EE Podcast 1: Projeto Piloto

Hi, people!

I've just listened to the poscast 1. Congratulations Alessandro and Adir!!!

Pronunciation is such a challenging aim for English students, isn't it?

O Prof. Adir citou exemplos de palavras com variações de pronúncia no inglês americano e no britânico. Como na língua portuguesa, também há diferenças enormes de pronúncia. Basta lembrarmos do "sotaque" dos gaúchos, nordestinos, cariocas "da gema", and so on...
My questions are: Para nós estrangeiros (não só brasileiros) que aprendemos inglês, qual deve ser o objetivo em relação a aquisição de pronúncia na língua inglesa? Devemos escolher uma pronúncia (britânica, americana, australiana, canadense, etc.) ou será que podemos "assumir" que somos estrangeiros e não ficarmos preocupados com a pronúncia ideal?
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Flavia.lm 3885 1 9 86
Oi Jeane

Sua pergunta é a pergunta de muita gente aqui. Eu, por exemplo, iniciei meus estudos numa escola de inglês americano, e sempre achei "estranho" o inglês britânico. Hoje em dia, tenho muito contato com europeus, e estudo numa escola de inglês britânico! Aprendi a admirar a beleza do inglês britânico, e posso te dizer que me fez muito bem pro meu ouvido aprender a entender esse "outro inglês". Minha pronúncia ainda é mais "americanizada", e eu acho que vai ser difícil mudar isso (e nem tenho motivo para querer mudar). Mas, por fim, respondendo a sua pergunta: A não ser que vc tenha o propósito específico de falar inglês "australiano" pq vai trabalhar pra uma empresa de lá, ou então inglês "irlandês" pq pretende morar um dia na Irlanda, eu acho que o importante pra nós, brasileiros, é uma pronúncia clara e que seja entendível em qualquer parte do planeta, e isso só vai ser possível se nos acostumarmos a ouvir todas elas...

O assunto em questão foi discutido no artigo a seguir, vale a pena dar uma olhada nos comentários:
https://www.englishexperts.com.br/1 ... m-sotaque/

À propósito, ninguém ainda respondeu o primeiro comentário postado lá, do Henry Cunha "Mas, se existe tal coisa, quais seriam as características do “sotaque brasileiro em inglês”?"

Complicado responder isso. Talvez o que o Adir comentou no podcast tenha um pouco a ver: nosso maior problema não é sotaque, mas sim a mania de falar inglês com a mesma entonação que o português (à propósito, é daí que vem a facilidade de identificarmos um brasileiro falando inglês em meio à outras pessoas de outras nacionalidades).

Vamos ver o que os demais colegas falarão a respeito.
Hello, Flavia!

Thanks a lot for your comments.

Também desejo que mais participantes do EE se manifestem a respeito. É um assunto pertinente...
Percebo que no início do aprendizado do inglês, muitos alunos começam a se sentir constrangidos por não conseguirem articular as palavras da forma que eles escutam seus professores as pronunciando. Muitas vezes isso leva a um bloqueio. Conheço um monte de gente que já tentou aprender inglês e desistiu por esse motivo.
Também já tive a oportunidade de conversar com estrangeiros (japoneses, chineses, uzbequistaneses, italianos) e notei que eles adquirem um vasto vocabulário, mas pronunciam as palavras com os movimentos de articulação que estão acostumados em suas línguas maternas. E eles se comunicam muito bem, viajam pelo mundo a negócios e a passeio. Parecem não se preocupar com o que vão achar do inglês deles.
No Brasil, quando um estrangeiro fala o português com sotaque carregado de sua língua materna, nós somos compreensivos e até achamos natural eles falarem assim. Afinal, a fama que fazemos da nossa língua portuguesa é a de que ela é muito difícil. Porém, nos sentimos na obrigação de falar inglês como um britânico ou um americano falam para que eles não concluam: "com essa pronúncia, só pode ser brasileiro".
Dentro de nosso país, acontece isso entre nós mesmos quando, por exemplo, satirizamos o sotaque de pessoas de uma determinada região, como o nordeste ou o sul.
Concordo contigo, Flavia, quando disseste que é necessário ter uma pronúncia entendível, mas acho que é um peso para muitos alunos, principalmente para iniciantes, essa questão da pronúncia "correta, perfeita".
Só para concluir, simplesmente adoro as dicas de pronunciation do EE e procuro seguí-las. Será que é por que gosto muito de inglês ou por que sou brasileira com todas as características citadas acima?
Eu sempre tive medo de falar, de escrever.. enfim de transmitir qualquer comunicação em inglês.
Por que sempre erro, natural pra mim :P Mas continuo tentando.

O dia em que decidi deixar de lado a vergonha e me libertar no inglês foi até engraçado, aproveitando a situação vou compartilhar com vocês ^^ :
Estava eu, um belo dia, conversando com um amigo nativo do inglês no msn, quando ele falou "É muito engraçado falar com você, você fala tudo certinho. Ninguém fala assim!"
E riu mt da minha cara ¬¬

Pois, é. Sei que é importante falar corretamente, mas a gente não deve se prender a isso! Você tem q ser inteligivel, e não ter medo de seguir em frente, com o tempo a gente vai se corrigindo e aprendendo, mas não temos que nos martirizar por isso! Lembra quando você era criança e falava tudo enrolado? Você ficou incessantemente tentando arrumar tudinho e falar corretamente? Isso a gente aprende com o tempo e com o costume.
Faça o que pode, tente aprender, tente corrigir seus erros! Mas definitivamente, faça disso um aprendizado e não um obstáculo!


Eu? Hummm... sou paulistana, mas sou quase uma baianinha (sem ofensas) falando inglês... coloco acento em todas as palavras e falo moooooole :P
ashausahsuashausha

Um dia eu aprendo a fazer corretamente a linguinha do "Th sound" :lol:



vlw pessoas!
Keep practicing
Avatar do usuário Alessandro 2970 3 9 71
Jeane,

A sua pergunta foi respondida no Podcast 02 do English Experts.

https://www.englishexperts.com.br/0 ... ontinuous/

Espero que goste!