Adaptação ao português para o soneto 138 de Shakespeare

Would you consider this to be a faithful Portuguese adaptation of Shakespeare's Sonnet No. 138?
Original text:
When my love swears that she is made of truth,
I do believe her, though I know she lies,
That she might think me some untutored youth,
Unlearnèd in the world’s false subtleties.
Thus vainly thinking that she thinks me young,
Although she knows my days are past the best,
Simply I credit her false-speaking tongue:
On both sides thus is simple truth suppressed.
But wherefore says she not she is unjust?
And wherefore say not I that I am old?
Oh, love’s best habit is in seeming trust,
And age in love loves not to have years told.
Therefore I lie with her and she with me,
And in our faults by lies we flattered be.

Portuguese adaptation:
Quando meu amor jura ser verdadeira
Acredito, sabendo que mente
Para que me pense jovem brejeiro
Ignorante à falsa sutileza do mundo

Vaidoso, julgo que me julga petiz
Embora ela saiba que já vou avançado na vida
Credito as falsidades que sua língua diz
Dos dois lados, uma verdade é suprimida

Mas porque não confessa ela ter aliança
E porque não digo eu estar acabado
Hábito do amor é transpassar confiança
Ama o amor se anos não lhe é contado

Assim, mentindo à ela e ela à mim
Nosso defeito, por mentiras, nos agrada, enfim

EBOOK VERBO GET Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 10 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores experientes. O resultado sai na hora e com gabarito. Você ainda ganha o eBook sobre o Verbo Get em seu email. INICIAR TESTE
1 resposta
Ricardo F. Bernardi 2 25 395