"There + to be" costuma ser omitido em inglês?

Avatar do usuário Albert Rocha 330 4
Durante a leitura de um livro, notei que estes dois trechos abaixo tinham algo em comum: a omissão do "there was/were" nas suas respectivas partes.

"Then we came to an enormous room, which was very badly-lit. Every few metres, (X) white glass balls hung from the ceiling - many of them broken - which suggested that the place had had electric lighting."

"Then the match burned down to my fingers and fell, (X) a moving red spot in the darkness."


Isso é comum em inglês? Para um fluente, essa ausência é percebida?

WELLS, H.G. The Time Machine. Penguin Readers Level 4. Pearson Education, 2008, p. 47 e 38.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário PPAULO 40635 6 32 709
To my thinking, it´s a not too much formal English, so they drop the words that one could understand. A kind of "assumed" (implicit) meaning that comes from reading from the context.
In a certain way, we could think of that as a "reporting of dialogue in a story", sort of. In such cases, it´s acceptable to drop words in this way. It´s common with "novels" as well.
Only don´t expect your teacher (or most teachers) to agree with that in classes, they assume that you will learn such things in the streets and in practice.
It´s some knowledge and particularities of English that you learn on the side...

You can see some theories in the following discussion about it:

https://english.stackexchange.com/questions/66972/why-is-the-subject-omitted-in-sentences-like-thought-youd-never-ask
Avatar do usuário Albert Rocha 330 4
PPaulo, então isso não é algo comum e soaria informal? Fico triste porque encontrei esses dois textos justamente num livro paradidático de inglês, da editora Pearson. Nessa série de livros, eles publicam versões menores de livros já existentes, utilizando uma linguagem mais acessível aos estudantes de inglês, separada por níveis.

Eu, particularmente, sofri bastante para entender esses dois trechos, pois sempre tinha a sensação de estar faltando algo. Se isso é uma maneira "errada" de se escrever, não deveriam ter usado a mesma em livros com esse fim. Estou sendo muito rigoroso ou interpretei errado a sua resposta?
Avatar do usuário PPAULO 40635 6 32 709
No nível 4 eu acho que eles assumiram já era possível para o leitor "sacar", por associação ou algum critério análogo. Mas é apenas uma teoria minha aqui, não sou da área, estou apenas no reino da suposição.
Não vou dizer que é errado, talvez outras editoras façam diferente, ou não, também não sei até qual nível vai os livros da Pearson (or Pearson/Penguin - pelo que vi na sua informação acima). Se o 4 for perto do último, ou penúltimo nível então poderia se justificar.
Talvez eu não seja a pessoa certa para te responder, a única vez que fiz um curso de inglês foi um de um ano conversation. A gramática era bem menos, porém tópicos mais avançados e de forma intensiva, compacta.
Quando eu lia algum livro tipo "novel" (a little reading on the side, on my part), e trazia um pouco da forma dos diálogos, era desencorajado a fazê-lo.

Por exemplo, is that your father? é o ensinado, e that’s your father? (statement as a question) desencorajado, mas existe (vai com o contexto e a entonação).
Porém, não é coisa que se diga na frente de crianças... E iniciantes no aprendizado de inglês. :-)

Hoje em dia eu não sei se ainda é assim, faz bastante tempo isso, mas entendo o porquê, é como na auto-escola eles tem que ensinar o certo. Há coisas que alguém experiente vai fazer e o iniciante acha que fará certo e bam! Há fases pra tudo, não se deve "pular" etapas...

De qualquer forma não penso que o caso seja de certo vs errado, e sim de que cedo ou tarde o aluno vai encontrar isso pela frente, é o inglês, ele é dinâmico. Mas se o tempo urge então o tutor/professor tem que focar no formal e didático (ainda que você ao encontrar alguém do outro lado de uma sala de "chat" possa dizer que seu inglês é "bookish").
Em outras palavras: acho que é melhor você ter encontrado essa situação em que teve a sensação de que faltava algo (mas acabou preenchendo a lacuna), do que ficar efetivamente essa lacuna (sem ao menos saber que existia). Mas recomendo não tentar emular isso em sua redação, enquanto não dominar isso ou passar pelas técnicas de redação (em inglês).
Assim, não tenho como julgar o livro ou processo decisório da editora, apenas tentei explicar (nem é justificar aqui) que isso acontece.
Talvez outros alunos não se deparem com esse tipo de "fenômeno" (por que o seu material didático e de leitura é outro - voltado para concursos, ou mais formal por exemplo), outros "mais curiosos" irão encontrar essa situação mais cedo, e outros não vão se dar conta do processo.
Avatar do usuário PPAULO 40635 6 32 709
De qualquer forma foi ótimo você dividir isso conosco, com todos. Isto será útil para outros alunos nesse nível. Assim eles poderão decidir se essa particularidade é incômoda na fase em que estão (ou postergar pois pode estar atrapalhando), ou se é interessante para eles.
E pode até ser útil para professores/tutores auxiliarem nas decisões de material didático junto aos seus alunos.
Avatar do usuário Albert Rocha 330 4
PPAULO, entrei em contato com a editora, questionando esses pontos, e ela me mandou as justificativas detalhadas (Cada dia fico mais fã dessa editora! :D):

Olá Albert,

De acordo com nossa consultora acadêmica que cuidou de sua solicitação:

"Não há nenhum erro, na verdade.

O primeiro caso trata-se de um aposto (apposition). O trecho "a moving red spot " é apenas uma referência ao palito de fósforo em brasa caindo no chão. Se acrescentarmos "there was" nesse ponto, o trecho não fará mais referência ao palito de fósforo em brasa. Vai parecer que surgiu um outro elemento nesse momento da história, e ficará faltando mencionar ONDE havia esse ponto vermelho em movimento..

No segundo caso, também não há erro. "White glass balls" é sujeito do verbo HUNG. Bolas brancas de vidro PENDIAM do teto - muitas delas quebradas. Se acrescentarmos "there were" no ponto sugerido, o verbo hang, que está no passado, deverá ir para o gerúndio (hanging), para que a sentença faça sentido."

Obrigado por seu contato e conte conosco.

Fernando Morais

English Language Teaching Specialist

Pearson Brazil
Avatar do usuário PPAULO 40635 6 32 709
We live and we learn...
Thanks for sharing knowledge and bringing up such an interesting topic. There are times in which we pass along knowledge and times we learn something new.
That´s indeed the beauty of studying English!
And yes, it was very kind of them to answer your question with such richness of detail and information on the subject. Count one more fan of them!