Uso do Will no presente e -ing no futuro

will4Ygor Aragão pergunta: Uma das minhas dúvidas é o uso do “will”, o que me daria uma ideia de futuro. Se fosse para traduzir a frase “Por que você não fala comigo?” para o inglês eu diria: “Why don’t you talk to me?” No entanto, canso de assistir filmes e já ouvi em podcasts: “Why won’t you talk to me?”. As duas formas estão corretas? Por que? Também percebi uma forma no presente como “I’m staying in here” para “Eu vou ficar aqui”, o que é meio confuso para mim, já que eu traduziria para o inglês algo como “I’m going to stay here” ou “I will stay here”. Qual está correta?

Inscreva-se GRÁTIS no 1º Game Show Musical: aprenda inglês jogando com música ao vivo sábado às 15:00!

Olá Ygor,

Sua dúvida tem origens no fato de que, enquanto estudante de inglês, você foi condicionado a enxergar will exclusivamente como um “auxiliar do futuro”: quando will é, na verdade, um termo com uma variedade de usos distintos, oriundos de uma série de desdobramentos linguísticos e etimológicos iniciados há dezenas de séculos. Em outras palavras, é de pouca ou nenhuma valia tentar reduzir um vocábulo a uma regra, e questionar o porquê de quaisquer usos que fogem a esta regra. Assim, devemos evitar o uso do Português como base para tudo aquilo que vemos ou escutamos em inglês, e a ideia de que o idioma deve qualquer satisfação por suas aparentes peculiaridades. O termo will possui empregos que extrapolam a regra reducionista “auxiliar do futuro”.

1 – Usamos will para falar de hábitos do presente:

  • He will come home late (= he has a habit of coming home late) even though he knows his mother doesn’t approve of it.  [Ele tem o hábito de chegar em casa tarde, mesmo quando ele sabe que sua mãe desaprova isso.]

2 – Para comentar sobre um fato natural, sem qualquer relação com o futuro:

  • A plane will fly (= a plane flies) without a propeller, but it won’t fly (= it doesn’t fly) without a pair of wings. [Um avião voa sem hélice, mas não voa sem um par de asas.]

3 – Para falar sobre ocorrências inconvenientes, no presente:

  • The car won’t start! [O carro não dá partida!]
  • The video won’t load! [O vídeo não carrega!]

will5

3 – Para comentar sobre verdades amplamente aceitas:

  • Sometimes, bad things will happen (= bad things happen) to good people. [Às vezes, coisas ruins acontecem com pessoas boas.]

4 – Ou para emitir uma ordem / realizar um pedido:

  • Will you please close the door? [Você poderia fechar a porta por favor?]
  • Will you dance with me? [Dança comigo?]

will

5 – Vale lembrar que um dos pedidos mais populares do idioma utiliza will:

  • Will you marry me? [Quer casar comigo?]

will3

Estes são apenas alguns dos empregos de will que não necessariamente possuem relação, ou são traduzidos para o português, como futuro. Não há uma explicação para tal. O termo, ao longo de sua longa evolução, simplesmente passou a ser usado de tais maneiras. Associamos will ao futuro por questões meramente didáticas – não porque a palavra foi exclusivamente “criada” com este propósito.

  • Why won’t you talk to me? [Por que você não fala comigo?]

Esta é uma frase comum e natural em inglês. Will, neste caso, é usado para sinalizar uma intenção (ou falta de intenção). Por exemplo:

  • He won’t listen to me. [Ele não quer me escutar.]
  • Why won’t he listen to me? [Por que ele não me escuta?]
  • She won’t talk to us. [Ela não quer falar conosco.]
  • Why won’t she talk to us? [Por que ela não quer falar conosco?]
  • The cat won’t come down. [O gato não desce.]
  • Why won’t the cat come down? [Por que o gato não desce?]

Em resposta à sua pergunta, usar o presente simples, neste caso, não seria gramaticalmente incorreto, mas tornaria a frase consideravelmente menos natural, ou alteraria seu sentido. Como dito, não há uma explicação simples e objetiva – este é apenas um dentre os muitos empregos de will e won’t. Sugiro que você procure o termo will em um dicionário monolíngue. Você encontrará estes e muitos outros empregos, com explicações e exemplos de uso em contexto. Tome o seguinte verbete do OALD como ponto de partida e explore as possibilidades oferecidas.

O uso de “ing” para expressar o futuro 

De forma geral, pode-se usar o present continuous (verbo + ing) para expressar um evento certo, já planejado, a ocorrer no futuro. Exemplos:

  • We’re leaving in a minute. [Nós iremos embora logo.]
  • She’s not backing down. [Ela não vai desistir.]
  • We’re not going. [Nós não iremos.]

Im not giving up on love im giving up on-you-quote

O seguintes links abordam o assunto em maior detalhe:

O objetivo deste post não foi exaurir a gramática relacionada ao assunto, mas abrir sua mente para o fato de que o inglês, como qualquer idioma, não é uma ciência exata. Tentar “regrar” o idioma significa, muitas vezes, engessá-lo e dificultar seu aprendizado. Se escutar este tipo de expressão em filmes e podcasts, simplesmente assimile-os como um falante nativo o faria. Notei, por exemplo, que, mesmo escutando a expressão e entendendo o seu sentido, você tentou obter uma resposta sobre o porquê de a mesma ter sido usada desta maneira. O Inglês e o Português são idiomas diferentes, e há pouca utilidade em tentar compará-los ou entender as minúcias e motivos por detrás de cada fenômeno linguístico. Você dificilmente questionará o porquê de determinada estrutura uma vez que a assimile de forma natural e a incorpore em seu vocabulário ativo.

No mais, espero ter ajudado. Bons estudos!

Sobre a autora: Juliana Oliveira Rios é servidora pública e amante da língua inglesa desde a adolescência. Aos vinte anos, teve a primeira oportunidade de experienciar o idioma em primeira mão, quando estudou inglês nos Estados Unidos durante um ano. Autodidata e aficionada por linguística, utiliza o site do English Experts como ferramenta de compartilhamento de conhecimento e aprendizado nas horas vagas.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

25.jpg

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do English Experts. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

7 comentários

  • 01/07/15  
    Telma Regina diz: 1

    Muito bom esse post da Juliana. Além de esclarecedor, nos faz pensar no dinamismo da língua inglesa.

  • 02/07/15  
    Felix Kennaldy diz: 2

    Gostei do post , matou muita duvidas kkk

  • 07/07/15  
    João Flávio diz: 3

    Congratulations! Very good! The explanation was very usefull.

  • 07/07/15  
    Edson Martins diz: 4

    Demais o post. Era tudo o que eu queria perguntar.
    Me esclareceu muitíssimo.
    Obrigado.

  • 07/07/15  
    ray diz: 5

    excellent!

  • 09/07/15  
    Alisson diz: 6

    Muito bom o post! Adorei, esclareceu bastante. Congrats!

  • 19/07/15  
    Jolimar diz: 7

    Vale lembrar que o WILL também significa desejo, vontade, querer.

    Let your WILL be done (Seja feita sua vontade)