Experts, como vocês superaram o "Platô do nível intermediário"?

3 28 420
* PLATÔ DA APRENDIZAGEM é um termo frequentemente usado na educação para referir a um tipo de fenômeno comum, que ocorre quando o estudante, apesar dos esforços nos estudos, experimenta a sensação de não estar mais progredindo como antes.
Quando tratamos da aquisição de uma segunda língua, o platô normalmente é atingido nos trechos finais dos níveis intermediários. Nesse estágio - ao contrário dos níveis anteriores onde se observa um rápido progresso, e por diferentes razões (acomodação, custos, falta de foco, planos e objetivos ainda obscuros, desmotivação, falta de tempo, frustração por ainda não entender a língua falada, etc), o passo na aquisição da nova língua parece encurtar, o ritmo da assimilação vocabular diminui, então muitos estudantes sentem que estão estagnados e se frustram. É justamente neste nível, pela aparente inércia do aprendizado e pela sensação de ainda não entenderem a linguagem falada (natural), que muitos desistem.
O platô às vezes é referido como "Fossilização Temporária", que é o prelúdio da fossilização permanente. Fenômeno no qual as regras, termos e outras características da língua materna do falante, persistem na interlíngua em relação a língua alvo.
Quando comparado à fossilização, o platô é o período temporário e reversível da aquisição da nova língua.

Experts, compartilhem suas experiências, deixem dicas aos estudantes de como superar o "PLATÔ DO NÍVEL INTERMEDIÁRIO" da língua Inglesa!
plat.jpg

TESTE DE VOCABULÁRIO
Faça um teste e descubra como está seus conhecimentos de vocabulário de inglês em 5 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores experientes. O resultado sai na hora e com gabarito. INICIAR TESTE
2 respostas
  Resposta mais votada
3 28
Para mim foram audiolivros em inglês.

Há muitos anos consegui vários livros ótimos em inglês, juntamente com as versões impresas, e melhorei muito meu vocabulário, aprendi diversas collocations e pronúncias, além de me divertir com o conteúdo das leituras. Foi assim que rompi o meu platô.

Lógico que complementei com videos de séries e de filmes, videos do YouTube, vários livros e revistas especializadas, viagens ao exterior, etc, mas os audiolivros foram o que me tiraram do platô.
POWER QUESTIONS
O professor das celebridades Daniel Bonatti ensina várias técnicas para você ter conversas melhores mesmo com conhecimentos básicos de inglês. Com as power questions você vai aprender a direcionar a conversa para onde quiser e com isso alcançar seus objetivos na comunicação. ACESSAR AULA
3 28 420
Eu transpus o insigne platô, principalmente revendo, naquele ponto, os meus objetivos em aprender a língua, e saindo da minha zona de conforto. Ao mesmo tempo em que eu acreditava que meus conhecimentos à época já eram suficientes, sabia que aquilo era inautêntico, eu ainda encontrava muita dificuldade em compreender e interpretar textos mais complexos, meu vocabulário ainda era limitado; embora eu relutasse em aceitar aquilo, a língua falada ainda me parecia um ponto muito distante no horizonte.
Então, decidi mudar a estratégia, focando muito mais nos meios mais eficientes de aquisição da linguagem, deste modo, resolvi me expor mais, ousar mais, sem receio de errar – pensei: “Quer saber, vou cair pra dentro.”
Busquei, a todo custo, interagir mais com outros falantes do Inglês, à época isto era mais difícil pelo fato de não haver os recursos tecnológicos de agora, consequentemente a interação virtual e em tempo real era um devaneio.
Outra estratégia que relevou-se expressivamente eficaz, foi a da imersão. Quanto mais exposto eu estava a língua alvo, mais a aprendia, então resolvi, com aquilo que me era acessível e possível, alterar tudo para a língua inglesa: Livros, revistas, artigos, filmes (sem legendas), manuais, etc.
Passei a consumir muitas notícias, através de rádios e canais de TV estrangeiros.

Minhas dicas para o platô do intermediário ser superado:

> Saia da sua zona de conforto, ouse, exponha-se;
> Consuma conteúdos exclusivamente em Inglês;
> Interaja muito com outros falantes da língua;
> Foque na aquisição de vocabulário e na língua falada, se o caso;
> Imerja na língua.