Você pensa em português quando fala inglês?

Olá pessoal,

Minha dúvida é exatamente o que está no título do tópico.

Olhando por aí eu vi, ouvi, e li pessoas dizendo que para se falar bem inglês, não podemos pensar em português na hora de falar.

Quando eu comecei a estudar inglês era inevitável falar inglês sem pensar no português. Hoje, com um pouco mais de prática, falo inglês (razoável) sem pensar em português, porém as vezes eu acabo "travando" e o português vem a minha mente. O mesmo acontece quando vejo filmes. Assisto em inglês, consigo raciocinar em inglês, mas o português insiste em aparecer.

Isso acontece com vocês?

---Off
Bem, conheço o EE desde o ano passado. Passava por aqui as vezes mas nunca tinha me registrado, só fazia uma visita e aprendia um pouco mais com as dicas daqui hehe. Como estou mais motivo a aprender inglês resolvi me registrar e cá estou fazendo minha primeira pergunta para atormentá-los.

Bye. d:)
darlandrade,
Esse é o maior desafio de qualquer estudante de inglês, pensar em inglês. Também estou lutando para não traduzir o inglês que eu leio ou ouço. Mas, com o tempo e a prática, acho que fica mais fácil.
Good luck!
MENSAGEM PATROCINADA Você sabe como está o seu nível de inglês? Teste agora GRÁTIS em apenas alguns minutos.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
Avatar do usuário Donay Mendonça 45285 21 69 1022
Com a prática(falar e ouvir bastante), o português deixa de ser um entrave e você se expressa naturalmente(com uma velocidade boa/ideal).

Não faz mal usar o português para aprender. Se você conversar o suficiente em inglês, vai acabar acelerando de qualquer forma.


O treino(fala) do inglês em situações reais é fundamental, quem fica só na teoria pensa mais em português. Quem não fica, aprende.
Eu não penso em português, falo direto em Inglês, mas eu não falo Inglês correto, eu falo um pouco rápido, mas cometo muitos erros na gramática e pronuncia, eu sei disso, pois já conversei com um britânico, e ele falou isso. Um erro que cometo muito segundo ele, eu tenho mania de colocar sons de i no final de palavras como keep, take, speak, e esse som não tem em Inglês. Isso é o que preciso melhorar.
Olá! Boa pergunta! Todo estudante de inglês sente essa dificuldade no inicio, comigo não foi diferente. Sugiro que você tente sempre pensar em inglês e tente fazer isso o dia inteiro, evitar pensar em português acelera o processo de aprendizado da língua, procure assistir filmes, seriados em inglês. Outra dica para passar a pensar em inglês é assistir o mesmo filme várias vezes em inglês alternando "com legenda " e "sem legenda", logo você começará a entender o que os personagens estão falando e tente acompanhar a fala deles só com o pensamento, vai treinar bastante a ausculta e treinará o cérebro para pensar em inglês, também é necessário estudar gramática para não aprender errado. Aprendi inglês assim.
É exatamente o que acontece comigo. Mas já foi bem pior, rsrs. Eu acho que só o treino mesmo vai nos fazer chegar nesse estágio de apenas pensar em inglês. ;)
Acho que duas coisas aliadas ajudam nesse processo de "não pensar em português enquanto fala em inglês".
Primeiramente, acredito que é importante tentar abandonar dicionários de tradução, e procurar dicionários de definição, em inglês mesmo. Eu uso quase que diariamente o http://www.learnersdictionary.com/, acho excelente. Ter as definições em inglês ajuda a construir o pensamento utilizando o idioma. Dicionários como o Google Tradutor apenas em último caso!!
A segunda coisa é praticar. Aprendemos na base da repetição... assim, se você fala bastante, aquilo passa a se tornar natural para o seu cérebro (raciocínio). Na empresa onde trabalho começamos a fazer um "English Mode". Todo dia, de 9 às 10, e de 14 às 15, conversamos apenas em inglês (exceto quando estamos em ligações telefônicas, claro). Eu que não tinha ninguém para praticar comigo, estou achando um barato... a hora do English Mode acabou sendo a hora mais divertida no escritório! Posso afirmar pra vocês que isso já me ajudou bastante (mesma coisa que o meu chefe falou hoje). O que eu percebi é que a utilização fluida da linguagem (diferente do que acontece na escrita) obriga a gente a se expressar sem parar muito pra pensar, de maneira natural, que acredito que é o ideal (pelo menos na minha noção de fluência).

Abraços!
Avatar do usuário Marcio_Farias 12280 1 21 206
Acho que o meu primeiro "teste de fogo" aconteceu por volta de 1977, quando meu chefe me pediu que ligasse pra o gerente de uma fábrica de serras em Fitchburg, Massachusetts.

Eu cheguei a gaguejar no telefone.

Eu: "Hello. This is D. Rodrigues... we'd like to... to know about our order No. XXX..."
Gerente: (Depois de alguns segundos) "Your order was sent by sea on June XX."

Apesar da gagueira (e das reticências), me impressionou o fato de o gerente americano me dar, em inglês rápido mas claro, a informação em poucos segundos, numa época em que os escritórios não tinham computadores pessoais e a comunicação por carta imperava.
Realmente, no começo, é praticamente inevitável se pensar em português o que se fala em inglês. Porém, um amigo me ensinou uma técnica muito boa contra esse "vício". Por exemplo, quando digo uma frase, tipo "The girl is skating", eu tento imaginar a imagem de uma garota patinando. Ou seja, eu procuro associar a(s) palavra(s) em inglês com uma imagem ou ação. A mente se ocupa fazendo a associação palavra(s) X imagem/ação e esquece a tradução... quando se percebe, já foi.
No começo encontrei um pouco de dificuldade, mas passado algum tempo meu cérebro foi se acostumando.

#ficaadica
MENSAGEM PATROCINADA Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo patamar.

Clique aqui para conhecer o curso!
Gostei das respostas, o jeito mesmo é ver mais filmes e seriados.

d:)