Leitura de livros em inglês

Tiago Fagundes
Senhores, Primeiramente gostaria de dar os parabens para o Autor deste Blog, pois acredito que assim com eu, varios estudades tem aproveitado muito, o conteúdo aqui postado. (gostaria de agradecer pelo Podcast referente aos Simple perfect, me ajudou muito).

Então vamos lá...
Comecei a pegar o hábito de ler livros em ingles, comecei com um nivel mais baixo para poder evoluir gradativamente,
hoje consigo ler livros maiores.
Quando estava lendo livros em português, conseguia imaginar as cenas, e agora estou conseguindo ver as cenas lendo livros em inglês. Gostaria de saber, se estas visões dos fatos ocorridos nos livros estão ocorrendo pela minha evolução ou apenas algo normal de tradução dos textos?

Uma boa tarde a todos.
MENSAGEM PATROCINADA Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
13 respostas
Ordenar por: Data

Reisson 55 1
Tiago Fagundes a leitura em Inglês tem que ser algo que te prazer e motivação para continuar, observando o que você escreveu que ja consegue imaginar as cenas também em Inglês acredito que seja um grande passe no seu desenvolvimento, sou estudante de inglês como você e uma das minhas maiores dificuldades é exatamente a leitura é a que eu menos trabalho, não por falta de interesse ou tempo, mas é porque foco tudo em Ouvir, Escrever e Falar não que eu não trabalhe a reading mas estou conseguindo equilibrar as quatros habilidades. Uma dica pra você melhorar cada vez mais tente trabalhar as Quatros Habilidades ao mesmo tempo, talvez pareça loucura mas procure fazer aos poucos, um exemplo escolha uma música e ao mesmo tempo trabalhe as quatros habilidades, listening, speaking, reading and writing como?
Pegue apenas uma parte de uma música e aos poucos ouça ela até abusar e compreender todas as palavras ate que esteja ok.
Depois reescreva a parte da música que você escolheu sem ver a letra original e compare a sua com a original vai ajudar na sua escrita e na memória.
Continuando pegue toda a letra da música e leia em voz alta só você, se puder grave também, depois com a música cante junto até que consiga cantar e ler perfeitamente. Assim você estará trabalhando todas as habilidades e se motivando para novos desafios nesse mundo maravilhoso que é o Inglês.
Não sou nenhum experts, só apenas um Estudante assim como você tentando compartilhar conhecimento. Espero que compartilhe comigo a sua experiência. I hope I helped.

Tiago Fagundes
Reisson, Nice Day!
Obrigado pelas dicas, estarei colocando elas em pratica, e depois te conto como foi a evolução, A cada dia que passa me encanto mais por essa ligua maravilhosa que é o inglês.

Thanks a lot.

Lucas PAYNE 260 7
Esta semana fui a uma grande livraria (SARAIVA) em SP e para minha surpresa eles não tinham nenhuma literatura estrangeira.

Tiago Fagundes
Infelizmente no Brasil, A cultura de ler livros não é presente, isso acaba refletindo nas livrarias. eu tive o mesmo problema na Saraiva do ES, até achei alguns livros mas as opções eram poucas.

Good afternoon!

learningrafa 40 2
Quando eu resolvi levar a sério o estudo do inglês como segunda língua, fui aconselhado a ler, porém nunca dei importância até agora. Achava que ler era menos importante que ouvir e falar.... What a big mistake.... agora leio sempre livros online, da oxford, são livros bem leves, porém ja noto uma melhora na compreensão e no vocabularo.
E quem estiver afim de comprar, o submarino tem muitos titulos a um preço bem bacana, e são livros de papel....

Bons estudos a todos
MENSAGEM PATROCINADA Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo patamar.

Clique aqui para conhecer o curso!

Myguell 60 1
Pessoal, não sei se ajuda... Mas se quiserem lerem livros online (alguns tem aúdio) é só explorar o Project Gutenberg http://www.gutenberg.org/.

wallacegamgi
Não tenho muita experiência de leitura, mas acredito que posso compartilhar o pouco dela agora.
Li meu primeiro livro em inglês ano passado. Foi uma versão adaptada do Frankenstein de Mary Shelley. Essa edição faz parte de uma coleção chamada Illustrated Classics Collection e reúne clássicos adaptados para vários níveis de inglês. Os livros são no esquema de uma página de história e outra de ilustração, facilitando mais ainda a compreensão do texto. Comprei o Frankenstein e alguns outros da mesma coleção na Estante Virtual -um site que reúne sebos de todo o Brasil- por incríveis R$2,00 (ótimo custo-benefício visto que os livros estavam em bom estado e eram usados).
Esse ano voltei a estudar inglês com dedicação, e ajeitei a leitura de livros à uma experiência mais didática, que consiste em ler acompanhando o audiobook. Tem ajudado bastante a manter um ritmo mais acelerado além de eu estar aprendendo a forma como são faladas as palávras. A única desvantagem é que quando eu fico perdido na compreesão fica difícil de voltar e ler de novo (mas geralmente o contexto ajuda a entender, e é o que importa).
Concordo com quem disse aí em cima que deve-se ler o que gosta. Mas também é preciso procurar os livros certos ( já li aqui mesmo um pessoal tentando ler clássicos em texto integral, aí fica difícil - dependendo do nível de inglês, claro).

Lucas Queiroz 475 1 15
Aos colegas do fórum o que indicariam pra ler? Tentei começar pelo "The Girl Next Door", porém acho que a história não vai me agradar e o vocabulário é meio estranho. Quem poder me passar indicações de clássicos de fácil leitura eu agradeço.

Se tiver no gutenberg melhor ainda.

PPAULO 50655 6 42 917
Lucas. To me, all of Grisham novels are a must-read (but then, I am such a bookworm!). So, I have already read The Confession, The Associate, The Pelican Brief (made into the movie "O Dossiê Pelicano"), The Firm (also made into a film - a firma), A time to Kill, The Last Juror, etc. The guy is on the law genre, but depicts day-to-day events and doesn´t fail to profile people as they are (envious/workaholics/ambitious/intelligent/clever/not the sharpest knife on drawer characters/politicians/lawyers/parents/corporate guys etc.)

Lucas Queiroz 475 1 15
Paulo, The review that did you make is about "The Last Juror"?

PPAULO 50655 6 42 917
Blink is non-fiction book with a thesis, that we can make decisions on a bat of an eye, if equipped to such.
The Age of Extremes (Eric Hobsbawn) is an account of the pressures of this time, of the revolution of novelties and in life styles. It offers insightful views on the flow of people due to their jobs, how change affects our individual and collective psyche. Written as a personal account, most of the time.
Doesn´t Know How She Does It. - It´s a fiction novel, but funny, about how an executive woman juggles her job, family, house and travelling to other countries and back to the UK, it´s hilarious! Well, if you are not her...with so many tasks, and funny-commic situations.

Nothing Lasts forever - Sidney Sheldon (this guy is a good story-teller!)
The Strain - a science/medical novel, very good!
Tornado Down/Black Hawk Down - Both are all about military operations, the former was about two RAF´s men that went down in the desert and got caught. The latter is about an operation in the African Mogadishu (Somalia), it went wrong and a true battle ensued, the rescue came at the very last, but the US lost some guys there.

Nineteen Eight-Four - By George Orwell, it´s a real classic, up to day. It keeps a familiar ring, when it comes to the state of events in comtemporary and those of yesterday´s society.

The Girl Who Kicked the Hornet´s nest - by Stieg Larson, Good in a way, the guy is a good story-teller, but his novels are graphic in some parts. Not to the faint of heart.

The Girls With The Dragon Tattoo - Same way.


The White Queen - By Phellipa Gregory, an historical novel, very good. But, it´s a long read, Mrs. Gregory´s novels never takes less than 500 pages. So, patience!

The Boleyn Inheritance - Ditto. Don´t ever say I didn´t say so!

Slumdog millionaire [Quem quer ser um milionário.] - By Vikas Swarup. A must-read novel, made into film afterwards. It would be an injustice to leave it out.

All Said and Done - By Simone de Beauvoir, non-fiction memoir of sorts. She offer a glimpse of how was France at the time, depicts her career, life, works, feelings and colourful events of her life and that of her friends. I would say, a tell-all account. Very good author.

Future Shock - Similar in style to the Age Of the Extremes. Personal accounts and it´s relation with facts in the world at large.

Switch, How to Change Things... - By Chip Heath/Dan Heath, insightful ideas how to break the inertia, the general aversion to change, and self-sabotage that we and other people put at work, even if sometimes we don´t even are aware of that.


===========
That´s not to mention that I read, on a regular basis, The Guardian, BBC, Newsweek (now just online), Time magazine, Speak Up (the magazine, in the printed form.), The Boston Globe, Wire (a computer and techie mag.), The Economist, The Age (.au), Forbes Magazine, and sometimes People Magazine, TMZ...

Then comes the cartoons: Dilbert, Lola, Andy Capp, Rose is Rose, Calvin and others from the GoComics...

Wikipedia, for data and more serious studies.

Yahoo_News, Google_News (mostly USA, UK and Rio/Brazil).


==========================
I think it suffices for a beggining!

celio.softway 10
Eu comprei alguns livros da coleção Cambridge reading club, os livros são separados por niveis e acompanha o cd com a narração.

Rakell Grubert Pere 3395 3 6 65
Eu costumo alternar entre inglês e português, leio em média 30 livros por ano, dos quais 15 são em inglês, mas até agora não consegui ler nenhum dos clássicos até o final. Atualmente estou lendo "Snow" de Orhan Pamuk, e tenho tido um pouco de dificuldade, ele usa um vocabulário um pouco diferente do que estou acostumada, mas procuro não parar a cada palavra desconhecida que encontro. Tento entender o significado pelo contexto , mas marco a palavra com marca texto para confirmar depois se entendi corretamente. Mas os livros onde encontro mais de 10 palavras desconhecidas por página, costumo abandonar. Fica muito difícil e chato quando você tem que parar a leitura muitas vezes para consultar um dicionário. Portanto, aconselho a quem está começando a ler em inglês que peguem livros de fácil leitura e com um tema que agrade .

MENSAGEM PATROCINADA Evite gafes, baixe o guia sobre Gestos Internacionais da English Live. Você irá aprender: Gestos de mão engraçados (alguns nem tanto!) e erros comuns com gestos que tem significados diferentes.

Download do Guia em PDF - Grátis!