Dear x Honey x Darling: Qual a diferença

Quando devo usar: dear, honey, darling, beloved, sweetheart?
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Donay Mendonça 49070 21 73 1138
Thalita,

1. Dear: Quando se fala com alguém que se ama.

How was the party, dear?

2. Honey: Comum em inglês americano para se referir a alguém que se ama. Mais informal que dear. Muito usada por mulheres.

Hi, honey, I´m back!

3. Darling: Mesma forma de honey.

4. Beloved: Usado em contextos literários.

The return of his beloved son. [A volta do seu filho querido.]

Obs.: Não se usa beloved da mesma forma que darling e honey.

5. Sweetheart: Mesma forma de usar de darling.

Bons estudos!
Avatar do usuário Flavia.lm 3885 1 9 86
Complementing...

"Dear" é bastante usado atualmente para se dirigir à qualquer pessoa, bem comum em carta comercial e e-mails. Vejam comentário do Henry neste link.
Sweetheart, vejo com mais frequencia, chamando os filhos, preferencialmente a filha, de sweetheart.
Beloved também poderia ser usado nas mensagens das lápides nos túmulos? Tenho a impressão que já vi isso!
Exemplo: "Amado pai e marido!" (Beloved father and husband).
Acrescentando às respostas:

Sweetie é uma boa opção e não ao mesmo tempo. Se você for amigo da pessoa e tiver certa intimidada, porque não?

"I am a guy & have been calling all girls Sweetie ( with no ulterior motives for decades ), to me it just means respect to them - meaning honesty, empathetic, pretty inside & out, caring etc, no age limits as well, I call all girls. Ditto!"
- http://bit.ly/2mpf3E1

E Hon é outra opção para ser usada por alguém com menos intimidade - amigos casuais por exemplo. E Dear pode ser usado em textos informais se seguido com o nome (não apelido!) da pessoa.

Mas em ambos tem que tomar cuidado, pois a pessoa não pode gostar ou ser mais formal. É como força uma amizade/intimidade quando usado com "estranhos".