Expressões Interessantes em Inglês

This is IN THE NEWS in VOA Special English
Health Care Effort in the US

“This week, President Obama lead a meeting of Democrat and Republican lawmakers to discuss health care...
“Some experts think the president could be making his last major push to get a health care bill through Congress...”

Obama: “I hope that this isn’t political theater where we are just playing to the cameras and criticizing each other, but instead we are actually trying to solve the problem.”

“... It did not take long for the health care meeting to become heated.”
MENSAGEM PATROCINADA Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
2-Expressões Interessantes em Inglês

Foi interessante isso. Minha irmã veio passar uns dias comigo e, após me ver estudando inglês, perguntou-me com o seu jeito sisudo: “Já não está um pouco velho pra isso?” ... Ri e imediatamente me lembrei da conhecida expressão em inglês dita pelo hindu Mahatma Ghandi:

“Live, as if you were to die tomorrow;
learn, as if you were to live forever!”

Fiquei com isso na minha cabeça. É um assunto importante. Envolve nossas mais profundas crenças. Mas é polêmico. “Ora! — você perguntaria: — Quando morremos tudo que existe em nós não morre junto?, acaba?, finish?... Ou você acredita na vida individual espiritual eterna? E acha que, no paraíso, a língua falada é o inglês? Por isso está tão empenhado agora em dominar esta língua?”

Ri outra vez. Neste nosso mundo a língua inglesa pode ser considerada universal, mas não sei se ela vai tão longe e chega tão alto... O que você pensa? Qual será a língua falada no paraíso? Tem alguma idéia?

(Se tiver, você escreverá a respeito dela em inglês?...)
Avatar do usuário Donay Mendonça 56165 22 92 1338
Olá Lanier,

Eu sinceramente acredito que não há uma língua específica, e sim "energias" de pensamento que fluem como a fala.O que com certeza vai ficar conosco e ir para o "paraíso" é a bagagem que se adquire ao estudar(relações humanas,melhoria do intelecto e noções gerais nas àreas estudadas que envolveram o inglês.)


Abraços,
Concordo com você, Donay, a respeito da INTELIGÊNCIA (embora eu imagine que este assunto só agradará a nós dois..., meio que despojados da obrigação de falar apenas em inglês. Afinal, estamos aqui vivendo, pelo ato de viver, não?...).

O Universo não foi criado com “palavras”; aliás, a maioria das coisas celestes ainda não tem sequer nomes (porque, estes, normalmente são criados ou inventados por nós..., na medida em que evoluímos e desenvolvemos nosso conhecimento.). E nós mesmos não fomos criados por palavras; a nossa origem ou a origem humana não surgiu de livros. E eu penso que, para o Criador Universal, se as nossas palavras fossem tão importantes, os nossos filhos já nasceriam pronunciando-as. (Estes, pobrezinhos, no caso são como meros receptáculos: aprenderão a linguagem que ensinarmos para eles.)
E, do modo sugerido por você, Donay, quanto a nós todos, brancos ou negros, amarelos ou vermelhos, fomos criados por uma “inteligência” cuja linguagem é universal e, quando morremos, a nossa Inteligência Individual — talvez naquela forma de “energia espiritual” — se une ou se reúne à Inteligência Universal..., tornando-se o TODO.

Imagino assim: contradizendo os religiosos, eu digo que DEUS implantou em nós não o conhecimento DELE, mas a inteligência e a sede de conhecimento — pois é a sede que nos impulsiona e que nos leva à FONTE!... E assim, considerando que “a fonte universal de conhecimento é infinita”, podemos resumir o assunto (lembrando-nos de Ghandi) dizendo: a nossa sede de conhecimento é a nossa sede de viver para sempre!...

(Agradeço a generosidade de sua atenção, meu amigo, abraços.)
Donay.
Agora, ao reler o que você escreveu e o que eu escrevi acima, percebi como me distanciei de suas palavras. Tenho por costume escrever no “word” (após sair da Internet) e isso dificulta o desenvolvimento desta forma de “diálogo”.
Temos aqui, então, um terceiro assunto.
Sabemos que o “pensamento” é uma manifestação da “inteligência”. Mas eu prefiro usar o termo INTELIGÊNCIA para manifestar a idéia de “pensamento” — no seu sentido mais aprimorado ou evoluído (considerando as quantidades de pensamentos de baixos níveis que existem circulando neste nosso pobre mundo..., pensamentos negativos ou destrutivos em sua maioria.).
Donay, concordo com você, se considera que o pensamento se manifesta não só através de palavras em linguagens... Às vezes ele é aquela “energia” que você citou, individualizada ou quase que “personalizada”, mas sem palavras..., apenas sensações, porém importantes, como a sensação de “presença”...
Enfim me diz o que acha desta equação: eu penso numa pessoa ou num lugar e o meu pensamento lá está..., então minha “presença” lá está..., “eu” lá estou... (Falo do “eu”, não do “ego”..., mas isso já é um quarto assunto... Palavras nunca chegam a um fim.)
Obrigado outra vez, pela atenção. Abraços.

(Prometo que vou ser mais criterioso na hora de escrever. Desculpe-me.)