A pronúncia perfeita do inglês: The Comb Concept

Hey guys! Hoje, após mais de um ano longe do English Experts, volto com um vídeo novo sobre pronúncia. O vídeo trata de um assunto que todo o aluno de inglês terá de enfrentar cedo ou tarde: ser entendido. Para ter uma boa pronúncia em inglês, todos nós sabemos que é necessário escutar bastante. Porém, falta um ingrediente secreto que precisa vir antes de você sair por aí escutando um milhão de podcasts… e a maioria dos alunos de inglês, na minha humilde experiência, não sabe desse segredo. Quanto mais tempo se passa sem entender o conceito explicado no vídeo, mais você terá vícios de pronúncia; mas não se preocupe pois isso pode ser corrigido em segundos.

O conceito é bem simples e pode ser aplicado imediatamente, independente do seu nível de inglês.

E se você acha que tem dificuldades em pronunciar, veja esse fato:

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

“Segundo especialistas, todo ser humano tem a capacidade de pronunciar todos os sons usados em todas os idiomas desde o nascimento.”

Mesmo assim, alguns alunos conseguem ter uma ótima pronúncia, enquanto outros….nem tanto. But why?

Assista o vídeo abaixo para descobrir o segredo de uma pronúncia perfeita.

O que você achou da dica? Aguardo comentários.

Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo nível. Clique aqui e saiba como.

Take care!

Fabiana

Fabiana Lara

Fabiana Lara é brasileira, fala inglês desde os 10 anos de idade e mora na Irlanda há 5 anos. Atualmente se dedica ao ensino de inglês online através de vídeos gravados por ela e disponibilizados em seu site.

Mostrar 97 comentários

  • 15/12/11  
    Eduardo diz: 1

    Não da pra escutar nada no video!!!Som muito baixo!!

    • 15/12/11  
      Alessandro diz:

      Oi Eduardo,

      Você já fez essa reclamação com relação a diversos outros vídeos. Sugiro que você leve o seu computador para um técnico dar uma olhada.

      O audio está perfeito!

    • 15/12/11  
      Edilson diz:

      O som do video esta bom, creio que o problema seja no som do computador de Edu.

      Otimo video Fabiana parabéns.

    • 15/12/11  
      Rick diz:

      Aqui tah perfeito! bora comprar um som melhorzim…

  • 15/12/11  
    Murilo Ramos diz: 2

    Excelente vídeo, com dicas ótimas e tratando de um fato que afeta muitos dos estudantes de línguas! Good… =)

  • 15/12/11  
    Vivi diz: 3

    O vídeo esta ótimo, não tem problema nenhum com o aúdio.

    Amei a dica! Com certeza vou prestar mais atenção nisso.

    Bjs!

  • 15/12/11  
    adriano diz: 4

    Muito bom…
    Parabéns pelo post…

  • 15/12/11  
    Emikson diz: 5

    I enjoyed her website! I saw a nice video about common errors in expressions

  • 15/12/11  
    Gian Galhardo diz: 6

    Wow! What a surprise! I really enjoy Fabiana Lara’s videos; after all, they’re great!
    And I loved today’s post! I could never imagine there would be this wonderful concept. I’m really impressed with it.
    Then, thanks ever so much for this post and be sure I’ll use this concept in my learning.
    So long! (:

  • 15/12/11  
    Rafael F. diz: 7

    Muito bom!

  • 15/12/11  
    andrea diz: 8

    Essa menina é genial! Acompanhei o desafio dos 30 dais no inglesja.com, o site dela, imperdível! Agregou muito ao meu aprendizado.

  • 15/12/11  
    Roberto Morais diz: 9

    Beleza! com relação à praticar, já ando fazendo o “dever de casa”, agora com essa nova (e boa) dica, acho que seguirei mais forte para meu objetivo. Obrigado!

  • 15/12/11  
    Francisco diz: 10

    That’s fantastic, aewsome !
    i’ll clear my “comb” ever

  • 15/12/11  
    flavio diz: 11

    na pratica nada de novo. 4 minutos de “enrrolation” seria mais util ter usado esse tempo para explicar os 20 erros comuns identificados na pronuncia dos brasileiros mencionados pela mesma.

    • 16/12/11  
      Peterson Silva diz:

      Flávia, pra quem é um pouco interessado em linguística, de fato esse video não tem nada de novo.

      Por outro lado, pra quem é interessado em linguística, os 20 erros tampouco seriam grandes descobertas pra você ;)

  • 15/12/11  
    juliana diz: 12

    Muito legal o vídeo, pena que não consigo usar todas as dicas pois não tenho com quem praticar r até nas aulas de inglês sempre tem um chato que só quer falar em português, mas eu ignoro e respondo sempre em inglês porque são os unicos momentos que tenho para praticar, curso de inglês é mto caro pra desperdiçar

    • 16/12/11  
      Peterson Silva diz:

      I want students like you =] If only most of them thought like that!

  • 15/12/11  
    Mauro Antonio diz: 13

    Obrigado pela dica. Ótimo o vídeo e bela pronúncia.

    Certa vez, aprendi que ao ouvir novas palavras, em um novo idioma, realmente deve ser tratado como algo novo, ou seja, acredito que o estudante brasileiro de Inglês deve ouvir em Inglês e “esquecer” que sabe, ou conhece essas novas palavras em Português, formando uma nova e independente coleção de pronúncia/vocabulário.

    Que acham… me ensinaram certo?

    • 16/12/11  
      Peterson Silva diz:

      Essa é a ideia, embora já ouvi de um neurocientista que estuda linguagem dizer que não existe “pensar em outra língua”; o máximo que ocorre, durante muitos e muitos anos, é uma tradução muito rápida.

      Ainda assim, acho que tentar associar as palavras (incluindo seus fonemas) a símbolos, ideias, situações, conceitos, etc é uma maneira mais interessante e construtiva (e muito menos perigosa e cheia de problemas) do que tentar colocá-la como uma camada em cima do que já sabemos e ficar comparando na maior parte do tempo =)

  • 15/12/11  
    Lucas Lisboa Paixão diz: 14

    Realmente muito bom o conteúdo do vídeo e acrescentou muito para o meu aprendizado na língua inglesa, vou seguir as dicas.

  • 15/12/11  
    Kathleen diz: 15

    ótima dica
    thank you

  • 15/12/11  
    Anna diz: 16

    muito bom o vídeo, vai me ajudar bastante!

  • 15/12/11  
    Bruno Henrique Martimiano diz: 17

    Muito bom!
    Gostei da dica, pois realmente o cérebro arma “atalhos” para nos ajudar que, nos fim das contas, acabam nos atrapalhando.

  • 15/12/11  
    Andrea diz: 18

    Excelente dica. Mas voce poderia colocar os 20 erros que os brasileiros mais cometem com a pronuncia da Lingua Inglesa. Seria perfeito.

  • 15/12/11  
    Ivelise diz: 19

    Eu gostei muito deste vídeo, e já havia percebido com o auxílio grandiosos de uma ótima professora que tive a alguns anos, que sempre, a todo momento devemos lutar contra a constante vontade de traduzir tudo, e consequentemente acabamos não focando na pronúncia correta…
    Tudo é possível aprender basta querer!

  • 15/12/11  
    juliana diz: 20

    Muita boas essas dicas, infelizmente não tenho oportunidades de praticas , além do meu curso de inglês

  • 15/12/11  
    leila maria diz: 21

    Very good. I enjoyed it.

  • 15/12/11  
    gerson diz: 22

    eu achei muito legal a dica, parabens…

  • 15/12/11  
    Simone Araujo diz: 23

    Gostei muito, obrigada

  • 15/12/11  
    Rosana diz: 24

    Muito boa a dica do vídeo. Estou começando agora e vou ficar atenta…….valeu.

  • 15/12/11  
    juliana matos diz: 25

    Achei o vídeo ótimo. Muito proveitoso! Aliás… o English Expert é óooooooooooooooooooooooootimo!!!

  • 15/12/11  
    ney dias diz: 26

    very good audio excelente, take .

  • 15/12/11  
    Priscila diz: 27

    Adorei o post!
    Além de estimular a minha prática do inglês – eu já estava desistindo, mas decididamente a partir de agora lerei as notícias em inglês da bbc, \o/ – percebi que era “mente fechada” para os novos sons. Não tinha notado isso antes.
    A dica foi ótima!
    Obrigada!

  • 15/12/11  
    Josimar Aires diz: 28

    Desculpe. Pra mim vc so mandou praticar. E isso eu ja sabia. O lance do pente nao rolou…

  • 15/12/11  
    Olinda diz: 29

    Eu tenho sério problema com pronúncia, sempre quero pronunciar como está escrito.
    Vou seguir seu conselho, vou ouvir, ouvir e ouvir atentamente…
    Obrigada

  • 15/12/11  
    Antonio ilha diz: 30

    joinha – Obrigado!!!

  • 15/12/11  
    Rick diz: 31

    Eu adorei esse post!!! *–*

  • 15/12/11  
    Tatiana Adamov diz: 32

    Nice video, her accent is really good. Unfortunately she should be careful with her Portuguese though… But overall very good as everything she does!

  • 15/12/11  
    marciel caetan diz: 33

    gostei muito,apos assistir o vídeo melhorei bastante nas minhas pronuncias,foi bastante instrutivo, valeu pela dica.

  • 15/12/11  
    Neide Maria da Costa diz: 34

    Excelente! Gostaria, se possível, dicas para ajudar no listening, meu grande problema. Na escrita e interpretação, me saio muito bem, mas, meu ouvido, – is very bad. Helpe me!.
    see you.

  • 15/12/11  
    Neide Maria da Costa diz: 35

    Sorry, – HELP.

  • 15/12/11  
    Vaney Lúcia Faria Leite diz: 36

    Wonderful! Thanks!

  • 15/12/11  
    Marluce Costa diz: 37

    Realmente, achei excelente as dicas e o som está ótimo!!!

  • 15/12/11  
    Bianca diz: 38

    Adoreiiiiiiiiiii a dica, estou no nível médio e e não veja a hora de conseguir compreender tudo nessa língua que eu sou apaixonada…

  • 15/12/11  
    Gilson Nunes diz: 39

    Lara, Parabéns. Gostei muito da dica e estarei utilizando…

  • 15/12/11  
    JOÃO DOMINGOS diz: 40

    VALEU PELA DICA, EU EMBARCO MUITA NESSA DE ACHAR QUE PALAVRAS COM ESCRITA SEMELHANTE POSSUI A MESMA PRONÚNCIA. A FABIANA LARA PODIA ESCREVER UM LIVRO SOBRE OS VINTE ERROS QUE ELA ENCONTROU EM MAIS EVIDÊNCIA EM NOSSO DIALETO. VOU SEGUIR A DICA. OBRIGADO

  • 15/12/11  
    Ana Paula diz: 41

    Very usefull! I think that we need to learn “a ratiocinate” in English…in fact…our brain need think in English!

  • 15/12/11  
    José Ferreira diz: 42

    a fabiana sempre manda bem,otimas dicas,valeu Alessandro

  • 15/12/11  
    jhonatalp diz: 43

    Amazing!!

    She´s totally right!!!!!!!

  • 15/12/11  
    mário diz: 44

    Stated another way:
    Don´t you ever take any pronunciation for granted,
    listen carefully,
    Practice,
    Be familiar with phonetics.

  • 16/12/11  
    Julio Cesar diz: 45

    Bom dia. Muito legal a tua dica. Achei interessante a tua colocação, pois é exatamente isso o que ocorre conosco. Uma das grandes dificuldades é o famigerado TH usado no Inglês. Sou estudante do Wizzard (curso de 2 anos) e terminei o 1º agora. Não me limito às aulas do curso.
    Obrigado.
    Seja muito feliz.

  • 16/12/11  
    Carla diz: 46

    Fabiana, valeu muitíssimo pela dica, já compartilhei com outras pessoas, que assim como eu, estão em busca da excelência neste idioma! Um abraço.

  • 16/12/11  
    Leandro diz: 47

    Boa Fabiana!

  • 16/12/11  
    Alex Guerra diz: 48

    Fabiana
    Simples e eficiente.
    Parabéns pelos ensinamentos.

  • 16/12/11  
    Leonete diz: 49

    bom dia! amei este video muito bom mesmo..me ajudou muito..obrigada.

  • 16/12/11  
    Leonete diz: 50

    Por favor se puder enviar mais dicas pro meu email ..agradeço..bom dia

  • 16/12/11  
    Messias diz: 51

    That’s great!

    • 17/12/11  
      Eduardo diz:

      A autora do vídeo não é nenhum pouco HUMILDE. Em algumas de suas falas, ela coloca-se como “a garota da pronúncia”. Sente-me mal ao ouvir esse vídeo e não o recomendaria a um aluno iniciante ou a um estudane esforçado, que buscam um referencial de melhoria e superação. Parabéns por sua pronúncia, espero que você reflita com esssa mensagem e aprenda outras lições como “EU NÃO SEI DE TUDO, POSSO APRENDER MAIS.”

    • 19/12/11  
      Fabiana Lara diz:

      Hi Eduardo.

      Peço desculpas se o que você procurava no vídeo era algo mais humilde e não encontrou. Meu objetivo é ajudar aquelas pessoas que tem dificuldade com os conceitos de como aprender a língua, e como professora de Inglês o meu papel é ensinar, mostrar o caminho.

      Jamais citei que sei tudo de pronúncia, e não sei. Não sei tudo sobre matéria alguma, apenas aprendo o útil, ensino e passo para o próximo desafio. Não estudo a língua profundamente, só procuro encontrar atalhos para meus leitores e alunos.

      Take care, all the best with your studies!
      Fabiana Lara

  • 16/12/11  
    Joelma diz: 52

    I enjoyed it, thanks !

  • 16/12/11  
    Aroldo Bruno diz: 53

    I appreciate that a lot, nice tips very useful at all! Thank you.

  • 16/12/11  
    Marta Lemes diz: 54

    Excelente dica, por favor fale a respeito dos 20 erros cometidos por nós alunos de Inglês.
    Obrigada e Parabéns !!

  • 16/12/11  
    Antonio ilha diz: 55

    Ok é mais impressionante são as criatividade que ingles nos proporciona!!!

  • 16/12/11  
    Caio Vnicios diz: 56

    Oi gente , tudo bem ?
    Eu gostei muito das dicas !
    Vou praticar apartir de hoje , mas será que se eu praticar ouvindo muito musica , vendo filmes e ler livros em Inglês durando 2 horas por dia ,eu consigo aprender a lingua em quanto tempo ?
    Muito obrigado .

    • 16/12/11  
      Alessandro diz:

      Caio,

      Taí uma pergunta que não tem resposta. Ninguém pode dizer em quanto tempo você vai aprender inglês.

  • 16/12/11  
    Isaac diz: 57

    Eu nao concordo com esse video.

    Primeiro nao vi segredo nenhum sendo revelado, ou seja, o Graal continua oculto e perder o sotaque portugues ainda e’ um grande desafio.

    Quando a palavra INSTALATION, crasso engano, veja neste link do diciona’rio Cambridge

    http://dictionary.cambridge.org/dictionary/british/installation_1?q=installation

  • 16/12/11  
    Joshua Cashill diz: 58

    Hello, everyone. Meu nome é Joshua Cashill, sou americano, e moro há 15 anos no Rio de Janeiro. Sou professor de inglês, tradutor e locutor (tudo em inglês). Eu pessoalmente acho super importante que as pessoas que estão aprendendo inglês saibam da importância de praticar a falar a língua inglesa, e a importância de uma pronúncia legal. Quanto mais ouvem e praticam o inglês, melhor o seu inglês será (isso, alias, não é segredo!). Mas acho muito pretensioso, além de desnecessário, falar de uma “pronúncia perfeita” em inglês. Por quê (é “Por quê”, “Por que”, “Porquê” ou “Porque”?) eu digo isso?

    Basta se informar um pouco sobre como nós adquirimos a nossa primeira língua (ou uma segunda ou terceira, que é o caso da grande maioria das pessoas no mundo) para saber que sim, somos capazes, logo após de nascer, de reproduzir todos os sons usados por todas as mais de 6.000 línguas do mundo. Como o Steven Pinker propõe, falar é um instinto nato da espécie humana (The Language Instinct) – nascemos com o dom evolucionário de poder falar. Porém, essa habilidade de reproduzir, de maneira nativa, todos os sons possíveis existentes em todas as línguas no planeta se deteriora rapidamente. Não dura para sempre.

    Nosso cérebro solidifica, se fecha, e após uma certa idade a aquisição “perfeita” de uma língua nova, e a pronúncia dela, é quase impossível. Literalmente, poder falar inglês num nível “nativo” é out of this world, rediculously, no-matter-how-hard-you-try impossible! De acordo com as pesquisas, se você começa a aprender uma língua nova entre os 0 até ao 13 anos, num ambiente nativo (morando nos Estados Unidos, por exemplo), você será capaz de aprender a língua, e a sua pronúncia, “perfeitamente”, como um nativo. Mas, se você começa a aprender entre os 13 anos até os +/- 17, você a aprenderá de forma nativa, porém o sotaque da sua língua nativa (nesse caso o português) será evidente de vez em quando, por exemplo quando você está cansado, ou quando o seu cérebro está cheio (Você diria, por exemplo, “It’s raining dogs and cats.”). Agora, quando você começa a aprender uma segunda língua após os 16/17 anos, você ficará com sinais claros de que você é um estrangeiro nesse idioma. Você terá um sotaque estrangeiro em muitas palavras, e você vai sofrer de erros de interferência linguística (por exemplo dizer “I know him a long time.” em vez de “I have known him a long time.”).

    Mas nada disso importa. Esqueça o “perfeito”. A maioria dos brasileiros começa a aprender inglês só na adolescência, aos 15 ou 16 anos, ou ainda mais tarde como adultos! E passam no máximo 3 ou 4 horas por semana em cursos, e muito menos falando. Os ingredientes para uma aprendizagem “perfeita” da língua e a sua pronúncia são contato constante de forma nativa e iniciar esse contato o mais cedo possível na sua vida, antes dos 13 anos de idade – o que é raramente o caso típico do brasileiro. A Fabiana tem muita sorte – começou aos 10 anos (uma idade ideal), e tem contato nativo com a língua hoje. Por isso as pessoas perguntam se o inglês é a primeira língua dela.

    Mas para o brasileiro típico, uma pronúncia perfeita é mais do que impossível, e mais do que desnecessária! Basta você poder se comunicar claramente e fluentemente com o seu interlocutor. Ou seja, se você fala para mim, “I fought a lot about the project, and Jim agree wiff me that’s better start right now,” eu sei EXATAMENTE o que você quer dizer (Eu pensei muito sobre o projeto, e o Jim concorda comigo que é melhor começar agora mesmo.). A pronúncia está questionável – o temido “th”, há algumas falhas na gramática, mas o conteúdo é mais do que compreensível (na verdade, melhor do que muitos americanos hoje em dia!).

    A conclusão deste discurso anti-perfeccionista é que você não precisa se estressar tanto em aprender uma pronúncia “perfeita” porque é quase uma causa perdida, e não importa. Ouça o Rodrigo Santoro, possivelmente um dos atores brasileiros mais bem sucedidos fora do Brasil. Ele abre a boca e você sabe imediatamente que é estrangeiro pelo sotaque, mas eu entendo “perfeitamente” o que ele está dizendo, e ele é o porta-voz da Wizard English Course (engraçado a palavra “porta-voz” nesse caso, né?)! Além de tudo, não existe a perfeição quando se trata de línguas. Toda língua está sempre em fluxo, mudando, se transformando – tanto que, se pensa bem, vocês brasileiros estão basicamente falando o latim com um sotaque paulista, e nós americanos o alemão com sotaque de Newark, New Jersey!

    • 17/12/11  
      Humberto Maciel diz:

      Joshua…você salvou a minha vida, moro na Florida, vim de Newark e ao todo sao 2 anos. Me cobrava demais sobre isso, inclusive meus amigos do trabalho sempre me incentivam a respeito do meu conteudo, mas eu sempre me pego infeliz. Independente do sotaque ou nao, percebi MAIS UMA VEZ que o importante é ser entendido, sobreviver e fazer parte do universo da comunicaçao.

      Thank you very much

  • 17/12/11  
    Leslie diz: 59

    Concordo com o Isaac, a intenção foi boa mas a pronúncia da palavra ” installation” está errada. Na dúvida é sempre bom recorrer a um bom dicionário! O que ajuda de fato neste processo de aprendizagem do inglês (speaking) é ter um conhecimento básico sobre os símbolos fonéticos.

  • 17/12/11  
    Dayane diz: 60

    Olá, concordo com o que foi dito.Eu observo estrangeiros que aprendem o português e a maioria deles tem sotaque, é o caso do jogador Sorin por exemplo que está vivendo aqui no Brasil, o sotaque dele é muito forte e no entanto ele trabalha na área de comunicação e não tem o menor problema.

    O uso do inglês como ferramenta de comunicação é muito importante e o que importa é justamente isso :A comunicação.Não quero perder a minha identidade, se eu tiver sotaque, ótimo, pois manterei a mesma.

    Realmente acho que tentar soar como um nativo não faz sentido, nós brasileiros temos uma auto estima muito baixa, por isso sempre queremos nos adequar aos padrões de fora, acho que já é hora de acordarmos para o fato de que só seremos valorizados se nos valorizarmos, assim vamos nos preocupar mais conteúdo do que com a forma!:)

  • 17/12/11  
    Augusto diz: 61

    Gostei muito dessse video bastante revelador

  • 17/12/11  
    maria diz: 62

    very good, i realy like it. help me very much!

  • 18/12/11  
    José diz: 63

    Estou estudando inglês a menos de um ano e, adorei este vídeo, são dicas muito importante.

  • 18/12/11  
    António Pedro diz: 64

    Gostei muito desta dica e gostaria de poder mais dicas pois assim começaria a compreender mais a pronúncia.
    Obrigado!
    Anyónio Pedro

  • 18/12/11  
    mario jorge de aguiar papa diz: 65

    Bom conteúdo e prático.Gostei.

  • 18/12/11  
    Valéria Amui Vieira diz: 66

    Achei o vídeo muito legal e gostaria de aprender mais sobre essas dicas de pronúncia

  • 19/12/11  
    PEDRO LOPES diz: 67

    BOM SABER QUE PODEMOS CONTAR COM SUA EXPERIENCIA

  • 19/12/11  
    Stan diz: 68

    morar no exterior…contato frequente com a língua em estudo….creio que seja a grande oportunidade de melhorar a pronúncia….obrigada pela dica………merry christmas!!!!!!!!

  • 19/12/11  
    Nilce diz: 69

    Achei legal essa dica porém, seria muito melhor algo mais prático.

  • 19/12/11  
    Marcela diz: 70

    Muito boa a dica, sou estudante de Letras e estudei Fonética e Fonologia recentemente e este vídeo de uma forma bem simples revela muito desses estudos. Obrigada

  • 21/12/11  
    Daia diz: 71

    Hello!

    Obrigado pelo vídeo e por todas as outras dicas :) hugssss

  • 22/12/11  
    thales diz: 72

    Poxa, que bacana! Vou seguir todas as dicas do “Conceito do pente” hehe’
    Thanks :)

  • 24/12/11  
    Tiago diz: 73

    Fabiana,

    gostei do video!

    e confesso que parei de estudar ingles por nao poder ter um professor e um ambiente em que estarei sempre praticando e sempre exposto ao idioma.

    Abraços e Feliz Natal e Feliz Ano Novo!

  • 24/12/11  
    Go Natural English diz: 74

    Interesante! Gostei da idea do “comb” e os sonidos. Tambem sou professora de ingles e faco videos para os meus alunos. Obrigada e feliz natal!

  • 26/12/11  
    JESSICA SANT'ANA diz: 75

    Very Nice…. The comb concept !!! =D

  • 26/12/11  
    Wilson Munhoz diz: 76

    Hello! Fabiana.
    Agradeço por essas dicas importantes.
    Sucesso e um bom 2012.

  • 01/01/12  
    Fabio diz: 77

    This is totally true…E há ainda aqueles que mesmo sabendo disso ainda insistem em pronunciar ao modo que sabem ou que desejam.

  • 02/01/12  
    Herminio diz: 78

    That’s so great, thanks a lot!

  • 03/01/12  
    ines diz: 79

    Fabiana, há pelo menos 35 anos eu gostaria de ter ouvido isto parabéns e obrigada.

  • 03/01/12  
    Renata diz: 80

    muito bom the comb concept!I liked so much!

  • 04/01/12  
    leandro diz: 81

    Muito bom o vídeo… O problema eh que algumas pessoas realmente tem problemas com pronúncia. Prova disso eh a pronúncia do “r” que a própria Fabiana fala, o que soa horrível e parece errado aos ouvidos de algumas pessoas… Abraços…

  • 05/01/12  
    Josy diz: 82

    Eu gostei das dicas, porém acho que ela deveria ter comentado dos 20 erros, que os brasileiros mais cometem. desta forma, podiamos corrigir.
    But, she has a good pronounced. Congratulation!

  • 06/01/12  
    wanderlei da silva diz: 83

    Eu gostei do video. É um tópico interessante.Nunca tinha recebido um alerta sobre esse detalhe.Acho dificil de entender porque as mesmas palavras muitas vezes sao pronunciadas distintamente.Mas foi legal sua opiniao. obrigado!

  • 07/01/12  
    Alexandre Goulart diz: 84

    primeiramente axei interessante o video, apesar de eu saber do assunto q foi abordado no video.
    De qualquer forma, a unica maneira eh praticar !

  • 13/01/12  
    carol diz: 85

    Adorei o video!!antes pensava q jamais iria conseguir pronunciar bem o ingles,q é uma das maiores dificuldades q tenho..mas agora com esse toque vou começar a praticar cada vez mais até ter um Perfect English.Thanks a lot!

  • 14/01/12  
    Maisa Lechado diz: 86

    I think all the information about English is important and I really liked the video and this site. Thanks.

  • 15/11/16  
    Jorge Nunes de Barr diz: 87

    O modo claro como a moça explica, realmente, mostra que tem conhecimento da língua inglesa.

    Gostei imensamente de ter assistido o vídeo completo, o que esclareceu algumas dúvidas que eu tinha.

    Cumprimento-a, pelo desempenho magnifico da aula!