Para uma criança, qual é melhor: inglês americano ou britânico?

Tenho uma filha de 8 para 9 anos e quero que ela inicie seus estudos de idioma já focando no futuro, por isso quero inscreve-la num curso que abranja a preparação para uma vida acadêmica fora do país. Qual é a diferença ( pontos fortes e fracos) entre os cursos de inglês que têm foco no inglês britânico x inglês americano, qual seria mais indicado e vantajoso para iniciar uma criança no idioma? Sendo que a intenção é de preparar a criança para cursar uma Universidade fora do país, poderiam indicar-me cursos com essas características?
MENSAGEM PATROCINADA Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
1 resposta

Resposta aceita Resposta aceita
12575 2 19 257
Reconheço sua preocupação com o futuro da sua filha, mas sendo franco, ainda é muito cedo para você pensar em prepara-la para uma vida acadêmica no exterior. Ela ainda é uma criança do inicio do ensino fundamental.
Não há cursos de línguas para crianças que abranja preparação para o universo acadêmico. Via de regra, os cursos de Inglês são desenvolvidos considerando o nível intelectual e para uma alfabetização concomitante dos estudantes, para a idade e o tempo deles.
Crianças e adolescentes possuem a capacidade de se desenvolver e aprender uma nova língua muito mais fácil e rápido do que os adultos, se a sua filha for introduzida aos estudos da língua agora (com 8 anos) e der continuidade a isto de forma efetiva e sistemática, espera-se que ela seja bilíngue bem antes de estar na idade de ingressar numa universidade (o que deve ocorrer daqui a uns 10/11 anos).
Quanto a que tipo de Inglês estudar (Americano do norte OU Europeu), tenho dito que os diversos cursos regulares, ainda que tenham materiais de "origem ou editoras Britânicos", a maioria possui predominância do Inglês Americano não dando portanto a opção de escolha, na verdade muitos são um mix de ambos e ainda com bastante "Inglês Internacional" (falado por não-nativos) e, isto eu considero muito bom (muito recomendado por mim), este é o "pulo do gato" para o ensino e para o aprendizado moderno do Inglês.
Para finalizar, quando sua filha estiver mais próxima da idade de ir para a universidade, ela poderá fazer um cursinho extra de Inglês específico para fins acadêmicos, inclusive para realização de exames de admissão em universidades estrangeiras (há diversos, como o TOEFL).
Blz!