Visto americano: como foi a minha experiência

Depois de um longo e tenebroso inverno consegui pegar meu visto de turista no consulado americano em São Paulo. É, sim, burocrático, trabalhoso e caro. Hoje vou contar para vocês, queridos leitores do English Experts, como foi a experiência.

Para começar você tem que entrar no site do consulado, preencher um questionário enorme que vai levar umas duas horas, sério! Eles perguntam de tudo, mas de tudo mesmo, como onde você vai ficar, se você tem parentes nos Estados Unidos, seus dois últimos empregos etc. Você tem que enviar uma foto online no padrão aceitável deles, de preferência 5×7 com fundo branco.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da Englishtown: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Feito todo esse processo você recebe a confirmação de reserva do pedido de visto e é encaminhado a um outro site para fazer o agendamento da entrevista. O agendamento custa R$38,00 e é pago online ou por boleto. Também se paga uma taxa de US$140.00 no Citibank e o comprovante tem que ser o original. Com tudo agendado fui me munir dos documentos necessários: extratos bancários, declaração do imposto de renda, documento do carro, escritura da casa, ou seja, tudo que indique que você tem condições de bancar a viagem e a garantia de que você vai voltar para o Brasil.

Agora a parte mais interessante: o dia da entrevista. Minha entrevista estava marcada para as 10 da manhã. Cheguei no consulado americano às 9h30 e fiquei perplexo com o tamanho da fila e o tanto de gente que tinha. Antes de você entrar alguns atendentes ficam no portão pedindo a confirmação do seu agendamento. Como fui tratado como prioridade (sou paraplégico), meu processo foi acelerado.

Uma funcionária pegou meu passaporte, recibo do depósito, foto e a confirmação do pedido de visto, que tem que ser impresso em impressora à laser, senão não lê o bendito código de barra. Na frente do consulado tem um barzinho onde tem acesso à Internet e serviço de impressão. Se não leu o código de barra, danou-se e você tem que imprimir outra vez o documento e ir para o final da fila.

Fui então encaminhado para o detector de metais, eles passam tudo, inclusive sua carteira pelo detector. Feito isso a funcionária foi pegar uma senha para mim pois o próximo passo seria pegar minhas impressões digitais. Esperei uns 20 minutos após ver meu número num dos monitores que ficam espalhados pela galpão onde é feito todo esse processo. Isso mesmo, é um galpão enorme com telha Eternit, baixa, um calor terrível. Não vi se tinha banheiro por ali, nem bebedouro de água.

Uma atendente americana super simpática tirou minhas impressões digitais e fui encaminhado para “a” entrevista. O entrevistador me perguntou o motivo da minha visita, quanto tempo eu ia ficar, se eu tinha parentes nos Estados Unidos, minha profissão e quanto eu ganhava. Digitou as informações no computador e disse: “Seu visto de turista foi concedido”. Depois disso você sai desse galpão, se dirige a uns guichês onde paga uma taxa de R$22,00 para eles enviarem o passaporte com o visto para o seu endereço e dizem que chega de 7 a 10 dias.

Todo esse processo durou 50 minutos e pelo o que eu vi ali, algumas pessoas ficam de 2 a 4 horas para cumprir todos os trâmites para a emissão do visto. Não me pediram nenhum documento para comprovar nada e a entrevista em si durou menos de dois minutos. Há pessoas que vão desavisadas e não levam foto ou tem que imprimir novamente a confirmação, mas por sorte tem um serviço de fotos ali e de impressão do outro lado da rua.

No cômputo geral eu fui muito bem atendido pela equipe do consulado americano em São Paulo e se você pretende viajar para os Estados Unidos, comece a se programar com no mínimo seis meses de antecedência, se for tirar o visto em São Paulo.

Você já tirou visto americano? Como foi sua experiência?

Aguardo comentários!

Aplicativo para Ampliar o Vocabulário

Você tem dificuldade para se lembrar das palavras, phrasal verbs e expressões em inglês? Conheça o "Meu Vocabulário: Um aplicativo para ampliar o seu vocabulário em inglês" e veja como nossa equipe resolveu esse problema definitivamente.

Receba mais dicas de inglês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook.

6.jpg

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 22 anos. É responsável pelo blog de língua espanhola da empresa americana Transparent. Trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.

74 comentários

  • 16/03/12  
    Felipe Gomes diz: 1

    Gostaria de saber se posso tirar um visto americano, apenas para ter, para uma posterior viagem. Exemplo, vou à Brasília e quero tirar meu visto que vale 10 anos (certo?), porém pretendo viajar no início de 2013, é possível? Quando ele perguntar, quanto tempo pretendo passar lá, etc etc, já tenho que dizer sobre a minha viagem de 2013?

    • 29/03/12  
      Ligia Maria Piva diz:

      Pode sim, eu também estou programando minha viagem para 2013, no questionário on line você terá um campo para preencher com data prevista de sua viagem, local que pretende ficar etc.
      Não há restrição para data que pretende ir.

  • 18/03/12  
    danilo diz: 2

    Queria saber quanto em dinheiro tenho que ter pra passar 2 anos nos EUA?

  • 19/03/12  
    Elaine diz: 3

    Olá! Tirei o visto americano no Consulado do RJ nesse fim de semana, e posso dizer que foi bastante tranquilo. Tiramos em grupo (eu, meu marido e meus pais) e agendamos para as 10:30h. Como chegamos ao RJ por volta das 8:15h resolvemos entrar assim mesmo. Achei super bem oraganizado, bem rápido, e as pessoas são simpáticas sim. As vezes parecem não ser devido a agilidade com que eles tem que fazer o serviço deles. Enfim, chegamos e rápido fomos para fila. Minha mãe foi chamada devido a foto dela ter ficado um pouco embaçada. Então ela teve que tirar outra e pagou R$10,00 por 2 fotos 5×7. Quando ela voltou, logo fomos atendidos. A entrevista foi rápida também, o rapaz perguntou para onde iremos; qual a profissão de cada um; o grau de parentesco; e se já viajamos fora do Brasil alguma vez. Somente essas 4 perguntas e conseguimos o visto. E por volta das 9:30h saímos de lá. Pensei que fosse bem mais difícil, mas foi tranquilo. O segredo de tudo é ter paciência e falar a verdade! Para quem for tentar, boa sorte!

  • 19/03/12  
    silvia diz: 4

    Bom, vou contar um pouco da minha saga para o visto americano, fui ao consulado dia 15/03/2012 todo a processo da chegada a té a hora de ir embora levou 4 horas,o medo de ter i visto negado é normal,eu estava preocupada eu e meu marido somos autonomos com nenhum vinculo com outras empresas, ele rep comercial e eu esteticista que atendo em minha casa e a domicilio, pude perceber que dos 6 funcionarios que faziam a entrevista apenas 1 me pareceu ‘ANTIPATICO” claro que enquanto estava na fila eu e minha familia estvamos torcendo pra não sermos entrevistado por ele, mas… na hora foi ele que nos atendeu, nos chaMou com um gesto de mão não deu bom dia e foi logo perguntando para onde iriamos, o que eu e meu marido faziamos respondemos; rep comercial e esteticista ,quanto ganha / meu marido disse: por volta de 6 mil , tem algum bem em seu nome,meu marido respondeu sim,uma casa uma chacara e um terreno,e ele perguntou:
    como conseguiu isso ,meu marido respondeu: trabalhando, e ele com sorriso debochado na cara disse e vc ganhando 6 mil conseguiu tudo isso???’ ( mal sabe ele que são 20 anos de muito trabalho) e ficou lá digitando por uns 3 minutos pra fazer uma pressão ,mas no final disse; SEUS VISTOS ESTÃO CONCEDIDOS,pode pagar o sedex .achei um absurdo,o que eles acham??? que só eles podem ter bens e dinheiro guardado,nós Brasileiros continuamos a ser humilhados por eles,no caminho de casa ,vim pensando pq permitimos esse tipo de tratamento,se não fosse a vontade de meus filhos irem aos parques teria desistido,mas…
    em maio estarei passando 20 dias em orlando e vou deixar bastante desse dinheiro para os ‘AMERICANOS” PQ ELES ESTÃO PRECISANDO MUITO KKK,uma dica: RESPONDA SOMENTE O QUE ELE PERGUNTAR ,NÃO FALE RAPIDO,MANTENHA A CALMA E FALE A VERDADE ABRAÇO

    • 21/03/12  
      Anna Patricia diz:

      Eu também acho uma absurdo. Eu amo inglês, amo a cultura norte americana mas detesto a prepotência deles. Uma vez no curso de turismo minha professora disse que quando eles vem pra cá gastam pouco. Citou um exemplo de uma colega que trabalha em um restaurante (no Brasil) e que o MÁXIMO que ela já ganhou de gorjeta deles foram 5 míseros dólares e de uma brasileiro 50,00 reais. Pasmem, um país emergente é mais generoso do que a maior potência do mundo!

  • 21/03/12  
    Anna Patricia diz: 5

    Nossa que complicado!
    Será que para entrar no Brasil um norte americano enfrenta tanta burocracia assim?
    Agora entendi por que muitas pessoas entram ilegalmente nos Estados Unidos, eu imaginava que era complicado mas não tanto. Quem sai ganhando em toda essa história são os “coiotes”.
    Acho que vou levar uns 10 anos para minha primeira viagem para lá rsrsrsrsrsrs.

  • 27/03/12  
    Lucas Romão diz: 6

    Aconselho a todos que querem ir aos EUA preencher o questionário para o visto pela internet ,porque se não ,tem que responder tudo na entrevista e isso demora umas 4 horas !

  • 29/03/12  
    Ligia Maria Piva diz: 7

    Pessoal, a minha”saga” não foi muito diferente da que a Silvia relatou.
    o Agendamento por si já demorou exatos 63 dias, se tivesse pressa já era. Como sou previnida cheguei ao consulado com 1 hora de antecedência, mas horário alí pouco importa, as filas são enormes e é por ordem de chegada. Para ilustrar, cheguei 8:40 e saí de lá 14:45. Uma coisa importante se você for de carro use um estacionamento, um colega sofreu um sequestro relâmpago nas imediações e a Policia disse que é comum pois as pessoas ali são alvos interessantes uma vez que carregam uma pastinha com sua vida pessoal inteira ( extratos bancários, I. de renda, documentos dos bens, etc…) enfim tudo que é “exigido” para as ditas comprovações que não queremos morar lá e que temos condições de custear nossa estada, bem como nossa ida e principalmente volta de lá.
    Apesar dos custos serem altos para a concessão do visto a desorganização é enorme, o local é quente , não há sanitários nesse galpão e se você vai sozinha , não consegue sair da fila sem perder seu lugar. Portanto você morre de fome, de sede e fica firme alí. No horário de almoço os entrevistadores param 40 minutos para almoçar …o pessoal briga, chia, vaia….mas….espera. A minha entrevista não demorou 5 minutos, tenho uma estabilidade de 10 anos numa multinacional japonesa, e tenho imóvel no meu nome, além de não ter idade de ficar me aventurando, o entrevistador foi gentil , checou algumas informações e concedeu o visto. Agora só daqui 10 anos….se resolver voltar lá. Quem sabe o sistema já está mais organizado!! Mas reitero o que os outros falaram, guarde dinheiro e muita paciência para esse processo, e principalmente faça com antecedência para não se aborrecer. Tomara que valha a pena a viagem!!!

  • 01/04/12  
    Erik diz: 8

    Ola Adir,

    gostaria de Parabenizar pelo excelente post. Pretendo viajar para os EUA no ano que vêm, no período de julho. Tenho a intenção de ir para Florida devido a um programa da intercâmbio de minha igreja de um mês. Sou estagiário em uma empresa e não tenho nenhum bem móvel que possa constar que voltarei, somente uma aplicação financeira. Nesse período já terei terminado a faculdade. Seria no caso minha “formatura”. Será que terei problema ou minhas condições da para conseguir o visto de estudante ou turista.

  • 02/04/12  
    Sergio diz: 9

    Fiz hj entrevista, dia 02 de abril de 2012. Quanto tempo para a entrega do passaporte pelos correios em SP? To preocupado…rs

  • 02/04/12  
    Rakky diz: 10

    Ai caramba… algum dia vou ter que passar por esse trâmite! Espero q consiga meu visto rapidinho…rsrsrsrs

  • 05/04/12  
    Luiz Castro diz: 11

    Como li muitos relatos enquanto me preparava para a minha entrevista, prometi que postaria o meu caso se eu fosse bem-sucedido.
    Fiz a documentação por uma agência, que preencheu o formulário com todas as informações. Fiz questão de levar comprovante de TUDO, incluindo alunos particulares ( sou professor e tradutor/intérprete).
    Meu primeiro medo era: eu conseguiria marcar minha entrevista com o meu companheiro (dois homens vivendo em união estável? Fiquei receoso)? Sim, pudemos fazer uma única entrevista, pagando só uma taxa de R$ 38,00. Por via das dúvidas, levamos nossa declaração de união estável assinada em cartório.
    No dia da entrevista, chegamos no Consulado do Rio com DUAS horas de antecedência e fomos imediatamente atendidos. Nenhum funcionário demonstrou um pingo de estranhamento por sermos um casal, muito pelo contrário. Todos muito sorridentes e simpáticos. Perguntaram se a entrevista poderia ser em inglês, para ir mais rápido. Meu companheiro não fala inglês, mas a funcionária disse que eu poderia falar por nós dois. Não esperamos nem 20 minutos para as impressões digitais, e logo depois fomos para a entrevista. Resumo:
    O oficial nos perguntou nossas profissões, motivo da viagem, para onde iríamos, se já havíamos viajado para os EUA, há quanto tempo estamos juntos, e só. Desejou-nos boa viagem e disse que o visto havia sido concedido. Não pediu absolutamente documento algum. Não ficamos nem 40 minutos no prédio. Todos foram muito amáveis, incluindo o entrevistador. Nossos passaportes chegaram 3 dias depois, com um visto b1/B2 de 10 anos.
    Boa sorte!

  • 07/04/12  
    Matheus diz: 12

    Olá. Eu sou estudante de 16 anos. E agendei minha entrevista pro mês que vem. Vou com uma empresa de turismo (eles vão me dar um certificado para apresentar ao entrevistador) e vou com tudo pago (hospedagem, comida, excursões) Tenho os documentos tudo certinho, declaração escolar, data de ida e volta. Há possibilidade de eu ser negado ou o meu caso é fácil? Obrigado.

1 2