Tradução de "I know she gets like this sometimes''

Avatar do usuário PPAULO 38685 6 32 676
Would be something that you don´t quite believe the other person is serious about, for example, that is, it´s something debatable as well.
In Portuguese something like "você acredita nisso?/você acha mesmo?" (indicating that I quite don´t think so, or that I am going to throw some reasoning that perhaps makes him/her change his/her mind.) In short, something with a ring of "eu t tenho minhas dúvidas/há controvérsias..."
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
PPAULO escreveu:Okay, after some more research, I think this could be translated like this:
"Do you, though" She said. "know her, I mean?"
"Não sei...tenho minhas dúvidas!... "quero dizer, que você a conhece."
OR "você acha (né)?."..."que a conhece, digo."

Similar to what happens with "is it though?", in which someone retorts to something just said that seems debatable:
http://www.urbandictionary.com/define.p ... 0though%3F


Em outra postarem você disse que o "do you" se referia ao verbo Know e na nova postagem você disse que significa: "Você acha", como você soube que era o verbo "think" e não outro verbo? Eu fiquei com dúvida, o "Do you" está se referindo a um verbo já citado antetiormente no discurso ou não? Tipo por que é estranho a negativa vir sem o verbo principal, então faria mais sentido se referir a um verbo já citado, mas aí você veio com o verbo "pensar" e me deixou com dúvida.
Avatar do usuário Marcio_Farias 12350 1 22 206
Leandro Farias escreveu:
PPAULO escreveu:OR "você acha (né)?."..."que a conhece, digo."

Similar to what happens with "is it though?", in which someone retorts to something just said that seems debatable:
http://www.urbandictionary.com/define.p ... 0though%3F

Em outra postarem você disse que o "do you" se referia ao verbo Know e na nova postagem você disse que significa: "Você acha", como você soube que era o verbo "think" e não outro verbo? Eu fiquei com dúvida, o "Do you" está se referindo a um verbo já citado antetiormente no discurso ou não? Tipo por que é estranho a negativa vir sem o verbo principal, então faria mais sentido se referir a um verbo já citado, mas aí você veio com o verbo "pensar" e me deixou com dúvida.

O caso pedia e, com muita dose de acerto, PPAULO traduziu "Do you know" para "Você acha" por intuição própria, tradução essa com que concordariam muitos outros tradutores e com a qual você, com o tempo e sem pestanejar muito, concordará também. Porque o verbo no texto inglês venha com a negativa não significa que não devamos traduzir o texto com uma conotação afirmativa.

Lembre-se que o que os falantes nativos de inglês muitas vezes dizem chorando nós dizemos rindo e vice-versa. Eles nem sempre rirão das mesmas piadas de que rimos; nem sempre acharão graça de nossos programas humorísticos, haja vista a fracassada tentativa da TV Globo de vender nos Estados Unidos alguns episódios de Chico Anísio dos quais os americanos acharam pouca ou nenhuma graça. Por falar nisso, eu chego a me perguntar por que achamos tão engraçados os programas e filmes humorísticos americanos?

De qualquer forma, tradução de uma língua para a outra envolve, também, traduzir cultura para cultura, e isso nós vamos assimilando com o tempo, com a prática, com boa vontade e disposição em entender as "coisas" pelo ponto de vista do receptor da tradução, ainda que para isso o tradutor tenha de se expor longamente à cultura-alvo no país do leitor-receptor.
Avatar do usuário PPAULO 38685 6 32 676
From your own excerpt:
Meditatively. “Do you, though?” she said. “Know her, I mean? I sometimes
Wonder if anyone does.”


As you see, it positively refers to "know" (her).

What I meant is that when one uses expressions such as "do you though." or "is it though?" is that it involves that notion that one has just said is doubtful (debatable), open to question. So, it equals to state "really? Do you think that? Do you think you know? (in this specific case we are dealing with).

So, it´s not a contradiction, it´s two different things here. Unless you are mentioning my very first guesswork; but then I was in the dark at the time. As you see Marcio´s gut feelings were right. It comes with experience.

I hope it has clarified the matter further. ;-)
PPAULO escreveu:From your own excerpt:
Meditatively. “Do you, though?” she said. “Know her, I mean? I sometimes
Wonder if anyone does.”


As you see, it positively refers to "know" (her).

What I meant is that when one uses expressions such as "do you though." or "is it though?" is that it involves that notion that one has just said is doubtful (debatable), open to question. So, it equals to state "really? Do you think that? Do you think you know? (in this specific case we are dealing with).

So, it´s not a contradiction, it´s two different things here. Unless you are mentioning my very first guesswork; but then I was in the dark at the time. As you see Marcio´s gut feelings were right. It comes with experience.

I hope it has clarified the matter further. ;-)


Eu me perdi! Então o "do you" se refere ao verbo know já falado nas falas anteriores ou ao verbo "know" que vem em seguida, quando a personagem acrescenta? Você também fala: tais expressões como: do you though, isso é uma expressao? Eu pensei que fosse apenas uma construção que a personagem fez

Obs: me desculpe pelo trabalho, tenho dificuldades para aprender as coisas, tanto quando as pessoas falam ou quando escrevem. Desculpe mesmo.
Avatar do usuário PPAULO 38685 6 32 676
It´s a valid and relevant question. In fact it refers to was said afterwards, only that the flow of the sentences "went in reverse", which is something that happens in Portuguese as well.
By chance, it also applies to the "know" that had been said before, but that doesn´t necessarily happens with all cases of "do you, though?"
And I might have not expressed myself well, it isn´t really an expression, but "a way of speaking" (a way they talk in more casual situations).
Let´s think of it as a device used when we learn about something that is debatable or open to question.
PPAULO escreveu:It´s a valid and relevant question. In fact it refers to was said afterwards, only that the flow of the sentences "went in reverse", which is something that happens in Portuguese as well.
By chance, it also applies to the "know" that had been said before, but that doesn´t necessarily happens with all cases of "do you, though?"
And I might have not expressed myself well, it isn´t really an expression, but "a way of speaking" (a way they talk in more casual situations).
Let´s think of it as a device used when we learn about something that is debatable or open to question.


Deixa eu ver se eu entendi: a resposta da personagem "Do you, though?"she said. "Know her, I mean?" Foi um espécie de questionamento à afirmação que o outro personagem fez: "Well, because I know you mom", é isso(1)?
Então a resposta dela seria algo como: "você realmente a conhece?" ou "será que a você a conhece, digo(2)?
Avatar do usuário PPAULO 38685 6 32 676
Yes.