Qual pronúncia é mais fácil para Brasileiros: Inglês Americano ou Inglês Britânico?

Jorilaine 80
Eu gostaria de saber qual inglês (sotaque) é mais fácil de assimilar para brasileiros. Me parece que o inglês americano é mais próximo do português do que o inglês britânico. Além do fato de estarmos mais expostos ao inglês americano, em séries (Netflix), músicas, filmes, tecnologia (redes sociais, Facebook) etc.

O que acham?
Cambly Brasil - Mensagem Patrocinada Você tem medo de falar inglês? - Se você já estudou inglês mas ainda se sente inseguro(a) saiba que o primeiro passo é se expor ao idioma. Converse grátis por 15 minutos com um professor de inglês nativo, você vai se surpreender o quanto isso pode fazer a diferença.

Começar agora!
2 respostas
Ordenar por: Data
Cinnamon 19700 15 55 462
Gosto de diversos sotaques do inglês. O Britânico é a minha "menina dos olhos" já que estudei inicialmente "este" inglês.
Mas, com certeza o inglês americano soa mais fácil, é mais natural para nós brasileiros e melodicamente (creio eu) podemos imitá-lo mais facilmente. Na dúvida vá de American English, como você mencionou mais presente nas músicas, filmes, etc., só não vale misturar OK.
No demais, não existem tantas diferenças exceto na pronúncia e com relação a palavras diferenciadas (mais ao gosto de um ou outro lado). A gramática basicamente não muda.
That's my opinion!
PPAULO 59090 6 45 1056
Cinnamon, my buddy, there are Americans and Americans, and British and British speakers.

I would say this is a bit challenging at from 1'20" - 1'41" (when the guy gets agitated, machine fires in a such a run-on 'rampage', ha ha).
Ref. youtube
In time: "the shot seen around the world" here, is about a game event, not a factual event.

Americans love to listen Hugh Grant speaking, I find his diction cringeworhty, hard to pick. Well, Brazilian untrained ears, certainly. Anyway, to me it doesn't make justice to his impressive acting and stage presence.
But again, it's me.

I like both English types, but on everyday basis I would be more inclined to watch the news on CNN than to watch them on BBC (I mean, I pick the sound of words better at times, it's not about the news per se).

Anyway, all in all I know that there are more similarity than differences, and using accidentally one at the other side of the pound won't cause miscomunnication.
Granted, sometimes it does, sort of. As in the case a person that called "lift" instead of elevator in the United States all the time, getting momentaneous blank stares. But nothing dramatical.
It happens even in Brazil, when people live in a place and move between regions.