Keep out of reach: Por que não se utiliza "it"?

Avatar do usuário Simon Vasconcelos 4185 7 79
Eu gostaria de saber porque na frase "keep out of reach of children", geralmente, não se usa "it" depois do verbo? Pelo menos, é o que eu vejo nas mercadorias.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Juliana Rios 18850 21 98 389
Boa pergunta!

Simon, pode-se traçar uma analogia genérica com o português neste caso, já que ele parece seguir o mesmo padrão de omissão do objeto. Embalagens geralmente mostram:

"Manter fora do alcance de crianças".

E não: "Mantê-lo fora do alcance de crianças".

E nem: "Manter este produto fora do alcance de crianças".

No caso da primeira frase, o "lo" após "manter", assim com "it" após "keep", poderia elicitar a pergunta "manter o que?". Se a embalagem já carrega esta instrução, a que exatamente ela estaria se referindo? A si mesma? Além do mais, a construção, assim como no inglês, não soa muito elegante. Imaginar a frase em inglês com "it" é muito similar a imaginar a frase em português com "lo" - por algum motivo, simplesmente não soa bem. Quem sabe aí está nossa resposta, isto é, não há resposta alguma?

Outra hipótese a se considerar seria o possível emprego de uma elipse:

(This is a product that you should) keep out of reach of children.

Plausível, não?

Desconheço de alguma regra ou convenção estabelecida que explique esta peculiaridade. É como questionar o uso do plural na frase "make friends with her", quando o objeto refere-se a uma única pessoa. Mas a pergunta foi interessante e me deixou curiosa também!
Avatar do usuário PPAULO 39755 6 32 695
Yes, looks like one of these quirks you referred to, the other day, Juliana.


One possible theory could be "it is out of emergency"/imminence of danger. So, they keep it to a minimum.

Warnings (most have a keep in it) generally have this edge to it, we can read:
- Keep off the grass.
-Stay off the grass.
-Stop (the traffic sign).
-Keep clear of overhead eletric lines.
-Mind your head.
-Wear eye protection.
-Warning: Do not touch, authorized personal only.
-Beware of dog.
-Do not/don´t trespass.
-Keep out!
-Keep clear.
-220.000 volts, keep away!
-Keep away from children (in a match box)


----------------------------------------------------
Anyway the Cambridge Dictionary defines it as:
keep (sb/sth) out phrasal verb
to not go in a place, or to stop someone or something from going into a place
Building work in progress. Keep out!


So, as a phrasal verb that it is, it seems like always being without the "it".
Avatar do usuário Juliana Rios 18850 21 98 389
Concordo com suas observações, Paulo.

Contudo, se você observar estas frases, irá reparar que apenas duas seguem o mesmo padrão de "keep out of reach of children", que é uma referência ao próprio objeto que carrega a instrução.

"Keep off the grass", por exemplo, é uma instrução direta ao leitor e a respeito do leitor ("You must keep off the grass"), enquanto a frase das embalagens é uma referência ao objeto que carrega a frase ("You should keep this product out of reach of children"). Perceba que, em "keep off the grass" ou em "keep out", não se pode inserir o "it" entre "keep" e "off" ou entre "keep" e "out" sem alterar o sentido das frases, o que não é verdade nas frases de embalagens, onde o "it" não provoca alteração de sentido (ainda que passe a soar estranho).
Avatar do usuário PPAULO 39755 6 32 695
I think I just found something that makes more sense now.

It should be "Keep the medicine out of the reach of the children."
http://books.google.com.br/books?id=4Va ... ar&f=false


Problem would be cram it all in little medicine boxes, so reason of space and, with the time it got a standard "medicine industry "talking.



http://www.antimoon.com/forum/t6950.htm

Please, read them, and see if doesn´t makes sense. Then, let us know. ;)


He he, it´s grammarly wrong, but it´s a fixed expression, it´s not use argue against it! :lol:
Avatar do usuário Juliana Rios 18850 21 98 389
Muito bom Paulo. Links muito interessantes! O livro de gramática, em particular, foi muito esclarecedor. Como você disse, penso que a necessidade de "encurtar" certas frases e tornar a linguagem mais enxuta devido ao espaço restrito de caixas e embalagens, com o tempo, acabou por transformar estas omissões em padrões - naturais, inclusive - por mais incorretas que elas sejam do ponto de vista gramatical.
Avatar do usuário PPAULO 39755 6 32 695
Agreed, Ju.
And congrats Simon, for you perceptive mind. I must admit it´s something that I would have see and certainly not notice, this is the "perplexing" kind of question.
It´s the dream of every teacher, or would be the nightmare? ha ha :D
Avatar do usuário Henry Cunha 9970 2 17 177
These could be treated as bare infinitives as well:

manter refrigerado = (to) keep refrigerated
cozinhar antes de comer = (to) cook before eating

But the essential point about economy (without generating confusion) has been made.