My wife vs. My woman

Avatar do usuário felipeh6 2170 7 53
Hello!

Em Português, muitas vezes, ao invés de usarmos " minha esposa ", usamos " minha mulher ". É comum em Inglês, ao invés de " my wife ", também usarmos " my woman " ?

Thanks in advance!

Mais Votada Mais Votada

Avatar do usuário Bill Sikes 790 1 1 18
Felipe, culturalmente não se deve referir à sua esposa como woman, pois é ofensivo. Veja o que dizem alguns americanos no Worldreference:

In English, woman is not the same as wife. I would think that it would be so in many languages because of a woman's historical status, that being what she was meant for.

I would never refer to my wife as "mi mujer". She would definitely slap me if I said it in front of her.


No Longman, a sexta acepção do termo diz: (spoken) a word meaning a wife or girlfriend, which many women find offensive.

Enquanto que no Brasil e em alguns países da América Latina dizer “esposa” ou “mulher” são sinônimos, não é bem assim em outros países. Assim como aqui mesmo no Brasil as mulheres não costumam falar de seus maridos como “meu homem”, a não ser em situações cômicas ou com outro sentido.
MENSAGEM PATROCINADA Você sabe como está o seu nível de inglês? Teste agora GRÁTIS em apenas alguns minutos.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
Avatar do usuário Henry Cunha 9970 2 17 177
Concordando com o Bill, e falando de outro aspecto do uso. Não seria muito comum, Felipe. Em português existe essa relação entre 'marido' e 'mulher', esposo e esposa. Ambas relações são usadas sem grande distinção. Em inglês a relação comum é 'husband' e ' wife'. Já 'my man' e 'my woman' são utilizados só sob certos critérios: uma principal seria descrevê-las como "earthy expressions" -- um jeito expressivo rústico (bucólico? campestre? singelo?) de falar da nossa relação com a outra pessoa. A conotação é de uma forte posse positiva.

Streisand exemplifica bem esse significado na canção "My Man" -- https://www.youtube.com/watch?v=Hdlz6QzyAVA

Ou Paul Anka em "She's My Woman" -- https://www.youtube.com/watch?v=KwnHtozaJaA

Esses termos tem maior expressividade, e podem ser usados em situações onde queremos revelar isso mesmo.
Avatar do usuário Flavia.lm 3885 1 9 86
Excelentes respostas do Bill e do Henry.

Queria apenas acrescentar que, aparentemente, o termo "my girl" não sofre o mesmo aspecto de ofensa. Pensei nisso por causa da famosa música "I got sunshine on a cloudy day - tantantantan, tantantantan - I guess, you say, what can make me feel this way, my girl, my girl, I'm talking 'bout my girl..."
Avatar do usuário Bill Sikes 790 1 1 18
Muito depende de como nos dirigimos à pessoa. Achei alguns comentários no WordReference a respeito do uso de girl:

I don't usually mind being called "girl," but there are some contexts in which I do mind. In my opinion, it is offensive to call a women's college a "girls' school." The term "girl" with an African American inflection can be very affected and offensive when used by people imitating an African American accent/context; you have to know your listener very well before knowing whether it will be heard as an endearment or an insult. I avoid it for the same reason that I don't repeat ethnic jokes, although I think they are sometimes very funny when told in the right context by people poking fun at themselves and not at others. [jlc246, California]


Questões histórico-culturais influenciam o uso:

I think the US may be different from any other country, because for a period of time (early 20th century?) "boy" and "girl" were terms used to address servants; not just black servants, but anyone who was in a subservient role. White people probably don't worry about it much these days (unless the terms are used as part of a command, i.e. "boy, take my bags up to my room") but black people CERTAINLY remember, and they have not gotten over it. [xrayspex, Flórida]


Girl: 11. old-fashioned a woman servant [Longman]


É tipo no Brasil. Não é qualquer atendente mais velha que nós vamos chamar por tia ("a tia da cantina"). A maneira como dizemos, para quem dizemos, ou se já conhecemos a pessoa, that plays a big role. :lol:

Well, as the majority of threads imply here, respect for the woman or women you are talking to should determine whether or not your refer to her or them as "girl(s)."

I rarely refer to any woman older than I as "girl"...usually I defer to the fact that they are my senior, and they deserve more respect than that....a lot like children half my age (or less) calling me by my first name. I guess if you are an adult, and you give someone (of any age) the right to refer to you in a diminuative way, that would have to be a mutually agreed upon decision.

Otherwise, the rules of respect should be in play. [JazzByChas, Texas]