have (que está no infinitivo sem to) / Complemento: an appointment with the same doctor.
  • The girls talk to each other everyday. [As garotas se falam todos os dias.]
    Sujeito: The girls / Verbo: talk (que está no infinitivo sem to) / Complemento: to each other everyday.

2. He / she / it

Na formação de afirmativa com os pronomes he / she / it a estrutura básica é a mesma, contudo há mudanças no verbo:

sujeito + verbo principal -s / -es / -ies + complemento

O sujeito será um substantivo ou os pronomes pessoais he / she / it.

A diferença é que agora os verbos serão utilizados sempre no infinitivo sem to e tem a terminação -s, -es ou -ies:

Regra geral: utilizar a terminação -s

  • work – works
  • play – plays
  • talk – talks
  • leave – leaves

Verbos terminados em -x, -s, -ss, -sh, -ch, -z, -o: utilizar -es

  • go – goes
  • fix – fixes
  • kiss – kisses
  • watch – watches

Verbos terminados em consoante + y: retirar o y e utilizar -ies

  • study – studies
  • spy – spies
  • cry – cries
  • try – tries

O complemento continua equivalendo ao predicado, podendo existir na oração ou não.

  • He goes to school by bus. [Ele vai para a escola de ônibus.]
    Sujeito: He / Verbo: goes (verbo terminado em -o, acrescenta-se -es) / Complemento: by bus.
  • She studies every weekend. [Ela estuda todo fim de semana.]
    Sujeito: She / Verbo: studies (verbo terminado em consoante + y, tirou-se o -y e acrescentou-se -ies) / Complemento: every weekend.
  • It barks a lot! [Ele late muito!]
    Sujeito: It / Verbo: barks (verbo da regra geral, acrescentou-se apenas -s) / Complemento: a lot!
  • Paul watches a lot of different tv shows. [Paul assiste vários programas de tv diferentes.]
    Sujeito: Paul / Verbo: watches (verbo terminado em -ch, acrescentou-se o -es) / Complemento: a lot of different tv shows.

Simple Present: Negativa

A formação de negativa se diferencia da afirmativa pois agora precisamos inserir o not na sentença. Contudo, a construção desta estrutura não é como ocorre no verbo Be, em que apenas acrescentamos not na frase.

1. I / you / we / you / they

Como você já sabe, os verbos do Simple Present, diferentemente do verbo Be, não são capazes de fazer frases negativas por si próprios. Assim, precisam de um auxílio, um verbo auxiliar.

Então, temos a estrutura:

sujeito + verbo auxiliar (do) + not + verbo principal + complemento

O sujeito será um substantivo ou os pronomes pessoais I / you / we / you / they.

O verbo auxiliar, como o próprio nome diz, tem a função de auxiliar o verbo principal quando este não tem “força” suficiente para fazer frases negativas. Não possui significado, logo, não altera a tradução nem o sentido da frase. No caso dos sujeitos ou pronomes da primeira e segunda pessoa do singular e plural, o verbo auxiliar utilizado é do, seguido de not. A construção pode ser feita de forma completa ou contraída:

  • do not – completa
  • don’t – contraída

Os verbos principais serão utilizados sempre no infinitivo sem to. E, como sempre, o complemento poderá existir ou não na oração.

  • I don’t study. [Eu não estudo.]
    Sujeito: I / Verbo auxiliar + not: don’t / Verbo principal: study. / Complemento: –
  • You don’t travel very often. [Você não viaja com muita frequência.]
    Sujeito: You / Verbo auxiliar + not: don’t / Verbo principal: travel / Complemento: very often.
  • We don’t like her boyfriend. [Nós não gostamos do namorado dela.]
    Sujeito: we / Verbo auxiliar + not: don’t / Verbo principal: like / Complemento: her boyfriend.

2. He / she / it

Temos a estrutura:

sujeito + verbo auxiliar (does) + not+  verbo principal + complemento

O sujeito continua sendo um substantivo ou os pronomes pessoais he / she / it.

No caso dos sujeitos ou pronomes da terceira pessoa do singular, o verbo auxiliar utilizado é does, seguido de not. Além disso, o verbo principal não terá sua forma escrita alterada, pois o auxiliar assume toda a “força” do verbo na frase. Será o auxiliar quem receberá a terminação de -s / -es / -ies. Como o verbo do termina em -o, a nova terminação é -es, transformando Do em Does. A construção pode ser feita de forma completa ou contraída:

  • does not – forma completa
  • doesn’t – forma contraída

Na formação de negativa, os verbos principais perdem a terminação -s / -es / -ies e serão utilizados no infinitivo sem to. E como sempre, o complemento poderá existir ou não na oração.

  • She doesn’t study. [Ela não estuda.]
    Sujeito: She / Verbo auxiliar + not: doesn’t / Verbo principal: study. / Complemento: –
  • He doesn’t travel very often. [Ele não viaja com muita frequência.]
    Sujeito: He / Verbo auxiliar + not: doesn’t / Verbo principal: travel / Complemento: very often.
  • It doesn’t like her boyfriend. [Ele não gostas do namorado dela.]
    Sujeito: It / Verbo auxiliar + not: don’t / Verbo principal: like / Complemento: her boyfriend.

Simple Present: Interrogativa

Assim como a forma negativa, a interrogativa não segue mais a mesma estrutura do verbo Be, pois precisa de um verbo auxiliar para fazer perguntas.

1. I / you / we / you / they

A formação de interrogativa com os pronomes I / you / we / you / they segue a mesma lógica do verbo Be de haver a troca de posição entre verbo e sujeito. Contudo, pela necessidade de se utilizar um verbo auxiliar nas frases do presente simples, a estrutura escrita se altera:

Verbo auxiliar (Do) + sujeito + verbo principal + complemento

Como você já viu acima, utilizamos o verbo auxiliar quando o principal não tem “força” suficiente. Por não possuir significado, não altera a tradução nem o sentido da frase. No caso dos sujeitos ou pronomes da primeira e segunda pessoa do singular e plural, o verbo auxiliar utilizado é Do. O sujeito será um substantivo ou os pronomes pessoais I / you / we / you / they. O verbo principal será utilizado no infinitivo sem to. E o complemento poderá existir ou não.

  • Do you like ice cream? [Você gosta de sorvete?]
    Verbo auxiliar: Do / Sujeito: you / Verbo principal: like / Complemento: ice cream?
  • Do they go to the movies very often? [Vocês vão ao cinema com muita frequência?]
    Verbo auxiliar: Do / Sujeito: they / Verbo principal: go / Complemento: to the movies very often?
  • Do I have another chance? [Eu tenho mais uma chance?]
    Verbo auxiliar: Do / Sujeito: I / Verbo principal: have / Complemento: another chance?
  • Do we have soda here? [Nós temos refrigerante aqui?]
    Verbo auxiliar: Do / Sujeito: we / Verbo principal: have / Complemento: soda here?

2. he / she / it

Formação de interrogativa com os pronomes he / she / it seguem a mesma estrutura acima, com a diferença do verbo auxiliar:

Verbo auxiliar (Does) + sujeito + verbo principal + complemento

Como você já sabe, para os pronomes da 3ª pessoa do sigular, o verbo auxiliar recebe a terminação -es e passa a ser Does. Além disso, o verbo principal é utilizado no infinitivo sem o to e o complemento poderá existir ou não.

  • Does she like ice cream? [Ela gosta de sorvete?]
    Verbo auxiliar: Does / Sujeito: she / Verbo principal: like / Complemento: ice cream?
  • Does he go to the movies very often? [Ele vai ao cinema com muita frequência?]
    Verbo auxiliar: Does / Sujeito: he / Verbo principal: go / Complemento: to the movies very often?
  • Does it eat a lot? [Ele come muito?]
    Verbo auxiliar: Does / Sujeito: it / Verbo principal: eat / Complemento: a lot?
  • Does she have brothers and sisters? [Ela tem irmãos?]
    Verbo auxiliar: Does / Sujeito: she / Verbo principal: have / Complemento: brothers and sisters?

Observações

Verbos irregulares

O verbos irregulares são aqueles que, quando sofrem algum tipo de alteração em função dos tempos verbais, mudam seu radical completamente, a ponto de não conter as características da sua forma original.

No Simple Present, existe um verbo irregular, que é o verbo have. Quando, na afirmativa, é conjugado com os sujeitos da 3ª pessoa do singular (he / she / it), o que se esperava que se transformasse em “haves” é, na verdade, has:

  • I have a dog. [Eu tenho um cachorro.]
  • You have a house. [Você tem uma casa.]
  • She has a dog. [Ela tem um cachorro.]
  • He has a bike. [Ele tem uma bicicleta.]
  • It has energy. [Ele tem energia.]
  • We have a lot of food. [Nós temos muita comida.]
  • You have a car. [Vocês tem um carro.]
  • They have a nice teacher. [Eles tem uma professora legal.]

Lembre-se que na interrogativa e negativa o verbo deixa de ser escrito como has e volta a ser have:

  • Do you have a car? [Você tem um carro?]
  • Does she have a book? [Ela tem um livro?]
  • Does he have a pen? [Ele tem uma caneta?]

Os -s, -es e -ies não são plurais!

Quando começamos a estudar sobre os substantivos, aprendemos que eles podem ser plurais ou singulares. A distinção entre um e outro se daz através da terminação -s, -es ou -ies:

dog dogs
secretary secretaries
mango mangoes
bus buses

No entanto, essa marcação de plural, apesar se se aparentar com a dos verbos, não é a mesma coisa! Fique atento, pois verbos em inglês não são conjugados de acordo com número e pessoa, como fazemos no português. Além disso, a mudança nos verbos ocorre apenas para os da 3ª pessoa do singular, o que iniviabilizaria ainda mais a ideia de que a terminção -s, -es e -ies para os verbos fosse marcação de plural.

Aprenda mais sobre o Simple Present

Para te ajudar a se aprofundar mais sobre o tema eu selecionei os melhores artigos e dicas do English Experts sobre o Simple Present. Confira:

  1. Verbos em Inglês
  2. Verbos Auxiliares em inglês: quais são e exemplos de uso
  3. Antes de quais verbos, usa-se os seguintes verbos auxiliares?
  4. Quando devo usar o verbo auxiliar?
  5. TO BE: Verbo de ligação
  6. Estruturas “TO BE” presente do indicativo
  7. Verbo TO BE: ser ou não ser
  8. Verbo To Be explicado
  9. Apenas o verbo To Be é isento do uso do auxiliar?
  10. Exercício: Verbo ‘to be’ – Ser, estar
  11. Exercício: Verbo To Be
  12. Presente Simples em inglês: Conceitos básicos (Parte 1)
  13. Presente Simples em inglês: Conceitos básicos
  14. Exercício: Texto em inglês com o Presente Simples
  15. Música em Inglês com o Presente Simples
  16. Frases em inglês com o Presente Simples
  17. Uso do “Do” em frases afirmativas
  18. Uso do DO em frases afirmativas
  19. Presente simples – Does: Como utilizar?
  20. É obrigatório utilizar Do nas perguntas e frases negativas?
  21. Exercício: Does & doesn’t
  22. Exercício: Verbo to be x Do, does, don’t, doesn’t
  23. Exercício: Do, don’t, does, doesn’t
  24. Quando utilizar ‘DO’, ‘DOES’, E ‘DID’?
  25. Como usar Do e Does
  26. Do e Does na interrogativa
  27. Como usar a palavra “DOES
  28. O uso de Do e Does nas WH words
  29. Qual a diferença entre does she/he e is she/he em perguntas?
  30. Does people x do people
  31. Esqueça o does no início de perguntas que envolvam o verbo to be
  32. Quando usar Do/Does sem ser para I, you, he, she, it, we, they?
  33. Quando utilizo o “IS” e quando utilizo o “DOES
  34. Quando passo o verbo TO GO para o Presente Simples?

Espero que você tenha gostado e aprendido.
Bons estudos.

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

37.jpg

Camila Oliveira

Camila gosta de viajar, conhecer lugares, pessoas e culturas, ouvir música, sentir aromas, degustar sabores, saborear a vida, aprender novos idiomas. Não quer criar raízes, pois sabe onde é o seu lugar: o mundo.