Bebida alcoólica ajuda a falar inglês no exterior

André Lima 770 3 20
Eu sempre fui um ávido apreciador de bebidas alcoólicas, principalmente de cervejas artesanais. Mas, por diversos motivos, eu parei de beber a pouco mais de um ano. No entanto em viagem recente ao exterior, percebi que alguns poucos copos de cerveja me ajudavam a perder a timidez e falar com menos medo de errar.

Eis que me deparo com o artigo Alcohol Improves Your Foreign Language Skills, Says New Study, falando de uma pesquisa que confirma a minha sensação durante a viagem.

Segundo o artigo da Condé Nast Traveler o estudo publicado pelo Journal of Psychopharmacology, realizado por pesquisadores da University of Liverpool, Maastricht University e King's College London, mostra que a habilidade de pessoas bilíngues falar o segundo idioma aumenta depois de consumirem uma pequena dose de bebida alcoólica.

Particularmente, de alguma forma no meu subconsciente, eu sempre soube disso e esse foi um dos motivos que me levaram começar a beber na minha adolescência. Acredito que esse estudo científico seja uma bela desculpa para quem já estava com vontade de beber.

Mas não vá se animado muito. O Dr. Fritz Renner da Maastricht University deixa bem claro: "É importante destacar que os participantes do estudo consumiram uma dose pequena de álcool". Então nada de encher a cara, principalmente no exterior.

Alguém mais teve alguma experiência de usar a bebida alcoólica para ajudar falar melhor inglês?
MENSAGEM PATROCINADA Você sabe o que é o infinitivo? Tudo que fazemos e falamos em inglês depende desse tempo verbal. É ele quem dita as regras do jogo no idioma. Baixe o Guia Grátis da English Live e aprenda sobre o Infinitivo em inglês.

Clique aqui e saiba como baixar!
3 respostas
Ordenar por: Data

Resposta aceita Resposta aceita
Donay Mendonça 58045 22 97 1386
Não só bebida alcoólica, mas estimulantes em geral, como café, Coca Cola e energéticos ajudam a ter uma vontade extra de se comunicar (falar inglês se inclui nessa categoria).

Eu sinto uma melhora considerável na disposição para falar e trabalhar depois que tomo café ou Coca Cola. Mas não bebo nada alcoólico. Nunca o fiz.

No caso do café e da Coca Cola, você se mantém totalmente consciente do que diz e faz. No caso da bebida alcoólica, não. E isso é ruim.

Mas, em todo caso, achei a iniciativa de escrever sobre o assunto bastante válida.

Keep up the good work!

PPAULO 47175 6 39 833
Ha ha! I would say it might break the ice and be instrumental to the learning of English, it gets you way more interactive! :-)

Just kidding, this time. But there´s a grain of truth in every joke! :-)

To the newbie: be sure to get a friend to the party when you go out to drink some, it might leave you more interactive but don´t throw caution to the window and get a traffic ticket.

It worth pointing this out, because we like to overdo when we read or listen to someone saying that drinking is good to health... To help warming in cold days, to celebrate when our team wins, and so and on.

PPAULO 47175 6 39 833
Indeed it might be about companionship, say, to be or to feel part of a group or the world. In Rio you can talk about soccer, soccer is an ice-breaker, to talk about the wheater in London is an opening to a conversation.
So, the drinking study indeed points to another fact, it is indeed about our gregarious spirit. The same would happen with food, for the sake of illustration. Eating is something that we do around a table to socialize, and most of the time we do it with people we like (or at least have an affinity with).
It´s a time to converse, update about our status and the others, how people are doing, living, etc.
Outdoor activities, traveling, sailing, etc would do the same to us; I mean, particularly with family or friends around. But then, we also make friends in the process of doing such activities as well.