Quando usar um adjetivo ou não para qualificar substantivos?

A regra mais simples e conhecida do inglês é que a palavra que vai qualificar um substantivo deve vir antes dele. Exemplo: "I bought a red ball." - O red, que é um adjetivo, deve vir antes do substantivo ball para dizer qual é a característica da bola (nesse caso, a cor dela). Mas, em frases como "I am a southern Brazilian." para dizer "Eu sou sulista/brasileiro do sul.", por que não se poderia usar simplesmente "I am a south Brazilian.", com o próprio substantivo "south" antes de outro substantivo para dar a característica dele, em vez de usar o adjetivo "southern", já que tem inúmeros substantivos (que não possuem uma forma adjetivada como o south/southern) que podem ser usados antes de outros substantivos para dar características a esses últimos, funcionando, desta maneira, como adjetivo, mesmo não sendo um? Meu post deve ter ficado um tanto confuso, porém espero que vocês tenham entendido qual é a minha dúvida e consigam, deste modo, saná-la. Agradeço desde já a atenção.
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Marcio Osorio de Fa 1030 18
De nada desde já.

Porque os falantes nativos de inglês preferem (ou empregam o termo) assim.

Moro no nordeste do Brasil e minha ex-namorada americana me qualificava como "Northeastern Brazilian", e não "North Brazilian". Então aprendi, com ela, que deveria dizer "Northeastern..."

Se você fizer uma busca no Google por "South Brazilian" e outra por "Southern Brazilian", verificará que da primeira encontrará 52.100 instâncias e da segunda, 153.000.

Vá se acostumando a empregar o termo como o pessoal de língua inglesa se acostumou.

Repetindo, para pessoas, pelo menos os americanos empregarão "Southern..."
Marcio Osorio de Fa escreveu:De nada desde já.

Porque os falantes nativos de inglês preferem (ou empregam o termo) assim.

Moro no nordeste do Brasil e minha ex-namorada americana me qualificava como "Northeastern Brazilian", e não "North Brazilian". Então aprendi, com ela, que deveria dizer "Northeastern..."

Se você fizer uma busca no Google por "South Brazilian" e outra por "Southern Brazilian", verificará que da primeira encontrará 52.100 instâncias e da segunda, 153.000.

Vá se acostumando a empregar o termo como o pessoal de língua inglesa se acostumou.

Repetindo, para pessoas, pelo menos os americanos empregarão "Southern..."

Como você é do nordeste, acho que no seu caso nem o "North Brazilian" deveria ser usado, já que significaria que você é um brasileiro do norte, sendo que você é do nordeste. Talvez minha dúvida no seu caso ficasse entre "Northeast Brazilian" e "Northeastern Brazilian". Mas então, sobre o meu post mesmo, eu acho meio estranho, porque, se você jogar no Google "South Brazil" aparecem resultados sobre a região sul do Brasil. Agora, se eu quiser dizer "sulista", aparece que o correto é "Southern Brazilian" em vez de "South Brazilian". É esse tipo de coisa que eu não consigo entender.
Avatar do usuário Redseahorse 7980 1 13 143
como substantivos ou adjetivos, toda estas palavras (pontos cardeais e colaterais) possuem o mesmo significado, ou seja:

North = Northern
Northwest = Northwestern
West = Western
Northeast = Northeastern
East = Eastern
South = Southern
Southwest = Southwestern
Southeast = Southeastern

o que ocorre é que na prática, usando o teu próprio exemplo, convencionou-se usar SOUTH para SUL, e SOUTHERN para DO SUL, nessa mão, faria mais sentido aos ouvidos da gringaiada dizer: " I´m a southern Brazilian " ou " I´m a Brazilian from the south " o que daria na mesma!
Redseahorse escreveu:como substantivos ou adjetivos, toda estas palavras (pontos cardeais e colaterais) possuem o mesmo significado, ou seja:

North = Northern
Northwest = Northwestern
West = Western
Northeast = Northeastern
East = Eastern
South = Southern
Southwest = Southwestern
Southeast = Southeastern

o que ocorre é que na prática, usando o teu próprio exemplo, convencionou-se usar SOUTH para SUL, e SOUTHERN para DO SUL, nessa mão, faria mais sentido aos ouvidos da gringaiada dizer: " I´m a southern Brazilian " ou " I´m a Brazilian from the south " o que daria na mesma!


Esse que é o problema. Não entendo por que dá para se usar "South Brazil" para se referir ao sul do Brasil, mas tem-se que usar "Southern Brazilian" para se referir a alguém que é do sul do Brasil.

Um trecho retirado da internet: "South Brazil is home to many of Brazil’s top natural attractions, from the Southern Pantanal to the canyons of Rio Grande do Sul, from the Iguazu Falls to the World Biosphere Reserve of the Atlantic Rainforest. Despite these fantastic places, the region has, until recently, been overlooked by most visitors to Brazil. Here we give a few good reasons to visit."

Ou seja, ele está se referindo simplesmente à região sul do Brasil.

Agora nesse outro trecho também retirado da internet: "In 1898, there were 300,000 people of Italian origin in Rio Grande do Sul, 50,000 in Santa Catarina and 30,000 in Paraná. Nowadays, their Southern Brazilian descendants number 9.7 million and comprise 35.9% of Southern Brazil's population."

Desta vez, está se referindo aos habitantes da região sul do Brasil.

E, de qualquer forma, nos dois trechos anteriores, tanto o South quanto o Southern estão caracterizando uma palavra: o South, caracterizando o Brazil; o Southern, caracterizando o Brazilian. São essas diferenças que eu não consigo entender, sendo que ambas as palavras são usadas para caracterizar outra; porém, uma é um substantivo sendo usado para caracterizar a outra palavra, e, a outra, um adjetivo sendo usado para caracterizar a outra palavra.
Avatar do usuário Redseahorse 7980 1 13 143
Como disse acima, as palavras South e Southern, significam rigorosamente a mesma coisa!

Por vezes, você verá ambas em diversos textos e com o mesmo significado. Portanto, por vezes o teu entendimento está estreitamente correlacionado a sua aceitação sem barreiras de nuances semânticas como estas, peculiares de uma língua razoavelmente diferente da tua.