Sugestão: criem situações e diálogos

Boa noite pessoal,

Tenho uma sugestão que penso ser interessante e acho que nos ajudará demais a desenvolver o inglês. Mas é preciso que as demais pessoas participem. A idéia é que todos se ajudem, o que segue coerentemente os conceitos deste forum. É o seguinte

Pode-se resumir/agrupar as possibilidades de interlocução do inglês em duas classificações: as situações e os diálogos.

As situações ocorrem no dia a dia. Você absorve das situações as informações, transforma as informações em conhecimento e usa isso na construção dos diálogos.
As vezes fico tentando imaginar situações pra me deparar com novos vocabulários de inglês, novos desafios de frases, mas a criatividade acaba se esgotando após as primeiras formulações, acho que todos (que estão aprendendo) passam por isso.

Então a sugestão:
Cada um descreve uma pequena situação ou diálogo (informe no título se é situação ou diálogo- em negrito como aqui) em inglês com a tradução (mais literal possível) em português.

E aproveita-se para explicar questões referentes à frase construída, tais como palavras com outro significado atribuído devido ao contexto, excessões às regras, a estrutura que a frase é construída, a aplicação dos tempos e tipos de verbos, etc.

Ex.:

João buy one dog but he were die when arrive in your home
João comprou um cachorro mas ele foi morto quando chegou em sua casa.
tenho dúvida

(Nem sei se está certo, sou bem ainda)

Entretanto isso seria interessante caso tivéssemos a participação de pessoas que realmente tem certeza do diálogo produzido. Daí podíamos, pra organizar, colocar um símbolo como a indicação tenho dúvida ao final, para quando não se tem certeza das construções e certo para o que se tem plena certeza (ambos em itálico).

Porque dessa sugestão de exercício:
Penso que é um modo de compartilhar o conhecimento e de se aproveitar das infinitas possibilidades de um grupo. Cada um tem sua própria vivência do aprendizado do inglês e do próprio cotidiano e assim pode-se disponibilizar um acervo enorme de situações que favorecem o aprendizado.

Não sei se vai pegar, se vão aprovar, ou não... mas se é sugestão a intenção é a que, antes de tudo, vale. ehehe

Atenciosamente.
MENSAGEM PATROCINADA Você sabe como está o seu nível de inglês? Teste agora GRÁTIS em apenas alguns minutos.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
Avatar do usuário Donay Mendonça 49085 21 73 1138
Adremkt000,

Algo bem parecido já foi colocado em prática aqui, na seção Off Topic.Dar certo, para mim, é mais uma questão de momento do que de intenção.Sua idéia é boa sim,vamos aguadar mais comentários.


Bem Vindo Ao Fórum!
Avatar do usuário Marcio_Farias 12350 1 22 206
Here comes a personal comment. adremkt000, it appears to me that you've probably referred to John having bought a sick dog. But you've inadvertently used a verb in the present tense. You should have used it in the past tense.

João buy one dog but he were die when arrive in your home
João comprou um cachorro mas ele foi morto quando chegou em sua casa.

John bought a dog, but it died when it arrived home. (The dog may possibly have died of malnutrition, a fact John failed to see when he bought it. Or the pet shop seller wanted to make a fast sale by quickly selling the ailing dog to the next unwary buyer that happened to saunter into the pet shop. Either that or someone unintentionally fired a gun at the poor dog at John's home. Or, worse yet, cruelly dismembered it, all without John seeing it, storing the tenderest portions of it in the refrigerator for subsequent consumption. There lay many possibilities as to what a guy, say, a psycho or a schizophrenic person could do to a dog. Don't suspect the pet shop seller yet. I'll have a Medical Detectives team check for evidence. Someone's gotta pay for that crime.)

Here. I attempted to create a situational instance in which you could easily build up a dialogue. You can always go "situational." Or let it go at that.