Tato, líder do Falamansa falando em inglês

Uma reportagem da BBC exibida em 2010 fala sobre a popularidade alcançada pelo nosso Forró. Ritmo que, apesar das origens humildes, vem ganhando popularidade entre as classes média e alta.

Se você gosta do Falamansa, vai se surpreender com o vocalista Tato se comunicando bem em inglês na reportagem da BBC.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Segue abaixo um outro vídeo do grupo de forró em Londres:

Se você recebe as dicas por email e não conseguiu visualizar o vídeo acima, clique aqui para assistir.

I hope you like it!

Post sugerido pelo leitor Hélio Nascimento

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

21 comentários

  • 10/04/11  
    gisleine diz: 1

    Eu axei q o Tato engasgou bastante pra falar.

  • 11/04/11  
    Gabi diz: 2

    É eu também acho que ele deu algumas engasgadas e cometeu alguns erros típicos dos nativos de língua portuguesa. No entanto a entrevista foi para o site da BBC sem legendas rs , nice!

  • 11/04/11  
    NUBIA diz: 3

    Eu achei bacana! Toda pessoa que não tem o costume de falar inglês acaba usando o “ahhn” como um modo de ganhar tempo para formular a frase na cabeça!
    Assim vemos que somos normais!
    bjs

  • 11/04/11  
    Brenno Santiago diz: 4

    Gostei do video, e também da performance do Tato.

  • 11/04/11  
    Cristian diz: 5

    Eu gostei da entrevista dele…vendeu bem a cultura do forró e do nordeste. E como estou no intemediário…o mais legal é que consegui entender tudo que ele disse! Muito bacana esse post.

  • 11/04/11  
    Thiago diz: 6

    eu achei que ele falou bem, não falou fluentemente da pra perceber que ele engasga em algumas palavras..nao gostei dele falando que o pessoal do norte é pobre e do sul é rico o.O … falando que as pessaos do nordeste saem do norte saem do norte e vao pro sul pq precisam trabalhar, isso meio que passa uma impressão errada do Brasil… mas não é bem assim que as coisas acontecem, do jeito que ele falou o pessoal vai generalizar tanto, se for pra dar uma entrevista mundo a fora falando sobre o aspecto cultural do país, sobre condições de vida.. seria bom explicar bem pra não distorcerem a imagem do nordeste e do Brasil mais do que já é distorcida mundo a fora.

  • 11/04/11  
    CATALINE diz: 7

    I love to receive e-mails of English Expert, I am learning more and more.

    I think that Tato spoke english.

    Thank you very much Alessandro.

  • 11/04/11  
    Patricia diz: 8

    Acho que ele mandou muito bem, assim todos conseguissem falar como ele, foi muito melhor do que aquela miss Brasil …aquela sim, foi lamentável. Concordo com o post do Tiago, é preciso cautela para não estigmatizar uma região do país, mas no geral, foi bem maneiro.

    • 12/04/11  
      Caroline diz:

      Muito legal o post. Da pra perceber que ele nao faz uso diario, por exemplo, da lingua inglesa – mas sem duvidas ‘e o que eu chamaria de “efficient language user”, pois conseguiu comunicar tudo o que quis sem procurar muito por palavras e sem problemas de compreensao para os que assistem o video.

      Li um comentario anterior sobre a “generalizacao” do pessoal do Nordeste que vem para o Sul para trabalhar e o que tenho a dizer ‘e que acredito que o Tato fez essa generalizacao ate mesmo pelo nivel de ingles e tipo de documentario (que nao permite ir mais a fundo). Ele optou pela generalizacao “poor people from the northeast”, mas ele poderia sim ter dito algo como “many people from the northeast relocate/move/shift to Sao Paulo looking for better economical/employment opportunities” etc.

      @ Alessandro

      Tem um topico bem interessante sobre Brasileiros famosos falando ingles (alguns que a gente nem imagina) no topico “Ingles falado” . Acho que seria bem legal para futuros artigos!

      http://www.englishexperts.com.br/forum/famosos-ou-quase-falando-ingles-t15064.html

    • 12/04/11  
      Alessandro diz:

      Caroline,

      Obrigado pelo comentário e sugestão. Vou utilizar sim o tópico com inspiração para próximos artigos.

      Abraços,

  • 11/04/11  
    Heloisa Motoki diz: 9

    I think very interesting because it’s a manner to explain our culture and learn english in the same time.

    Brazil is a rich country in culture and we need to know about them to explain to other and to have a subject in a conversation.

  • 11/04/11  
    Helhosan diz: 10

    Pessoal, o Tato mandou bem demais, nós não temos que ficar generalizando tipo: que ele engasgou demais ou que ele cometeu erros tipicos de falantes em Portugues… Isto não importa, pois ele deu entrevista ao BBC e se fosse tão ruim assim o BBC não tertia colocado a reportagem no ar. Nós temos que entender que falar perfeitamente em Ingles é para nativos em Ingles, temos que esquecer esta perfeição que os sites colocam em nossas cabeças de que temos que falar Ingles tão bem como nativos…Jamais falaremos como nativos em Ingles, por que não nascemos lá. O importante é sermos entendidos por eles e neste ponto o Tato cumpriu o seu papel…Escrever criticando ele é facil, díficil é fazer o papel que ele fez na reportagem, Fui…Haa, esaqueci, esta reportagem foi sugerida por mim…Way to go…

  • 11/04/11  
    José Henrique diz: 11

    O Tato mandou bem demais, ele conseguiu passar a mensagem que queria e essa é a função da linguagem. Parabéns pra ele, tem que ter coragem pra fazer o que ele fez, muita gente fala que ele engasgou mas provavelmente nós engasgaríamos até falando em português numa entrevista para a BBC que vai ao ar em rede mundial.

    • 12/04/11  
      Alessandro diz:

      José,

      Concordo 100% com você. Obrigado pelo comentário!

  • 12/04/11  
    Luana Fernandes diz: 12

    So cute! Ele é publicitário, acho que chegou a concluir o curso… Não é só porque ele canta um rítmo com origens humildes que ele é ignorante. Adoro Falamansa ^^

  • 12/04/11  
    Francisco diz: 13

    Very coll ! achei interessante o video , pelo fato de que eles realmente passou o que queria falar , mostrou um poco da nossa cultura e falou bem o Ingles

  • 12/04/11  
    LENA SILVA SOUZA diz: 14

    Sou suspeita a comentar por ser uma apaixonada pelo forró pé-de-serra e tudo relacionado a ele. E uma aspirante ao aprendizado do speak english.
    E saliento que o importante do inglês é não ter medo de tentar mesmo que engasgando..afinal em algum momento ele deslancha ;)

    Curiosidade o nome forró vem do inglês for all…um gringo resolveu descrever a dança que era “para todos”, olha o que saiu:)

    Bjos e forró a todos!

  • 14/04/11  
    Daniel macedo diz: 15

    Gostei bastante da entrevista,consegui entender muito bem o que ele falou,mas não posso dizer se foi de verdade boa ou ruim na parte tecnica,pois meu vocabulario e minhas conversas parecem muito com as dele,sei que é necessario melhorar,mas acredito que ele passou a mensagem…

  • 19/04/11  
    Givaldo diz: 16

    Lena, segundo livro de Michael Jacobs, Como não aprender inglês ou Como Não Ensinar Inglês,não me lembro mas tenho eles aqui em casa depois verifico, escrever for all como foi colocado na situação é um erro feio de gramática.

    O termo “forró”, segundo o folclorista potiguar Luís da Câmara Cascudo, estudioso de manifestações culturais populares, vem da palavra “forrobodó”, de origem bantu (Tronco linguístico africano, que influenciou o idioma brasileiro, sendo base cultural de identidade no brasil escravista), que significa: arrasta-pé, farra, confusão, desordem.[1]

    A Versão mais verossímil, apoiada pelo próprio historiador Câmara Cascudo, é a de que Forró é derivado do termo africano forrobodó e era uma festa que foi transformada em gênero musical, tal seu fascínio sobre as pessoas.

    Na etimologia popular (ou pseudoetimologia) é freqüente associar a origem da palavra “forró” à expressão da língua inglesa for all (para todos). Para essa versão foi construída uma engenhosa história: no início do século XX, os engenheiros britânicos, instalados em Pernambuco para construir a ferrovia Great Western, promoviam bailes abertos ao público, ou seja for all. Assim, o termo passaria a ser pronunciado “forró” pelos nordestinos. Outra versão da mesma história substitui os ingleses pelos estadunidenses e Pernambuco por Natal do período da Segunda Guerra Mundial, quando uma base militar dos Estados Unidos foi instalada nessa cidade.

    Apesar da versão bem-humorada, não há nenhuma sustentação para tal etimologia do termo, pois em 1937, cinco anos antes da instalação da referida base, a palavra “forró” já se encontrava registrada na história musical na gravação fonográfica de “Forró na roça”, canção composta por Manuel Queirós e Xerém.

    No idioma húngaro, Forró significa “Quente”. Não se tem variação da palavra no idioma húngaro, o termo Forró é igualmente escrito (com acento) como no português.

    Antes disso, em 1912, Chiquinha Gonzaga compôs Forrobodó, que ela classificou como uma peça burlesca e que lhe valeu, algum tempo depois, em 1915, o Prêmio Mambembe, sendo Mambembe também de origem banto, significando medíocre, de má qualidade.

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Forr%C3%B3

    Abraços givaldo

    • 17/09/11  
      wesley diz:

      Isso é apenas uma das teorias, a outra teoria é a citada por Lena, não confie em tudo no wikipedia, “nem tudo” que tem nele é confiável , é verdadeiro , genoíno !

  • 29/05/11  
    claudio diz: 17

    Brasileiro é bobo mesmo . Adora apontar os erros dos compatriotas falando em outra lingua , como se fossem experts e como se isso tivesse realmente importancia .