Metodologia de Avaliação de Qualidade de Tradução

Entendidos de plantão,

Estou às voltas com o desafio de mensurar quantitativamente a qualidade de traduções em inglês de outras pessoas. A meta final é tornar objetivas avaliações que são subjetivas. Preciso de um método ou didática que me permita tornar essa avaliação o menos subjetiva possível. Alguém conhece alguma coisa nesse sentido? Agradeço qualquer palpite.

Marcelo Todaro

Anúncio Converse grátis por 15 minutos com um professor e verifique como está o seu nível de inglês. Perder o medo de se comunicar é o primeiro passo para a fluência. Cadastre-se na Cambly e experimente o método sem compromisso.

Iniciar Conversação
3 respostas
  Verificado por especialistas
1 2
Olá, prezado colega.

Embora nunca tenha precisado fazer uma avaliação assim detalhada de uma tradução, achei uma boa ideia estabelecer parâmetros objetivos para uma avaliação.

Você fala em “traduções em inglês”. Será que se refere a versões into English?

Assumindo que são traduções para o português, eu começaria dividindo os erros em três categorias:

1. Erros de fidelidade, ou seja, de compreensão de inglês - onde o tradutor distorceu o original, seja porque não compreendeu o sentido de uma expressão idiomática, teve preguiça de pesquisar no dicionário, não prestou atenção no contexto ou, ainda, porque decidiu se afastar do original sem necessidade, traindo o princípio básico da tradução, que é ficar “as close as possible”.

Por exemplo, numa minissérie que assisti o pai fala para o filho: “Você precisa casar com uma boa mulher” (a good woman), e ele responde: “Eu já encontrei uma boa mulher” (I have already found a good woman). Foi traduzido na legenda como “Já encontrei a mulher ideal”. Pode parecer uma mudança pequena, mas o contexto deixava claro que aquela mulher não era ideal, mas era uma boa mulher, uma pessoa de bom coração. O tradutor que faz esse tipo de mudança provavelmente vai fazer outras do tipo.

Também se pode definir um erro eliminatório – por exemplo, se a pessoa traduziu actually como “atualmente”, mostrando que desconhece os falsos cognatos mais elementares, então ela está fora, não tem condição de traduzir profissionalmente.

Você pode definir alguns erros eliminatórios conforme o texto em questão.

2. Erros de naturalidade - frases em português que ficam esquisitas e não soam bem.

3. Erros de gramática e ortografia em português. Você poderia descontar um ponto, digamos, para cada erro, e determinados erros que você achar especialmente graves descontam dois pontos em vez de um ponto só.

Enfim, espero ter ajudado um pouquinho ou pelo menos dado algumas ideias para servirem de ponto de partida.

Um abraço, prezado colega, bom trabalho, fico às ordens!
Anúncio Cambly Gostou da dica? Agora é hora de praticar!

Utilizar o inglês em interações reais levará você à fluência mais rápido. Pensando nisso, o nosso parceiro está oferecendo 15 minutos de aula grátis, não perca essa oportunidade. O link abaixo ativa o cupom!

Cupom: 15 minutos de aula Grátis!
22 102 1.5k
1. Erros de fidelidade, ou seja, de compreensão de inglês - onde o tradutor distorceu o original, seja porque não compreendeu o sentido de uma expressão idiomática, teve preguiça de pesquisar no dicionário, não prestou atenção no contexto ou, ainda, porque decidiu se afastar do original sem necessidade, traindo o princípio básico da tradução, que é ficar “as close as possible”.

Por exemplo, numa minissérie que assisti o pai fala para o filho: “Você precisa casar com uma boa mulher” (a good woman), e ele responde: “Eu já encontrei uma boa mulher” (I have already found a good woman). Foi traduzido na legenda como “Já encontrei a mulher ideal”. Pode parecer uma mudança pequena, mas o contexto deixava claro que aquela mulher não era ideal, mas era uma boa mulher, uma pessoa de bom coração. O tradutor que faz esse tipo de mudança provavelmente vai fazer outras do tipo.
Ótima explicação!

Esse tipo de erro é extremamente comum em traduções de filmes e séries de plataformas como Netflix, Amazon e Globoplay. De 10 filmes ou séries que assisto, em 7 encontro erros desse tipo.

Thank you for posting!
Isa Mara Lando escreveu: 14 Set 2021, 19:53 Enfim, espero ter ajudado um pouquinho ou pelo menos dado algumas ideias para servirem de ponto de partida.
Muito grato, caríssima Isa, por sua colaboração.

Na verdade o foco do trabalho é tradução português-inglês (inglês como idioma de destino).

Eu tinha pensado em implementar um sistema de pesos, que na prática funciona de forma similar à sua sugestão. Por exemplo, um termo errado numa sentença com duas palavras pode ter peso muito maior (e até inutilizar a tradução) do que o mesmo termo errado numa sentença com vinte. Também entrariam nesses pesos erros de ortografia, acentuação, pontuação, sintaxe, contexto, etc.

Além disso, o simples fato de uma sentença não ter erros de tradução não significa que está bem redigida. Então o estilo de redação teria seu peso também.

O detalhe é que toda essa avaliação é subjetiva. Eu procurava saber se existe um meio de torná-la mais objetiva, se possível. Até agora não parece ser. Entendo que, se fosse, ferramentas como o Google Translator já seriam capazes de usar inteligência artificial para medir a qualidade de traduções feitas por humanos.

No meu caso, essas avaliações vão gerar números, que vão entrar numa fórmula de Excel, que vão gerar gráficos, que serão analisados por gestores para tomada de decisões estratégicas. Ou seja, a qualidade das traduções será transformada em números e gráficos, que é o que gestores entendem. E o volume é imenso. E coube a mim implementar um sistema que faça isso (lasquei-me...).

Bem, de volta à prancheta. ;)

Obrigado pela participação e um abraço!
Ainda precisa de ajuda? Confira algumas opções:
  1. Clique no botão "Responder" (abaixo) e faça sua pergunta sobre este assunto;
  2. Faça uma nova pergunta;
  3. Converse grátis com um professor nativo por 15 minutos: Saiba como!