To Make x To Do: Como utilizar

Quando usar to make e to do? Alguém sabe me explicar a regra?

Obrigada.

Anúncio Descubra seu nível de inglês em 15 minutos! - Converse grátis por 15 minutos com um professor e verifique como está o seu inglês.

Começar agora!
2 respostas
  Resposta mais votada
1 23 214
Em princípio, make e do funcionam como verbos auxiliares. O verbo de uso geral do tem muitas utilizades. Poderíamos chamá-lo de o "bombril" da língua inglesa. No pódio das utilidades o make vem logo atrás. Um e outro têm usos diversos.

Empregamos o do:

1. para sinalizar ações indefinidas

Ao do recorremos quando nos referimos a uma atividade ou ação de forma geral. Empregamo-lo, por exemplo, com palavras como thing, something, nothing, anything, what.

At the meeting Charles did a very strange thing: he peed on the meeting table (Não "... made a very strange thing...")
Don't just stand around. Do something! (Não "... make something")
All day long Márcio Osório did nothing but slouch around the house (Não "... made nothing..."
What will Charles and Márcio Osório do?

2. para assuntos relacionados ao trabalho, no ambiente do trabalho etc.

Humberto and Roberta told their boss that they would not do any work today. (Não "... make any work")
Please instruct Humberto, Roberta, Charles and Márcio Osório to do the accounts before they leave work. (Não "... make the accounts")
Last year I did (= studied) Brazilian Portuguese, Ethiopian and Hindi all at the same school. (Não "... made Brazilian...")
Have the kids done their homework? (Not "... made their homework")
Gumercindo does the talking and Bromilda does the walking. (Não "... makes the talking...")
Ask Márcio Osório to do (=wash) the dishes. (Não "... make the dishes")

No sentido de construir, criar, fazer com ingredientes ou ferramentas à mão ou não, aí, sim, usamos make:

Charles's mother-in-law made several tasty cupcakes. (Não "... did several tasty...") Se usássemos did aqui, daríamos/teríamos a impressão de que a nora de Charles teria comido -- e não feito ou preparado -- os bolinhos de bacia. E acabaríamos taxando-a de gulosa.)
Karl von Rundstedt, Deusdedith's brother, made a big boat. (Não "... did a big boat".) Se aqui empregássemos did, estaríamos implicando que Karl teria, na pior das hipóteses, se apossado do barco como só um pirata faria. Na melhor das hipóteses, acharíamos ou pensaríamos que Karl teria consertado, reformado, pintado um [grande] barco.)

Doutra forma, empregamos make em expressões fixas ou idiomáticas tais como: make war, make love, make the most of (=aproveitar o máximo possível de). Empregá-las com do, aqui, poderia deixar um falante nativo de sobrancelhas levantadas. No mínimo, intrigado e se perguntando porque não aprendemos bem nossas lições de inglês. ;)
Anúncio Cambly Gostou da dica? Agora é hora de praticar!

Utilizar o inglês em interações reais levará você à fluência mais rápido. Pensando nisso, o nosso parceiro está oferecendo 15 minutos de aula grátis, não perca essa oportunidade. O link abaixo ativa o cupom!

Cupom: 15 minutos de aula Grátis!
22 102 1.5k
Olá Elaine,

Como complemento eu diria que não há uma regra segura e ampla o suficiente para todos os casos onde se usa "do" ou "make",o mais aconselhável é aprender com o convívio com o idioma.As explicações do Márcio são muito boas,veja alguns exercícios:

exercicio-do-x-make-3-t5958.html
make-x-do-2-t5655.html

Bons estudos!
Ainda precisa de ajuda? Confira algumas opções:
  1. Clique no botão "Responder" (abaixo) e faça sua pergunta sobre este assunto;
  2. Faça uma nova pergunta;
  3. Converse grátis com um professor nativo por 15 minutos: Saiba como!