Uma criança aprender inglês atrapalha o aprendizado do português?

70
Uma pessoa me contou que tirou o filho de 4 anos do inglês por que uma médica havia dito a ela que estava atrapalhando ele aprender o português (língua nativa).

Isso é verdade? Acontece?
1 resposta
Resposta aceita
13285 22 284
Olá DEADPOOL 2020.

Alguns esclarecimentos antes de responder a sua pergunta.

Cada criança é única e especial. Não temos detalhes sobre como é esse menino e quais as influências de seu meio. Porém, se a médica emitiu tal orientação devemos respeitá-la, da mesma forma que o pai, a mãe ou o responsável pode encaminhar o garoto a outro especialista para ouvir outra opinião. O ideal é que façam isso em consenso. Se um deles não quiser levar o filho a tal especialista, é importante convencer a outra parte do motivo, dizendo que tal consulta será benéfica para a criança conhecer a si mesma e nós podermos ajudá-la com suas habilidades cognitivas e sociais. Se necessário, envolver os membros mais experientes da família.

Agora vamos as respostas.

Todo o processo de ensino-aprendizagem é marcado por nuances ou ruídos. Ou seja, o pai ou a mãe não entende a maneira como a criança aprende ou se comunica; e isso inclui o professor e o cuidador. É muito importante ficarmos atentos na forma como a criança é exposta a outro idioma. Não deve haver cobrança exagerada. O pai ou a mãe quer que ele seja bilíngue, mas o filho não quer.

Essa realidade é muito comum em famílias, onde o pai, a mãe ou o responsável não tem um hábito direcionado ao estudo de algo novo. Se um desses personagens delega mais do que propriamente estudar, então o bilinguarismo será algo difícil de ser alcançado.

Outro aspecto envolve a exigência dos pais. Por mais que alguns relutem em deixar o smartphone nas mãos da criança, é nosso dever lembrá-los que cedo ou tarde a criança será exposta a um perigo. O que podemos fazer é configurar o aparelho para que tal distração não ocorra. Outros, pelo contrário, insistem em trabalhar com o sistema de presentes ou mesadas, sendo que é tão mais fácil convidá-la a fazer a aula de um idioma com a música que gosta. Isso é apenas um exemplo.

Se a criança tem problemas em aprender um idioma, assim como outro conteúdo, temos que fazer o trabalho de detetive e encontrar a causa. Por que há crianças que não têm problemas em aprender o idioma e outras têm?

Isso pode estar associado a forma como os pais ou responsáveis se comunicam com o filho. Os jargões utilizados. A cobrança. O método de estudo. O fato da criança dormir tarde. Temos que ser o Sherlock Holmes da educação.

O ideal para a criança bilíngue é a comunicação. Quanto mais ela se comunicar no meio em que vive, com amigos e conhecidos também, mais ela ficará apta a dialogar. O processo de mistura de palavras é natural. O que pode atrapalhar é a forma como a criança é corrigida. Muitas vezes, ela nem é corrigida por um simples ato de distração.

Agora com a pandemia de covid-19, eu enxergo nisso uma facilidade para os pais, mãe ou responsáveis organizarem encontros virtuais onde o inglês ou outro idioma em estudo sejam trabalhados. Aqueles que possuem dificuldades financeiras ou tempo para acompanhar o estudo do filho, o ideal é apresentá-lo a uma plataforma de ensino ou vídeos educativos com conteúdo dinâmico.

O pai, a mãe ou o responsável deve assistir o vídeo na íntegra. Não é apenas pegar conselho do médico ou do professor e dizer: Taí, pronto, vá estudar. Não, eles devem dar o exemplo, assistir o vídeo e se não o compreenderem direito, questionar um especialista no assunto para que depois eles possam fazer a revisão do conteúdo com o filho adequadamente.

É um processo de formiguinha. Complexo, estou ciente! :)
Mas que no final gera resultados surpreendentes, muitas vezes, além de nossas expectativas.

Para entender melhor o assunto, recomendo que leia este artigo.

Espero ter ajudado um pouco.

Att. Ricardo.
Cambly Brasil - Mensagem Patrocinada Você tem medo de falar inglês? - Se você já estudou inglês mas ainda se sente inseguro(a) saiba que o primeiro passo é se expor ao idioma. Converse grátis por 15 minutos com um professor de inglês nativo, você vai se surpreender o quanto isso pode fazer a diferença.

Começar agora!