"Can you give me a kiss?", o comercial está errado?

Avatar do usuário Alessandro 2970 3 9 71
Uma campanha publicitária de uma escola de idiomas vem apresentando a frase "Can you give me a kiss?". Amadeu Marques – autor dos livros Snowball, Say it Right! e Say it Right! Exercícios - fez uma crítica interessante sobre aplicação da frase no comercial. Vale a pena conferir:

Crítica ao comercial "Can you give me a kiss?"

E aí, o que vocês acham. Concordam com ele?

See you!

Fonte: INPL
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Donay Mendonça 49095 21 73 1138
Alessandro,

Há alguns dias, houve um evento esportivo aqui perto, mais precisamente na Pousada do Rio Quente.Tratava-se de um torneio de futebol de areia, e durante o intervalo vi este comercial pela primeira vez. Confesso que é muito criativo, mas a estrutura desta frase me pareceu estranha, diferente do que um nativo, mesmo uma criança iria usar. Pensei por uns instantes em opções mais naturais e me lembrei da famosa frase "Will you marry me?", concluíndo rapidamente que "will" poderia tornar a construção mais natural. Depois esqueci, não mais pensei ou comentei. Agora pude ler este artigo que vem de uma pessoa que entende muito do assunto e não diria algo sem ter absoluta certeza.

Valeu!
Avatar do usuário Flavia.lm 3885 1 9 86
Show de bola: Tanto o comentário do Amadeu Marques, como o fato de a discussão ter vindo pra cá!
É o tipo de coisa que passa despercebido aos olhos brasileiros, né? E que, depois do "alerta", fica tão óbvio!
Quero ver o que a escola tem a dizer a respeito...

ah, tadinho do Donay que mora perto da Pousada do Rio Quente. ;)
mas q tipo de campanha q é ? tem algum link ? as escolas vivem usando erros nos comerciais (não sei se é o caso pq nao vi o video), mas tem a tal frase e depois "ingles logo vc vai precisar", no mesmo molde de outras tantas...
FIco pensando se poderia utilizar COULD. Could you give me a kiss? ou recai no mesmo erro?
Eis o comercial da Wizard.

https://www.youtube.com/watch?v=VrPJDRlgVXE

(Não tem pra quê eu omitir o nome da escola se ele está tão explícito na propaganda, rs. :lol:)

Agora, eu inocentemente acho que não há um erro tão grosseiro da propaganda, mesmo porque o garoto diz, com uma dicção péssima, "...give me a kiss (?)". Não vejo problema algum sintaticamente. PORÉM, se o menino tivesse se expressado no imperativo ("Give me a kiss!" - Me dá um beijo - coisa de criança mesmo, rs.), soaria MUITO melhor e a propaganda seria fantástica, mas por conta disso se tornou algo tão nonsense, rs.

Enfim, eis minha opinião, ainda de leigo nesse assunto. :?

Regards.
Avatar do usuário Flavia.lm 3885 1 9 86
Olá Lucas,

Pode não ser um erro "grosseiro", mas tem uma questão de uso da língua que realmente mostra que esta não é a melhor opção. Além da crítica do Amadeu Marques, o Denilso dá uma explicação bem legal sobre o assunto (link INPL aí em cima na msg do Alessandro).
Só explicando que eu não discordo do que o Amadeus Marques comentou; ele está certíssimo. MAS, na propaganda da Wizard a criança NÃO diz "can you give me a kiss?"... Só se a empresa editou a propaganda após o equívoco, rs. :D
Hello guys and gals, how y'all doing?

Pelo visto o assunto começou a render em outras plagas! :mrgreen: Enfim...

O caso do comercial tem de ser interpretado como uma questão Pragmática e não Sintática. Isto significa que ao aprender uma língua [seja ela qual for] você não pode pensar só na Gramáticas [regras e tecnicismos] e no Léxico Simplista [palavras isoladas]. É necessário ir além! Explico melhor no parágrafo abaixo.

Vamos tomar uma situação como exemplo. Imagine que você está dentro de um ônibus em alguma cidade no Brasil. Você então olha para o motorista e pergunta "quanto custa pra arrumá a televisão?". A sentença falada e a situação não tem nenhuma relação entre elas. Neste caso, nós falamos que há um erro pragmático [no contexto, na situação, no geral] embora sintaticamente [construção da sentença, gramática, colocação das palavras na sentença, etc] esteja tudo perfeitamente bem.

Em inglês, posso citar como exemplo, o caso do 'how are you?' e do 'how y'all doing?' [que usei no começo deste comentário]. 'How are you?' é o que eu uso em situações formais [uma reunião, encontro comercial, apresentações formais, etc]. Já o segundo - 'how y'all doing?' - eu uso com amigos, familiares ou em situações extremamente informais onde as formalidades podem ficar de fora sem problemas.

No caso do referido comercial [apenas em sua versão em panfletos, outdoors, etc] a sentença 'Can you give me a kiss?' não se enquadra no contexto. Logo, dizemos que pragmaticamente [nesta situação, neste contexto, etc] esta não é a melhor sentença a ser dita e não será nem mesmo uma das opções. Um falante nativo não olharia para a garota e diria 'can you give me kiss?' Neste contexto as opções seriam algo como 'will you kiss me?' ou ainda [talvez] 'can I have a kiss?'.

O que o Amadeu quis chamar atenção no texto dele [e que reproduzi em meu blog] foi justamente o erro pragmático, o uso 'errado' da sentença na situação. Só para exemplificar ainda mais, vamos ver outra situação: imagine que o garoto está em uma festa. De repente, uma música romântica toca. Ele se aproxima da garota e diz 'will you dance with me?' ou talvez 'shall we dance?' ou também [quem sabe!] 'dance with me!'. Enfim, em uma situação como esta a construção 'can you dance with me?' não será a usada por um falante nativo.

Antes de postar o texto em meu blog eu conversei com alguns nativos. Expliquei a situação e só então perguntei: 'o que você diria se você quisesse que a menina beijasse'. A respota unânime foi 'will you kiss me?' ou 'can I have a kiss?' ou simplesmente 'kiss me' ou 'give me a kiss' [que é a sentença usada no comercial na televisão]. Conversei também com algumas garotas inglesas e elas disseram que se a pessoa falasse 'can you give me a kiss?' neste caso elas simplesmente deixariam o cara falando sozinho.

Agora, uma observação que fizeram em meu blog e aqui foi a do fato do comercial terminar dizendo 'Inglês. Logo você vai precisar'. Portanto, o garoto ainda não sabe falar inglês e precisa estudar afinal logo ele vai precisar. Ok! eu até engulo isto! Mas com certeza não foi bem a ideia da agência de publicidades!

Enfim, polêmica à parte; o fato é que ao aprender uma língua você deve saber em que situação poderá ou não usar certa sentença. Lembre-se o mico pode não estar na fala com a gramática toda errada ou com a pronúncia imperfeita... O mico pode ser muito maior se você usar a sentença errada em determinado contexto.

That's it! I've said too much! So now I shall get back to my place and hit the books and everything else! Take care, y'all!

* Nossa! Agora que vi que escrevi demais mesmo! Se tiver algum erro aí, favor ignorar!
MENSAGEM PATROCINADA Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo patamar.

Clique aqui para conhecer o curso!
O menininho nem usa o "Can" gente, a construção está estranha mesmo assim.
Mas achei bonito, engraçado e bem feito o comercial ^^



E por falar em comercial, sejam só esse outro vídeo de outra escola Alemã (engraçado)
: