He, She ou It em sujeito de sexo indeterminado?

Exemplo:
"Precisamos de um novo professor(a)".

Essa primeira frase é fácil de traduzir:
"We need a new teacher".

"Concordo. E quando ele(a) chegar, ele(a) precisa ficar esperto com o Joãozinho."
"I agree. And when he/she/it comes, he/she/it needs to get wise with little John."

A minha dúvida é exatamente nesse he/she/it, já que não se sabe o sexo do sujeito.

Falou.
Avatar do usuário Henry Cunha 9960 2 17 177
Olá Rick,

Bom, "it" é claro que não pode ser. Fora isso, vc tem o mesmo problema com o português, não?

Pode usar "he" genéricamente, ou "he or she" se quizer. Ou modifique a frase para algo como "When we get one, that person better be wise to..."

Regards
Já li nessa forma:

"I agree. And when s/he comes, s/he needs to get wise with little John."

Procurei no dicionário:

S/HE:
abbreviation
she or he: used when you do not know if the subject is male or female.
A student may retake the exam if s/he does not pass first time.
Olá, Rick!
Há muito controvérsia quanto ao uso do pronome para sujeitos de sexo indeterminado...

Se for um texto formal, o correto é você usar "s/he". Por exemplo: We need a new teacher. And when s/he comes, s/he needs to get wise with little John.

Porém, se for algo informal, ou ser for inglês falado, é normal usar o they, mesmo quando o sujeito está no singular: We need a new teacher. And when they come, they need to get wise with little John. (Embora seja um único professor, usa-se o "they".)

O Cambridge Dictionary traz essa definição:
They: used to avoid saying 'he or she'. Example: "There's someone on the phone for you." "What do they want?"

E o site da Oxford tem um artigo dedicado totalmente ao assunto, que você pode conferir aqui: http://www.askoxford.com/asktheexperts/ ... y?view=get

Espero ter deixado claro!

All the best, guys!
Henrique.
Avatar do usuário Henry Cunha 9960 2 17 177
Well, Henrique, I talked to this person over the phone the other day, and I couldn`t really tell you if s/he was a he or a she. Anyway, s/he asked me if I needed a new car, that they had one for sale, and that I could call him/her back in the next two days for a special price, after which they would have to charge the regular price. I asked if it was really his/her car, or if it belonged to him/her as well as to someone else. S/he said it was his. So, although I do´t think I´ll go for the deal, at least now I know that in this case s/he was a he.

Pretty awful, don't you think? How do you solve this problem in Portuguese, I wonder...
With all deference to Oxford, if you can write formal English you ought to be able to avoid these problems.

_________________________________

The teacher has his back to the class while writing on the blackboard. He asks:
"What´s three cubed?"
Someone (indeterminate) answers:
"Ten"
Teacher, turning to the class: "Well, you´re close but you´re wrong."
Student: "I´m not wrong, I didn´t say that."
Teacher: "Well, I wasn´t talking to you."
Student: "You said 'You´re wrong."
Teacher: "You know I didn´t mean you."

I wonder how Oxford suggests you handle the singular/plural indeterminacy of "You are".

Regards
Avatar do usuário João Souza 55 1
hballp escreveu:Olá, Rick!
Há muito controvérsia quanto ao uso do pronome para sujeitos de sexo indeterminado...

Se for um texto formal, o correto é você usar "s/he". Por exemplo: We need a new teacher. And when s/he comes, s/he needs to get wise with little John.

Porém, se for algo informal, ou ser for inglês falado, é normal usar o they, mesmo quando o sujeito está no singular: We need a new teacher. And when they come, they need to get wise with little John. (Embora seja um único professor, usa-se o "they".)

O Cambridge Dictionary traz essa definição:
They: used to avoid saying 'he or she'. Example: "There's someone on the phone for you." "What do they want?"

E o site da Oxford tem um artigo dedicado totalmente ao assunto, que você pode conferir aqui: http://www.askoxford.com/asktheexperts/ ... y?view=get

Espero ter deixado claro!

All the best, guys!
Henrique.


Vi isso na Revista Speak Up e já citei aqui no Fórum.
(deveria ser feito um artigo no Blog sobre isso)
Avatar do usuário Gabi 705 1 1 13
Eu estou com o pessoal do "they".
Isso minha pro também já me explicou, depois de séculos tentando descobrir sozinha ahhah".
O que ela me explicou foi - "Nao importa se você está numa sala cheia de meninas por exemplo, se você quiser usar a forma geral vai ter que ser "they" e não importa se você irá se referir a uma única pessoa que está dentro de uma sala cheia de meninas, ainda assim vai ser "they" se você quiser falar no geral".
Avatar do usuário Henry Cunha 9960 2 17 177
Isso me surpreende, Gabi, que um professor ainda esteja propondo coisa que é totalmente ultrapassada. Essa questão de "neutralizar" o inglês foi discussão encerrada há anos. O jeito de contornar o problema, como na frase acima, não é nada dificil:

We need a new teacher. And this new teacher will need to get wise with little John. (ou)
We need a new teacher. And that person will need to get wise with little John.
(Com a possibilidade de muitas outras adaptações, óbviamente. Basta se acostumar, e não será preciso criar conflito no acordo entre sujeito-pronome. Nem no falado nem no escrito.)

Alguèm me cite um texto formal em que se usa "s/he". Isso nunca pegou.

E, claro que em português nem se cogitaria de tentar tal neutralidade... então porque insistir que é necessário em inglês?
Avatar do usuário Gabi 705 1 1 13
Então, mas Henry.... esse seu exemplo realmente é fácil. Mas por exemplo, o que você sugere para (meu, não liga para o meu exemplo ridículo, é só pra ter uma idéia):

"Como você pára de amar uma pessoa quando ela deixa de te amar?"
Avatar do usuário Henry Cunha 9960 2 17 177
How about

"Como você pára de amar uma pessoa quando ela deixa de te amar?"

How do you stop loving someone when that person stops loving you?
How do you stop loving a person that has stopped loving you?

Regards