Quais os primeiros passos para morar no exterior?

Bom, a um bom tempo decidi que quero morar no exterior, por preferir as outras culturas, o modo de viver, além da diferença do país, qualidade de vida, etc.
Tenho 16 anos e preciso me planejar, saber o que daria certo, ver as documentações e esse tipo de coisa.
O que mais me deixa com dúvida é se compensa fazer faculdade no Brasil. Não sei se o diploma daqui é tão valorizado no exterior, e mesmo que seja, não seria complicado se mudar e logo conseguir trabalhar na área que eu me formaria? Vejo alguns canais de pessoas que foram morar nos EUA, Canadá, e todas dizem que quando você se muda você não pode escolher muito os trabalhos, porque é difícil conseguir rápido, e que quase qualquer tipo de trabalho lá é bem valorizado e não têm muitos preconceitos igual no Brasil, por exemplo (isso foi o que eles disseram).
Gostaria de saber quais são as primeiras coisas a fazer. O país que sempre gostei e quis foi Inglaterra, mas não seria minha prioridade porque pelo que pesquisei parece ser um país muito mais complicado para ingressar logo de cara. Por meio de algumas pesquisas em fóruns, disseram que Irlanda é mais fácil para "ir".
Qual a melhor maneira para ir? Intercâmbio? Teria como estudar e trabalhar ao mesmo tempo? Quais as coisas necessárias para conseguir tudo isso?
(Me desculpem se tiver algum tópico com esse assunto. Pesquisei e não tinha nenhum caso parecido.)
Obrigado.

Mais Votada Mais Votada

André,
Me chamo Luis e já tive a oportunidade de morar no exterior em alguns países diferente por curtos periodos de tempo
6 meses em Salamanca(Espanha), 3 em Marbella(Espanha), 1 (Madrid), 3 em Nanaimo(Canada), 1 Orlando(EUA)
Pelo que pude notar você não pretende ficar a curto prazo lá e sim a longo prazo então vou te passar o pouco que minha vivência no exterior me passou sobre o assunto e partir do princípio que seu objetivo é ficar lá fora a longo prazo, e de fato morar lá fora "pelo resto da sua vida"
Primeiramente vou abordar alguns tópicos que são essenciais para quem está querendo morar fora.
1) Capacidade Emocional e Força de vontade: A primeira coisa e a mais importante que você precisa ter é força emocional, pois você estará longe da sua família, amigos, e todos aqueles que podem lhe oferece conforto uma vez que você está triste, cansado, exausto e etc...
2) Força de vontade e Planejamento : Planejamento é essencial, e força de vontade para correr atrás do planejado também. É necessário estudar o país(es) para o qual você planeja se mudar, por exemplo, se você for para os EUA/Inglaterra, quanto tempo você poderá ficar lá sem ter cidadania? Uma vez que você descobrir quanto tempo, como posso fazer para estender o prazo? Como estudante quanto tempo posso ficar? Como faço para estudar em tal faculdade de tal país? Quanto dinheiro vou gastar, quanto tenho que poupar? Se preciso arranjar um emprego para me sustentar qual a melhor maneira de fazer isso?

Vou responder agora um pouco dessas perguntas baseado na minha experiencia na Espanha e ganha através de conhecidos que de fato fizeram isso.
É possivel trabalhar e estudar sim, entretanto é muito mais dificil conseguir isso sem um certificado de lingua nativa da região e a nacionalidade da região, e o estudante certificado pelo consulado do país, pode ficar muito mais do que em um simples intercambio não justificado(caso seja uma faculdade você pode ficar até acabar a faculdade)
Todos os trabalhos lá são muito mais bem tratados do que aqui no brasil, alguns jovens vivem com o que ganham como garçons de bares, ajudante de cozinha e etc(isso é claro se você decidir ir para uma cidade barata, como por exemplo as cidades universitarias da inglaterra)...Vale lembrar que a situação de desemprego na Europa em geral não está boa agora então será mais(muito) difícil que nunca conseguir emprego.
Se você fizer uma faculdade lá fora sua chance de conseguir um emprego lá fora aumenta muito, e com um emprego de carteira assinada acredito que seu tempo limite também cresça

Quais minhas recomendações:
1) Faça um intercâmbio antes de decidir se vai de fato morar lá fora através de sua faculdade, colégio(alguns colégio disponibilizam) ou concurso(ex: concurso santander de intercambio), alguns intercâmbios para algumas cidades da Europa fornecem já com programa de trabalho incluido reduzindo muito o custo.(se tiver dinheiro, um intercambio é muito fácil de fazer, se não tiver muito dinheiro tampouco é complicado só vai exigir um pouco mais de pesquisa para redução de custos.
2) Caso não tenha mudado de ideia, corra atrás de um certificado de linguá nativa e descubra se alguém de sua família tem ascendencia do país que você planeja ir e tente tirar o passaporte de tal país(brasileiro pode ter dupla nacionalidade)
3)Depois de planejar tudo corra atrás, não deixe nada no seu caminho e lute para conseguir o que você quer, mas saiba que fazer isso não é fácil, muitos desistem no meio e os que conseguem, dizem que valeu muito apena, mas ele são os que mais lutaram.

Um abç e boa sorte
MENSAGEM PATROCINADA Você sabe como está o seu nível de inglês? Teste agora GRÁTIS em apenas alguns minutos.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
andrefbjr escreveu:Tenho 16 anos e preciso me planejar, saber o que daria certo, ver as documentações e esse tipo de coisa.


Hello andrefbjr, how's it going?

Ouça os podcast's abaixo. Eles vão te ajudar muito na organização da viagem. Mas lembre-se, é somente um norte. À partir daí, muitas coisas virão. Mas acredito que é um plano para ser executado à longo prazo, não é mesmo? Até porque, antes dos 18 anos acho muito difícil você conseguir isso tudo.

https://www.englishexperts.com.br/0 ... ra-os-eua/

https://www.englishexperts.com.br/0 ... francisco/

Mas sonhe. Não deixe de sonhar. E não deixe de agir também, que em breve você pode fazer do seu sonho, uma realidade.

God bless you.
Hugs.
Avatar do usuário Adriano Japan 805 1 18
Olá André, tudo bem?
Não sei se você ainda utiliza este fórum mas achei muito bacana a sua mensagem, aos 16 anos já planejando concretamente a vida que deseja seguir daqui em diante.
Creio que já esteja com 18, 19 anos não é? Acredito que esta seja a fase-chave para você decidir o que fazer. (se é que já não está no exterior)
De um tempo para cá ando muito surpreso com a quantidade de pessoas que dizem desejarem deixar o Brasil a qualquer custo, qualquer vídeo de Youtube, site de notícias, blogs, os mesmos comentários. Estou completamente desinformado sobre o que se passa no Brasil (até meu português é de antes do acordo ortográfico então desculpem-me os erros) mas creio que esta crise é uma motivação a mais para quem deseja fazer as malas e tentar novos horizontes.
Também comecei como você, estudando línguas bem cedo e planejando conhecer o mundo ainda na época da escola, logo depois do meu primeiro intercâmbio no exterior tive a convicção que realmente estava preparado e designado a morar fora.
Acho que os colegas aqui do fórum se lembram, vivia revoltado com tudo e só sabia falar mal do Brasil. Era a época em que estava "de férias" forçado no Brasil rs como muitos outros poderão se identificar, fato é que você nunca mais consegue ser a mesma pessoa depois que volta de um intercâmbio ou viagem longa no exterior, tudo que você já não gostava no Brasil te atormenta infinitamente mais depois que volta, talvez dado pelo fato que tudo que seria absurdo, surreal em outros países parece "normal" para quem sempre viveu no lugar onde nasceu.

A primeira dica que te dou é ter fé e correr atrás do seu passaporte assim que completar 18 anos.
Não ligue para a validade dele nem para o que os outros dizem. Me disseram que era "absurdo" "desperdício de dinheiro" ter passaporte tão cedo sem previsão de usá-lo só para ter que ir tirar outro depois. No final das contas, utilizei-o bem antes de vencer e só fui renovar outro no consulado do Brasil, onde por incrível que pareça é bem menos burocrático e leva menos tempo.
Então acredito que o passaporte é primeiro passo, a prova para você mesmo que com força de vontade logo logo estará batendo azas.

O segundo, obviamente é decidir em qual país concretamente você deseja viver.
Faço da dica do Luís a minha, se você tem condições de conseguir uma bolsa, um intercâmbio, já é meio passo andado e você terá oportunidade de sentir realmente o que é o lugar onde você até então só "sonhou" em morar. Colocar na balança os pros e cons.
Você não precisa de 1 centavo nem ter graduação para fazer um intercâmbio com tudo pago, basta muita pesquisa, leitura de sites na própria língua e força de vontade. A falta de informações em português pode passar a idéia que é quase "impossível" imigrar para um país ao seu gosto por conta própria e quando quiser, mas se você procurar por informações direto na fonte, já falando a língua estrangeira, se dará conta que imigrar é a coisa mais fácil do mundo, e caso deseje ficar depois, renovar seu status é como uma ida ao dentista. Não é nem próximo do que te exigem quando você vai pela primeira vez.
Se tiver boas intenções e força de vontade você VAI conseguir ficar. As opções são ilimitadas.

Sobre estudo e trabalho aí já vai depender e muito de cada pessoa e o tópico ficaria muito longo, mas é o que você mesmo disse no começo do tópico mesmo, pelo menos em todos os países que passei nunca encontrei ninguém "metido a besta", se achando melhor que alguém por conta de um adorno ou profissão, quando você sair do Brasil verá que isto é apenas resquícios do nosso sistema Senzala/Casa Grande que persistem em ocorrer na sociedade, estudando história verá fatos e fenômenos interessantes, como os nobres descendentes de Europeus ainda no Brasil recém-descoberto, vestindo camadas e camadas de vestimentas utilizadas no clima europeu, tudo isso em pleno Rio de Janeiro, com o único intuito de jamais se misturarem ou sequer parecer um cidadão "comum". Os altíssimos preços de qualquer coisa no Brasil só contribuem para esta mentalidade continuar até os dias de hoje, 2017.

Deixo-lhe um artigo que li ultimamente, muito interessante e que possa te fazer pensar sobre a sua decisão de morar fora.
http://projetodraft.com/voce-quer-mesmo-deixar-o-brasil-tem-certeza/

Abs e tudo de bom!