Não consigo falar em inglês. A vergonha me atrapalha demais.

Estou estudando inglês há uns 2 anos já, no começo eu perdia a motivação por não entender o idioma e logo desistia. Mas com o passar do tempo resolvi voltar a aprender de vez, e deu muito certo, assistia vídeos e séries em inglês sem legenda (ela me desconcentrava), foi difícil mas hoje posso dizer que entendo o inglês falado, e a escrita graças aos livros e frases que eu lia na internet.
O problema é que eu não falo inglês. Na minha cabeça eu consigo pensar em inglês e formar frases, mas eu não falo.
Já li alguns livros em voz alta mas sempre achei ruim o meu speaking, é só eu começar a falar e já travo não consigo ir pra frente por vergonha ou medo de pagar mico eu acho.
Quando eu vejo as pessoas que estão aprendendo eu acho legal elas sem nem mesmo entender direito já estarem falando mas é algo que eu não consigo.
A dificuldade vem da minha cabeça com certeza por que eu consegui aprender inglês razoavelmente bem, então porque não consigo falar?
Agora eu estou aqui para procurar a motivação que me falta para deixar de vez esse fantasma de lado.
Inclusive logo mais vou precisar dessa fluência para tentar uma vaga de emprego, e quem sabe lá na frente fazer um intercâmbio.
Então qualquer conselho ou ajuda será muito bem vinda!
Se eu conseguir resolver esse problema volto aqui para contar como foi a experiência.

Mais Votada Mais Votada

Avatar do usuário Redseahorse 7890 1 13 142
Claramente, você já tem identificada quase que na totalidade a sua principal dificuldade, o seu " problema "; na verdade estes (o medo e a vergonha do próprio erro), são os principais entraves entre a maioria dos estudantes jovens e adultos, quando tratamos da língua falada.

Nesta esteira, não há qualquer outra formula mágica para se alcançar a tão desejada fluência na fala, que não seja a incessante busca da superação dos limites do medo e do ridículo, através da interação com outros estudantes e/ou falantes da língua.

Algumas dicas:
* Não tenha medo de cometer erros, eles são absolutamente comuns e necessários;
* Não se cobre em excesso;
* Não balize negativamente o teu nível de conhecimento a partir do nível de terceiros;
* Não se retraia quando estiver interagindo com falantes mais avançados, use isto em seu favor;
* Treine em voz alta a leitura, declame algo em frente ao espelho, com familiares ou amigos;
* Encare o aprendizado como algo natural e divertido.

Lembre-se, a crítica negativa referente ao seu conhecimento de uma língua que não é a tua (nativa), via de regra, parte dos próprios compatriotas. Os falantes nativos desta língua, normalmente não dão a menor importância aos teus erros gramaticais banais e as diferenças entre sotaques, aliás, é até importante manter o seu sotaque de estrangeiro quando falando em Inglês, isto comprova o seu bilinguismo; Ademais, procure apenas ter uma boa pronúncia do Inglês internacional padrão e uma boa dicção.

Suavão!
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
Olá Camila,

Todo estudante de idiomas passa por essa situação, mas...sinto dizer... Você só está retardando seu processo de aprendizagem. Se você se arriscar a sair da sua zona de conforto, aprenderá muito mais rápido. Tenho uma sugestão: baixe o app "Zello Walkie Talkie" no seu celular. Esse aplicativo permite que você fale (só fale) com outros usuários do app...é muito legal e, como você naõ verá ninguém, pode ser que a "vergonha" seja menor. Também tem o whatsapp, né? Só evite grupos que não acrescentam nada à sua rotina de estudos. Em qualquer app ou método você tem de ter foco! Permita-se cometer erros ... Não desista. Um abraço.
Avatar do usuário PPAULO 38695 6 32 676
Oi Camila, seja bem vinda ao Fórum, e parabéns por expressar o que você percebe com suas dificuldades. Segue algumas dicas, se bem que os outros participantes do Fórum já cobriram bastante terreno aqui.
Okay, você já deu um grande passo, alguém te criticou? Alguém te diminuiu? Tentou puxar seu tapete aqui? Torceu contra você? Claro que não. Sabe porquê? Por que de uma forma ou de outra, a maioria de nós passou ou passa por isso.
Se, por exemplo, uma pessoa está dando uma palestra/preleção, ninguém está entendendo uma coisa...o que acontece? Você deve levantar a mão e fazer a pergunta, dizer que "eu e meus colegas aqui, pela cara deles não estão entendo X, Y, Z". Nisso o pior cenário é de você estar errada e se tiver alguém que saiba vai explicar, e você entenderá também. Se não, todos vão se beneficiar da explicação, vão entender, e até te agradecer.
Com inglês vai ser a mesma coisa, todos estão no mesmo barco, eles querem alguém para falar, e pena que você não está querendo dar essa oportunidade! Não é só você que precisa se comunicar, a pessoa do outro lado também...
No início a pessoa fica observando a si próprio, mais do que os outros estão observando, na verdade eles estão escutando o que você está dizendo e não você ou como você está dizendo. A não ser que você fique comendo a ponta do lápis, ou desviando o olhar pra outro lado, olhando pro chão, etc.

Quote]A dificuldade vem da minha cabeça com certeza por que eu consegui aprender inglês razoavelmente bem, então porque não consigo falar?[/quote]
Sabe...experimenta cantar. Quando, estiver sozinha, pega essa frase acima e vai cantando em inglês:
"My difficulty comes from my own head. I know that, because I have learned a lot. So, why can´t I speak?

Canta a frase toda, à uma, sem pausar. Leia a mesma e veja se você fica "soletrando" como quando a gente aprendia a juntar as sílabas e não as palavras (em português mesmo). Depois tenta cantando pra ver como fica mais rápido. Veja que descontraindo a gente consegue fazer as coisas mais facilmente.
Sim, é uma forma de mostrar pra você que sim, você sabe, agora você pode partir pra alguma música em inglês e tenta cantar quando alguém (alguém chegado, um parente, alguém amigo, etc).
Se você consegue formar frases em sua cabeça, pode cantá-las também. E se alguém lhe pegar cantando, ria de si mesma, brinque. Em vez de dizer que mico! Diga "sou eu treinando inglês..." e ria (mas não histericamente).
Se disserem que você canta mal, não acredite, veja isso como normal (é mais difícil tentarem te botar pra cima e incentivar que o contrário, então por que se importar? O mesmo é verdadeiro pra o falar, o "speaking".
Dê uma olhada em tópicos semelhantes aqui no Fórum, coloque em prática as ideias que forem possíveis e razoáveis pra você.
Vá em frente! Sucesso. Diga "eu posso", I can do it! Ou "Eu tinha vergonha mais vou dar um jeito nisso."
Acredite, ser tímido é normal. Existem por exemplo, atores e atrizes que são tímidos, mas mesmo assim eles vão ao palco, fazem o que tem que fazer, depois okay ser tímido (as pessoas que os conhecem sabem e os aceitam, no problem). No palco eles vencem a sí mesmo.
Ou você acha que é mentira quando alguns cantores dizem que a cada show é um frio na barriga? Bem, nem sempre, mas é real que muitos sentem isso sim.
Ah, mais uma dica! Falar mais pausadamente é bom, às vezes as pessoas ficam nervosas, querem falar rápido (se livrar da fala, da "tarefa") e se atropelam, falando mais devagar se respira e se consegue pensar melhor.
Avatar do usuário PPAULO 38695 6 32 676
Camila, se prepare para o novo, a vida tem milhões de situações imprevistas a todo momento. A gente tem que querer a novidade. Muitos erros virão, muitas palavras com pronúncia errada e tal, mas quer saber? Você estará se comunicando.
Uma vez eu estava na Paraíba e vi uma mancha de óleo no rio, perguntei com meu inglês macarrônico ao dono de uma iate se ele tinha por acaso algum problema no barco, pois apareceu aquele "oil spilling". Ele disse que não. Ao sair, vem um americano lá de um barco lá distante, dentro do rio num barquinho de borracha (inflatable dinghy) desesperado pra falar comigo, pedir informações.
Talvez eu devesse ficar nervoso, tímido, pensando "caramba meu inglês ruim vai ser desmascarado", he hee. Mas não, o que faltar na fala, vai no gestual, e se eu não entender algo, para que serve o "pardon, can you repeat please?" or "what you are saying is..."?, para esclarecer.
Assim, de uma forma ou de outra consegui passar as informações que ele precisava (e meus amigos ainda ficaram pensando que meu inglês é bom...)
Outra vez, estava eu na livraria do Manaíra Shopping, e uma menininha (de uns 9 ou 10 anos) aparece, e me vendo comprar um livro de Grisham (a novel from Grisham) em inglês. Ela começou a fazer perguntas (em bom inglês, apesar do meu inglês passável eu sei quando estou escutando uma pessoa proficiente).
Depois de algumas perguntas e vendo meu embaraço, ela disse "so so"? Eu concordei, foi então que ela mudou para o português.
Foi então que ela disse que assistia muitos programas em inglês na TV a cabo, e que estudava desde pequena, que tinha ido à Disney e que adorava inglês. Minha esposa me olhando com aquele ar maroto de "e aí, você não é o bom de inglês? Fala agora..." e a mãe da menina orgulhosa, claro, da filha.
Mas levei na esportiva, é assim que tem que ser, fiquei feliz de existir pessoas tão dedicadas e que sabem tanto. Não estamos aqui pra comparar, cada um tem sua realidade, seu tempo, suas habilidades e diferentes desenvolvimentos. Contudo, quando necessário tenho pelo menos algum conhecimento para passar, e pelo "I can get by with my English". É isso, vá em frente, não se deixe intimidar, é você que é a sua principal amiga ou inimiga nessa empreitada.
Olá silvacamila1063,

Bem, acho que meus colegas já se expressaram muito bem e lhe deram bons conselhos. Eu somente vou dizer-lhe uma coisa direta e simples. Sou estudante de letras com especialização em Inglês e posso lhe garantir que convivo todos os dias com pessoas que sofrem dessa mesma dificuldade. Vou ser direto, nenhuma dessas pessoas que são tímidas ou tem vergonha ou medo de errar ao falar Inglês, conseguem chegar ao objetivo, porque elas não conseguem evoluir no aprendizado. Você precisa praticar em sala com o professor e colegas e não ter receio de errar, porque nesses locais de ensino, todos estão aprendendo. Não fique se aventurando fora do ambiente de aprendizagem, sem necessidade. O local de se arriscar e errar é na sala de aula onde todos estão com a mesma dificuldade. Se você não se arriscar na sala de aula, onde se arriscará?

Vença esse receio demasiado que você tem de falar senão você não chega lá.

Boa sorte.
Avatar do usuário PPAULO 38695 6 32 676
É isso, o que que eu quiz dizer é que devemos tomar coragem, devemos vencer a nós próprios. Outro exemplo é que muitos quando estão aprendendo a dirigir ficam com as mãos frias, pensando em tudo, corpo rígido (sem estar muito à vontade) e com mil pensamentos preocupantes que não se realizam. Do tipo "não vou saber mudar de faixa, não vou saber andar numa pista não duplicada", etc. As pessoas que vencem a si mesmas terão todas as vantagens e diversão de dirigir.
Com o tempo, nem parece ser responsabilidade, mas diversão, de tão natural! Como eu disse, em qualquer contexto, o nossos principais inimigos são nós mesmos (através de nossos pensamentos negativos e inseguros).