Turistas: O filme do ano (detonaram com o Brasil)

Você se lembra da polêmica do episódio dos Simpsons? A Fox mais uma vez pegou pesado com o nosso querido país, com o filme: Turistas “Go home”. Eu conheço muitos estrangeiros que gostaram tanto do Brasil que sonham em voltar e até mesmo morar aqui. É uma pena que nosso país seja rotulado de país do futebol, país do carnaval, país da corrupção, país das mulatas etc etc.

Leia abaixo a matéria do fantástico sobre o assunto.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Qual é a idéia que os estrangeiros têm do Brasil? Um novo filme de Hollywood está pegando pesado com a imagem do nosso país: turistas que vêm passar férias aqui acabam assaltados, seqüestrados e vítimas de uma quadrilha de tráfico de órgãos.

“Num país onde vale tudo, Qualquer coisa pode acontecer”.

Adivinhe de que país estão falando? Do nosso, é claro. Do Brasil. Tem praia, biquíni, festa, floresta, pobreza, futebol, caipirinha. Tudo como de costume.

Mas desta vez, Hollywood exagerou. No filme de terror “Turistas”, que estréia semana que vem nos Estados Unidos, e em breve no mundo todo, o Brasil é um horror. Os turistas do título – seis jovens – chegam felizes ao Brasil. Aqui, são roubados, apanham, são drogados. E, por fim, são torturados para a retirada de seus órgãos para transplante. Nem a caipirinha se salva: é envenenada.

Não fosse o exagero, deveríamos estar acostumados. São tantos os clichês com que o Brasil é retratado na telona, que a cineasta Lúcia Murat até fez um documentário sobre o assunto.

“Eu acho que o Brasil nunca deixou de ser a carta de Caminha. Quer dizer, ele tem basicamente esse fundo de ser o paraíso, de ser o local onde os bandidos fogem, de ser o local da impunidade, é o local em que tudo é permitido”, analisa a cineasta.

[…]

Recentemente, um episódio dos Simpsons causou polêmica parecida com a que “Turistas” promete provocar. O Brasil do desenho animado também era um horror, ainda que divertido.

Mas desta vez, a história é outra. A Embratur está tão preocupada, que reuniu seus técnicos para montar um plano de combate aos efeitos desastrosos que “Turistas” deve provocar. A Embratur vai contra atacar com mais campanhas mostrando que o Brasil não é assim nenhum horror digno de filme de terror. Fonte: Fantástico

Eu gostaria de pedir aos amigos estrangeiros que escrevam nos comentários qual a visão que vocês têm do Brasil.

See you!

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

34.jpg

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

38 comentários

  • 27/11/06  
    maykon diz: 1

    É lamentavel o tratamento que o Brasil recebe, poís muitos estrangeiros acha que no Brasil só exite uma cidade o Rio de Janeiro e que falamos espanhol, que somos 99% de mulatos, que só sabemos jogar futebol e claro Carnaval..>!!<

  • 27/11/06  
    Adam diz: 2

    What’s the name of the movie in English? I have never heard of it. It’s not simply tourists. Brazilians are too senstive about things like this. The Simpsons episode that portrayed Brazilians in a negative light was a parody. You guys didn’t complain when they made fun of American cities. They make fun of everything!

    Now- I don’t know anything about this movie, and I don’t even know what it is called in my country. But again, I think Brazilians need to chill out and not worry. You also think some negative, untrue things about this country. I have seen some reports on Globo about the United States, and I thought they were biased and untrue. It is a phenonenom that happens when people are uninformed.

  • 27/11/06  
    antonia diz: 3

    I also think that the idea of Brazil represented in the movies is exaggerated. I have been to Brazil this year and hopefully nothing has happened to me. But during my time there our guide was warning us about the danger all the time. When I told my parents that I was going to visit Brazil they were really worried due to the fact that one guy on national TV said some terrible things about Brazil…
    He was telling the same story that you refer to…I don’t know if that is really true. I loved Brazil and enjoyed any moment spent there…Speaking frankly I saw a gun shooting but this happens everywhere. My friend from Rio said that it’s something usual. He says that at least twice a week he sleeps hearing the noise of gun shots. I guess it depends from the place. In some areas it can be as
    safe as any other place in Europe but in big cities like Rio and Sao Paulo the level of crime is much higher. Something else, what most brazilian films respresent is that reality you talk about. For example if you take “Cidade de Deus”, when I saw this movie I got seriously terrified…and I still cannot believe that this is part of the reality in Rio…
    So, basically I think that Brazil needs to put some attention on crime watch but this by no means means that it is hell and that tourists should not come to visit your wonderful country…

  • 27/11/06  
    Diogo diz: 4

    Cara, sei que o diário é seu e é seu direito escrever o que quiser e como quiser, mas gostaria de registrar minha insatisfação com isto que eu li:

    ” enquanto nós tivermos um governo de ‘merda’, vai ser essa a visão que vão ter do nosso país”.

    Eu acho que ‘de merda’ não é um nível de linguagem apropriado pra audiência e pro assunto tratado. Em mim causou um certo desconforto de ler, aposto q em outros tb, assim como a própria idéia de q essa situação seja culpa do nosso governo [o próprio texto desmente isso]. Eu não deixarei de voltar aqui por causa disso, mas fica só como sugestão. Um abraço.

  • 27/11/06  
    Alessandro Brandão diz: 5

    Oi Diogo. Você tem razão. Acho que a audiência do Blog vai ficar chocada com essa palavra, o objetivo é esse mesmo, infelizmente essa foi a primeira palavra que veio à mente para demonstrar a minha insatisfação com a política do governo. Como você já percebeu nos posts do blog essa foi a primeira vez que utilizei uma palavra desse nível, prometo não utilizar novamente. Desculpe, vou mantê-la neste post.

    Obrigado pela sugestão!

    Keep in touch, my Friend

  • 27/11/06  
    Carlos Aquino diz: 6

    Eu mesmo já pensei em fazer um filme de terror, ou, pensei que se um dia tivesse a oportunidade escreveria uma história parecida com esta.

    Relaxem.

    Ou, vocês acreditam no Jason ? Fred ? etc ?

    Mais fácil crêr no que mostram de violência (terror) em nosso país.

    Lembrando que o Brasil terrorista, é o Brasil São Paulo e Rio de Janeiro, pois, aqui em Minas Gerais, só paz e alegria turma !

  • 27/11/06  
    Márcia diz: 7

    Você só esqueceu de comentar que logo após esta reportagem, no próprio Fantástico, a Glória Maria falou dos mais recentes fatos ocorridos, no Rio de Janeiro, contra turistas ingleses que foram assaltados dentro de um ônibus de turismo, no Aterro do Flamengo,no sábado (dia 25), isso sem mencionar o turista português que foi esfaqueado e morto na praia de Copacabana, no grupo de turistas Chineses que também foi assaltado há alguns meses atrás, de outro grupo de turistas ingleses que foram assaltados no início do ano… e por aí vai… será que este filme é assim tão absurdo??? Ou será que alguns brasileiros ainda insistem em manter uma atitude do tipo “mãe de traficante”, que na hora que o “filhinho” é morto pela polícia elas correm chorando dizendo que ele era “trabalhador”, “pai de família”, “bom filho” e etc…
    O filme pode até ter algumas informações erradas, mas no fundo, no fundo a essência é totalmente verdadeira… infelizmente para nós…

  • 27/11/06  
    Adam diz: 8

    Alessandro, I would like your permission to translate this, and place it in my blog along with my opinions. Can I do this?

  • 27/11/06  
    clev@o diz: 9

    Pessal, ontem, no próprio fantástico, logo após a materia sobre o filme, foi ao ar uma matéria sobre um assalto a um ônibus de turistas ingleses, fato que não é difícil de acontecer no Brasil.
    Acredito que nós, brasileiros, não se devemos boicotar o filme, veja por que:
    – Você tem medo de ir para Eslováquia e virar cobaia de uma autopsia? (Hostel)
    – Você tem medo de ir para Londres e ser comido por um Lobisomem? (Um Lobisomem Americano em Londres)
    – Você so vai para a Romenia armado de criscifixo, alho, estacas de madeira e balas de prata? (Van Helsing)
    – Não vai a america central pra não virar troféu de alien? (Predador)
    – Ir a Astrália e virar comida de monstro? Nem Pensar! (Wolf Creek)
    Se sua resposta foi afirmativa em algum destes tópicos, então o último lugar da Terra em que você iria seria para os Estados Unidos. Lá tem vampiro, lobisomem, terremotos, vulcoes, maremotos, alienígenas, ratos comedores de gente, crocodilos gigantes, piranhas voadoras, tubaroes gigantes e famintos, fantasmas, monstros, seitas diabolicas, vermes mutantes e ,quem diria, até o Godzilla foi pra lá… e eu não vejo ninguem boicotando nada…
    Talvez seja por que em termos de segurança lá tambem é o melhor lugar do mundo, pois lá podemos encontrar facilmente o Spiderman, o Superman, os X-Men, o Justiceiro, o Exterminador do Futuro, Rambo, Frank Dux, Dare Devil, Blade, o Quarteto Fantástico, astronautas dispostos a explodir com asteroides e muitos outros…

  • 27/11/06  
    Alessandro Brandão diz: 10

    Ok, Adam. Feel free to post it in your Blog.

  • 27/11/06  
    Mary diz: 11

    Quando penso no Brasil, penso em lindas praias e boa comida. Penso no Jardim Botânico com suas flores lindas e árvores grandes, velhas e majestosas! Penso na Lagoa, com seus retaurantes ao ar livre – com artistas (populares) que cantam e tocam músicas românticas. Penso nos táxis numerosos e nos ônibus que, tal qual táxis, para os pegar, basta a gente levantar a mão, chamando-os . Param mesmo fora do ponto e da rodoviária . Isso não aconteceria nos USA. Lembro, também, das feiras ao ar livre, onde podemos comprar legumes e frutas frescas. O abacaxi do Brasil é mais doce que o dos EUA. Pelo menos do que aqueles daqui onde moro. Recordo os passeios lindos que fiz ao longo da praia e o por do sol observado da montanha ou dos penhascos à beira mar. Penso estar nadando no mar de águas cálidas e recordo os agradáveis dias ensolarados. E na gente que enche as praias, as ruas, os cafés e as igrejas. Todas estas recordações, eu as amo. Mas as amo ainda mais por havê-las vivenciado com meu bem amado espôso. Com todo seu amor e ternura ele fez, de cada dia, um tesouro de lembranças afetivas.

    When I think of Brazil, I think of beautiful beaches and good food. I think of the botanical garden with its lovely flowers and grand old majestic trees. I think of the lake with its outdoor restaurants with musicians who sing and play romantic music. I think of the numerous taxis and of the busses that act like taxis. You only have to raise your hand to call them. They stop every where; they even stop en route where there is no bus stop. This never happens in the US. I also think of beautiful walks along the beaches and of the sunsets seen from the mountains or the rocks by the sea. I think of swimming in the warm sea and of sunny days. And of the people that fill the beaches, streets, cafés and churches. All of these things I love. But I love them even more for having lived them with my beloved husband, who with all love and tenderness, turned every day into a treasured memory.

  • 27/11/06  
    Mary diz: 12

    A thousand thanks to Nóe who patiently translated my post with me.
    You are amazing Nóe.

  • 27/11/06  
    Alessandro Brandão diz: 13

    Mary, I have no words. Your comment is amazing. Can I place it in cover page tomorrow?

  • 28/11/06  
    Levy diz: 14

    I agree with Adam’s take.

    It seems that we brazilians kind of learnt to react the same way over and over: Simpsons and other movies/comics/etc are just a parody. It only emphasize the most known facts on a specific region or people. Maybe we brazilians did nothing when a Simpsons episode made fun of Winnipeg/Canada people (so did Winnipeg people, maybe).

    Violence is as real in Brazil as in other countries.

    The problem is not whoever movie or comics, but the problem ‘per se’.

  • 28/11/06  
    Levy diz: 15

    I agree with Adam’s take.

    It seems that we brazilians kind of learnt to react the same way over and over: complaining.

    Simpsons and other movies/comics/etc are just a parody. It only emphasize the most known facts on a specific region or people. Maybe we brazilians did nothing when a Simpsons episode made fun of Winnipeg/Canada people (so did Winnipeg people, maybe).

    Violence is as real in Brazil as in other countries.

    The problem is not movies or comics, but the problem ‘per se’.

  • 09/12/06  
    Anonymous diz: 16

    Caros amigos.
    Roubos, assaltos e assassinados ocorrem no mundo todo, com turistas e nativos; Meu amigo Pedro Luiz Piccoli foi roubado na França, levaram todo seu dinheiro e documentos, o deixando em uma situação difícil; Tem o caso do Jean Charles de Meneses, Brasileiro de MG que residia legalmente na Inglaterra e foi executado sumariamente pela própria policia, com respaldo do governo (absurdo maior impossível), O problema vai além, não podemos achar tudo lindo e normal; Devemos nos revoltar sim, sem violência (que esta é a praia dos norteamericanos) devemos proteger a dignidade do Brasil afinal “Nossos peitos, nossos braços são muralhas do Brasil!”; Caso eu ouça alguém denegrir meu pai ou minha mãe, não me calarei.
    Farei o possível para boicotar este filme infeliz, há noteamericanos (maioria) que não conhecem geografia, não tem noção do que ocorre no mundo, nunca estiveram no Brasil, e contribuem para sujar nossa imagem, O Governo Brasileiro até onde eu sei não é sócio da “FOX Filmes”, e sua parte já esta fazendo através da Embratur. Eu repudio este filme!
    “BRASIL ACIMA DE TUDO!!!!”

    Fábio Cruz – Técnologo em Segurança Pessoal e Patrimonial.

  • 09/12/06  
    Alessandro Brandão diz: 17

    Fábio Cruz,

    Well done Fabio, your comment is amazing.

    Welcome to the English Experts.

    See you!

  • 06/01/07  
    Anonymous diz: 18

    Acredito que a violência é grande no Brasil e no mundo,e é um absurdo
    que esse filme tenha sido feito.
    No estados unidos a violência é tão
    grande(e muitas vezes maior)do que no Brasil,e não devemos nos preocu-
    par com esses baixos que não sabem o que fazer na vida.
    Nós do Brasil somos felizes e receptivos,e não devemos nos abalar quando esse tipo de coisa é feita sobre nossa pátria!
    Pois somos mais felizes do que eles
    e é isso que importa.

  • 17/01/07  
    TITO diz: 19

    Me parece mais um filme de ficção e utilizado como país de fundo o Brasil, como poderia ter sido utilizada uma cidade qualquer dos EUA.
    Este filme não me abalou nem um pouco.
    E adoro os Simpsons e gosto quando eles fazem piadas sobre o Brasil e outros países (japão, australia, frança,alemanha, china, canada, o próprio EUA, mexico).

  • 27/01/07  
    Luis Otávio diz: 20

    Como o TITO disse, não acho que isso irá denegrir a imagem do Brasil. Aliás, acho isso um preconceito com o nosso país. Parecemos negros preconceituosos, se são escolhidos para o tiro de guerra, é porque são negros. Se não são escolhidos, é porque são negros.
    Se fazem um filme bom sobre o Brasil, mulheres, praias e tudo mais, é ruim.
    Se fazem um filme de terror, com uma história FICTÍCIA também é ruim.
    Claro, o país não sobrevive apenas disso, mas vocês acham que um filme ‘Cultura Brasileira’ irá ter sucesso (bilheteria)?
    Lembrem-se, é uma história fictíca e foi usado como tema o Brasil. Quem sabe os cineastas, vendo o sucesso do filme, resolvem criar mais filmes sobre o Brasil ? Isso iria ajudar muito o país. Seríamos mais conhecidos mundo a fora, não seria uma maravilha ?

  • 05/02/07  
    Camilo diz: 21

    Acho que ter criticado o governo foi uma saída comum que você achou quando escreveu. A imagem que parece ter ficado lá fora não é culpa do governo atual, mas de todos que passaram por lá. Inclusive eles, mas não exclusivamente e com a menor parcela de culpa que existe.

    Sobre o filme, acho que é um pouco pra vender, inclusive a matéria do Fantástico (programa nojento), que se vende pra ter audiência, inclusive pros gringos. Tomara que a bilheteria seja bem baixa e quem tentou vender isso (as grandes emissoras) caia no chão.

    Acho que você se aproveitou pra botar um pouco de pimenta, não sei se por costume, ou pra pegar uma posição legal no Google, mas achei um pouco de exagero no título. Entendo o foco do blog, até parece compatível com o que você escreveu, mas podia ter dado uma segurada, já que também é brasileiro.

    [ ]´s

  • 04/03/07  
    Luisa diz: 22

    Hello there…

    Well, I`m brazilian and I saw the movie yesterday…

    I`m not gonna say it`s horrible what they`re doing to our country, because most of the things that happens in the movie are actually true. Everybody knows Brasil is a violent country, and the “turists” suffer a lot with their “innocence” with this sort of stuff… Passport, cameras, celphones, if you walk with these kind of stuff in Rio, you have quite a huge chance to be robbed, expecially when the robbers know you`re not from Brasil…
    After all, I really thing Brasil gives them motive to do this kind of thing! And we also have a bad idea of the foreign countries, whether we admit it or not…USA, for example, suffers a lot of descrimination from brazilian people, just because they have Bush (most of the times).

    Now… The bad parts of the movie … I think they could use both sides of Brasil… There are some small detais which are not necessary. For example, in the begining of the movie, the bus driver with his fingers in his nose, THAT`S NOT NECESSARY! They only show a bad way of life, tv without colors, a old airplane… That`s not like Brasil, at all… Of course it`s a poor country with lots of places like that, but it`s not just desgrace!

    I`m DEFINETLY not that kind of person who LOVES Brasil, and gets angry with this sort of stuff. Brasil is what it is, either we like it or not! And we, the writers of these comments, we have a good way of life,of COURSE we`re gonna think: that`s not the Brasil I live! Well… Unfortunatly is! There are good parts, but liking or not, there are LOTS OF bad parts too!

    Uf… haha! Sorry… Perhaps a little bit too much! :p

  • 28/06/07  
    Anonymous diz: 23

    Acabei de assitir a este filme, quando o loquei não me dei ao trabalho de ler a sinopse, Li apenas o comentário de que era melhor que “albergue”, mas para minha supresa vi que era uma produção totalmente rodada aqui, no Brasil. Fiquei e estou indignado com a forma que o país foi abordado pelo filme, cineasta, e elenco. Não dá para acreditar que um filme tenha retratado de forma tão negativa o país lindo em que vivemos, apesar de todos os seus problemas. O Brasil não é muito diferente de outros país, inclusive os EUA, lá também existe violência, da mesma forma que em todos. Muito triste saber a imagem que está sendo levada além de nosso território, pessoas que nunca tiveram o privilégio de conhecer nosso país talvez nunca venham tenham o desejo de conhecer. E sempre que outros países procuram retratar nossa terra, a forma é a mesma: violência, sexo, animais (cobras), selva, etc. O que mais me espanta são os assitentes da produção, artistas(cantores) inclusive Marcelo D2, que são brasilieiros deram sua parcela de contribuição para uma imagem tão negativa. LAMENTÁVEL!!!

  • 28/10/07  
    narciso diz: 24

    Ainda existem pessoas que não sabem apreciar uma obra de arte, os filmes então, tem que ser no padrão da globo, que retrata apenas o Brazil bunitim. No Rio algumas autoridades querem apurar o filme Bope-Batalhão de Elite, rsrsrs. Um filme, quando baseado em fatos reais, traz essa indicação, o que não é o caso do filme em tela, totalmente ficticio. Quando se é pobre de espirito, qualquer menção da mesma, e, o que não é o caso do filme em tela. Acordem brasileiros, sua indignação deveria ser com a miseria que permeia nosso país, comentários jocosos, para quem está por cima, compõe apenas um mero momento de humor.Já pra quem está na merda, é motivo de desespero.

  • 28/10/07  
    narciso diz: 25

    Quando se é pobre de espírito, qualquer menção dos defeitos é motivo para sair atirando a esmo.(complementando o texto anterior que ficou truncado).

  • 06/06/08  
    Bruno Kohn diz: 26

    vou deixar uma opiniao bem sindcera: acho que causa desconforto a palavra merda em quem apoia a politica brasileira e mais ainda, a quem acredita na politica brasileira. o brasil e o oposto do resto do mundo, ou seja, enquanto os outros paises querem ferrar paises como o nosso, o brasil nao quer ferrar os outros, ele quer ferrar a si mesmo. entao, acho que nosso governo e uma merda mesmo. nosso pais tambem e uma merda e eu sou um merda de estar entrando aqui e discutindo com vcs. seus merdas!

  • 06/08/08  
    diego diz: 27

    esse filme ficticio e mais um filme dos eua que estao com medo de perderem seus turistas para nós, mais uma produção cinematografica , nao levem a serio, quanto mais se discute isso é pior , nao dem atenção, deixem o assunto de gurba, nao dem atenção , a final de é so no brasil que existe violencia? ou na nos eua ninguem mata ninguem? ninguem é estrupada? nao ha crime algum? e tudo maravilhas? bando de hipocritas são essas pessoas que idealizaram esse filme.

  • 10/10/08  
    Dicas de Inglês :: O relato de uma Americana que morou no Brasil diz: 28

    […] Turistas: O filme do ano (detonaram com o Brasil) Speak Up: Site indisponível por determinação judicial […]

  • 06/01/09  
    Miguel diz: 29

    i saw this movie in the last year, 2008. I thought it one negative fantasy about Brazil! I live in Rio de janeiro, but in the place that i live is not dangerous! there are violence in Rio de janeiro, but it isen´t in all places. but i say for people who come to my city take care with violence, don´t walk in suspected street, don´t walk by yourself. i also have to take care with violence! in all place of the world there are it!

  • 08/01/09  
    patricia diz: 30

    eu achei esse filme um absurdo

  • 10/01/09  
    mica e mila diz: 31

    achamos que os americanos pegaram pesado com país tão lindo que é o BRASIL .E EUA eles não são perfeitos por isso
    não tem o direito de fazer essa imagem do BRASIL,sim o BRASIL não é perfeito mais tem suas belezas qualidades e nós defededemos o nosso país

    *NÓS SOMOS BRASILEIROS COM MUITO ORGULHO E COM MUITO AMOR*

  • 09/03/09  
    mariana diz: 32

    Acho que o Brasil mesmo insentiva esse tipo de coisa, com filmes do tipo Cidade de Deus, Carandiru, Tropa de Elite… Sao otimos. Mas sao terror tambem gente. Acho que entramos naquele negocio de “orgulho”, por ser extrangeiro falando da gente. E é claro que eles nao tem a verdadeira visão, entao acabam exagerando, fantasiando, em muitas coisas. De qualquer forma, quantos filmes americanos feitos por eles mesmos nao mostram sequestros? Serial killers? Poxa… Nos que temos que criar filmes que exaltem nossa terra tambem. E é normal fantasiar pra criar aventura, por exemplo, aquela série do Pedro e Bino, Carga Pesada, é ridicula! Parece que caminhoneiros só pegam mulher em cada esquina e tem super aventuras de perigo. Nao aparece o cara chorando de saudade da família, comendo comida em lugares terriveis, tomando banho em agua fria em pleno inverno num posto imundo, levando comida pra dentro de casa, isso nao aparece… Mas é a ficção gente. Ninguem faz protesto contra. Acontece…

  • 18/08/09  
    Carol diz: 33

    Ai galera, que stress… Não vi o filme, mas anyway, filme é filme… Quer ver realidade assista documentários

  • 30/08/09  
    Andersom diz: 34

    Pera aí! Não fale assim do Lula. A maior autoridade da terra: Barack Obama disse que o “Lula é o cara”. Isso traz moral e credibilidade para o nosso presidente.

  • 04/11/09  
    felpe diz: 35

    eu axo que e puura realidade ue eles tao contano no filmwe sobre o nosso pais onum tem aquele ditado quem procura axa entao

  • 06/11/09  
    Davis diz: 36

    O filme fala de turistas estrangeiros que tem orgaos roubados, por um medico que parece um louco. Nada de mais, duro seria se foce um documentario, com a realidade do Brasil ai sim o turismo seria prejudicado, onde teria relatos de pessoas do Brasil q vendem orgaos, sem fala no Rio de Janeiro que eu do sul do Brasil tenho medo em conhecer.

  • 05/12/09  
    Tiago Gomes diz: 37

    Simplesmente lamentável!

  • 23/03/10  
    josé paulo de carvalho diz: 38

    eu,me deixo abalar por opiniões dos americanos.nos filmes deles .eles são sempre bozinhos: Salva o planeta terra de tudo e de todos. De terrorista até alienigenas.mas no fundo todos nós sabemos a verdade.