Empregos para gringos, alguma dica?

Avatar do usuário Henry Cunha 9970 2 17 177
Na minha opinião, o mercado de ensino de inglês nos centros maiores brasileiros já está bem competitivo. Acho que quem chega ai sem um bom preparo vai ficar decepcionado com os resultados. O número de falantes de inglês desqualificados para ensinarem é enorme, e sem entender o português, fica ainda pior tanto para o professor (que não percebe onde se situam os problemas linguísticos do aluno (ouvindo, falando, lendo, escrevendo) -- assim como para o aluno.

E como já mencionado pelo Lucas, existem exigências legais para trabalhar no Brasil (assim como em qualquer outro país), o que, em retorno, dá a pessoa acesso a serviços de saúde, por exemplo. Ficar doente ou acidentado no Brasil sem poder acessar um hospital não e' brincadeira, gente. (E brasileiros que vêm trabalhar aqui "informalmente" parece que nunca pensam sobre isso, que não têm direito a nada de serviços públicos, enquanto que só a diária num hospital aqui custa centenas de dolares... conheço pelo menos um caso de brasileiro que saiu correndo daqui pra evitar uma conta de milhares de dolares.)

Faltando a oferta prévia de emprego, o jeito certo é ir pedir um visto permanente e imigrar de maneira normal. A pessoa terá nesse caso todo direito de procurar qualquer emprego que quiser.
Avatar do usuário andreia_brasil 55 1 1
na epoca que abri este topico enviei alguns e-mails para escolas de ingles aqui de sao paulo para obter mais informações. Apenas 2 responderam:

CelLep:
Prezada Andreia:

Em primeiro lugar agradecemos seu interesse.

Na verdade, a única diferença que fazemos das exigências entre um nativo do Inglês e um professor brasileiro é a documentação adequada, ou seja, todo e qualquer professor CEL-LEP deve apresentar:
• Competências Linguísticas (conhecimento da e sobre a Língua Inglesa).
• Competências Técnicas (as qualificações adequadas- certificados de Teaching English as a Foreign Language, experiência em escolas similares).
• Competências Afetivas ( o envolvimento com os resultados positivos da aprendizagem do aluno, trabalho em grupo, cooperação, respeito pelas diferenças de ritmo e estilos de aprendizagem).
No caso do estrangeiro é importante RNE, permissão de trabalho (carteira de trabalho e visto de permanência ou pelo menos de dois anos no Brasil).

Esperamos ter respondido às suas dúvidas e nos colocamos à disposição para outros esclarecimentos.



Atenciosamente,

CEL-LEP
Desenvolvimento Humano


CCAA:

Prezada Andreia,

Obrigado pelo seu e-mail.
Sugerimos que você consulte nossa página http://www.ccaa.com.br, no link "Unidades Brasil". Lá você encontrará telefone, endereço e o e-mail das unidades CCAA mais próximas a você. Entre em contato direto com a unidade de sua escolha, pois cada franquia contrata seus próprios funcionários e somente eles poderão lhe dar algum esclarecimento sobre este assunto.

Cordialmente,
Avatar do usuário Flavia.lm 3885 1 9 86
Pessoal, a pessoa em questão é habilitada pra dar aulas de inglês pra estrangeiros e já trabalhou em outros países, inclusive Portugal, onde ela aprendeu português, e hoje mantém aulas com uma professora brasileira lá nos States. Acho que a preocupação dela é justamente o que o Henry falou: estar legalizada é a melhor maneira, mas deve ser complicado investir nisso sem ter garantia de emprego e, consequentemente, sem garantia de renda para se manter no Brasil.

Obrigada a todos pelos comentários.
Avatar do usuário andreia_brasil 55 1 1
emprego garantido eh dificil em qq lugar.
nao sei se vai ajudar mas encontrei estes 2 links:

http://www.brazil.org.cn/consular/visawork_pt.htm
http://www.mte.gov.br/trab_estrang/conc ... asicos.asp

acho que vale a pena ela arriscar, de todos os nativos (britanicos e norte-americanos) que conheci e que vieram para cá, nenhum ficou sem trabalho inclusive ganhavam mto bem
Avatar do usuário dlr 75
Li um pouquinho sobre esse assunto e acho que o jeito mais simples de conseguir um trabalho é ir lá e falar em pessoa com o empregador para arranjar o patrocínio que é preciso para conseguir o visto de trabalho. É só o que eu li...
Avatar do usuário Flavia.lm 3885 1 9 86
Oi Daniel,
Como eu disse, essa professora passou duas semanas aqui no Brasil, visitou as principais escolas e não conseguiu nada... muitas ainda disseram: "eu te contraria agora mesmo, SE você já tivesse o visto..."
Avatar do usuário dlr 75
Sei lá o que fazer então.

*With the sole exception of short-term technical assistance in cases of emergency, the Brazilian interested party must submit the VITEM-V application directly to the Ministry of Labor.
*The Consulate-General will only accept the visa application after being informed by the Brazilian Ministry of Foreign Affairs that the Brazilian Ministry of Labor has authorized the visa.

Quer dizer que o consulado aqui nem começa a processar a aplicação do visto sem a autorização do Ministério do Trabalho e Emprego, que exige um patrocinador brasileiro.


http://www.brazilconsulatechicago.org/en-2-10-0.html
Avatar do usuário andreia_brasil 55 1 1
nossa, nao sabia destas regras nao. ta parecendo o canada !!
Avatar do usuário dlr 75
andreia_brasil escreveu:nossa, nao sabia destas regras nao. ta parecendo o canada !!


o processo é recíproco, muitos europeus podem entrar no Brasil sem visto.
Avatar do usuário Lucas PAYNE 260 7
Digamos que é justo fazer isso "Politicamente falando"

Brasileiros não tem facilidade nenhuma para trabalhar na EUROPA a não ser que alguma empresa assuma a
Responsabilidade pela pessoa.
Não só na EUROPA, se alguém aqui já tentou visto para EUA sabe como é ser tratado como um invasor,terrorista,
Mafioso..Tem que provar até quantos par de meia você tem. Se for como estudante tem que dar seus pulo, porque
nem assim você pode trabalhar.