Curso de Letras: Fazer ou não fazer?

Esse mês meus pais vão me inscrever em um curso de letras português- inglês, porém meu nível de inglês é bem básico, "estou estudando sozinha". Ontem ao pesquisar achei diversos videos dizendo que é necessário ao menos ter o nível intermediário, "o que me deixa com um pé atrás". Muitos estão me incentivando a continuar, dizendo que se eu continuar estudando em casa dará certo. O curso começa ano que vem, sou dedicada nos estudos, amo inglês e sempre quis ser professora mas agora fico nesse dilema de fazer ou não fazer. O que vocês acham?
MENSAGEM PATROCINADA Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
2 respostas
Ordenar por: Data

Resposta aceita Resposta aceita
11575 1 18 235
Faça!

Não importa o seu nível atual, apenas faça. E tal como os investimentos, financeiros e de tempo, em cursos regulares de língua Inglesa em escolas especializadas, você só terá aproveitado os anos que passou na faculdade e saído de lá com uma boa proficiência linguistica, além do diploma, se você mantiver não apenas uma assídua exposição à língua e mas também os estudos paralelos ao curso, de todas as formas que forem possíveis.

47785 6 40 848
Se você acha que é a sua praia, faça! Por que não?
Eu estava vendo o seguinte vídeo, e falou em "intermediário" em certo ponto... Não se amedronte, na verdade ela falou de superação, e qual aluno de faculdade não precisa disso? A maioria que chega ao final do curso é um vencedor/sobrevivente, teve que se ajustar e superar muitas coisas, o medo e a si mesmo.
https://www.youtube.com/watch?v=yfGyxmtPt_g

Mas também falou que a Carina também estudou em situações de precariedade de ensino, e talvez os seus estudos não tenham sido em escolas tão precárias quanto a dela... Também o vídeo fala de outras matérias. Não é só inglês me pareceu que tem didática, algo de português até, afinal depois vai se trabalhar no Brasil...ou não!
Quer saber! O caminho se faz andando! Não se pode saber do que se é capaz se não dermos o primeiríssimo passo. E sempre tem como mudar de rumo, se necessário ou se achar que a sua praia é a praia vizinha, ou seja outra carreira.
Vai, mete a cara e seja feliz! E não me diga que eu não sou otimista, pelo menos eu tento. :-)
Entenda, eu não disse que não tem transpiração, só inspiração; que não há sangue suor e lágrimas, mas tudo vale a pena quando a alma não é pequena.