Não se aprende inglês traduzindo. Será?

Avatar do usuário Donay Mendonça 47755 21 73 1099
Tomas,

Na minha opinião, qualquer método de ensino de inglês que só faça uso do inglês desde a primeira aula, só consegue sobreviver porque antes e durante o curso os alunos se deparam com traduções fora destas aulas. Por exemplo, na escola regular, onde o Ministério da Educação determinou que se trabalhe com tradução a maior parte do tempo, em letras de músicas vistas de vez em quando pela maioria que se interessa por inglês; em filmes, com família ou colegas que acabam vez ou outra traduzindo algo. Se este método(que não traduz nada) não tivesse esta "ajuda" externa, não daria certo em 90% dos casos. Vale lembrar que não dá certo EM SALA DE AULA, onde o ambiente e o tempo são limitados. Acredito que no exterior pode sim dar certo, onde os contextos, experiências e tempo de contato são amplos e diversificados.

Valeu!
Avatar do usuário Logan18 20
Agora mudaram meu querido professor extrovertido que só falava inglês em sala de aula, para uma professora chata que além de caguejar para falar, leciona a aula toda em português...

Bem, nesse tópico eu concordo com um pouquinho do que cada um falou, mas eu acho necessário uma aula totalmente em inglês, com criatividade e espontâniedade! Esse método ficar decorando coisas, e de aulas em português é que desestimula o aluno, acho que devemos ter dedicacão além da sala de aula, estudando como eu disse anteriormente. Eu sou aluno do nível introdutório, mas eu poderia estar no basico 2 que é o nível anterior ao intermediário, mas como eu não senti confiança e queria iniciar o curso bem do basiquinho eu resolvi entrar com o pessoal do intro. Tenho um certo conhecimento, formulo frases e pergunto coisas melhor até do que muita gente que estar nesse nível do básico 2 lá no curso, acho que o nosso avanço é fruto da dedicação e o curso deve gerar subsídios para isso, então eu divido assim: 50%(vc), 35(prof.) e 15%(colegas de classe)...

A aula dada toda em inglês estimula o listening que na minha opinião é a coisa mais dificil de se dominar, acho que depende muito do professor e seu grau de conhecimento... se o professor for uma mala teremos uma aula chata, pois ninguém se interessará é isso que esta acontecendo lá na sala, estão pedindo o professor pra voltar, sei que é errado mas isso está afetando o nosso desenvolvimento.

Então Charada meu caro, dedique-se ao máximo fora do curso para aprender novas coisas, e eu te garanto que logo você vai estar falando assim, professora fale mais em inglês... Eu posso te dizer que entendo 80% da aula que meu professor pois ele é criativo e prende a atenção do aluno, agora tenho certeza que meu rendimento está caindo, por culpa de falta de estimulo.
Olá pessoal, sou o Tiago e moro na Irlanda a em torno de 2 meses.
Estou no nível básico de inglês, onde ninguém fala português, pois você pode levar um chingão da professora.
Eu garanto que assim que você começa a pensar em ingles e começa a se abtuar com ele, falando frases e sabendo onde aplica-las com o tempo você percebe que sempre usa tal palavra para a fazer a mesma ação ou parecida, isso você percebe em inglês, e assim seu cérebro começa a se abtuar com a língua e gravar.

mas eu estou tendo aula a pouco tempo, vim pra cá sem nada mas estou conseguindo me virar heheh
Na minha opinião, iniciantes deve saber a tradução das palavras até que ele tenha um vocabulário vasto para conseguir entender um dicionário de Inglês-Inglês. Quando você procura a definição de uma palavra em Inglês-Inglês e entende, e se essa palavra aparecer em uma frase, filme, você vai entender muito melhor, comigo acontece isso.
Avatar do usuário Jerry Dorien 1370 3 34
A tradução é uma das ferramentas essenciais para o aprendizado, desde que você pratique o que é traduzido, eu comecei traduzindo textos e musicas, e recorria bastante ao dicionário, e com pouco tempo eu só buscava no dicionário as palavras mais difíceis por que eu praticava todos os dias.
Quando fui a primeira vez a um curso, percebi que havia pessoas que já tinham um certo conhecimento no idioma, então elas estavam ali só para praticar e quando falavam eu não entendia nada, ouvia apenas poucas palavras que eu conhecia, foi aí que percebi que pra falar eu tinha que conhecer as palavras, então eu passei a traduzir textos, musicas, etc... e meu inglês começou a evoluir, então eu passei para segunda fase, procurava saber como dizia tal coisa, e começava a falar sozinho em voz alta aquelas frases, repetia várias vezes, e todo mês o nosso professor passava estruturas que também é uma ferramenta muito poderosa, com apenas uma estrutura você pode construir milhares de frases, se você aprendeu todas as estruturas você já está quase pronto, o segredo é falar e ouvir bastante, se tiver um acompanhante para praticar melhor ainda, a última frase foi a prova de fogo nosso professor começou a levar estrangeiros, ex-alunos, e amigos que falam fluentemente, eu logo percebi que não era um grande bicho-papão, mesmo quando eu errava a estrutura, pronunciava errado, eu era entendido, o mais difícil é ouvir mas com um tempo e muita prática você acaba acostumando.

Abraços.
Avatar do usuário Frank Florida 210 5
Existem quatro habilidades... duas passivas e duas ativas / duas escritas e duas orais.

Ativo / oral: falar
Ativo / escrito: escrever
Passivo / oral: ouvir
Passivo / escrito: ler

As habilidades ativas são mais difíceis de se aprender, é mais fácil ler um texto e entendê-lo do que escrever um texto sem erros datilográficos... e também é mais fácil adquirir um conhecimento passivo oral de um idioma do que falar fluentemente. Um exemplo são descendentes de imigrantes de outros países - como os japoneses da segunda ou terceira geração em São Paulo que entendem japonês mas não o falam.

Sendo assim, a maior parte do que a gente tem que treinar quando aprende um idioma são as habilidades ativas... ou seja, criar frases em inglês, nas duas disciplinas - tanto escrito como oral. Ou seja, falar e escrever.

No início, todo aluno vai pensar em português, e só quando chega a ser mais avançado ele consegue pensar em inglês. Por isso, tradução é ESSENCIAL, principalmente durante os primeiros meses.

- Se você quer escrever uma frase em inglês, você já vai ter uma ideia do que você quer escrever em português... então o processo de criar a frase consiste em TRADUÇÃO MENTAL.
- Se você quer falar uma frase em inglês. é a mesma coisa - você já tem uma frase na mente, em português, e só precisa traduzi-la.

Depois de treinar por algum tempo desse jeito, você vai começar a pensar em inglês... aí que a tradução chega a ser menos importante. Mas no começo, tradução é tudo.

Crianças aprendem idiomas sem tradução, e existe um mito que diz: crianças aprendem idiomas mais rapidamente do que adultos. Isso não é verdade. Eles demoram anos para aprender um idioma, porque eles não tem um ponto de referência, eles não conhecem um outro idioma que eles podem usar como "muleta"... eles não tem o que traduzir.

Adultos podem aprender um idioma e conversar de boa depois de 4 meses... quem se aplica bastante, até menos. Eu conheci várias pessoas que conseguiram fazer isso, e também já o fiz. Para aprender português, eu ainda demorei 8 meses, depois quando já sabia mais sobre idiomas e entendi melhor o processo, fiquei fluente em indonésio em 4 meses... e a maioria do trabalho que eu fiz durante os meus estudos era tradução.

YEMV - um acrônimo inglês que significa "your experience may vary" - mas é isso que eu observei.
Avatar do usuário Lucas PAYNE 260 7
Olá a todos.

A única coisa que gostaria de compratilhar com vocês é um site de um Poliglota Italiano chamado Lucca Lampariello.
Com o seu método de tradução ele fala, sim ele fala mais de 5 idiomas fluentemente.
Quando digo que fala, não estou dizendo fazer decoreba de nada.

Paras os que acham que só se aprende inglês com o método X, de uma olhadinha no site.

http://thepolyglotdream.com/
Pode-se aprender inglês traduzindo sim, especialmente no início, o que não pode é passar a vida fazendo isso, mas com o tempo vc vai ver que não será mais preciso traduzir, vc vai entender sem precisar traduzir, mas no início não faz o menor sentido não traduzir.
A melhor forma de se aprender a falar bem o inglês é com a tradução na minha opinião, sempre do português para o inglês se o seu idioma nativo é o português. Nos meus 21 anos como prof. De inglês tenho obtido excelentes resultados com os meus alunos e muita satisfação por parte deles todos. Mas,a tradução nunca deve ser feita palavra por palavra, a frase inteira deve ser traduzida por equivalências de ambos os idiomas. Ex: "Preciso colocar o meu sono em dia" não pode ser traduzido "I need to put the my sleep in day". Temos que encontrar a frase equivalente correta em inglês Ex: "I need to catch up on my sleep" agora é só se esforçar para poder memorizar está frase. Lembrem-se: No pain no gain!
Boa noite!
Tenho um vocabulário básico que aprendi traduzindo na escola publica e há pouco mais de um mês iniciei um curso na Uptime Comunicação em inglês.
Evito ao máximo traduzir porque existem expressões que existem apenas nos próprios idiomas(expressões idiomáticas) que você conseguirá compreender somando contexto social,histórico...etc...
Ao aprender outro idioma estamos também aprendendo novas maneiras de observar e sentir as coisas(isso é empírico!rs) e isso causa uma mudança signicativa no crescimento pessoal, e profissional consequentemente.
Tenho pesquisado bastante sobre o assunto e a melhor receita para aprender é foco e disciplina.
Nunca ninguém vai aprender estudando apenas uma vez por semana.Isso é balela de escola que quer passar a mão na sua grana!
Percebi que tenho evoluído bastante em todos os aspectos e isso é muito gratificante!Estou estudando há um mês e mês senti uma criança na pré escola...kkkk
...justamente pelo método pedagógico que é por Neurolinguística e mneumonica ,ou seja,da mesma maneira que aprendemos o nosso idioma.
Procure uma escola onde você se sinta bem e se adapte ao método pedagógico.
Espero ter ajudado!
OBrigado!