Tradução de algumas frases da música Photograph

475 7
Loving can hurt, loving can hurt sometimes
But it's the only thing that I know
When it gets hard, you know it can get hard sometimes
It is the only thing makes us feel alive


1- Amar pode machucar (machucar alguém) ou Amar pode doer (sofrer por consequência de amar)? A frase, em inglês, é ambígua?

2- Por que existe but, se a frase não se opõe a nada?

3- Qual é o sentido de dizer que a única coisa que nos faz sentir vivo é a dificuldade de amar? Se a possibilidade de amar fosse o que nos fizesse sentir vivos, eu teria compreendido.

4- Não se pode omitir that antes de verbo, se não me engano, mas a música faz isso. Ainda é errado se expressar assim?

We keep this love in a photograph
We made these memories for ourselves
Where our eyes are never closing
Hearts are never broken
And time's forever frozen still


5- Se o tempo está congelado para sempre, então não entendo por que dizer ainda, na mesma frase. Como posso entender o uso desse still, então?

So you can keep me
Inside the pocket of your ripped jeans
Holding me closer 'til our eyes meet
You won't ever be alone, wait for me to come home

6- Espere-me para ir pra casa (só vá pra casa, depois que eu chegar) ou Espere que eu vá pra casa (acredite que eu chegarei lá)? A frase, em inglês, é ambígua?
MENSAGEM PATROCINADA Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
25 respostas
Ordenar por: Data

Resposta aceita Resposta aceita
47895 6 40 850
1- Amar pode machucar (machucar alguém) ou Amar pode doer (sofrer por consequência de amar)? A frase, em inglês, é ambígua?
Não em minha opinião, "doer" e "machucar" podem e nesse caso devem ser a mesma coisa (emocionalmente falando - não penso que esteja falando fisicamente).

2- Por que existe but, se a frase não se opõe a nada?
A música é escrita meio que do jeito que se canta, mas façamos as duas partes uma coisa só aqui:
Loving can hurt, loving can hurt sometimes But it's the only thing that I know.
O amor pode machucar/doer, ás vezes amar pode machucar, mas é a única coisa que eu conheço/que eu sei fazer.

3- Qual é o sentido de dizer que a única coisa que nos faz sentir vivo é a dificuldade de amar? Se a possibilidade de amar fosse o que nos fizesse sentir vivos, eu teria compreendido.
De novo, é só fazer das quatro partes uma só (como se fosse uma estória).
O que o faz sentir vivo é que ele só sabe amar (ou seja, refere-se à segunda linha - but it's the only thing that I know.), repare que há uma ligação entre
As duas situações.
Observe que a 1a e na 3a linha tem um "cordão umbilical", uma ligação que é "love can hurt..." e "when it gets hard... " (a parte difícil/puxada/problemática do relacionamento). Já a 2a e a 4a é sobre como (e porque) ele não desiste:
But it's the only thing that I know.
It is the only thing makes us feel alive.

Está implícito então que:
But (loving) it's the only thing that I know.
(loving) It is the only thing makes us feel alive.

4 [e 5? ...talvez ]) Frozen still:
"still" algumas vezes é uma coisa parada, algo que pára no tempo. Na arte, sobretudo pintura há uma área onde os pintores se especializam em coisas paradas, chama-se "still life" (natureza morta - por que não aparece animais, pessoas, etc).
Frozen - congelado.
Frozen still - congelado, parado no tempo, etc. As duas com conceitos similares devem ter sido usados para efeito dramático, etc.

So you can keep me
Inside the pocket of your ripped jeans
Holding me closer 'til our eyes meet
You won't ever be alone, wait for me to come home


6 - Você nunca estará só. Espere me voltar pra casa.
O uso deve ser idiomático, pode-se dizer "to come home" para coisas futuras. Se eu entendi a pergunta. Além de que, é música e com música algumas vezes a gramática não anda de mãos dadas com a prática do inglês escrito (outras vezes nem mesmo do inglês falado - norma culta, por assim dizer).
Me parece também que você tenta "traduzir" e entender cada frase separadamente, tem que ver o contexto geral, como um estória.

De qualquer forma, se essa resposta ficar incompleta já temos 5/6 das suas perguntas resolvidas. E o perfeito é inimigo do bom. :-)

475 7
PPAULO, sua contribuição foi ótima, muito obrigado!

Seguem, abaixo, alguns comentários sobre as respostas:

1- Entendo que o sofrimento apontado é sentimental, na música; A dúvida era se esse sofrimento age em quem ama (por frustrações e perdas) ou em quem é amado (por ser submetido a dificuldades, para seu próprio bem). Usei os verbos Doer e Machucar, como exemplos, porque eles possuem usos diferentes, dependendo das frases: Uma faca não dói, ela machuca (alguém ou algo); Um ferimento não machuca, ele dói (ele é sentido como sofrimento);

2- OK - Substituir que eu conheço por que eu sei fazer foi a peça chave para meu esclarecimento;

3- OK - Que confusão causaram ligando a 3 com a 1, e a 4 com a 2. Isso foi feito apenas para dar uma bela sonoridade à música ou porque, em inglês, as pessoas também "pensam" nessa ordem?;

4- Essa pergunta foi pulada. Ela refere-se a ausência aparentemente obrigatória do that na frase marcada;

5- OK - Então, o still deve estar ali para ressaltar que além de congelado, o tempo também está parado (apesar disso ser uma afirmação redundante);

6
- A dúvida é se ela deve esperar o narrador chegar em casa ou se ela deve esperar o narrador chegar, para só então ela ir pra casa.

47895 6 40 850
1- We are used to think the music is about a relationship with a girlfriend, it´s not. I run a search and found it is about the love a child feels for his grandmother. You find some sites stating it´s for his mother, but it doesn´t seem so. His mother is alive, I don´t know if he would give her tribute now,.but you know, it´s never late or early to praise your parents, grandparents or relatives.

http://www.balutmanila.com/2018/05/me-a ... s-day.html
Grandmother
https://prezi.com/p/cm3gv2kqmajc/music- ... hotograph/
https://www.lyricinterpretations.com/ed ... photograph
Mother

3- Perhaps I puzzled you by throwing numbers, to me it´s a perfect order of reasoning. Not trying to mix up things again, but in two lines it would be:
Loving can hurt, loving can hurt sometimes But it's the only thing that I know When it gets hard,
You know it can get hard sometimes It is the only thing makes us feel alive

Here we have two antitheses (I mean in the sense of contrast):
It (love) can hurt - but it´s the only thing that I know. [ it´s what I know - it´s my natural reaction]
It can get hard sometimes - it is the only thing makes us feel alive (again, it´s the only thing makes us, hence me, alive)

The first reaction is a bit on the gut instinct, and the second is almost gut instinct, but similarly it´s the explaining why he takes this course of action. That is, he won´t do another thing (because doing what he is doing is what makes him feel alive).

4- Sorry for having skipped it in the previous answer, only after rereading it I got hold of what you wanted and where it was.
It can get hard sometimes - it is the only thing [THAT] makes us feel alive.

Could be both, one can use "that" or "leave it out" (omit it), it´s rather usual the omission of it. The relative pronoun [in this case -THAT] can be omitted because it´s also the object of the clause. That is, one would understand it even without such relative pronoun.

Hence, in this case "the only thing" is the object of the verb "makes" , the same way "The woman (that) the man loved was living in New York."
https://www.ef.com/ca/english-resources ... e-clauses/

6- translation from Vagalume:
At the end of the song -
When I'm away I will remember how you kissed me // Under the lamppost back on 6th street
Hearing you whisper through the phone // Wait for me to come home

Quando eu estiver longe, Me lembrarei de como você me beijava embaixo do poste de luz da 6ª rua (ou rua 6 em português)
Ouvindo você sussurrar pelo telefone //Espere por minha volta para casa.


It´s her that was going out, so she would kiss him. Then, certainly when she had time she would call home and assure him and promise him she was going to be back.

And at the middle of it, it´s his time to make assurances to her and the promise to be home:

So you can keep me inside the pocket // Of your ripped jeans //Holding me close until our eyes meet
You won't ever be alone //Wait for me to come home


Então você pode me guardar no bolso do seu jeans rasgado.
Me abraçando perto até nossos olhos se encontrarem. Você nunca estará sozinha, espere por minha volta para casa.


Hence, a child that promises to be back home to her. The music is out of the wish to be reunited again, and to protect her with his embrace by presence as any child should -normally - do to their beloved ones.

I hope it have clarified your question. If any more questions raise feel free to ask.

1740 4 52
1- In this context, it is a little bit of both, but perhaps a little more towards machucar. The effort of loving here is causing pain (machucar), but in some sense it is completely internalized, that in the act of loving this way you are hurting internally (doer). You are hurting due to the circumstances you are in, in that relationship.

3 - Actually, I would interpret that what's making him feel alive is any challenge, any "pain", not the challenge of love specifically. But it is open for interpretation.

I'm not sure how it goes in Portuguese, but to "feel alive" sounds pretty lofty and can have figurative significance in English. People will talk about how they need to do something exciting in order to make them "feel more alive".

4- Listen very closely to the song again, he does say that but it is under his breath and quiet.

5 - In the context of freezing time, it doesn't sound right to say "time stands". I think it's just become part of all time manipulation vocabulary that time doesn't stand, it stands still.

To expand on the idea, it is possible for a person to stand in one location, but still be moving, fidgeting, wiggling, checking their phone, wobbling from one foot to the other, but someone standing truly still will be completely frozen in their position and not be doing any of those things. A soldier standing at attention ("ficando em sentido") is standing completely still. https://en.wikipedia.org/wiki/At_attention

6 - There is some ambiguity here, but it is definitely not the first one - i.e. not "só vá pra casa, depois que eu chegar".

On the surface, it is "stay at home and wait for me, I will be there soon", but there is another meaning for "to come home", which is "to do the right thing in the end, to find one's way back to one's proper path or destiny". I think he meant to play between these two meanings, when writing the song.

Paul McCartney's song "I want to come home" is another example of this usage, and the lyrics convey the idea well.

47895 6 40 850
Of course, the feelings/events in that song can be applied to other relationships as well, romantic ones - for instance.
That´s why we are used to think of the song as such. ;-)
And I completely with Bryan on that one, thanks for your insight, I like it. Especially the item #6, I couldn´t have put it better myself.
MENSAGEM PATROCINADA Evite gafes, baixe o guia sobre Gestos Internacionais da English Live. Você irá aprender: Gestos de mão engraçados (alguns nem tanto!) e erros comuns com gestos que tem significados diferentes.

Download do Guia em PDF - Grátis!

47895 6 40 850
4- Listen very closely to the song again, he does say that but it is under his breath and quiet.
This reminds a listening I did with a Maddona´s song, there was a certain word that I never listened, try as I might.
It was an exercise of listening at a speaking English course, I only knew it because it was on the lyrics, in the paper - and my teacher would point out.
Even so, I tried again and didn´t pick the thing up. The word I don´t remember right now, though. It´s such an interesting thing that happens to untrained ears like mine! Trained in Portuguese, but not enough in English I mean.

475 7
Fico muito feliz em ver como essa discussão está sendo riquíssima, tanto na tradução inglês-português, em si, como também na interpretação da letra da música!

PPAULO e Bryan, suas colocações foram excelentes e irei comentá-las, detalhadamente.

Estou demorando para responder porque esse tópico, assim como alguns outros que posto aqui no English Experts, não são apenas de traduções diretas de frases; Eles envolvem uma interpretação que abrange o conhecimento de palavras, do uso de determinadas frases e, às vezes, como nessa música, da contextualização.

47895 6 40 850
Take your time.
We know lyrics is something that takes time to digest. There are geographical, the context of the singer background, genre, cross-cultural insights, and other factors in play. ;-)

475 7
PPAULO escreveu:1- We are used to think the music is about a relationship with a girlfriend, it´s not. I run a search and found it is about the love a child feels for his grandmother. You find some sites stating it´s for his mother, but it doesn´t seem so. His mother is alive, I don´t know if he would give her tribute now,.but you know, it´s never late or early to praise your parents, grandparents or relatives.
1- OK- Nossa, passei a admirar ainda mais a música, sabendo que ela aborda a relação entre mãe e filho. No entanto, considerando todo o sentimentalismo empregado, não acho que ela se refira a relação entre avó e neto. Aliás, o cantor Roberto Carlos também fez uma LINDAAAA homenagem a sua mãe, enquanto ela ainda estava via, com a música Lady Laura. Detalhe: sempre choro, ao escutar essa música sendo cantada por ele, ao pensar na minha relação com minha mãe.

https://www.letrasdemusicas.com.br/robe ... ady-laura/
PPAULO escreveu:3- Perhaps I puzzled you by throwing numbers, to me it´s a perfect order of reasoning.
3- OK- Você tem razão. Observando bem, ela não está fora de ordem. De qualquer maneira, foi ótima aquela análise 1-3 e 2-4, pois me ajudou a entender melhor a letra.
PPAULO escreveu:4- Could be both, one can use "that" or "leave it out" (omit it), it´s rather usual the omission of it. The relative pronoun [in this case -THAT] can be omitted because it´s also the object of the clause.
Nesse caso, PPAULO, that não poderia ser omitido, pois ele tem função de sujeito, e não de objeto. E como sujeito, conforme seu link diz, o that não poderia ser omitido:

The relative pronoun can only be omitted when it is the object of the clause. When the relative pronoun is the subject of the clause, it cannot be omitted. You can usually tell when a relative pronoun is the object of the clause because it is followed by another subject + verb.
PPAULO escreveu:6- And at the middle of it, it´s his time to make assurances to her and the promise to be home:

So you can keep me inside the pocket // Of your ripped jeans //Holding me close until our eyes meet
You won't ever be alone //Wait for me to come home
6- Parcialmente OK - Entendi a tradução da frase, obrigado!

Mas nessa parte quem está falando é a mãe, e não ele. Inclusive ele usa uma voz feminina ao cantar o trecho. Mas aí, surge uma confusão: se é ela quem "canta" nessa parte, ela não poderia ter dito "Wait for me to come home", pois foi ele quem saiu dessa vez!

475 7
Bryan

1- OK - Você tem razão. A dor resultante do amor é provocada e sentida, simultaneamente.

3 - OK - Interessante análise. O que o motiva a viver pode ser os desafios da vida, e não necessariamente amar.
Bryan Philpott escreveu: 4- Listen very closely to the song again, he does say that but it is under his breath and quiet.
Após ler essa resposta, fui checar vários vídeos da música, sendo cantada por diferentes pessoas, e notei que muitas utilizam realmente o that, no trecho, talvez buscando corrigir a letra original, mas algumas outras pessoas cantam sem o that.

Sem o that:

https://youtu.be/nSDgHBxUbVQ (a versão originalmente gravada por Ed Sheeran);

https://youtu.be/tIA_vrBDC1g (Alejandro Manzano + Bea Miller)

Com o that:

https://youtu.be/7u9xnnqgG2Y (Leroy Sanchez);

https://youtu.be/D53wZAQ7Kxw (Twenty One Two)

Teoria: Será que a letra da primeira gravação estava errada, e posteriormente quiseram manté-la sem alterações para preservar a sua originalidade? Isso acontece MUITO aqui nas músicas nordestinas de forró. Apesar de estarem claramente erradas, os novos cantores preservam a sua originalidade, cantando-as com as falhas gramaticais.

5 - Bryan, sua resposta esclareceu perfeitamente a diferença entre stand e stand still. No entanto, não ficou claro ainda a diferença entre frozen e frozen still.

6
- OK - Obrigado pelo esclarecimento!

30 1
É a primeira vez que eu ouço essa música.
Parece que é um filho conversando com a mãe que o abandonou.

Loving can hurt
O abandono não cessa o amor, por isso dói

We keep this love in a photograph
We made these memories for ourselves
Where our eyes are never closing
Our hearts were never broken

Parece a lembrança de um tempo em que ela ainda não tinha partido e não havia o sentimento de dor causado pelo abandono

So you can keep me
Inside the pocket of your ripped jeans
Holding me close until our eyes meet
And you won't ever be alone
Wait for me to come home

É como dizer: A "onde quer que você esteja (no mundo), espere eu poder cuidar de você pra você poder voltar pra casa e você nunca mais estará sozinha (no mundo)."

Loving can heal
Loving can mend your soul

And is the only thing that I know, know
I swear it will get easier
Remember that with every piece of ya
And is the only thing we take with us when we die
O amor cura através do perdão

And if you hurt me
That's okay, baby

Only words bleed
Inside these pages you just hold me
And I won't ever let you go
Wait for me to come home
Ser abandonado dói mas ele parece não desistir de tê-la de volta por nada

So you could fit me
Inside the necklace you got
When you were sixteen
Next to your heartbeat, where I should be
Keep it deep within your soul
É a onde ele deveria estar porque quem abandona, aparentemente, não se importa. Por isso ele também disse And if you hurt me
That's okay, baby

When I'm away
I will remember how you kissed me
Under the lamppost back on 6th Street
Hearing you whisper through the phone
Wait for me to come home
Quando ele tiver ido embora do orfanato, talvez? Ele sempre vai lembrar dela no telefone dizendo que voltaria pra levá-lo pra casa.

Ou talvez ela tenha morrido e "voltar pra casa" seja ele ir para o céu encontrá-la...

Ps: Albert, quero andar com você no recreio! ^^

1740 4 52
Albert Rocha escreveu:Bryan
Bryan Philpott escreveu: 4- Listen very closely to the song again, he does say that but it is under his breath and quiet.
Após ler essa resposta, fui checar vários vídeos da música, sendo cantada por diferentes pessoas, e notei que muitas utilizam realmente o that, no trecho, talvez buscando corrigir a letra original, mas algumas outras pessoas cantam sem o that.

Sem o that:

https://youtu.be/nSDgHBxUbVQ (a versão originalmente gravada por Ed Sheeran);
Listen even more closely, he does say that at 0:46/0:47!
Albert Rocha escreveu:https://youtu.be/tIA_vrBDC1g (Alejandro Manzano + Bea Miller)
They also say it here at 0:46!

It's just said so quietly so as not interrupt the meter/rhythm of the music.
Albert Rocha escreveu:5 - Bryan, sua resposta esclareceu perfeitamente a diferença entre stand e stand still. No entanto, não ficou claro ainda a diferença entre frozen e frozen still.
I elaborated using the example of standing since it is easier to visualize the emphasis that "still" can convey in that sense. I found an even more visual example for time freezing "still" in the 2002 movie "Clockstoppers": https://youtu.be/1cFyFvO56Sw?t=53

The relevant bits of the conversation:

Girl (0:55): So, your watch stops time?
Boy (0:57): No, look [at that bee]...it's moving...
...
Boy (1:31): [My dad] said something about it accelerating your molecules so fast the rest of the world would seem like it was standing still. I don't think time is stopped, I think we're just moving really fast.

The reason he uses the word "seems" there is because time is not actually completely, 100% still, it only seems like it! There's also a Star Trek TNG Episode called "Timescape" that has a similar premise, where time is moving so slowly it only appears to be frozen.

This is my reference for the difference between saying "time is frozen" (or "practically frozen"), and "time is frozen still". In this case and a few others like it, it is not solely emphatic, nor redundant, to add the word still.

All that said, it is true sometimes that adding still is just for emphasis, especially in figurative senses: "That lecture was so boring there were moments I thought time was standing still."

I guess I can't fully explain every situation when I would or wouldn't add still myself, but I hope that some of these examples are still helpful.

1740 4 52
Albert Rocha escreveu:Mas nessa parte quem está falando é a mãe, e não ele. Inclusive ele usa uma voz feminina ao cantar o trecho. Mas aí, surge uma confusão: se é ela quem "canta" nessa parte, ela não poderia ter dito "Wait for me to come home", pois foi ele quem saiu dessa vez!
One thing to note in general...this song is about a long-distance relationship between two young adults...not a relationship between a child and their parent. The singer is away from his girlfriend at the time this is being sung.

I don't think the higher pitch section (I'm not sure if it's actually falsetto, or just how his voice sounds when it's that high) is meant to represent anything in particular by being sung in a higher octave.

475 7
jessbrazil escreveu:So you can keep me
Inside the pocket of your ripped jeans
Holding me close until our eyes meet
And you won't ever be alone
Wait for me to come home

É como dizer: A "onde quer que você esteja (no mundo), espere eu poder cuidar de você pra você poder voltar pra casa e você nunca mais estará sozinha (no mundo)."
Essa interpretação ficou bem diferente das demais apresentadas aqui. Hum... me parece que "espere por minha volta pra casa" faz mais sentido, mas para isso, teríamos que desconsiderar a relação de abandono da mãe para o filho, que você enxergou na música.
jessbrazil escreveu:And if you hurt me
That's okay, baby

Only words bleed
Inside these pages you just hold me
And I won't ever let you go
Wait for me to come home
Ser abandonado dói mas ele parece não desistir de tê-la de volta por nada
Não seria essa música de homenagem à mãe, ou seja, uma música relembrando os velhos tempos de infância? Toda a sua abordagem da música considerou que ela se refere a um discurso de lamentação pelo abandono da mãe.
jessbrazil escreveu:Ps: Albert, quero andar com você no recreio! ^^
Isso é uma crítica velada?

475 7
Bryan Philpott escreveu: Listen even more closely, he does say that at 0:46/0:47!
They also say it here at 0:46!
It's just said so quietly so as not interrupt the meter/rhythm of the music.
Então, tudo bem! Eu, particularmente, não consegui escutar o that nessas duas gravações, mesmo escutando diversas vezes. Treinarei o ouvido e, com o passar dos anos, espero um dia conseguir escutar essa palavrinha ali no meio.
Bryan Philpott escreveu:This is my reference for the difference between saying "time is frozen" (or "practically frozen"), and "time is frozen still". In this case and a few others like it, it is not solely emphatic, nor redundant, to add the word still.
Dizer frozen pode não representar a paralização total, de fato, podendo ser apenas uma aparente paralização; Enquanto que frozen still dá ao ouvinte/leitor a certeza da paralização total, não restando nenhum movimento. Entendi corretamente?

475 7
Bryan Philpott escreveu:I don't think the higher pitch section (I'm not sure if it's actually falsetto, or just how his voice sounds when it's that high) is meant to represent anything in particular by being sung in a higher octave.
Eu acho que essa voz diferenciada se refere a "uma outra pessoa cantando", pois temos uma sequência de frases e citações diretas às mesmas, na música:

Frases da voz 1:

We keep this love in a photograph
We made these memories for ourserves

Citações da voz 2 sobre as frases da voz 1:

So you can keep me
Inside the pocket of your ripped jeans

47895 6 40 850
Hi Albert, I understand "quero andar com você no recreio", I think it was a sort of praise. That is, he would be in good company, I mean learning-related.

1740 4 52
Albert Rocha escreveu:Então, tudo bem! Eu, particularmente, não consegui escutar o that nessas duas gravações, mesmo escutando diversas vezes. Treinarei o ouvido e, com o passar dos anos, espero um dia conseguir escutar essa palavrinha ali no meio.
The second one (Alejandro Manzano) would be good to keep trying with, because you can actually watch his lips and his chin, and see him pronounce it, even though it is said so under the breath. If you slow down the Youtube playback speed to 0.25 or 0.5 you'd get an even better look at it.
Dizer frozen pode não representar a paralização total, de fato, podendo ser apenas uma aparente paralização; Enquanto que frozen still dá ao ouvinte/leitor a certeza da paralização total, não restando nenhum movimento. Entendi corretamente?
Yes, this is the right way to think about still, when it comes to physical motion. Though it's still common to add further intensifiers to it, when appropriate: "Keep absolutely still. Its vision is based on movement."
Eu acho que essa voz diferenciada se refere a "uma outra pessoa cantando", pois temos uma sequência de frases e citações diretas às mesmas, na música:
I see both of those lines as being said by the lover that is travelling and left their partner at home. The first verse is explaining how he sees the photograph as one place where their love is frozen in time, with them still together, and the second where he expects her to keep this photograph as a memento of that era, and the soothing effect he hopes it will have, until he's able to return home.

Also, the higher pitch voice is used again later in the song to say "you can fit me inside the necklace you got when you were sixteen", which is clearly the boy telling the girl to keep this photograph in her locket while he is traveling.

30 1
Não seria essa música de homenagem à mãe, ou seja, uma música relembrando os velhos tempos de infância? Toda a sua abordagem da música considerou que ela se refere a um discurso de lamentação pelo abandono da mãe.
Como a música pode pode homenagear alguém para quem você diz:
E você poderia me encaixar
Dentro do colar que você tem
Desde os dezesseis anos
Perto da batida do seu coração, onde eu deveria estar
Mantê-lo no fundo de sua alma

Deveria mas não está. Ele sabe que ela não se importa mais.
Por que você homenagearia a sua mãe sabendo que não está no coração dela?

30 1
PPAULO escreveu:Hi Albert, I understand "quero andar com você no recreio", I think it was a sort of praise. That is, he would be in good company, I mean learning-related.
Exatamente. E com você também!

475 7
jessbrazil escreveu:Por que você homenagearia a sua mãe sabendo que não está no coração dela?
É, você tem razão.
Eu andei acessando alguns sites americanos que tentam interpretar essa música e notei que até entre eles, falantes nativos da língua, a mensagem que essa música tenta passar é duvidosa. Alguns pensam que é de filho pra mãe, de filho pra vó, de namorado pra namorada e até de quem está indo para a guerra. Além disso, você agora me deixou incerto se ela realmente seria uma homenagem ou seria um desabafo de tristeza.

47895 6 40 850
Do not jump to conclusions so fast.
The song could well be inspired initially on his mother, and to praise her somehow, albeit - as I pointed out - could be thought as romantically (outside of the initial purpose).
I am not categorically claiming that, but it is a possibility, why not?

It reads "so you could fit me inside the collar you got when you were sixteen" (então você podia me encaixar no colar que você ganhou/conseguiu quando você tinha 16 anos).

The "next to your heartbeat, where I should be" (perto da batida de seu coração, onde eu deveria estar) may be interpreted at least in two ways.
One of them is "onde eu deveria estar" there is - should - we can think in the sense of possibility here. We can use should to say that something is probable because it is logical or normal.

Another possibility is that he - by design - has changed the song a bit just to make it seem more on the romantic side, a singer needs audience and cash, eventually.

Anyway, it can be both ways. Not a far-off possibility of being one or the other, to my thinking.

And thank you Jess, then we all are in good company here! :-)

47895 6 40 850
And Ed is a resourceful singer, he even brought up the jewelry thing to the music (his mother is a jewelry designer), and at the very least her creations and art might have gained some marketing and internet audience with that. :-)
The thing is, perhaps we will never know how it played and people might guess it for ages!

47895 6 40 850
Mas nessa parte quem está falando é a mãe, e não ele. Inclusive ele usa uma voz feminina ao cantar o trecho. Mas aí, surge uma confusão: se é ela quem "canta" nessa parte, ela não poderia ter dito "Wait for me to come home", pois foi ele quem saiu dessa vez!
Fair enough, Alberto. He makes that voice...so it could be him mimicking her voice somehow. In that case the translation would still hold, only changing "você nunca estará sozinha" by "...sozinho".

1740 4 52
Com certeza só tendo o texto não dá para tirar toda dúvida, mas o Ed já falou em vários lugares sobre essa música e o que deu luz a ela.

Aqui ele explica como tinha um namoro de ± um ano que ele deixou para fazer uma turnê, e como escreveu a música durante a turnê.

Porém aqui explica que você pode achar, corretamente, que se trata de qualquer pessoa de quem você sinta muita falta.

Enfim, como com qualquer outra música, pode interpretar do jeito que quiser, dentro de certos limites razoáveis...

MENSAGEM PATROCINADA Você sabe falar sobre situações no futuro em inglês? Faça o download do guia O Futuro em Inglês da English Live. Entre outras dicas você aprenderá as formas do futuro: afirmativa, interrogativa e negativa.

Download do Guia em PDF - Grátis!